Vereadores perdem o mandato por suspeita de fraude
Tempo de leitura: 2 minutos

Dois vereadores do município de Coração de Maria, no interior da Bahia tiveram os mandatos cassados nesta segunda-feira (16), pela Justiça Eleitoral, suspeitos de colocarem candidaturas femininas fantasmas dentro das nominatas das suas chapas.

Davilson da Silva Miranda e João Rios de Oliveira, do Cidadania e eleitos em 2020, tiveram os mandatos cassados, assim como todo os suplentes deles. A defesa do partido informou que a decisão ainda não foi publicada e que contraria a recomendação do Ministério Público da Bahia (MP-BA).

O processo de cassação, que está em segredo de Justiça, foi uma decisão de primeira instância, ou seja, cabe recurso. Com isso, os vereadores permanecem no cargo até o julgamento dos embargos, e só podem ser afastados após transitado e julgado.

O juiz eleitoral da 130ª Zona Eleitoral dpo município de Coração De Maria, Tardelli Boaventura, também anulou todos os votos recebidos pelo partido Cidadania nas eleições de 2020 e redistribuiu baseado no coeficiente eleitoral.

Dilson Miranda e João Rios foram os dois vereadores eleitos mais bem votados na cidade (673 e 622 votos, respectivamente).

FANTASMAS

De acordo com a decisão, as candidaturas fantasmas foram assinadas com os nomes de Caroline Santos Araújo e Josilda Lopes da Silva. As duas foram condenadas à inegibilidade por oito anos, contados a partir de 2020.

O juiz justificou a decisão contra Caroline e Josilda, ao apontar que as duas candidaturas foram indicadas “claramente para preencher a cota de 30% das candidaturas do sexo feminino”.

“Não prestaram contas dos recursos de campanha (ao que tudo indica, não receberam nem R$ 1 do partido), não confeccionaram um santinho, um adesivo, não fizeram uma postagem de suas candidaturas nas redes sociais, ninguém as viu participando de campanhas. E o mais escandaloso: não tiveram um voto sequer, nem mesmo o delas”, escreveu o juiz na decisão.

Ao se defenderem durante o processo, Caroline e Josilda afirmaram que não prosseguiram na campanha, porque não tinham confirmação das candidaturas. Alegaram também instabilidade jurídica e social no partido, aliado à pandemia de Covid-19. Do G1.

John estava desaparecido desde a manhã de sexta-feira (13)
Tempo de leitura: < 1 minuto

As buscas pelo motorista de aplicativo Sátiro Menezes Filho, mais conhecido como John Menezes, foram encerradas nesta segunda-feira (16), com uma notícia muito triste para familiares e amigos do jovem, que estava desaparecido desde a última sexta-feira (13). O corpo do trabalhador foi encontrado no final da tarde de hoje, em Serra Grande, distrito de Uruçuca.

O corpo de John estava numa área deserta em estado avanço de decomposição. O rapaz estava desaparecido desde sexta-feira, quando aceitou uma corrida para Serra Grande. Ele tinha sido visto pela última vez no Parque Infantil. Depois disso, os familiares tentaram contato, mas o telefone dele estava desligado. A família ainda não confirmou se o corpo é realmente do jovem.

Jovem teria sido espancado antes de ser morto

No sábado e domingo, colegas de trabalho fizeram buscas, mas não obtiveram sucesso. No domingo, a polícia recebeu a informação de que o veículo de John Menezes estava abandonado no bairro da Conquista, em Ilhéus. Mas os bandidos agiram rápido, pois o carro realmente pertencia ao jovem, mas a placa já estava adulterada.

A polícia investiga várias hipóteses para o assassinato de John, que era considerada uma pessoa muito tranquila e querida. Nas redes sociais, dezenas de amigos lamentaram a violência contra o jovem. O corpo foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus (DPT), onde deverá ser reconhecido pela família.

PMs baianos conquistam medalhas em competições internacionais
Tempo de leitura: 2 minutos

Policiais militares de Itabuna garantiram conquistaram quatro medelhas nos Campeonatos Pan e Sul-americano de Judô, encerrados no domingo (15), em Salvador. Os eventos esportivos foram realizados na praça principal do Shopping Paralela e contaram com a participação de mais de 300 atletas de 10 países.

A tenente Priscila Nunes Ceuta, comandante da Operação Ronda Maria da Penha (ORMP), em Itabuna, e os soldados Paulo Ricardo Alves e Thiago Torquato Vieira, do Esquadrão de Polícia Montada e Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira, conquistaram quatro medalhas. Eles enfrentaram os atletas da Argentina, Chile, México, Canadá, Uruguai, Estados Unidos e Equador.

Tenente da PM (1ª à esquerda) conquista duas medalhas de prata

Há oito anos sem competir, a tenente Priscila Nunes conquistou prata nas duas competições. Ela destacou que o processo de treinamento para garantir a prata em ambas as competições foi árduo e era de domingo a domingo. “Treinava intensamente durante a manhã e a noite. Desta vez não deu para o ouro, mas tenho batalhado para garantir isso e chegar até o campeonato mundial”, disse.

Veterano nos campeonatos de judô internacionais, o soldado Paulo Ricardo, que levou o bronze no Pan-Americano e ficou em quarto lugar, na categoria até 73 quilos, no Sul-Americano, falou sobre a emoção em mais uma conquista. “Garantir a medalha de bronze no Pan Americano, que também aconteceu neste final de semana, além de ser o quinto melhor atleta de judô do mundo, na competição que participei no ano passado, só me dá a certeza de que estou trilhando o caminho certo”.

A prata no Sul Americano e o quinto lugar no Pan, na categoria até 81 quilos, foram garantidas pelo soldado Thiago Torquato. Além dos PMs, outros militares do Rio Grande do Norte, Piauí e agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) participaram do campeonato que conta com pontuação no ranking nacional, habilitando os militares a participarem dos Campeonatos Brasileiro e Mundial em 2022.

Programa oferta 52 mil bolsas de monitoria a estudantes da rede estadual
Tempo de leitura: < 1 minuto

As inscrições para o Mais Estudo, da Secretaria de Educação da Bahia (SEC), começaram nesta segunda-feira (16) e seguirão até o próximo dia 27, nas escolas da rede estadual de ensino. Com 52 mil vagas, o programa oferece bolsa mensal de R$ 100,00 aos estudantes que se destacam nas disciplinas Língua Portuguesa, Matemática e Iniciação Científica. Os monitores atuarão no turno oposto ao das próprias aulas, auxiliando os colegas no processo de aprendizagem dessas matérias.

PROCESSO SELETIVO

Para se inscrever, o estudante deve estar regularmente matriculado em escola estadual; manifestar interesse no programa à direção da escola; possuir Cadastro de Pessoa Física (CPF); e ter média igual ou superior a oito na disciplina da qual pretende ser monitor.

Nas escolas em que não haja alunos com nota média igual ou maior que oito em número suficiente ao preenchimento das vagas, serão considerados elegíveis aqueles com nota média igual ou maior que sete.

Toda a ação da monitoria será acompanhada por professores supervisores. Caberá a eles, dentre outras iniciativas, validar mensalmente os relatórios enviados pelos monitores no Sistema do Programa Mais Estudo.

Balanço inclui União, estados, municípios e estatais || Foto Agência Brasil
Tempo de leitura: 2 minutos

As contas públicas do setor público consolidado, formado por governo federal, estados, municípios e empresas estatais, registraram superávit primário de R$ 4,3 bilhões, ante superávit de R$ 5 bilhões em março de 2021, informou hoje (16) o Banco Central (BC). Apesar do resultado, as contas do Governo Central, que reúne Previdência, Banco Central e o Tesouro Nacional, ficaram deficitárias em R$ 7,8 bilhões no mês. Já os governos regionais e as empresas estatais registraram, na ordem, superávits de R$ 11,9 bilhões e R$ 242 milhões no mês.

As informações contam do relatório de estatísticas fiscais divulgado nesta segunda-feira pelo BC. De acordo com o documento, nos 12 meses encerrados em março, o superávit primário do setor público consolidado atingiu R$ 122,8 bilhões, equivalente a 1,37% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país).

O resultado primário é formado pelas receitas menos os gastos com juros, sem considerar o pagamento de juros da dívida pública. Assim, quando as receitas superam as despesas, há superávit primário.

Leia Mais

Festival integra a Semana de Inovação de Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O primeiro Cacau Valley iFestival será uma das atrações da Semana de Inovação de Ilhéus, de 25 a 27 de maio, no Hotel Praia do Sol, na zona sul da cidade. Promovido pelo Sebrae, o evento tem apoio da Prefeitura de Ilhéus, do Senai/Cimatec e da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Ilhéus (CDL). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link.

Os empreendedores que passarem pelo Cacau Valley iFestival terão acesso a uma programação exclusiva, com painéis, oficinas, palestras e dinâmicas interativas. Os temas serão variados, desde o marketing digital no metaverso, passando pela moda, até o futuro do setor automotivo.

A gerente do Sebrae em Ilhéus, Claudiana Figueiredo, fala sobre os objetivos do evento. “Durante todo o período, será ofertada às micro e pequenas empresas a possibilidade de acessar informações sobre as principais tecnologias, aplicadas ao universo das MPEs, com possibilidade de experimentar o mundo da inteligência artificial, metaverso, blockchain, desenvolvimento e prototipagem de produtos, storytelling, branding e outros”.

Os visitantes vão poder participar de mais de 40 atividades de capacitação. A lista de palestrantes é vasta, com destaque para Luiz Candreva, Eduardo Moraes, Anna Libório e Mateus Couto.

No dia 26 maio, a partir das 17h, o time da moda entrará em campo para um desfile com peças de 22 marcas. O dia seguinte será dedicado à imersão no ambiente digital, com direito a uso de óculos 3D e a uma visita ao metaverso.

O festival terá os espaços Arena Maker, Arena Inovar, Lounge Mobiliza, Espaço Insighs, Espaço Lab e Espaço Trend. Ao todo, eles vão receber mais de 1.900 inscritos nas atividades de capacitação. O Sebrae estima que 1.500 pessoas visitarão o evento por dia.

Haroldo Lima foi dirigente histórico do PCdoB
Tempo de leitura: < 1 minuto

Quando faleceu, em 24 de março de 2021, o ex-deputado federal Haroldo Lima (PCdoB) já havia escrito boa parte da sua autobiografia. Aos 81 anos, o comunista deixou os manuscritos aos cuidados da família, antes de ser internado no Hospital Aliança, em Salvador, onde perderia a luta pela vida contra a Covid-19, doença que já matou 665 mil brasileiros, segundo os números oficiais.

Coube ao ex-deputado federal Aldo Arantes, correligionário de Haroldo no PCdoB, a tarefa de organizar e concluir a obra, que será lançada nesta terça-feira (17), às 18h, no Sindicato dos Bancários de Itabuna, com o título Haroldo Lima – coragem e dedicação à luta do povo (Ed. Anita Garibaldi).

Natural de Caetité e formado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Haroldo Borges Rodrigues Lima participou ativamente da militância estudantil. Durante a ditadura (1964-1985), foi um dos fundadores da Ação Popular (AP), movimento de resistência armada ao regime golpista. Deputado constituinte, teve cinco mandatos na Câmara Federal. Deixou a Casa em 2002 e, de 2003 a 2011, dirigiu a Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Audiência foi proposta pela vereadora Wilma Oliveira
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Câmara de Vereadores de Itabuna promove, nesta terça-feira (17), às 14h, audiência pública sobre os direitos trabalhistas dos assistentes sociais. O mote do debate proposto pela vereadora Wilma Oliveira (PCdoB) foi o Dia do Assistente Social, comemorado neste domingo (15).

A parlamentar explica que é necessário discutir com a sociedade o cumprimento dos direitos da categoria, que é formada majoritariamente por mulheres. Uma das pautas do debate desta terça é a redução da jornada de trabalho para 30h semanais, tema já em discussão na esfera nacional. A carga atual é de 40h por semana.

O encontro terá a presença da técnica de Referência da Alta Complexidade da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza de Itabuna, Dulce Carolina Fonseca; da assistente social e especialista em Saúde Pública Alana D’el Rei; e de representantes do Conselho Municipal de Assistência Social. Com transmissão no canal da Câmara no YouTube, o debate também será aberto ao público.

Produção de mel exige pouco investimento, segundo especialista
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os primeiros registros da apicultura remetem à antiga civilização egípcia, no norte do continente africano, há mais de 4 mil anos. São dessa época ilustrações que mostram recipientes de barro usados na criação de abelhas. Quarenta séculos depois, a médica veterinária Louise Santos dá dicas a quem deseja se iniciar nessa arte mesmo morando em zonas urbanas.

Professora da UniFTC Itabuna, Louise explica que o primeiro passo é verificar se a legislação do município onde o pretenso criador mora autoriza esse tipo de criação em área urbana. Constatada a possibilidade, a tarefa seguinte é escolher uma espécie de abelha sem o temido ferrão.

“As mais indicadas são as abelhas da espécie Melipona, porque elas não possuem ferrão. Já as abelhas do gênero Apis, que são as abelhas que produzem ferrão, até produzem uma quantidade maior de mel, mas podem machucar a pessoa que deseja criar e gerar um desconforto entre os vizinhos”, explica Louise Santos.

A veterinária cita espécies que se adaptam bem à criação em quintais ou até mesmo dentro de casa: uruçu (Melipona scutellaris), tiúba (Melipona fasciculata), jandaíra (Melipona subnitida), uruçu-cinzenta (Melipona manaosensis), mandaçaia (Melipona quadrifasciata anthidioides) e jataí (Tetragonisca angustula).

O investimento inicial, segundo Louise, é módico. “As abelhas são autossuficientes, o que significa que elas são muito bem desenvolvidas no sentido de execução de tarefas, cada uma sabe exatamente qual tarefa deve ser executada. É esse instinto social que as tornam muito eficientes nas práticas das tarefas a serem executadas dentro da colmeia. O trabalho do apicultor é proteger a colmeia e realizar a extração do mel quando ele estiver pronto”, acrescenta.

Interessados em aprender mais sobre apicultura podem acessar neste link a cartilha da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que ganhou nova edição às vésperas do Dia Mundial Das Abelhas (20/05).

Corpo de John Menezes foi encontrado nesta segunda-feira
Tempo de leitura: 2 minutos

No último final de semana, o município de Ilhéus, no sul da Bahia, foi palco de três homicídios, uma morte resultada de confronto com policiais e um desaparecimento.

O primeiro caso foi registrado na tarde de sexta-feira (13), quando um homem identificado como Bimba foi morto com sete tiros no Terminal Urbano. Cometido por uma dupla que chegou ao local em uma motocicleta, o crime teve as características de uma execução. Outro homem, que estava próximo à vítima, foi ferido na perna.

No sábado (14), o adolescente Jean Carlos Santos Alves, de 16 anos, foi morto com dois disparos de arma de fogo no Alto do Coqueiro. Socorrido e levado ao Hospital Regional Costa do Cacau, ele não resistiu aos ferimentos.

No mesmo dia, a Polícia Militar prendeu um homem e um adolescente suspeitos de envolvimento no crime, que teria sido ordenado por uma facção criminosa da Tapera, como forma de revidar um ataque feito à comunidade no Dia das Mães. Jean não tinha nenhuma ligação com o ataque à Tapera. Foi assassinado por ser morador do Alto do Coqueiro.

Também no sábado (14), Gabriel Moura foi morto a tiros no Mambape, morro próximo ao bairro Hernani Sá, na zona sul de Ilhéus. Não há informações sobre a autoria e a motivação do homicídio.

JOVEM MORRE APÓS CONFRONTO COM POLICIAIS

Carlos Henrique morreu após entrar em confronto com a PM

O sábado (14) ainda reservava mais um episódio violento. À noite, quando policiais militares faziam rondas em busca de um carro que havia sido roubado, eles tentaram abordar um veículo com quatro homens no Iguape, zona norte de Ilhéus. De dentro do carro, os bandidos dispararam contra os policiais, que revidaram, segundo a Polícia Militar. Um dos ocupantes do veículo, Carlos Henrique, de 26 anos, foi baleado e, após ser levado para o Hospital Costa do Cacau, faleceu.

Os outros três homens abandonaram o carro e conseguiram fugir para um matagal. No veículo, os policiais encontraram um revólver calibre 38 e uma pistola .40.

MOTORISTA DE APLICATIVO ESTÁ DESAPARECIDO DESDE SEXTA-FEIRA

O jovem John Menezes, de 23 anos, está desaparecido desde a manhã de sexta-feira (13). Motorista de aplicativo, ele deixou a Lagoa Encantada, onde mora, para fazer uma corrida para Serra Grande, distrito litorâneo de Uruçuca. Desde então, não fez contato com a família, e o seu celular está desligado.

Parentes de John registraram seu desaparecimento na Delegacia da Polícia Civil e, ontem (15), o carro que ele dirigia, um Fiat Argo, foi encontrado na Rua Santarém, na Conquista. O veículo estava com uma placa falsa, mas os policiais o identificaram pelo número do chassi.

Ainda não há notícia do paradeiro do jovem. Informações que ajudem nas buscas podem ser encaminhadas por meio do telefone 73 9 9144-4251. Com informações do FRN.

Atores representam casal gay em peça publicitária do novo Polo
Tempo de leitura: 3 minutos

A publicidade não pode ser instrumento de opressão e de reprodução da desigualdade. É difícil atender a dois senhores, mas a publicidade pode ser também mediadora para caminhadas mais amenas na sociedade. Portanto, não fujamos dessa responsabilidade.

Efson Lima

Mais uma vez, aparentemente, fomos surpreendidos pela campanha do novo carro VW Polo, com um casal gay na peça publicitária. “Só que não”. Quem não se lembra da campanha publicitária de uma empresa de cosméticos para celebrar o Dia dos Pais em 2020? Há algum tempo, muito já se comenta que a diversidade aumenta a capacidade de produção e favorece a criatividade e a inovação das empresas, ou melhor, de todas as organizações. Dentro de um marco do sistema capitalista, a proposta ameniza o sofrimento e oportuniza uma aparente inclusão para alguns grupos. As empresas desenvolvem ações a afirmar que estão comprometidas com a responsabilidade socioambiental, por meio do marco da inclusão e da diversidade.

O case da campanha publicitária para celebrar o Dia dos Pais com Thammy Miranda, transexual, impactou o país. Diante da campanha inclusiva, protagonizada pela empresa de cosméticos ao ter Thammy na divulgação de seus produtos para o Dia dos Pais, milhares de pessoas protestaram. Afinal, para os conservadores, Thammy não pertence ao padrão “genuíno” de pai. Os que saíram em defesa da peça utilizaram argumentos diversos, entre eles o fato de que o Brasil tem 5 milhões de pessoas sem o nome do pai na certidão de nascimento.

O cidadão Thammy pode ser um novo modelo de pai, não porque a instituição pai seja nova, mas em razão de que pais responsáveis não estão nas prateleiras brasileiras e milhares deles negam o reconhecimento da paternidade e sequer assumem essa função. É importante lembrar que os conservadores britânicos apoiaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Afinal, para esses, a comunidade LGBTQIA estava a defender o casamento enquanto instituição a ser preservada. No Brasil, os conservadores resistem e criam fatos para negar a realidade que está às claras. Thammy Miranda fez a sua defesa ao dizer que ele não era pior nem melhor que os outros pais, mas era um pai presente. Trocadilho que significou um tapa simbólico em inúmeras pessoas.

Naquele ano, as ações da empresa de cosméticos dispararam positivamente na Bolsa de Valores de São Paulo. O envolvimento de algumas companhias com a diversidade tem se consolidado. Uma outra empresa de cosméticos já havia se inserido no contexto em favor da diversidade, assim como alguns bancos, empresas de tecnologia e uma grande marca de refrigerante. Afinal, o dinheiro rosa é disputado no mercado, e a lógica segue a mesma para o black money. Mas, no caso do novo VW Polo, observa-se um embate cada vez mais presente na sociedade brasileira em face de temas disputados por conservadores e progressistas.

Estamos a viver a maior transformação de nossos tempos. Estamos mudando alguns hábitos e vamos repetir tantos outros. A consciência humana não muda tão rapidamente, entretanto, precisamos pensar na inclusão dos outros e das outras. É importante valorizar quem respeita a diversidade, o meio ambiente, a cidadania, a cultura, a liberdade de expressão e de comunicação. Cada um é responsável pelo que cativa, como já externou Saint-Exupery. Precisamos cultivar a democracia como forma de assegurar nossos valores e contemplar a diversidade.

A publicidade não pode ser instrumento de opressão e de reprodução da desigualdade. É difícil atender a dois senhores, mas a publicidade pode ser também mediadora para caminhadas mais amenas na sociedade. Portanto, não fujamos dessa responsabilidade. A trajetória é árdua, cheia de idas e vindas, mas o caráter não pode transitar para atender interesses da imoral oportunidade, muito menos ser mais um rato a assolar a nação. As campanhas publicitárias chegam tardiamente, mas são necessárias para fomentar uma nova cultura. Elas também precisam sair das salas do marketing e ganhar a arena pública: canais de televisão, cinemas, redes sociais, outdoors, entre tantos outros suportes. Desculpem meu determinismo, mas só há um caminho no século XXI: o da inclusão. Lutar fora desse marco é negar direitos e assegurar a barbárie.

Efson Lima é mestre e doutor em Direito pela UFBA, professor, escritor e membro da Academia de Letras de Ilhéus (ALI).

Socialistas escolhem Davidson para compor pré-candidatura coletiva
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) confirmou a pré-candidatura de Davidson Luís Brito a deputado estadual. A ideia é que o jovem itabunense integre, após a convenção partidária, uma candidatura coletiva à Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

“Agora é tempo de reconstruir o que a pandemia da Covid-19 destruiu. É a hora de resgatar a esperança da nossa gente, com trabalho e muita solidariedade. Tenho certeza que conseguiremos construir um futuro de grandes novidades”, afirmou Davidson, que foi o candidato a vereador do PSOL mais votado em Itabuna nas eleições de 2020, quando recebeu 273 votos.

A professora Delliane Ricelli explica que, até o final de maio, o PSOL apresentará os nomes que formarão a candidatura coletiva, assim como a liderança que terá o nome exposto na urna, já que a legislação não permite a apresentação de mais de um candidato sob o mesmo número eleitoral.

Siméia Queiroz sofre bloqueio de bens por ordem da Justiça Federal
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Justiça Federal em Itabuna determinou o bloqueio de bens da ex-prefeita de Ubatã Siméia Queiroz Félix, Siméia de Expedito, e do empresário Carlos Alberto Rabelo da Silva, da Pavisa Pavimentação e Obras de Saneamento Básico Ltda. A decisão é da juíza Maizia Seal Carvalho em processo que apura irregularidades na contração e pagamento à empresa em obras municipais nos anos de 2013, 2014 e 2015.

O montante do bloqueio, superior a R$ 1,2 milhão, é apontado como o valor pago a mais em obras superfaturadas e pagamentos indevidos. A ex-prefeita do município sul-baiano teve os bens bloqueados por suspeita de fraude em licitação e crime de responsabilidade, conforme decisão da magistrada federal.

A ordem de bloqueio judicial de bens decorre de ação movida, pelo Ministério Público Federal (MPF), contra Siméia e o empresário Carlos Alberto Rabelo na execução de obras de ampliação e construção de escolas municipais e de postos de saúde, além de pavimentação de ruas (Várzea e Bica) e construção da Praça Lajedo. Apura-se “possível direcionamento das respectivas licitações” e superfaturamento.
Juíza determinou bloqueio até o limite de R$ 12, milhão || Reprodução Pimenta

Além do bloqueio de R$ 1.227.541,13, o Ministério Público Federal também requer a perda dos direitos políticos da ex-prefeita por 8 anos. O MPF aponta confirmação de indícios de superfaturamento das obras, constatados por meio de perícia de engenharia.

Milton Nascimento em vídeo com anúncio da despedida dos palcos || Reprodução Youtube
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Música Popular Brasileira foi sacudida por notícia de forte impacto neste final de semana. Milton Nascimento, próximo dos seus 80 anos de vida – a serem completados em 26 de outubro – anunciou despedida dos palco (“Só dos palcos mesmo. Da música, jamais”).

– Solto a voz na estrada desde os meus 13 anos. Minha música ampliou meus horizontes e em seis décadas me levou aos quatro cantos do mundo. Me tornei cidadão do mundo sem deixar de ser brasileiro. – afirmou Milton Nascimento – ou melhor, Bituca! – em vídeo (confira abaixo).

Milton já gravou 42 discos em mais de 60 anos de carreira e eternizou sucessos como Travessia, Cio da Terra, Nos bailes da vida e Coração de estudante. Emocione-se com o vídeo de mais de 4 minutos e um passeio pela carreira e vida do cantor.