Paciente com coronavírus foi infectado fora da Bahia, segundo Sesau
Tempo de leitura: < 1 minuto

O segundo caso que testou positivo para coronavírus em Ilhéus foi infectado fora da Bahia, de acordo com a Vigilância Epidemiológica do município. O homem participou de treinamento em outro estado e começou a sentir os sintomas da covid-19 quando ainda retornava para o sul da Bahia. Ao chegar a Ilhéus, logo procurou a rede de saúde para fazer testagem.

O homem estava tossindo e com dor de garganta. “Pelo histórico de contato e sintomas, foi realizada a testagem, que deu positivo”, informou a Secretaria de Saúde de Ilhéus.

A empresa já havia informado ao funcionário que outros colegas de trabalho dele testaram positivo para covid-19. “Por isso, o caso é de um paciente infectado em outro Estado, com transmissão comunitária comprovada, sendo, dessa forma, um caso importado”. O homem está em isolamento social, conforme a Secretaria de Saúde.

MAIS DE 40 SUSPEITOS NA EXPECTATIVA

Ilhéus tem, até agora, dois casos confirmados do novo coronavírus. O número pode aumentar nas próximas horas, pois ainda existem 41 pacientes que apresentaram quadro suspeito e ainda aguardam resultado do exame. Até aqui, 36 outros exames foram descartados. Deram negativo para covid-19.

Produção de máscaras para presídios baianos e rede de saúde
Tempo de leitura: < 1 minuto

A direção do Conjunto Penal de Itabuna anunciou que irá ampliar o número de reeducandos (internos) e a linha de produção de máscaras de proteção que serão utilizadas internamente e, com aumento da produção, por profissionais no combate ao coronavírus na rede de saúde. A produção de máscaras foi iniciada no último sábado (21), com cinco internos, pela unidade penal, que é administrada em regime de cogestão pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) e a Socializa.

De acordo com a direção do Conjunto Penal, as máscaras serão produzidas, agora, por 30 reeducandos. Eles serão orientados por 10 instrutores, da empresa Socializa. Os internos serão remunerados para a ação, além de terem direito à remição de pena (desconto de dias e horas trabalhados), de acordo com os parâmetros previstos na Lei de Execuções Penais.

MÁSCARAS DE ALTA QUALIDADE

A produção nos primeiros quatro dias, com os cinco reeducandos que iniciaram o trabalho, chegou a 2.080 máscaras, uma média de 520 por dia, com cinco internos. Agora, com 30 internos e internas operando as máquinas, a expectativa é de que a produção aumente em grande escala, embora o Governo do Estado ainda não tenha definido uma quantidade. O material utilizado é de alta qualidade, TNT 40 gramas por metro quadrado, o mais indicado para proteção contra o coronavírus.

Tel consegue na justiça autorização para funcionar em Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Tel Telemarketing informou, no início da noite desta quinta-feira (26), que a desembargadora Carmem Lúcia Santos Pinheiro, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), deferiu pedido para que a unidade em Itabuna volte a funcionar normalmente. As atividades da empresa no município do sul da Bahia estavam suspensas desde sábado (21).

Em nota, a Tel diz reafirmar o compromisso com a sociedade de Itabuna para manter sua estrutura e processos totalmente adaptados às exigências das normas de segurança e saúde preconizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e entidades brasileiras.

A empresa afirma também que permanece aberta ao diálogo constante com as autoridades competentes no sentido de proteger os seus colaboradores e contribuir para conter a propagação da pandemia do coronavírus.

A empresa foi fechada na manhã do último sábado, durante uma operação de agentes da Secretaria de Segurança, Transporte e Trânsito de Itabuna (Sesttran) e da Guarda Civil, em cumprimento de um decreto municipal que determinou o fechamento do comércio e indústria por 15 dias.

Na oportunidade, a Sesttran informou que poucos funcionários usavam máscaras e as mesas de atendimento estavam bem próximas uma das outras. A situação contribuía para aumentar o risco de disseminação do novo coronavírus.

Marão terá que devolver R$ 1,6 milhão aos cofres públicos || Foto Pimenta
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, decretou estado de calamidade pública pelo prazo de 180 dias em razão da pandemia do novo coronavírus. O ato foi publicado no Diário Oficial. “O decreto simplifica o processo de compra e contratações de serviços, tira a burocracia e dá mais agilidade ao governo nesse enfrentamento”, afirmou o prefeito Mário Alexandre.

Conforme a medida, ficam mantidas as determinações previstas no Decreto nº 020/2020, que se refere às ações de prevenção e controle do vírus, à contratação para fins específicos de enfrentamento da doença por parte do município.

Secretarias e órgãos têm a responsabilidade de cumprir as medidas de prevenção e controle, “bem como apresentar com urgência informações ao Gabinete de Crise sobre as ações que estão sendo adotadas e em relação aos efeitos das medidas de combate à pandemia para avaliação da necessidade de revisão das normas já editadas”.

Conforme a determinação, caberá à Procuradoria-Geral do Município a adoção de medidas junto aos órgãos competentes, como o Poder Judiciário, com o objetivo de assegurar as condições de acordo com a realidade financeira do município ao enfrentamento do atual cenário, e, por fim, garantir a continuidade dos serviços essenciais aos cidadãos impactados pelos efeitos da pandemia na economia local.

Município tem mais 27 curados da doença, segundo a Sesau
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na tarde desta quinta-feira (26), o município de Ilhéus confirmou o segundo caso de paciente infectado pelo novo coronavírus (Covid-19). O exame foi feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA). Trata-se de um homem e que já se encontra em isolamento social, na residência.

O resultado do exame foi confirmado pelo secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, ao repórter Fábio Roberto, do FRNotícias.

O setor da Vigilância Epidemiológica do município informou, há pouco, que o novo infectado é um homem que participou de um treinamento fora da Bahia. Ele relatou que um grande número de pessoas participou do evento. Suspeitando ter contraído o vírus, o homem procurou o serviço de saúde para fazer o teste.

Ontem (25), o município confirmou o primeiro caso, um médico que trabalhava na linha de frente de atendimento aos infectados pelo coronavírus.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com 16 pacientes curados, a Bahia acaba de confirmar que chegou a 108 o número de pacientes que testaram positivo para o novo coronavírus até as 17h desta quinta (26). São quatro novos casos após a divulgação feita ao meio-dia de hoje. Dentre os 16 pacientes já curados, está uma mulher de 95 anos, que estava hospitalizada.

Além dos 16 casos curados, a Bahia possui 51 pacientes em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato, sete pacientes encontram-se hospitalizados e 34 estão em investigação epidemiológica junto aos municípios.

Os municípios com casos positivos são estes dos municípios de Alagoinhas (01); Barreiras (01); Brumado (01); Camaçari (01); Canarana (01); Conceição do Jacuípe (01); Conde (01); Feira de Santana (09); Ilhéus (01); Itabuna (02); Jequié (01); Juazeiro (02); Lauro de Freitas (05); Porto Seguro (10); Prado (02); Salvador (63 casos, sendo 60 residentes na capital, 1 residente em Mossoró RN, 1 São Paulo e 1 Miami); São Domingos (01); Teixeira de Freitas (01) e 4 estão em investigação sobre o local de residência e infecção.

Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

MPF quer que dinheiro encontrado em malas seja usado no combate à Covid 19
Tempo de leitura: 2 minutos

O procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que sejam liberados para a União os R$ 51 milhões apreendidos num apartamento em Salvador. Conforme o Ministério Público Federal, o dinheiro seria do ex-ministro Geddel Vieira Lima e do irmão dele, Lúcio Vieira Lima.

O procurador-geral pediu à justiça que a quantia seja utilizada no combate à epidemia do novo coronavírus (covid-19), conforme orienta a Resolução 313/2020, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os irmãos Vieira foram condenados pela prática dos crimes de associação criminosa e lavagem de dinheiro.

Na manifestação apresentada nesta quinta-feira (26), Augusto Aras destaca o estado de emergência atual, tendo em vista a crise na saúde pública decorrente da pandemia vivenciada, com a disseminação do novo coronavírus, o caráter fungível dos valores pecuniários apreendidos, bem como a orientação do CNJ para o emprego de recursos obtidos a partir de condenações penais no combate à doença.

Leia Mais

Brasil registrou déficit em março
Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta quinta-feira (26), os líderes do G20 discutiram, por videoconferência, ações para atenuar os impactos sociais e econômicos causados da pandemia de covid-19. De acordo com comunicado conjunto, os países estão injetando mais de US$ 5 trilhões na economia global, em políticas fiscais direcionadas, medidas econômicas e esquemas de garantia.

A reunião foi organizada pela Arábia Saudita, que está na presidência rotativa do grupo dos 20 países mais ricos do mundo. O governo brasileiro também participou do debate.

O grupo informou que vai continuar realizando um apoio fiscal ousado e em larga escala. “Estamos adotando medidas imediatas e vigorosas para apoiar nossas economias; proteger trabalhadores, empresas – especialmente micro, pequenas e médias empresas – e os setores mais afetados; e amparar os vulneráveis por meio de uma proteção social adequada”, diz o comunicado.

Entre outras ações, os países do G20 vão acompanhar os riscos de dívida em países de baixa renda devido à pandemia e pedir que seus ministros de Finanças e os bancos centrais trabalhem com as organizações internacionais para fornecer a assistência financeira internacional apropriada. “Apoiamos as medidas extraordinárias adotadas pelos bancos centrais. Os bancos centrais agiram para apoiar o fluxo de crédito para as famílias e empresas, promover a estabilidade financeira e aumentar a liquidez nos mercados globais”, afirmam os líderes.

Os líderes do G20 lamentaram as mortes ocorridas, expressaram sua gratidão aos profissionais de saúde e comprometeram-se coletivamente no esforço de proteger vidas, os empregos e a renda das pessoas; restaurar a confiança, preservar a estabilidade do mercado e retomar o crescimento; minimizar as interrupções no comércio e nas cadeias de suprimentos globais; prestar ajuda a todos os países que precisam de assistência, e coordenar medidas financeiras e de saúde pública.

Leia Mais

Funcionários do Costa do Cacau aderem ao movimento "Fique em Casa".
Tempo de leitura: 2 minutos

Os profissionais do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, aderiram ao movimento nacional “Fica em Casa”. Essa é a maneira defendida por diversas organizações de saúde, instituições científicas e profissionais da área médica para se evitar a disseminação rápida do novo coronavírus (COVID-19).

Adotada por trabalhadores da área de saúde de todo o Brasil, a campanha espontânea traz pedidos, como “por favor, fiquem em casa por todos nós”, “você e sua família, fiquem em casa por nós, estamos aqui por vocês”,  “por você, por sua família, por todos nós, fiquem em casa”. A cada dia esse movimento ganha mais forças nas redes sociais com o #ficaemcasa.

Para o médico Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC, embasado em dados científicos, a forma mais adequada para conter o avanço do COVID-19 é o isolamento horizontal. “Quando a China decidiu isolar o país, ela tinha 800 casos, chegou a uma mortalidade pico de 3 mil mortes. A Itália, quando resolveu fechar o país, tinha 10 mil casos, a diferença foi apenas de seis dias, hoje a Itália tem 66 mil casos, com 6.500 mortes”, disse.

Almir Gonçalves lembra que a Inglaterra tinha uma proposta de continuar a rotina de suas atividades normalmente, projetando um certo grau de letalidade “suportável” para mitigar o impacto econômico. “Felizmente, cientistas contratados pelo governo inglês projetaram que, o isolamento horizontal, de toda sociedade, caso não adotado, quando chegasse em agosto, haveria 500 mil mortos pelo COVID-19, e seria necessário 50 vezes mais leitos que o sistema de saúde que aquele país europeu possui”, pontuou.

“Um país de primeiro mundo, onde pacientes seriam acometidos pelo COVID-19 e não teria leito para todos, haveria mais 500 mil mortes de outras doenças, o que configuraria um impacto de 1 milhão de mortes até agosto, isso justificou o governo inglês a adotar o isolamento horizontal, o lockdown”.

MEDICO DIZ QUE O ISOLAMENTO HORIZONTAL É A MEDIDA CORRETA

O diretor assistencial do HRCC  destaca que, analisando todos esses dados, com a oportunidade de avaliar o que aconteceu em outros países, a medida imediata a ser tomada no Brasil é mesmo o isolamento horizontal.  “O primeiro caso no país foi notificado em 24 de fevereiro e a primeira morte em 17 de março, temos já 2.300 casos, com 52 mortes”.

O médico diz que, caso fosse adotado, o isolamento vertical,  somente de uma parte da sociedade, o Brasil poderia enfrentar uma situação muito mais grave.  “Temos dados concretos para mostrar que essa é a pior alternativa (isolamento vertical). Até agosto, poderíamos ter 2,5 milhões de mortes causadas pelo COVID-19 e outras doenças, e colapso no sistema de saúde brasileiro”, conclui.

Brasil registra crescimento de área agrícola
Tempo de leitura: 2 minutos

A área agrícola do Brasil cresceu 3,3% entre 2016 e 2018, como aponta o Monitoramento da Cobertura e Uso da Terra, divulgado nesta quinta-feira  (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  Desde o início da série histórica da pesquisa, em 2000, a área agrícola cresceu 44,8%, chegando a 664.784 km² em 2018, o equivalente a 7,6% do território nacional, considerando a parte terrestre e marítima do país.

Entre 2000 e 2012, cerca de 20% das novas áreas agrícolas vieram da conversão de pastagem com manejo, mas, a partir de 2012, esse número subiu para 53%.  “De todas as mudanças de cobertura e uso que aconteceram em 2016, 2018,16% delas foram conversão de pasto com manejo para área agrícola”, destaca o gerente de Recursos Naturais do IBGE, Fernando Peres, explicando que o tipo de pastagem é caracterizado pela limpeza, adubação, aplicação de herbicidas e plantio.

Segundo o pesquisador do IBGE, a conversão de pastagem com manejo para área agrícola é um método habitual entre os produtores brasileiros. “Temos observado que a dinâmica de ocupação, tanto em áreas florestais como de cerrado, segue uma sequência. Primeiro vem a retirada da vegetação nativa, seguida da instalação de pastagens e, depois de alguns anos, a implantação de áreas agrícolas”, explica.

A expansão agrícola, no entanto, apresentou um ritmo mais lento que o observado em levantamentos anteriores. O maior crescimento das áreas agrícolas foi verificado entre 2012 e 2014, quando subiu 7%, ao passo que o menor foi entre os anos de 2014 e 2016, com 3,1%.

PERDA DE VEGETAÇÃO

O estudo também mostra que, em 18 anos, o Brasil perdeu 7,6% de sua vegetação florestal. A área, que era de 4.017.505 km² em 2000, passou a ser de 3.712.058 km² em 2018, equivalente a 42,4% do território. Já a vegetação campestre, que corresponde às áreas de Cerrado, de Caatinga e dos Pampas, perdeu 10,1% de sua área nesse mesmo período.

O Monitoramento da Cobertura e Uso da Terra é o único estudo de geociências do IBGE que tem uma série histórica desde 2000, o que permite a observação da evolução e dos padrões de ocupação do território brasileiro. Ele tem o objetivo de espacializar e quantificar a cobertura da terra, em períodos regulares, a partir do mapeamento sistemático.

Secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas diz que reabertura do São Lucas ficou inviável
Tempo de leitura: < 1 minuto

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, confirmou, nesta quinta-feira (26), que o Ministério da Saúde liberou R$ 73 milhões para o estado usar no enfrentamento do novo coronavírus. Foram duas parcelas, uma de R$ 30 e outra de R$ 43 milhões.

A liberação da segunda parcela dos recursos para os estados foi feita ontem, quando o Ministério da Saúde anunciou mais R$ 600 milhões para o plano de contingência para o enfrentamento da Covid-19.

O recurso poderá ser utilizado em ações de assistência, inclusive, para abertura de novos leitos ou custeio de leitos já existentes nos estados e municípios.

CRITÉRIO PARA A DISTRIBUIÇÃO DOS RECURSOS

De acordo com o Ministério da Saúde, a distribuição do recurso é proporcional ao número de habitantes de cada estado, que precisa definir os locais que terão atendimento de maior complexidade e, com isso, maior necessidade de reforço orçamentário.

São, no mínimo, R$ 2 e, no máximo, R$ 5 por habitante. Na semana passada, o Ministério da Saúde já havia destinado R$ 432 milhões para auxiliar os estados e municípios no enfrentamento da pandemia.

Sul da Bahia registra 480 casos de coronavírus || Foto Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

No boletim divulgado pouco depois do meio-dia desta quinta (26), a Bahia registrou 104 pacientes confirmados com coronavírus (Covid-19), 981 casos descartados e não há óbitos. Este número contabiliza todos os casos de janeiro até as 11h desta quinta-feira (26). Até as 17h de ontem (25), eram 91 casos.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), os 13 novos casos foram registrados em Salvador (06); Alagoinhas (01); Itabuna (01); Feira de Santana (01); Porto Seguro (02). Os outros dois casos são de chineses que estão em investigação. A Vigilância Epidemiológica está investigando o local que houve a contaminação.

Os municípios com casos positivos são estes: Alagoinhas (01); Barreiras (01); Brumado (01); Camaçari (01); Canarana (01); Conceição do Jacuípe (01); Conde (01); Feira de Santana (09); Ilhéus (01); Itabuna (02); Jequié (01); Juazeiro (02); Lauro de Freitas (03); Porto Seguro (10); Prado (02); Salvador (63 casos, sendo 60 residentes na capital, 1 residente em Mossoró RN, 1 São Paulo e 1 Miami); São Domingos (01); Teixeira de Freitas (01); e 2 em investigação epidemiológica.

PACIENTES COM DIAGNÓSTICO DE CURA

Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais. Até o momento, 14 casos estão com diagnóstico clínico de cura. Há duas semanas eles estão assintomáticos

Ubaitaba, no sul da Bahia, registra primeiro óbito por covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Saúde de Ubaitaba, município do sul da Bahia, acaba de informar que deu negativo o resultado de exame de paciente do município. De acordo com a assessoria, o paciente apresentou quadro sintomático de covid-19, mas o teste feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA) deu negativo.

“A Secretaria reforça que comunidade siga as recomendações preventivas já divulgadas pelas autoridades de saúde e também divulgadas nas redes sociais da prefeitura e rádio. Para qualquer denúncia ou informação entre em contato com o Disque COVID Ubaitaba (73) 98141-9863”, informou o município por meio de nota.

Txai Resort recebeu 500 hóspedes para casamento
Tempo de leitura: < 1 minuto

Resort de luxo em Itacaré, no sul da Bahia, o Txai informou que suspenderá as atividades por três meses, a partir de 3 de abril. A decisão segue orientação de autoridades públicas em saúde, de acordo com a empresa.

Foi no Txai que ocorreu o casamento de irmã da digital influencer baiana Gabriela Pugliesi no início deste mês. Da cerimônia, participou um homem que estava infectado pelo novo coronavírus (covid-19) e havia acabado de retornar de viagem aos Estados Unidos.

Mais de duas dezenas dos cerca de 500 convidados do casamento testaram positivo para covid-19, dentre eles um empresário cearense, Cláudio Vale. Do hotel em Itacaré, Cláudio viajou para São Paulo e, embora apresentasse quadro suspeito e estivesse aguardando resultado de exame, decidiu ir para Porto Seguro. Lá, contaminou, pelo menos, outras quatro pessoas, conforme autoridades em saúde.

Sede do MPT no município de Itabuna, sul da Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

Devido ao aumento de denúncias surgidas com as medidas restritivas para conter a disseminação do coronavírus, o Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia adotou novas rotinas para a recepção de denúncias e para prestar atendimento à sociedade. Com mais de 90 denúncias de irregularidades trabalhistas em Salvador só nesta semana, além de um alto volume de contatos em busca de orientações, o aumento na procura por atendimento do órgão tem gerado o congestionamento das linhas telefônicas do órgão.

Para fazer denúncias ou solicitar mediações de conflitos nas relações de trabalho, o cidadão pode acessar a página na internet do MPT na Bahia (peticionamento.prt5.mpt.mp.br/denuncia), onde as informações podem ser prestadas em formulário eletrônico e imediatamente encaminhadas. Dúvidas sobre a atuação do MPT, as notas técnicas e as notificações emitidas podem ser tiradas através de correio eletrônico.

O endereço prt05.dir1grau@mpt.mp.br recebe as demandas e encaminha aos setores responsáveis para retorno ao solicitante. Demandas administrativas estão sendo recebidas também pelo e-mail prt05.protocolo@mpt.mp.br. O atendimento pelos ramais telefônicos só é feito em último caso, já que a transferência das ligações vem provocando sobrecarga no sistema de telefonia.Leia Mais