Tempo de leitura: < 1 minuto

Laudo da polícia técnica baiana descartou a possibilidade de morte por envenenamento do vice-prefeito e candidato a prefeito de Arataca, Rozano Sá (PT), 39 anos.

De acordo com o Diário Bahia, os exames feitos apontaram que a causa da morte do político tido como favorito na disputa no município baiano foi mesmo infarto.

Rozano morreu no dia 4 de agosto, momentos após participar de uma atividade de campanha. Ele ainda foi encaminhado ao hospital de Camacan, mas não resistiu e morreu.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.