Wagner é vacinado contra a covid-19 || Foto Twitter
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com 70 anos completados no último dia 16, o ex-governador baiano e senador Jaques Wagner (PT-BA) recebeu a primeira dose de vacina contra o novo coronavírus (Covid-19). Na chegada ao drive thru instalado na Arena Fonte Nova, nesta quarta (24), Wagner cumprimentou agentes de saúde, posou para fotos e exibia máscara e blusa em defesa do SUS.

– Super feliz de receber a primeira dose da vacina. Essa felicidade, porém, só será completa quanto todos e todas estiverem vacinados! Vacina é esperança! #VivaOSUS #VacinaJá – escreveu Wagner nas redes sociais.

O senador baiano é o pré-candidato do PT ao governo baiano em 2022. Wagner já comandou o estado no período de 2007 a 2014 e fez o seu sucessor, Rui Costa, que, assim como Wagner, foi eleito e reeleito em primeiro turno.

Abono salarial de 2020 só será pago em 2022
Tempo de leitura: 2 minutos

Os trabalhadores que deveriam receber o abono salarial de 2020 a partir do segundo semestre só terão acesso ao dinheiro em 2022. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou resolução que muda o calendário de pagamento do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

Nos últimos anos, o benefício trabalhista começava a ser pago no segundo semestre de cada ano e terminava de ser pago no primeiro semestre do ano seguinte, obedecendo ao mês de nascimento do trabalhador, no caso do PIS, ou o dígito final da inscrição do servidor público, no caso do Pasep. Agora, o pagamento só começará no primeiro semestre do exercício fiscal seguinte.

O Codefat também decidiu que, a partir de 2022, o abono será pago sempre no primeiro semestre de cada ano. As datas de pagamento só serão divulgadas no início do próximo ano, quando a base de dados enviada pelos empregadores a partir de outubro de 2021 terminar de ser processada e a lista de beneficiários for concluída.

REGRAS CONTÁBEIS

Segundo a Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, a mudança foi necessária para evitar o descumprimento de regras contábeis e financeiras, impedindo que despesas fossem divididas em dois anos. O órgão afirma que a medida não teve objetivo fiscal, no entanto, o adiamento resultará na economia de R$ 7,45 bilhões neste ano.

Tem direito ao abono salarial o trabalhador com carteira assinada que recebe até dois salários mínimos, esteja há pelo menos cinco anos inscrito no PIS/Pasep e tenha trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base. O valor do benefício varia conforme o número de meses trabalhados, atingindo o máximo de um salário mínimo (R$ 1,1 mil) para quem trabalhou os 12 meses no ano-base.

O pagamento do abono salarial ano-base 2019 começou em julho de 2020 e terminou no dia 11 de fevereiro. Quem ainda não fez a retirada tem até 30 de junho para sacar o dinheiro. Após esse prazo, os recursos voltam para a conta do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Rosemberg: maturidade do parlamento baiano
Tempo de leitura: < 1 minuto

O líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Rosemberg Pinto (PT), elogiou a aprovação unânime, nesta quarta-feira (24), das medidas enviadas pelo Executivo baiano à Casa Legislativa para enfrentar a pandemia de Covid-19.

Receberam aval durante sessão virtual, o Projeto de Lei (PL) 24.131/21, que institui o Programa Bolsa Presença na Rede Pública Estadual de Ensino, e o PL 24.129/21, que autoriza o Executivo estadual a pagar faturas residenciais de água de consumidores de baixa renda beneficiários de tarifa social que residam no estado.

“O resultado da votação é sinônimo da maturidade e coerência do Parlamento baiano, que independentemente da coloração partidária, tem concordado com as solicitações enviadas pelo governador Rui Costa à Casa para combater o avanço da pandemia de Covid-19 no território baiano”, avaliou o líder governista.

O Bolsa Presença institui uma bolsa de R$150 por estudante durante seis meses com objetivo de evitar a evasão escolar. Serão beneficiadas 257 mil famílias cadastradas no CadÚnico, ou seja, aproximadamente um milhão de pessoas. Já o PL 24.129/21 beneficiará 860 mil famílias de baixa renda que terão suas contas de água pagas pelo Estado.

ATIVIDADE RELIGIOSA

Também foi aprovado, por unanimidade, o PL 24.116/21, da Mesa Diretora da ALBA, que reconhece a atividade religiosa e o funcionamento dos templos religiosos como essenciais para população baiana em tempos de crises ocasionadas por moléstias contagiosas, epidemias, pandemias ou catástrofes naturais. Relator do PL, Rosemberg incluiu uma emenda que os “protocolos sanitários estabelecidos pelo Poderes Executivo Estadual e Municipal sejam obedecidos.

Pequenas empresas ganham mais tempo para pagar impostos
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Comitê Gestor do Simples Nacional aprovou, nesta quinta-feira (24), a prorrogação do prazo para pagamento dos tributos no âmbito do Simples Nacional (Federais, Estaduais e Municipais). A medida pode beneficiar 17.353.994 contribuintes. O objetivo é reduzir os impactos da pandemia do Covid-19 para o grupo das micro e pequenas empresas e Microempreendedores Individuais (MEI).

O período de apuração março, com vencimento original em 20 de abril, poderá ser pago em duas quotas iguais, com vencimento em 20 de julho e 20 de agosto. Com apuração abril, com vencimento original em 20 de maio, poderá ser pago em 20 de setembro e 20 de outubro.

De acordo com a decisão do Comitê Gestor do Simples Nacional, o período de apuração de maio, com vencimento original em 21 de junho, poderá ser pago em duas quotas iguais, com vencimento em 22 de novembro e 20 de dezembro.

Conselho aprova venda de refinaria na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou, nesta quarta-feira (24), a venda da Refinaria Landulpho Alves, em São Francisco do Conde, na Bahia, e de seus ativos logísticos associados. A Mubadala Capital pagará US$ 1,65 bilhão (cerca de R$ 9,1 bilhões).

O contrato prevê ajustes no valor da venda em função de variações no capital de giro, dívida líquida e investimentos até o fechamento da transação, e que a operação está sujeita ao cumprimento de condições precedentes, tais como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE).

A refinaria será a primeira dentre as oito que estão em processo de venda a ter o contrato assinado. A Petrobras informou que, após a venda das oito refinarias, permanecerá com uma capacidade de refino de 1,15 milhão de barris por dia, com foco na produção de combustíveis mais eficientes e sustentáveis.

PRÓXIMOS PASSOS

Até o cumprimento das condições precedentes e o fechamento da transação, a Petrobras manterá normalmente a operação da refinaria e de todos os ativos associados. Após o fechamento, a Petrobras continuará apoiando a Mubadala Capital nas operações da RLAM durante um período de transição.

A Petrobras informou que nenhum empregado da companhia será demitido por conta da transferência do controle da refinaria para o novo dono. Os empregados da estatal que decidirem permanecer na companhia poderão optar por transferência para outras áreas da empresa. Outra possibilidade é a adesão ao Programa de Desligamento Voluntário.

A refinaria na Bahia possui capacidade de processamento de 333 mil barris/dia (14% da capacidade total de refino de petróleo do Brasil), e seus ativos incluem quatro terminais de armazenamento e um conjunto de oleodutos que interligam a refinaria e os terminais, totalizando 669 km de extensão.

Foto Geraldo Bubniak/AEN
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Saúde de Ilhéus ampliou a faixa etária contemplada na fase atual da vacinação contra a Covid-19, a começar pelos idosos com 68 anos ou mais, que vão receber a vacina a partir das 8 horas desta quinta-feira (25), em três locais. Em frente ao Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães (Cidade Nova) e na Praça São João Batista (Pontal), a imunização acontecerá no formato drive-thru, com acesso restrito a pessoas em veículos.

O terceiro ponto de vacinação – onde não será exigido que se chegue em veículo – funcionará na sede da Cruzada do Bem pelo Bem, ao lado do Ginásio de Esportes Herval Soledade e da Avenida Canavieiras, a partir das 8 horas.

Na sexta-feira (26), será a vez dos idosos com 66 e 67 anos, nos mesmos locais e horário informados acima.

Os idosos mais velhos, caso não tenham recebido a primeira dose da vacina, também podem recebê-la na etapa atual da campanha.

Segundo a secretaria, para ser vacinado, é indispensável apresentar cartão do SUS, comprovante de residência, CPF e cartão de vacinação.

Em Ilhéus, pacientes que fazem hemodiálise começam a ser vacinados nesta quinta-feira (25); Itabuna prevê vacinação desse público para a próxima segunda-feira (29)
Tempo de leitura: 2 minutos

A Secretaria de Saúde de Ilhéus (Sesau) marcou para esta quinta-feira (25) o início da vacinação de pacientes renais crônicos que fazem hemodiálise no Centro de Assistência Renal (CAR). A imunização vai ocorrer no Centro Municipal de Atendimento Especializado (CMAE), imóvel do antigo Colégio Fênix, na Avenida Canavieiras, 275, bairro Cidade Nova, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 15h. O atendimento desse grupo continuará no dia seguinte, sexta (26), nos mesmos horários.

De acordo com a Sesau, para receber a vacina, será necessário apresentar CPF, cartão de vacinação, cartão do SUS e comprovante de residência. A secretaria alerta que as doses serão ofertadas conforme o quantitativo recebido pelo município, e o serviço será interrompido quando chegar ao limite de vacinas disponíveis. A pasta não informou o número de doses que serão disponibilizadas para a imunização dos pacientes renais.

ITABUNA

A Secretaria de Saúde de Itabuna prevê o início da vacinação dos renais crônicos para a próxima segunda-feira (29). A data ainda não foi confirmada.

De acordo com a coordenadora municipal de Imunização, Camila Brito, 149 pessoas em tratamento de problemas renais serão vacinadas com o imunizante Coronavac. E, após 28 dias, vão receber a segunda dose. “A vacina nesse grupo é fundamental, porque já mobiliza o sistema imunológico contra o vírus”, explicou.

Além dos pacientes renais, a Prefeitura vai realizar a quarta e última etapa de vacinação dos profissionais que trabalham na rede particular de saúde. A imunização vai acontecer nesta sexta-feira (26), na sede da União dos Servidores Municipais de Itabuna (Usemi), localizada na Avenida Manoel Chaves, no bairro São Caetano.

DRIVE-THRU DE VACINA

Nesta quinta-feira (25), os vacinadores de Itabuna vão imunizar idosos com, pelo menos, 70 anos, com atendimento no formato drive-thru, nas praças do Rotary, no Góes Calmon, e na Antoninho Queiroz, no bairro de Fátima, das 9h às 14h. De acordo com a secretaria, a vacinação também continua normalmente nas unidades de saúde.

Organizado pela equipe de comunicação da Bamin, debate virtual reuniu profissionais de imprensa que atuam em Ilhéus, Itabuna e Uruçuca
Tempo de leitura: 2 minutos

Jornalistas que atuam nas cidades de Ilhéus, Itabuna e Uruçuca, na região Sul da Bahia, reuniram-se, nesta terça-feira (23), para a primeira edição do Encontro Regional com a Imprensa, evento promovido pela equipe de comunicação da empresa Bahia Mineração (Bamin). Profissionais de 13 veículos de imprensa discutiram os desafios da produção de notícias em tempos de fake news e das informações que circulam velozmente no WhatsApp.

O debate, em formato remoto, foi capitaneado pela jornalista Silvana Oliveira, gerente de jornalismo da Rádio Sociedade da Bahia. Com a experiência de quem atua na área desde o final da década de 1980, Silvana foi responsável pela consolidação da BandNews FM Salvador, além de ter trabalhado como apresentadora da Rádio Metrópole e gerenciado o jornalismo da TVE.

Silvana apresentou aos jornalistas a palestra intitulada “Notícia: agilidade, WhatsApp e fake news”. Ela destacou a importância do jornalismo regional para a cobertura de fatos que repercutem em todo o estado. Acrescentou que o profissional da comunicação em cidades do interior  é cada vez mais importante para a produção de conteúdos jornalísticos apurados com rigor e apresentados de forma clara.

Um dos perigos na produção das notícias, enfatizou Silvana Oliveira, é a “confusão de informações” compartilhadas massivamente, que podem gerar dados imprecisos ou inverídicos. Com os riscos desse cenário no centro do debate, houve intensa troca de experiências entre os profissionais no evento, o que tornou o Encontro Regional com a Imprensa uma oportunidade de discutir os desafios do cotidiano nas redações.

“Adorei a iniciativa da Bamin e a intervenção da Silvana. Gostaria de participar em outras ocasiões”, comentou no chat virtual o jornalista Roberto Santana, da revista Folha da Praia Online. Também atenta ao debate, a jornalista Caliana Mesquista, da RádioZap Circo Brasileiro, sinalizou que jornalistas precisam ser cada vez mais engajados e parabenizou a empresa pela iniciativa.

Participaram do evento os seguintes jornalistas (em ordem alfabética): Caliana Mesquita (RádioZap Circo Brasileiro), Daniel Thame (Blog do Thame), Danilo Matos (Ilhéus 24 horas), Fábio Roberto (Fábio Roberto Notícias), Francisco Seixas (Blog do Chicó), Jéssica Graziele (Blog Ilhéus em Resumo), Jonildo Souza da Glória (Blog Jonildo da Glória), Laudicea Carvalho (Ilhéus Notícias), Neri Góes (Revista Serra Grande), Paulo Leonardo (Portal Vermelhinho), Roberto Santana (Folha da Praia Online), Thiago Dias (Pimenta Blog) e Viviane Cabral (Blog Tempo Presente).

Haroldo Lima, de camisa branca, compondo a mesa de ato em defesa da estadualização da Fespi, episódio histórico lembrado no artigo de Élvio Magalhães
Tempo de leitura: 3 minutos

Foi na transição da Fespi para a Uesc que Haroldo Lima pôde despontar para minha geração como o que sempre foi: um orador brilhante, um dirigente afetuoso, um político estudioso, um defensor das causas da Bahia e do Brasil.

Élvio Magalhães || Para José Junseira e Adnaelson Amparo, “emarquianos uesquianos”

Numa madrugada de inverno de 1986, a pequena célula “emarquiana” do PCdoB iria fazer sua primeira ação eleitoral: colar nos alojamentos masculinos a propaganda de Haroldo Lima para deputado federal. Balde, soda cáustica, farinha de trigo, vassoura. Ainda guardo no rosto respingo da cola e a cicatriz da ferida e, no coração, os tempos idos de descoberta e rebeldia.

Na Emarc-Ur me fiz comunista, entre leituras amadianas e artigos de Haroldo, aquele deputado, líder do PCdoB, que emergia da clandestinidade como fênix, após vinte anos de arbítrio de uma ditadura militar feroz e implacável, que espancou, torturou, assassinou, prendeu e baniu.

No ano de 1986 haveria eleições para a Assembleia Constituinte, e os comunistas baianos do sul buscavam reeleger Haroldo Lima. Militante oriundo da Juventude Universitária Católica (JUC), um dos responsáveis pela incorporação da Ação Popular ao PCdoB, ele enfrentou a ditadura, resistiu à tortura, ao cárcere e à barbárie de cabeça erguida. E venceu!

A chegada na Fespi de parte daquela célula da Emarc foi uma alegria. Na entrada, Ramon Vane recitando o “Poema Sujo” de Ferreira Gullar e o megafone de Déa Jacobina, a carismática líder estudantil, nos davam boas-vindas. Foi na transição da Fespi para a Uesc que Haroldo Lima pôde despontar para minha geração como o que sempre foi: um orador brilhante, um dirigente afetuoso, um político estudioso, um defensor das causas da Bahia e do Brasil.

Em 1987, a crise no modelo híbrido (subfinanciamento pela Ceplac, complementado pelas mensalidades), que sustentou a Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna desde sua fundação, tinha chegado ao auge. No movimento estudantil, o PCdoB dirigia o DCE e organizava a luta contra aumentos de mensalidades e pela estatização. Neste ano o deputado Haroldo Lima consegue um recurso extra no Ministério da Educação do governo Sarney, que possibilita à FESPI pagar os salários dos professores e seguir sem onerar os estudantes, congelando as mensalidades.

Mas é no ano de 1988, com as palavras de ordem “parar pra acertar” e a campanha “Ô estadualiza ou pifa”, que foi possível o desencadeamento de uma greve com o qual o movimento estudantil e acadêmico arrancaram, após 7 meses de intensa mobilização política, a estadualização da Fespi e a gratuidade do ensino. Deste processo participaram intensamente a militância do PCdoB e o deputado federal Haroldo Lima. O governador Waldir Pires, antevendo o futuro, queria federalizar a Fespi, com o correto argumento de que era preciso investimento federal no ensino superior da Bahia, o que só viria acontecer 25 anos depois, com a criação, pela presidenta Dilma Rousseff, da Universidade Federal do Sul da Bahia.

No início dos anos 90, quando a transição da Fespi para universidade se alongou e o impasse institucional se deu em função do Patrimônio da Universidade e outras burocracias, foi de novo Haroldo Lima quem construiu a saída. Mesmo um tenaz opositor do então governador Antônio Carlos Magalhães, Haroldo utilizou de sua amizade com o deputado Luís Eduardo Magalhães, vizinho de apartamento funcional em Brasília, para relatar as dificuldades institucionais da Fespi e cavar uma audiência da comunidade universitária com o então governador ACM. Presente na reunião, vi quando ACM se dirigiu a Haroldo Lima e disse: “Haroldo, você não precisa de intermediários para falar comigo!”.

Desta reunião ficou decidido que a Fespi seria estadualizada e viraria a Universidade Estadual de Santa Cruz – Uesc, o que de fato ocorreu meses depois, numa solenidade no auditório do Pavilhão Jorge Amado, onde o então estudante Wenceslau Jr., recém-eleito presidente do DCE, foi intensamente aplaudido pelos presentes, como reconhecimento da condução vitoriosa do movimento estudantil para aquele desfecho. A maior conquista da minha geração.

Ultimamente, conversava com Haroldo sobre sua participação na vice-liderança da Comissão Permanente do Índio, presidida pelo deputado xavante Mário Juruna, que deu origem à atual Comissão dos Direitos Humanos e Minorias, os avanços conquistados na Constituição de 1988 e a luta dos povos indígenas pelos seus direitos. Não deu tempo de levá-lo à Marcha dos Tupinambás em Olivença, como combinado.

A nefasta política genocida do governo Bolsonaro, que boicotou vacinas e protocolos (e certamente colaborou para a morte prematura de Haroldo e de quase 300 mil vítimas da covid-19 no Brasil), só me faz ter a certeza da necessidade da construção de uma frente ampla, como defendia Haroldo, para que possamos derrotar o fascismo negacionista e descortinar o futuro de prosperidade para o povo brasileiro.

E, quando tudo isso passar, haveremos de fazer uma grande homenagem a este homem público imprescindível. Tomara que a Uesc esteja presente.

Haroldo Lima Vive!

Élvio Magalhães presidiu o Diretório Central dos Estudantes Carlos Mariguella, da Uesc; é membro da direção estadual do PCdoB na Bahia e assessor do deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB).

Ação pede que Prefeitura de Cruz das Almas revogue decreto municipal
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público e a Defensoria Pública do Estado da Bahia pediram que a Justiça obrigue o município de Cruz das Almas a cumprir integralmente as medidas de restrição social impostas a todos os municípios da Bahia pelo governo estadual e a revogar imediatamente a autorização para funcionamento de academias.

O MP e a Defensoria pedem a revogação do decreto municipal 278 de 2021, assinado pelo prefeito Ednaldo Ribeiro (Republicanos) para autorizar o funcionamento das academias com a limitação da capacidade máxima de 30%.  O decreto do estado proíbe a abertura desse tipo de estabelecimento até a próxima segunda-feira (29).

Ao iniciar o processo, órgãos também levaram em conta a pressão da pandemia de Covid-19 sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), com ocupação alta dos leitos de terapia intensiva para tratamento da doença na macrorregião Leste de Saúde, que abrange o município de Cruz das Almas e, no último sábado (20), tinha 203 pessoas à espera de vaga em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Tempo de leitura: < 1 minuto

As dificuldades para a manutenção de uma empresa no período da pandemia, levaram diretores que integram o comitê de Covid-19 da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI) a se reunirem nesta terça-feira, 23, para encontrarem uma solução. Os empresários vão apresentar uma série de reivindicações à Prefeitura para redução dos encargos.

Os empresários destacaram alguns pontos de contrapartida municipais diante das restrições. Dentre elas, estão a necessidade de isenção do IPTU e taxas de alvará para as empresas que sofreram fechamentos por conta da pandemia, prorrogação do ISS ou isenção por 06 meses, isenção da taxa de publicidade e isenção da tarifa de água (bares, restaurantes e empresas de eventos).

O presidente da ACI, Sérgio Velanes, destacou que a carta será apresentada em breve ao Executivo e vai solicitar necessidades urgentes da cadeia produtiva da cidade. “É uma questão de sobrevivência. A nossa preocupação aumenta porque as empresas estão enfrentando dificuldades e precisam do apoio do Poder Municipal para continuarem funcionando e mantendo os empregos”.

Hospital Regional Costa do Cacau, em Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Hospital Regional Costa do Cacau inaugurou, na última segunda-feira (22), a Unidade de Assistência Respiratória (UAR), que acolhe pacientes infectados pelo novo coronavírus. Localizado em Ilhéus, o Costa do Cacau é o hospital de referência para a internação de grande parte dos pacientes com Covid-19 do município e das cidades vizinhas.

O prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), usou as redes sociais para agradecer ao governador Rui Costa (PT) e ao secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, pela abertura da nova unidade do hospital.

Carrefour anuncia compra do Grupo Big em negócio de R$ 7,5 bilhões
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Grupo Carrefour Brasil anunciou, hoje (24), a compra do Grupo Big Brasil em negócio avaliado em R$ 7,5 bilhões. O Big é dono das marcas Bompreço, Maxxi Atacado, Walmart e Sam´s Club no Brasil. 

O negócio foi confirmado por meio de comunicado em que o Carrefour diz que a aquisição expandirá a sua presença no Nordeste e Sul do país, com ‘forte potencial de crescimento”.

Com a aquisição, o Carrefour diz que ampliará a base de clientes do grupo de 45 milhões para 60 milhões de clientes. O negócio ainda depende de autorização do Conselho de Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

O Carrefour é dono do Atacadão, que possui uma loja na Rodovia Ilhéus-Itabuna, e o Big é detentor de duas marcas presentes em Itabuna, o Maxxi e o Bompreço.

Novo método, desenvolvido no Campus Uruçuca, otimiza extração de amido da polpa da pupunha
Tempo de leitura: 3 minutos

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) concedeu ao Instituto Federal Baiano (IF Baiano) a Patente de Invenção do processo Extração de amido do fruto da pupunheira (Bactris gasepaes Kunth), nesta terça-feira (23), por meio da publicação da carta-patente Nº BR 102015024387-1. Este é o primeiro registro de carta-patente conferido ao Instituto.

O INPI concede três tipos de patentes; a Patente de Invenção, o Modelo de Utilidade e o Certificado de Adição de Invenção. No caso da Patente de Invenção, são reconhecidos produtos ou processos que atendam aos requisitos de atividade inventiva, novidade e aplicação industrial, caso do novo método de extração do IF Baiano.

Com o título, o IF Baiano detém todos os direitos de cessão e licenciamento da tecnologia por 20 anos, contados a partir da data do depósito do pedido de registro no INPI, 23 de setembro de 2015.

O novo método é resultado de pesquisas iniciadas do projeto de doutorado do docente titular do IF Baiano, Biano Alves de Melo, junto ao Programa de Pós-graduação em Engenharia Industrial da Universidade Federal da Bahia (UFBA), sob a orientação dos professores Paulo Almeida e Karen Pontes (que também são autores da invenção). Os trabalhos foram desenvolvidos no Centro de Tecnologia de Alimentos (CTA) do IF Baiano, no Campus Uruçuca, com apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb).

A INOVAÇÃO

O processo inovador isola os grânulos de amido do fruto da pupunheira (Bactris gasepaes Kunth), a pupunha, para possíveis aplicações na área de alimentos e embalagens biodegradáveis. O que motivou os pesquisadores foi a observação de que grandes volumes de resíduos são gerados e descartados no beneficiamento agroindustrial da pupunha, principalmente no Sul da Bahia.

Método otimiza extração do amido da pupunha, preservando a qualidade e o rendimento do produto

Quando verificaram que a polpa do fruto – rica em amido – tinha grande potencial de uso, principalmente na alimentação, os pesquisadores pensaram numa alternativa para melhor aproveitá-la, vencendo a complexidade e a lentidão dos processos anteriores de beneficiamento da pupunha.

O novo método conseguiu otimizar a separação dos grânulos do amido e preservar suas características. “A inovação se deu em quatro etapas, sendo a primeira direcionada à otimização da extração do amido do fruto da pupunheira, a segunda etapa à caracterização química e funcional do amido, a terceira etapa ao estudo das propriedades térmica, morfológica e estrutural do amido e a quarta etapa à aplicação do amido obtido em alimentos e na produção de um compósito termoplástico biodegradável”, esclarece o pesquisador.

O compósito termoplástico biodegradável é outra inovação da pesquisa e também já foi depositada junto ao INPI, sob o registro nº BR20201602354.

CONTRIBUIÇÃO PARA A CADEIA PRODUTIVA

O pesquisador destaca as contribuições do novo método para a cadeia produtiva da pupunheira. “As propriedades do amido do fruto da pupunheira indicam um potencial de aplicação bastante amplo, podendo ser aproveitadas diretamente nas indústrias de alimentos, cosméticos, fármacos ou de termoplásticos destinados à confecção de materiais para os quais o caráter biodegradável seja desejável”, explica.

A direção do IF Baiano avalia o reconhecimento da patente como uma conquista, que “marca o caminho ascendente de incentivo à inovação na instituição”. Pesquisadores da entidade aguardam resposta do INPI para outros 28 pedidos de registro.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itabuna começou a cadastrar famílias para distribuição do peixe da Semana Santa. Porém, o que se viu foi muita aglomeração, apesar do novo coronavírus.

Na Urbis IV (foto acima), pessoas formavam longas filas, todas bem coladinhas, aglomeradas.

Quem é o povo na fila do peixe? Em tempos de pandemia, isca para covid-19.