Tempo de leitura: < 1 minuto

Os dois maiores municípios do sul da Bahia atingiram, hoje (21), total de 164 casos positivos do novo coronavírus (Covid-19). Ilhéus saiu de 79 ontem (20) para 92 hoje. Itabuna saiu de 54 para 72 no mesmo período.

Os dados aqui publicados levam em conta os resultados apontados em boletins das vigilâncias epidemiológicas dos municípios e do Estado.

O número de pacientes recuperados em Itabuna se manteve em 12. Em Ilhéus, subiu de 27 para 35 o número de pessoas recuperadas de ontem para hoje, se levar em conta apenas os dados disponíveis no boletim municipal, que apontou apenas 85 casos confirmados.

MAIS DE 1,5 MIL CASOS  NO ESTADO

Levando-se em conta apenas os dados do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), a Bahia chegou a 1.504 casos de covid-19 ao final da tarde desta terça (21).

Salvador lidera, no Estado, com 922 casos confirmados, porém com 2,8 milhões de habitantes. Ilhéus aparece na segunda posição, com 92 casos (boletim da Sesab), porém com apenas 162,3 mil habitantes.

Itabuna assumiu a terceira posição, com 82 casos (segundo o boletim municipal) e 213 mil moradores. Na sequência, vem Feira de Santana, com 61 casos e população de 614,8 mil habitantes.

ÓBITOS

Ainda conforme a Sesab, há 376 pacientes recuperados (receberam alta) dentre os 1.504 casos confirmados e 48 óbitos, 3 deles em Ilhéus, 2 em Gongogi 1 em Itabuna.

Alexandre de Moraes, do STF, autoriza abertura de inquérito contra defensores da ditadura || Foto Nelson Jr./STF
Tempo de leitura: 2 minutos

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a instauração de inquérito, e a realização das diligências solicitadas; mantendo a investigação em sigilo, conforme requerido pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Em sua decisão, o ministro salientou que o fato, tal como narrado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, revela-se gravíssimo, pois atentatório ao Estado Democrático de Direito brasileiro e suas instituições republicanas.

O ministro apontou que a Constituição Federal não permite o financiamento e a propagação de ideias contrárias à ordem constitucional e ao Estado Democrático (CF, artigos 5º, XLIV; 34, III e IV), nem tampouco a realização de manifestações visando ao rompimento do Estado de Direito, com a extinção das cláusulas pétreas constitucionais – voto direto, secreto, universal e periódico; separação de poderes e direitos e garantias fundamentais (CF, artigo 60, parágrafo 4º) –, com a consequente instalação do arbítrio.

VALORES DEMOCRÁTICOS

Salientou que a liberdade de expressão e o pluralismo de ideias são valores estruturantes do sistema democrático. A livre discussão, a ampla participação política e o princípio democrático estão interligados com a liberdade de expressão e por objeto não somente a proteção de pensamentos e ideias, mas também opiniões, crenças, realização de juízo de valor e críticas a agentes públicos, no sentido de garantir a real participação dos cidadãos na vida coletiva.

Dessa maneira, são inconstitucionais, e não se confundem com a liberdade de expressão, as condutas e manifestações que tenham a nítida finalidade de controlar ou mesmo aniquilar a força do pensamento crítico, indispensável ao regime democrático. Também ofendem os princípios constitucionais aquelas que pretendam destruí-lo, juntamente com instituições republicanas, pregando a violência, o arbítrio, o desrespeito aos direitos fundamentais. Em suma, pleiteando a tirania.

A decisão concluiu ser imprescindível a verificação da existência de organizações e esquemas de financiamento de manifestações contra a Democracia e a divulgação em massa de mensagens atentatórias ao regime republicano, bem como as suas formas de gerenciamento, liderança, organização e propagação que visam lesar ou expor a perigo de lesão os Direitos Fundamentais, a independência dos Poderes instituídos e ao Estado Democrático de Direito, trazendo como consequência o nefasto manto do arbítrio e da ditadura.

Senado
Tempo de leitura: 2 minutos

O cidadão que tiver o auxílio emergencial de R$ 600,00 negado pode agora contestar o resultado da análise e pedir novamente o benefício diretamente pelo aplicativo ou site do programa. A atualização nas plataformas foi feita a partir desta segunda-feira (20), informou a Caixa Econômica Federal.

No aplicativo ou no site, quem receber o aviso de “benefício não aprovado” pode verificar o motivo e fazer uma contestação. Se o aviso for de “dados inconclusivos”, o solicitante pode fazer logo a correção das informações e entrar com nova solicitação, de acordo com a Caixa.

A responsável por informar o motivo do auxílio emergencial não ter sido aprovado é a Dataprev, estatal federal de tecnologia que analisa os dados informados pelo solicitante. O resultado é depois homologado pelo Ministério da Cidadania.

Para ter direito ao auxílio é preciso atender aos critérios estabelecidos pela legislação, como não ter emprego formal, não receber outro benefício do governo (com exceção do Bolsa Família), ter renda familiar mensal maior que R$ 3.135,00 ou R$ 522,50 per capita (por pessoa), entre outros. As condições completas são descritas no site do programa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio ).

Segundo a Caixa, responsável pelos pagamentos, as principais inconsistências nos dados informados pelos solicitantes são:

• marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro;

• falta de inserção da informação de sexo;

• inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento;

• divergência de cadastramento entre membros da mesma família;

• inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.
CadÚnico

Os trabalhadores informais que possuem Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o CadÚnico, tem sua elegibilidade para receber o auxílio emergencial analisada automaticamente pela Dataprev.

Nesse caso, se tiver o auxílio negado mesmo acreditando ter direito ao benefício, o trabalhador também pode recorrer diretamente no aplicativo do auxílio emergencial ou no site do programa, informou a Caixa. Da Agência Brasil.

Júlio (à esquerda) foi internado depois de sentir falta de ar. Já o médico Gilmar não resistiu à doença
Tempo de leitura: < 1 minuto

O médico e professor do curso de Medicina da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Julio Diaz Guzman, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Ilhéus. O secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, confirmou, há pouco, que o médico está entre os profissionais de saúde que testaram positivo para o novo coronavírus.

De acordo com o secretário, é muito provável que o médico tenha sido contaminado em um hospital público de Ilhéus, onde outros profissionais testaram positivo para doença. Magela informou que o médico apresentou falta de ar e foi internado preventivamente na segunda-feira (20).

O médico preta serviços na rede pública de saúde em Ilhéus e é responsável pelas ações de enfrentamento do novo coronavírus no Hospital São José. Além disso, outros profissionais de saúde no município testaram positivo para a doença nas últimas horas.

Nesta terça-feira (21), o médico Gilmar Calazans, de 55 anos, será sepultado no cemitério do Basílio, em Ilhéus. Ele também testou positivo para o novo coronavírus, foi internado e morreu na manhã de segunda-feira (20).

Tempo de leitura: 2 minutos

A estrutura de leitos para vítimas do novo coronavírus (Covid-19) em Itabuna deverá contar com mais 122 leitos, segundo o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. De acordo com ele, são aguardados credenciamento de 13 leitos no Hospital São José e 30 no hospital de campanha e outros 20 a serem montados no Centro de Convenções em Ilhéus. Já em Itabuna, é aguardado o credenciamento pelo Ministério da Saúde de 21 leitos de UTI e 38 clínicos no Hospital de Base de Itabuna.

Vilas-Boas observa que o número de casos de coronavírus tem crescido na região de Ilhéus e Itabuna. “Quem apresentar sintomas como febre, garganta inflamada, coriza, falta de ar, deve procurar imediatamente as unidades que são a porta de entrada para o Sistema de Saúde. Em Itabuna, é a UPA do Monte Cristo e em Ilhéus é o Centro de Convenções”, orienta o secretário.

O titular da Sesab ressalta os cuidados básicos para se evitar a Covid-19. “Fique em casa, só saia em caso de necessidade e usando máscaras, e mantenha a distância de um metro e meio das outras pessoas. Lave bem as mãos e passe álcool em gel”.

REDE DE ATENDIMENTO

A estrutura de atendimento nas duas cidades, já conta com leitos de UTI no Hospital Regional Costa do Cacau e no Hospital de Ilhéus, em Ilhéus, e no Calixto Midlej Filho e no Manoel Novaes em Itabuna. Após o início de registro de casos, o Costa do Cacau informou ter estabelecido nas últimas semanas planejamento para o acolhimento do paciente com suspeita da doença atendendo um fluxograma elaborado para recepção e cuidados, além da precaução da não transmissibilidade do vírus em ambiente hospitalar.

Agora, a pessoa que chega ao hospital, apresentando febre e com sintomas respiratórios, recebe uma máscara cirúrgica e é colocado em isolamento, com o objetivo de evitar ou minimizar os riscos de transmissão da Covid-19. A ação passou a contar também com treinamento de funcionários, segundo a direção do hospital, higienização e uso adequado de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para diminuir o risco de contágio pela Covid-19.Leia Mais

Itabuna é o quarto município com mais casos confirmados de covid-19 na Bahia || Foto José Nazal
Tempo de leitura: < 1 minuto

O número de casos positivos do novo coronavírus (Covid-19) em Itabuna mais que dobrou no intervalo de apenas cinco dias, conforme os dados da Vigilância Epidemiológica do município sul-baiano.

Na última quarta (15), Itabuna tinha 29 pessoas infectadas pela doença com confirmação laboratorial. Ontem (20), saltou para 63 casos confirmados.

Ainda de acordo com a Vigilância Epidemiológica, da Secretaria de Saúde de Itabuna, 21 pessoas aguardavam resultado de teste para covid-19 na quarta-feira da semana passada. Ontem, aumentou em mais de 200% o percentual de pacientes aguardando resultado de exame para o novo coronavírus: 75.

Aumentou também a quantidade de pacientes em isolamento domiciliar monitorados pela Vigilância Epidemiológica: saiu de 146 em 15 de abril para 210 nesta segunda (20). Também no período, subiu de 195 para 369 o número de notificações no período.

NÚMERO DE RECUPERADOS TRIPLICA

No período, cresceu em 200% o número de pacientes curados (recuperados). Eram 4 em 15 de abril. Já nesta segunda (20), subiu para 12.

Outro dado positivo foi a queda do número de pacientes aguardando a coleta de exame. Eram 95 à espera em 15 de abril. Ontem (20), caiu para 62.

O PRIMEIRO CASO

O primeiro caso do novo coronavírus em Itabuna foi confirmado em 19 de março. Um representante comercial participou de evento corporativo no Sudeste do país. Ainda na viagem de retorno, soube que havia pessoas que deram positivo para covid-19 e participaram do evento.

O representante tomou todos os cuidados necessários no retorno para casa, isolando-se da família e ficando em isolamento social. Esposa e filha ficaram em outro imóvel no período de recuperação.

Foto Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os municípios de Barro Preto, Castro Alves, Coração de Maria, Dias D’Ávila, Ipirá, Itabela, Itaberaba, Itamari, Mirante, Morpará, Mucugê e Ribeira do Pombal terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (22). A medida, que visa conter o avanço da pandemia do novo coronavírus na Bahia, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (21).

Com a decisão, a Bahia passa a ter 81 municípios sob restrição no transporte intermunicipal, válida até 3 de maio. A determinação considera a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

Os outros municípios com transporte suspenso são: Abaíra, Aiquara, Alagoinhas, Amélia Rodrigues, Araci, Aurelino Leal, Barra, Barra do Choça, Belmonte, Brumado, Buerarema, Camacan, Camaçari, Campo Formoso, Canavieiras, Cansanção, Capim Grosso, Catu, Coaraci, Conceição do Coité, Conceição do Jacuípe, Curaçá, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Floresta Azul, Gongogi, Ibirataia, Ibotirama, Ilhéus, Ipiaú, Irecê, Itabuna e Itacaré.

A suspensão também abrange Itagi, Itagibá, Itajuípe, Itaparica, Itapé, Itapebi, Itapetinga, Itatim, Ituberá, Jaguaquara, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Luís Eduardo Magalhães, Paramirim, Porto Seguro, Rio do Pires, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Santa Luzia, Santa Maria da Vitória, Santa Teresinha, São Francisco do Conde, Serra do Ramalho, Serrinha, Simões Filho, Taperoá, Teixeira de Freitas, Ubatã, Una, Uruçuca, Valença, Valente, Vera Cruz e Vitória da Conquista.

LIBERADO

O decreto ainda autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Adustina, Barra do Rocha, Cachoeira, Gandu, Itarantim, Itororó, Palmeiras, Piripá, Prado, São Félix e Utinga, municípios com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19 confirmados.

Processo seletivo tem cerca de 700 candidatos na disputa || Imagens Sesttran
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itabuna suspendeu o processo seletivo para a contratação de monitores e supervisores do sistema de estacionamento rotativo Zona Azul. A decisão está publicada no Diário Oficial do Município. A seleção dos profissionais (01/2020) encontra-se na segunda fase.

De acordo com a publicação, o novo cronograma da seleção simplificada para a Zona Azul será publicado conforme a evolução da pandemia do novo coronavírus, após análise dos boletins epidemiológicos e determinações do governo baiano e consulta a autoridades sanitárias e Ministério Público Estadual (MP-BA).