Feira reúne produção das regiões sul e sudoeste do estado em Conquista
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Centro Público de Economia Solidária (Cesol) Litoral Sul participa da Feira de Economia Solidária do Cesol Sudoeste Baiano e município de Itapetinga, no 1º piso do Shopping Conquista Sul, em Vitória da Conquista. O evento tem a parceria do Instituto Casa da Cidadania e segue com stands de visitação e atividades culturais até o próximo domingo (6).

Itens da cadeia produtiva do cacau, a exemplo de chocolates com percentuais variados de cacau, veganos, sem açúcar, mel de cacau e melaço de cacau, além de bebidas e produtos especiais do período natalino como panetones veganos e 70% cacau, são algumas opções do Sul da Bahia à disposição dos consumidores da região Sudoeste do estado.

A Feira agrega ainda produtos do Cesol Sertão Produtivo, da região de Guanambi, que também participa comercializando alimentos e itens típicos daquela região, tudo feito por produtores da economia solidária do território Sertão Produtivo, além de expositores de empreendimentos assistidos pelo Cesol Sudoeste e município de Itapetinga.

Os centros regionais apresentam diversidade de itens da agroindústria familiar, como queijos, doces, biscoitos, embutidos e artesanatos. A programação inclui ainda oficinas para empreendedores, uma aula show de culinária aberta ao público e apresentação de artistas regionais.

Câmara dos Deputados aprova quase R$ 2 bilhões para vacina
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (2), a Medida Provisória 994/20, que abre crédito extraordinário de R$ 1,995 bilhão para viabilizar a compra de tecnologia e a produção da vacina de Oxford contra o novo coronavírus. Agora, a MP será enviada ao Senado.

O dinheiro vai custear contrato entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), vinculada ao Ministério da Saúde, e o laboratório AstraZeneca. A empresa desenvolve uma vacina contra Covid-19, em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Os recursos virão da emissão de títulos públicos (operações de crédito). Do total, R$ 1,3 bilhão corresponderá à encomenda tecnológica. Bio-Manguinhos – a unidade da Fiocruz produtora de vacinas – receberá investimentos de R$ 522 milhões.

A MP foi aprovada sem emendas com parecer favorável da relatora, deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO). “O Brasil sempre desenvolveu essas campanhas de vacinação e temos institutos muito competentes no País. Esperamos ter ajuda do governo federal e do Ministério da Saúde para a aplicação de outras vacinas”, afirmou a relatora.

100 MILHÕES DE DOSES

A vacina de Oxford está em fase de testes com voluntários no Brasil e em outros países. Caso a eficácia seja comprovada, o Brasil pretende produzir 100 milhões de doses, com previsão de distribuição da vacina por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) até o final do primeiro semestre de 2021.

O ministério divulgou os grupos prioritários para a vacinação em quatro fases. A primeira terá trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 75 anos e população indígena. A segunda, pessoas com mais de 60 anos. A terceira, pessoas com comorbidades. E a quarta, professores, segurança pública e salvamento, além do sistema prisional.

Secretário de Saúde de Nova Viçosa morre em decorrência da Covid-19
Tempo de leitura: < 1 minuto

O comerciante e secretário de Saúde de Nova Viçosa, no extremo-sul da Bahia, está entre as pessoas que não resistiram ao novo coronavírus. Helielson Neves, de 42 anos, estava em um leito da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Meridional de São Mateus, no Espírito Santo.

Helielson Neves estava hospitalizado desde 16 de novembro e faleceu na madrugada desta quarta-feira (2). O corpo dele foi sepultado na tarde de hoje, no Povoado de Argolo, e causou aglomerações. Não foi informado se Helielson estava no grupo de risco.

A viúva de Helielson Neves, a secretária de Assistência Social de Nova Viçosa, Eunice Costa, também testou positivo. Ela já está recuperada. Neves era genro do prefeito Manoel Costa Almeida.

O município tem mais de 800 casos confirmados de novo coronavírus. Por causa da morte do secretário da saúde, a Prefeitura de Nova Viçosa decretou luto oficial de dois dias.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Subiu para 11.771 o número de pessoas em isolamento ou internadas por complicações da covid-19 na Bahia, informou a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) há pouco. Somente nas últimas 24 horas, o estado registrou 3.228 novos casos da doença e o número de recuperados de infecção do novo coronavírus foi menor, 2.655 no período.

Desde o início da pandemia até as 17h desta quarta (2), já são 409.417 o total de infectados pelo vírus, dos quais 389.331 já são considerados recuperados pela Sesab. A covid-19 provocou 8.315 óbitos na Bahia, segundo a Sesab, 22 deles confirmados hoje.

Todos os municípios baianos já registraram casos da doença, com Salvador na liderança de casos (24,49%). Porém, os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes são Ibirataia (9.352,14), Aiquara (6.950,07), Itabuna (6.947,66), Madre de Deus (6.850,61) e Almadina (6.808,20). Dos cinco, três estão localizados no sul da Bahia.

boletim epidemiológico contabiliza ainda 807.023 casos descartados e 112.819 em investigação até as 17 horas desta quarta-feira. Na Bahia, 32.226 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Comunidade fez protestos contra a obra na praia do Resende || Foto Avaaz
Tempo de leitura: 2 minutos

A Justiça determinou, nesta quarta (2), a demolição das obras de construção do restaurante Beach Bar, na praia do Resende, em Itacaré. A decisão do juiz Alysson Floriano atende a pedido formulado pelo Ministério Público Estadual.

O magistrado concedeu prazo de 30 dias para que a Svea Empreendimentos Imobiliários Ltda, responsável pela obra, proceda à demolição e faça a recomposição do ambiente degradado. A multa em caso de descumprimento é de R$ 1 mil por dia. O juiz também condenou o Município e a empresa ao pagamento de R$ 50 mil. A quantia será revertida ao Fundo Estadual de Recursos para o Meio Ambiente (Ferfa).

Segundo o MP, a concessão do alvará de autorização das obras estava em desacordo com a legislação ambiental vigente. A construção estava ocorrendo em zona de proteção visual da Área de Proteção Ambiental Itacaré-Serra Grande.

A Ação Civil Pública, assinada pelo promotor de Justiça Thomás Brito, informa que o processo de licenciamento não foi precedido de um Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e do Relatório de Impacto Ambiental (Rima), bem como não houve realização de audiência pública para discussão e apresentação do EIA/Rima.

Segundo o promotor, a estrutura do empreendimento acarreta prejuízos para a paisagem natural e sistema ambiental, além de desrespeitar a própria Lei Municipal 271/2014 que proíbe a construção de qualquer edificação, com exceção de equipamentos para apoio à visitação, como mirantes, quiosques e trilhas, devidamente integrados à paisagem.

– O meio ambiente é patrimônio comum da coletividade, bem de uso comum do povo, e sua proteção é dever do Estado e de todas as pessoas e entidades que, para tanto, no uso da propriedade, no manejo dos meios de produção e no exercício de atividades, deverão respeitar as limitações administrativas e demais determinações estabelecidas pelo poder público, com vistas a assegurar um ambiente sadio e ecologicamente equilibrado, para as presentes e futuras gerações – defendeu Brito.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O banco Itaú foi acusado pelo Ministério Público estadual, em ação civil pública ajuizada ontem, dia 30, pela promotora de Justiça Joseane Suzart, de praticar oferta enganosa, cobrar por serviços não solicitados, desrespeitar o direito à informação dos consumidores e cobrar taxas abusivas.

Segundo a ação, o banco cancelou cheque especial e alterou “substancialmente” os limites das contas sem nenhum aviso prévio, debitou serviços não solicitados e desconhecidos dos consumidores, e incluiu, “ilicitamente”, dados de clientes no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC/Serasa). A promotora apontou também que o Itaú feriu princípios da transparência e informação e violou a Lei Geral de Proteção de Dados.

Na ação, Joseane Suzart solicitou à Justiça, entre outras medidas, que proíba o Itaú de enviar, aos bancos de dados que realizam a negativação do consumidor, informações que não sejam condizentes com débitos verdadeiros e devidos; de realizar cobranças abusivas, por meio da ilícita aplicação do percentual de juros, e descontos imotivados a título de taxas perante a conta bancária do cliente.

A promotoria pede ainda que a instituição bancária controle e informe a origem do débito do consumidor e que possibilite, simplificadamente, o acesso às informações existentes internamente em seus cadastros, fichas, registros e dados pessoais e de consumo arquivados sobre ele, assim como sobre as suas respectivas fontes.

Tempo de leitura: < 1 minuto
O governador Rui Costa entrega 62 viaturas à Polícia Civil, nesta quinta-feira (3), às 10h, no estacionamento da Secretaria de Segurança Pública, no Centro Administrativo da Bahia. Os novos equipamentos vão substituir veículos antigos para reforçar a segurança na região metropolitana, capital e interior do estado. No total, 284 unidades foram adquiridas pelo Governo do Estado, sendo esta a primeira etapa das entregas para unidades operacionais e especializadas.
Serão 20 viaturas para Salvador, três para Feira de Santana e duas para Jequié. Serão beneficiados, com uma viatura cada, Abaré, Alagoinhas, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Brejolândia, Brumado, Canavieiras, Curaçá, Eunápolis, Glória, Guanambi, Iguaí, Ilhéus, Ipecaetá, Irecê, Itaberaba, Itabuna, Jacobina, Juazeiro, Lauro de Freitas, Macururé, Morpará, Paulo Afonso, Rafael Jambeiro, Remanso, Santa Maria da Vitória, Santo Amaro, Santo Antônio de Jesus, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Senhor do Bonfim, Sento Sé, Serra do Ramalho, Teixeira de Freitas, Valença, Vitória da Conquista e Xique-Xique.

Tempo de leitura: 2 minutos

O Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, está em atividades desde junho de 2019. Segundo a direção do HRCC, durante esse período, as ações do setor na unidade têm se ampliado e tornado um importante parceiro da assistência hospitalar, em busca do atendimento humanizado para garantir a satisfação  de pacientes, familiares e acompanhantes.

Neste ano, com a chegada da pandemia da Covid-19, o SAC passou por transformações para adaptação às exigências impostas pela emergência sanitária mundial. De acordo com Bianca Nascimento, enfermeira coordenadora do setor, foi proposto o lançamento de um novo olhar sobre os serviços de saúde e a mediação entre os clientes externos e internos, fortalecendo a comunicação efetiva e resolutiva a fim de atender ao cliente da melhor forma.

A coordenadora do SAC destaca a importante ferramenta de avaliação e aplicação das pesquisas de satisfação diárias. “Nos últimos meses aplicamos milhares de pesquisas e obtivemos um índice de satisfação acima de 90%. Continuaremos trabalhando diuturnamente para atender aos nossos clientes, bem como contribuir para nossa unidade em seu processo de Acreditação Hospitalar”, pontuou.

A enfermeira disse que as demandas são abertas na unidade, presencialmente. “Quando o cliente abre uma demanda específica, nós anexamos um formulário de investigação e entregamos a coordenação do setor responsável pelo serviço, para que adote as providências.  Outra situação ocorre quando o cliente verbaliza sobre alguma questão e nossa equipe media o contato com os setores internos para encontrar uma resolução imediata que satisfaça o cliente”, comentou.

“Nós conseguimos levar as demandas importantes aos setores responsáveis pela assistência hospitalar de outros serviços, isso possibilita, por exemplo, a resolução de problemas, como a manutenção de aparelhos de climatização e televisão nos quartos, o que proporciona um melhor bem-estar ao paciente. Outra interação importante é com o setor de Psicologia, onde sinalizamos questões relacionadas aos pedidos da família em relação ao boletim médico” destacou Bianca Nascimento.

EQUIPE DO SAC DO HRCC

Formada por seis profissionais, a equipe é composta por uma enfermeira coordenadora, que atende de segunda a sexta, das 7h às 16h; quatro plantonistas, dois por dia, atendendo das 7h às 19h, todos os dias da semana; e um auxiliar administrativo, com expediente de 7h às 17h. O contato com o setor também pode ser feito por telefone, através da recepção social (73) 3235-5301, com pedido de transferência para o SAC e pelo e-mail: sac@hrcc.ibdah.org.br.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Audiência de Augusto (1º à direita), com Saulo (esq.), Magalhães e Marcus Cavalcanti

O trecho semiurbano da Rodovia Ilhéus-Itabuna que vai do Posto Cachoeira, no Fátima, até a Churrascaria Los Pampas, no Parque Verde será duplicado, segundo Augusto Castro. O anúncio foi feito após audiência do prefeito eleito de Itabuna com o secretário estadual da Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, e o diretor da Superintendência de Infraestrutura de Transporte da Bahia (SIT), Saulo Pontes.

Ainda segundo o prefeito eleito, a Superintendência de Infraestrutura de Transportes vai realizar o projeto da obra. “Eu solicitei essa obra e o senador Otto Alencar ratificou o pedido junto ao secretário Marcus Cavalcanti. Essa obra é muito importante para melhorar a mobilidade urbana da cidade”, disse Augusto ao Políticos do Sul da Bahia.

Testagem na modalidade drive thru é feita no Teatro, sob marcação por telefone
Tempo de leitura: < 1 minuto

Alegando “aumento das notificações e de casos ativos da Covid-19”, a Secretaria Municipal de Saúde retomou a testagem de pessoas que apresentem sintomas do novo coronavírus. São feitos, diariamente, 180 testes rápido e RT-PCR, este considerado padrão-ouro.

A testagem é feita sob marcação, por telefone, no estacionamento do Teatro Municipal Candinha Doria. Para fazer o teste, a pessoa deve entrar em contato com a Vigilância Epidemiológica pelos telefones (73) 9 8109-7642 / 98123-8664 / 98119-6702 / 98119-5886.

Tempo de leitura: 3 minutos

De minha parte, acho que valeram as orações feitas, não tanto por ele, por estar abilolado, mas pelas gozações que por certo seriam a mim impostas pelos colegas de Beco e outros refúgios etílicos existentes Itabuna afora.

 

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Dudu Rocha…quem diria… foi parar na Gávea. Torcedor apaixonado pelo Botafogo, cansado com as perdas de decisões, Dudu devolve a faixa de campeão e resolve torcer pelo inimigo. A notícia me deixou perplexo. Após ler e reler a missiva, sem acreditar no que via, resolvi levar ao conhecimento dos amigos esportistas, torcedores diversos, até onde chega o pensamento humano. Calma, eu explico:

Do amigo, parceiro de Alto Beco do Fuxico e torcedor do Fogão, como eu, Dudu Rocha, recebo a seguinte missiva:

“Amigo Walmir:

Cansei!!!

Do amigo e ex-Bota

Dudu Rocha

29.05.08

Ainda pasmo e sem entender nada, eu lia e relia o texto enviado e o novo endereço do remetente escrito no verso do envelope:

Rem: Dudu Rocha

Novo endereço: Gávea

Confesso que levei um terrível susto e somente consegui me recuperar de tamanho choque após umas três doses da mais legítima Rio de Engenho, pois a cachaça se apresenta como um remédio providencial para essas coisas, mormente quando o assunto mexe com o coração.

Nem eu nem qualquer vivente frequentador assíduo ou não do Alto (Médio ou Baixo) Beco do Fuxico conseguiria assimilar tal tresloucado gesto, tomado de uma hora para outra. Ninguém, de sã consciência, teria coragem de acreditar numa história como essa, ainda mais se tratando de um torcedor de quatro costados, filho da fina-flor da mais tradicional família Rocha, todos botafoguenses, batizados e crismados com a camisa da estrela solitária ao peito.

Na tentativa de me refazer do susto, imediatamente liguei para amigos mais chegados, para repartir esse momento de infortúnio. Precisava saber se tudo não passava de um sonho, de um profundo pesadelo. De início, liguei para José Senna, flamenguista empedernido, capaz de abandonar qualquer farra nos bares da moda em Copacabana para assistir a uma partida do seu Flamengo no Maracanã.

Não precisa contar que a primeira reação de Sena foi achar que eu estava com febre, delirando, e disse na em cima da bucha:

– Ora, Rosário, está de porre, que cachaça brava foi essa que você tomou. Se não for cana, ficou maluco – gritou ao celular.

Mais calmo, após as devidas explicações sobre o bilhete e a faixa a mim entregue, passou à ofensiva:

– Bom, diga a ele que em princípio nós aceitamos, mas é preciso passar pelo conselho, já que ele era useiro e vezeiro em ridicularizar nosso time. Vou conversar com a diretoria lá no Rio, depois veremos. Mas pode ter certeza que a decisão será dada em alto estilo, numa assembleia extraordinária da Confraria do Alto Beco do Fuxico – prometeu.

Não satisfeito, liguei, desta vez para um vascaíno, o Paulo Fernando Nunes da Cruz (Polenga), que dentre os feitos futebolísticos traz assinalado em seu currículo o mérito de ter levado o polêmico Eurico Miranda no Alto Beco do Fuxico, quando era presidente do clube de São Januário. No Beco, mais exatamente no bar de Parente [Alcides Rodrigues Roma], provou três doses de Angélica, devidamente curada, e para arrematar ainda participou de cerca de 18 garrafas de Brahma bem gelada.

Mas voltando ao assunto, que é o que interessa, Polenga ficou injuriado com a proposta de Dudu Rocha de se transferir de mala e cuia para o Flamengo, um time com as cores vermelho e preto.

– Quem já viu isso, seu Walmir, se pelo fosse para o Vasco, que é branco e preto como o Botafogo, ainda vai lá! Isso é uma heresia. Desde que Dudu deixou Itabuna para ir morar em Ilhéus que estou desconfiando que ele não está batendo bem da cabeça –, diagnosticou Polenga, com ar proeminentemente professoral.

De lá pra cá, mais não se teve notícia de Dudu Rocha, que deixou de vir a Itabuna, pra saudade dos colegas do Beco. Tampouco José Senna deu resposta de sua reunião com o tal Conselho do Flamengo, no Rio de Janeiro, ficando o dito pelo não dito. O que é certo é que nenhuma assembleia extraordinária da Confraria do Alto Beco do Fuxico foi convocada.

Como não tive coragem de apresentar a proposta de Polenga a Dudu Rocha, também não sei se ele teve coragem de cometer o tão tresloucado gesto, desprezando General Severiano e o Engenhão, para se bandear para as acanhadas acomodações da Gávea, infestada de urubus.

Acredito que quem não deve estar em paz é o velho Dunga, seu pai, que nunca pensou ter alguém em sua família capaz de cometer tamanho sacrilégio. De minha parte, acho que valeram as orações feitas, não tanto por ele, por estar abilolado, mas pelas gozações que por certo seriam a mim impostas pelos colegas de Beco e outros refúgios etílicos existentes Itabuna afora.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

Carga de mais de 10 mil toneladas exportada para a China por Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Única empresa produtora de níquel sulfetado no Brasil, a Atlantic Nickel alcança agora em dezembro a marca de 67,7 mil toneladas de concentrado de níquel exportadas para atender à crescente demanda do mercado internacional da eletrificação. O volume foi produzido ao longo de 2020 na mina Santa Rita, em Itagibá, no sul da Bahia.

O navio que leva o sétimo carregamento do minério para exportação teve o embarque finalizado no final da manhã da segunda-feira (30), com 10,4 mil toneladas de concentrado de níquel, tendo como destino a China.

O embarque, que faz a empresa alcançar a marca de 67,7 mil toneladas exportadas em 2020, foi realizado a partir do Porto de Ilhéus, terminal que fica a apenas 140 quilômetros da unidade de produção localizada no município de Itagibá, região sul da Bahia.

FABRICAÇÃO DE BATERIAS

Matéria-prima fundamental na fabricação de baterias e grande propulsor da expansão do segmento de carros elétricos no mundo, o níquel proporciona a adoção de fontes de energia alternativas à combustão, construindo a tecnologia do futuro de maneira sustentável.

Controlada pelo fundo de investimentos Appian Capital Brazil, a Atlantic Nickel completou um ano de operação no sul da Bahia no mês de outubro, e já comemora a recente descoberta de um novo depósito com potencial significativo de recursos de níquel a apenas 26km de distância, e no mesmo cinturão geológico, de onde já funciona a Mina Santa Rita. A proximidade desta nova área com a infraestrutura em operação, somada à viabilidade de integração logística, apontam para o sucesso dos estudos de expansão.