Tempo de leitura: < 1 minuto

O jovem Rafael Silva, 20 anos, foi baleado na manhã desta quinta-feira, 1º, dentro do Colégio Antônio Carlos Magalhães, no bairro da Mangabinha, em Itabuna.

Segundo uma professora, Rafael é ex-estudante do estabelecimento de ensino e estava visitando os antigos colegas, quando foi atingido pelos tiros. O rapaz tem envolvimento com o tráfico de drogas e os atiradores fazem parte de uma gangue rival.

A informação é de que quatro tiros foram disparados, sendo que dois atingiram o jovem. Ele foi levado pelo Samu para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães e não corre risco de morte.

A professora ouvida pelo PIMENTA diz que a mãe de Rafael Silva o tirou de Itabuna há dois anos, em função das ameaças de morte que o jovem recebia. Rafael estava morando em São Paulo.

3 respostas

  1. Itabuna está necessitando, com urgência, de Centros Vocacionais, além de Escolas Técnicas, ou coisa que o valha, …!!!

    Brincando nós não iremos sair desta situação, …!!!

    Estas providência já deveriam ter sido tomadas há tempo, …!!!

  2. É nesse clima que exigem desempenho dez dos professores da escola pública. Será que é simples trabalhar num ambiente cuja segurança lembra a faixa de Gaza? E tome professores apavorados e achincalhados pela inocência de nossos meninos aliciados pelo tráfico de drogas que já é o poder.

    Parabéns aos governantes, nobres legisladores e aos operadores do sistema por não fazerem nada para elevar a dignidade humana nesse país. O que se ouve é que o homem tem índole violenta e que os números da violência estão compatíveis com o número de habitantes da cidade.

    Lastimável!!!

  3. não consigo entender como auguem é gerente de qualidade de um produto ,faz propaganda para o publico se dizendo preparado e qualificado(a) mas ele(a) mesmo não consome do produto que vende ,que estranho hein !

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.