Tempo de leitura: < 1 minuto

Na visita a Itabuna, nesta sexta, 13, Jaques Wagner falou sobre quase tudo, do descaso de Fernando Gomes com a saúde as medidas tomadas pelo governo para a assistência às vítimas da dengue em Itabuna e investimentos programados para a cidade e o sul da Bahia.
O quase fica por conta de dois temas que ou não seriam convenientes para o momento (na ótica do governador) ou lhe são espinhosos mesmo: a nomeação de Walter Pinheiro para o seu secretariado (“desse assunto não vou tratar aqui”) e o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima.

Uma resposta

  1. Wagner só gosta de “bater em cachorro morto”, …!!!
    O Geddel ainda pode “mordê-lo”, …, mais ainda, …!!!
    Para isso ninguém é bobo, …!!!

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.