Depois de bairros como Conceição e Santo Antônio, mutirão da dengue chega ao João Soares
Tempo de leitura: 2 minutos

Depois de bairros como Pontalzinho, Santo Antônio e Conceição, será a vez do João Soares ser contemplado, nesta terça-feira (21), com o mutirão de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chikungunya e zika vírus. Os agentes de combate a endemias e os agentes comunitários de Saúde contarão com apoio de funcionários da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo.

O Mutirão de Combate à Dengue acontece das 8 às 13h. De acordo com a Secretaria de Saúde de Itabuna, todos os imóveis, residenciais e não residenciais, além de terrenos, serão vistoriados pelas equipes. Por isso, a recomendação é que lixo e entulhos sejam removidos no “bota-fora”, com o recolhimento pela Limpeza Pública.

Além de fiscalizar os domicílios, as equipes vão orientar os moradores a tampar ou remover objetos que possam acumular água e favorecer a proliferação do mosquito no interior de suas residências. Os moradores também serão orientados sobre os cuidados necessários para evitar criadouros do mosquito.

PULVERIZAÇÃO

Haverá a pulverização de todo o bairro com inseticida, além do uso de larvicida em terrenos baldios para eliminação de criadouros do Aedes aegypti em pontos estratégicos. As equipes também farão a roçagem de locais com muita vegetação enquanto a equipe de Educação em Saúde distribuirá panfletos.

A Secretaria de Saúde informou que a ação tem assegurado a queda dos índices de infestação predial, tendo a cidade deixado a fase epidêmica estando agora no alerta laranja. Por isso, é fundamental o engajamento das pessoas na luta contra a proliferação de larvas do mosquito causador de arboviroses como dengue, chikungunya e zika vírus.

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico. Ele vive dentro de casa e perto do homem. Com hábitos diurnos, o mosquito se alimenta de sangue, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água parada, a partir de ovos colocados pelas fêmeas.

Aléssia Pamela é a primeira índia defensora pública na Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A primeira defensora pública índia na Bahia foi empossada, nesta segunda-feira (20), em Salvador. Aléssia Pamela Bertuleza Santos, de 29, é integrante da comunidade Tuxá, do município de Rodelas, no norte do estado. Ela foi aprovada em 7º lugar no último concurso para o cargo na Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA).

Graduada pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e professora de carreira jurídica, Aléssia Bertuleza Santos teve a segunda maior pontuação do exame de arguição oral do certame. Na solenidade, fechada para convidados por causa do aumento de casos de Covid-19, também foram empossados outros 20 defensores públicos.

O VIII concurso para o cargo defensor da DPE/BA ofertou 18 vagas iniciais, com cadastro reserva, foi o primeiro com previsão de reserva de vagas para pessoas indígenas, o equivalente a 2%, conforme estabelecido pela Lei Complementar Estadual 46/2018. O regulamento com a reserva da vaga foi elaborado em 24 de março de 2021 pela comissão organizadora e aprovado pelo Conselho Superior da Defensoria em 5 de abril do respectivo ano.

Nazal: irregularidades podem tirar gestão de praias do município
Tempo de leitura: 5 minutos

A Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e a Prefeitura de Ilhéus firmaram Termo de Adesão à Gestão das Praias (TAGP), que passou ao município a responsabilidade de gerir a área de uso comum das praias urbanas, a exemplo do espaço verde da Avenida Soares Lopes.

Após irregularidades constatadas pela SPU, como a construção do estabelecimento comercial Aero Shake, o termo pode ser reincidido, segundo disse o ex-vice-prefeito José Nazal (Rede) à coluna Arriba Saia, do PIMENTA.

– O município pode perder a gestão das praias, porque infringiu, frontalmente, o convênio que assinou. O município não pode dar uma área da União [a um particular]. Quando denunciei, eles fizeram um arremedo, tentaram fazer o processo como cessão de uso, mas o município só pode ceder direito real de uso em terreno do município. Eu posso pegar o seu quintal e dar ao vizinho? Agora, se o terreno é meu, posso dar. Essa é a lógica mais simplória.

REMOVA OU LICITE

Aero Shake na mira da SPU

O governo Marão informou à SPU que o estabelecimento em questão pertence ao município, apesar de ser explorado de forma comercial. O argumento não convenceu o órgão ligado ao Ministério da Economia, que sugere a remoção do quiosque ou a abertura de processo licitatório para que eventuais interessados possam disputar o direito de explorar o equipamento.

DEVOLVA-ME

Caso as irregularidades não sejam sanadas, o que inclui outros equipamentos instalados ao longo da Avenida, a SPU não descarta rescindir o TAGP, ainda que a rescisão se limite ao espaço verde da Soares Lopes, sem alcançar a gestão de outras áreas costeiras da cidade.

______________

NOVA CLOROQUINA

Rui: caça ao ICMS é nova cloroquina do governo Bolsonaro

Comentário do governador Rui Costa sobre o projeto de lei que limita alíquota do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis:

– O projeto é ineficiente. Parece o que foi feito na pandemia. É igual a tratar Covid com cloroquina. Com a mesma inteligência que o governo federal quis tratar a Covid, tá querendo tratar a questão dos preços [dos combustíveis] no Brasil. O governo federal, que controla a Petrobras, que indica a grande maioria dos conselheiros da Petrobras, que aprovam ou não o aumento, esse mesmo governo é que fica fazendo jogo de cena para enrolar a população.

 _____________

“O QUE É SEU TÁ GUARDADO”

Vereador Manoel Porfírio diz ter sido ameaçado por colega na Câmara

A Câmara de Itabuna tem sido palco de discussões acaloradas sobre o projeto de lei autorizativa do empréstimo de US$ 30 milhões junto ao Fundo de Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata), aprovado em primeira votação na última quarta (15). Na sessão, o vereador Manoel Porfírio (PT), líder do Governo, chegou a pedir abertura de processo de cassação do mandato do colega Danilo Freitas (União Brasil), que, segundo Manoel, o ameaçou.

– O vereador Danilo, na fala dele, fala: o que é seu tá guardado, os cargos ele tem que defender. Quero representá-lo na Mesa Diretora agora. Tá gravado. Quero representá-lo nesse momento. Ele me respeite. Respeite a minha história! Eu não sou moleque! Eu quero que o senhor me respeite, vereador Danilo! Ele me ameaça.

FATURA EM DÓLAR

Danilo quer saber quem vai pagar juros de empréstimo

Ao justificar o voto contra a autorização do empréstimo, Danilo Freitas perguntou quem vai se responsabilizar pelo pagamento dos juros.

– Por quê não pegou em real? Eles querem pegar em dólar. Nós temos que fazer conta. Quanto de juros nosso município vai pagar? Grita aí e me fala. Diz de onde vai tirar recurso pra pagar esse juro. O dólar, há 20 anos, era R$ 0,87. Quanto é US$ 1 hoje? Quem vai pagar essa conta? Aí ninguém se manifesta.

_____________

SILÊNCIO

Marão não se manifestou sobre morte de pastor durante operação policial

A morte do pastor Alisson dos Santos Rocha, atingido por disparos de arma de fogo durante operação da Polícia Militar, no último sábado (18), gerou revolta no Nossa Senhora da Vitória, em Ilhéus. Moradores do bairro culpam a PM. Já a instituição nega que o pastor tenha sido vítima de disparo policial. Apesar da repercussão do caso, a tragédia ainda não mereceu nenhuma manifestação do prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD).

_____________

NO LITORAL SUL

O pré-candidato ao governador da Bahia pelo PT, Jerônimo Rodrigues, com o ex-presidente Lula

O Litoral Sul é das regiões de grande densidade eleitoral que passaram a receber maior atenção do grupo governista. Com a proximidade do 2 de outubro, prefeitos aliados têm sido cobrados. A avaliação é de que um maior esforço dos gestores e de aliados na região poderá dar maior consistência ao nome de Jerônimo Rodrigues.

___________

SÓ O FEL

Jabes, primeiro à direita: “só podemos ficar onde somos respeitados” || Foto Divulgação

Secretário-geral do PP baiano, Jabes Ribeiro participava do lançamento da pré-candidatura de Cacá Colchões a deputado federal, no sábado passado (18), em Ilhéus. Não deixou de, novamente, falar do rompimento com o grupo de Rui Costa e Jaques Wagner, ambos do PT. “Nós só podemos ficar onde somos respeitados. Por isso, tomamos a decisão de acompanhar ACM [Neto]”, disse Jabes.

__________

É LOGO ALI

Valderico Junior poderá se unir a Cacá em 2024

E por falar em Cacá, a dobradinha eleitoral especulada para esta quadra de 2022 com Valderico Junior (UB) não vingará. Ambos disputarão vaga à Câmara dos Deputados. Mas a peleja será um “Esquenta 2024”. Quem mais forte sair das urnas em outubro próximo e se articular, encabeçaria chapa majoritária que uniria os dois grupos contra o nome do prefeito Marão (PSD) nas eleições municipais.

Chegada do grupo em Vitória da Conquista, neste domingo (19) || Foto Julio Gomes
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais de 1.500 quilômetros separam o sul da Bahia do município de Trindade, em Goiás. Esse é o percurso que ciclistas de Itabuna e Ilhéus pretendem vencer em 12 dias. A viagem começou no sábado (18) e deve se estender até dia 29 de julho, quando a cidade do centro-oeste brasileiro ainda estará em plena celebração da Romaria do Divino Pai Eterno. O PIMENTA vai de carona, acompanhando o dia a dia do grupo Pedal da Fé por meio do WhatsApp.

Os representantes de Ilhéus são Julio Gomes, Simone e Limoeiro, o veterano de 77 anos. Compromissos de trabalho fizeram com que Julio interrompesse a viagem em Conquista. Já a equipe itabunense é formada por Arnaldo, que parou em Itapetinga, Quitéria, Dinarte, Fábio e Moisés, que seguirão até Goiás.

Desenho da camisa Pedal da Fé, uniforme do grupo

O roteiro do grupo prevê trechos de 92 quilômetros a até 180 quilômetros por dia. Itapetinga e Vitória da Conquista já ficaram para trás. O destino desta segunda-feira (20) é Brumado. Amanhã (21), o time do pedal chegará em Caetité, de onde seguirão viagem para Bom Jesus da Lapa no dia seguinte (22). O trajeto ainda inclui as cidades de Santa Maria da Vitória, Vila Boa, Sobradinho e outras.

Festa de São João de Tancredo Neves é cancelada, após recomendação do MP || Foto VozdaBahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Presidente Tancredo Neves, no sul da Bahia, anunciou o cancelamento da festa de São João, que teria início na próxima quinta-feira (23). O município gastaria R$ 2,9 milhões para promover os festejos, o que motivou o Ministério Público Estadual (MP-BA) a recomendar a não realização da festa, já que os cofres locais não receberiam incentivo estadual ou federal para a realização do São João, segundo o promotor de Justiça Gustavo Fonseca Vieira.

O valor, aponta o promotor, representa 3,3% de toda a receita municipal prevista na Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2022 e supera os quase R$ 2,2 milhões de recursos próprios aplicados em saúde pelo governo municipal entre os meses de janeiro e abril deste ano.

A recomendação destaca que Presidente Tancredo Neves foi castigado pelas fortes chuvas que atingiram o sul e extremo sul do estado no final do ano passado. “Os repasses emergenciais dispendidos à Municipalidade para que lidasse com os danos causados pela tragédia são superados pelos valores aplicados em um único evento festivo, a se realizar em uma cidade com 27.187 habitantes, que experimenta deficiências de várias ordens em diversos setores de necessidade primeira, principalmente relacionadas a saúde e educação”, afirma o promotor.

Gustavo Fonseca Vieira lembra que o Município teve estado de emergência decretado, cuja vigência terminou em maio último, quando foi iniciado o processo licitatório para contratações de empresas e atrações para a ocorrência dos festejos juninos.

Festival do Chocolate de Ilhéus será lançado na próxima quarta-feira || Foto Ana Lee/Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A edição 2022 do Festival do Chocolate e Cacau de Ilhéus será lançada na próxima quarta-feira (22), no Iate Clube de Ilhéus. A apresentação das novidades deste ano do evento começa às 8h30min.

O secretário estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), Jeandro Ribeiro, participará do lançamento. Ele profere palestra sobre o projeto Caminhos do Cacau e Chocolate, às 10h15min.

José Adauto e Jairo Araújo são os convidados do Café IPolítica
Tempo de leitura: < 1 minuto

O diretor do Sindicato dos Comerciários de Itabuna, Jairo Araújo, e o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Itabuna, José Adauto, são os convidados da edição desta segunda-feira (20), do Café IPolítica, do canal Ipodcastv no Youtube. A pauta é o impasse sobre o funcionamento do comércio no próximo sábado (25).

Enquanto a entidade patronal argumenta que não existe previsão de fechamento do comércio naquela data, o Sindicato dos Comerciários informa que 90% dos lojistas firmaram acordo para não abrir as portas no sábado. O Café IPolítica vai ao ar às 19h.

BA-649 será novo vetor de integração regional || Imagem Zé Drone
Tempo de leitura: 2 minutos

 

Não é possível pensar um desenvolvimento regional sem tocar na necessidade da Região Metropolitana do Sul da Bahia. Trata-se de um imperativo urgente.

 

Efson Lima || efsonlima@gmail.com

O sul da Bahia, após a crise da lavoura do cacau, que abateu as cidades da região e maltratou a principal divisa econômica do Estado na maior parte do século XX, agora, vê-se sendo estruturado sob um modal com forte apelo econômico e com capacidade de atrair outros investimentos: a implantação do Porto Sul, a Ferrovia da Integração Oeste–Leste (Fiol), a construção da rodovia que vai ligar Itabuna – Ilhéus pela outra margem do Rio Cachoeira e a consolidação da Universidade Federal do Sul da Bahia são exemplos, mas todas essas ações exigem cautela e mais acompanhamento.

Estamos diante de uma das faixas litorâneas mais promissoras para o turismo e a continuidade da indústria turística pressupõe um ambiente saudável e atraente aos olhos dos visitantes nacionais e estrangeiros. As cidades de Ilhéus, Itacaré, Canavieiras e algumas outras da região necessitam se preocupar com a implantação desses projetos e a sociedade civil precisa continuar a exigir a apresentação pública das intervenções que estão sendo viabilizadas.

Depreende-se das intervenções esforços conjugados de diferentes esferas de governo, especialmente, do governo estadual, mas os governos municipais e a iniciativa privada podem e devem manter vivos seus fóruns de acompanhamento das ações que estão em curso na região. O sul da Bahia possui problemas que não foram superados, mesmo com ações já adotadas. Por exemplo, tem-se um excelente manancial hídrico, mas a região sofre facilmente com estiagens prologadas quando ocorrem. Merece atenção também o Rio Cachoeira, que parece ter tido seu projeto de revitalização considerado inviável.

O novo aeroporto se impõe como uma necessidade urgente, o mau tempo não pode ser justificativa para não haver descidas e saídas de aeronaves na região.

Há inúmeros investimentos sendo realizados pelo governo do Estado na região como nunca antes, mas há enormes desafios pela frente. Não é possível pensar um desenvolvimento regional sem tocar na necessidade da Região Metropolitana do Sul da Bahia. Trata-se de um imperativo urgente. Sabemos que esse tipo de zoneamento nunca foi levado a sério no Brasil, mas alguns dos problemas perpassam por esse instrumento de planejamento.

Por fim, é imprescindível não desconsiderar a agricultura familiar da região, tão necessária para o abastecimento do estado e, principalmente, a produção do chocolate, que tem se apresentado como uma significativa cadeia econômica no sul do estado, podendo ser implementada nos pequenos municípios. O sul da Bahia tem um legado histórico para a cultura do cacau e parte do imaginário nacional está atrelado a essa cultura. A cidade de Ilhéus pode ser a capital do chocolate de origem, certamente, vai oferecer bom gosto e beleza.

Efson Lima é advogado, professor, mestre e doutor em Direito pela UFBA e membro da Academia de Letras de Ilhéus (ALI).

Senar para Elas atende público feminino em Uruçuca, no sul da Bahia || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Equipes da Prefeitura de Uruçuca, do Sindicato dos Produtores Rurais de Uruçuca e da FAEB/Senar promoveram, na última semana, palestra e oficinas do programa Senar para Elas. A proposta do projeto é estimular a atuação feminina dentro e fora de campo, contando com a realização de oficinas que contribuam com o desenvolvimento das mulheres do campo.

O prefeito de Uruçuca, Moacyr Leite Júnior, declarou que o espaço da Escola Nucleada Domingos Correia, sede do evento, será também um Centro de Treinamentos do Senar para homens e mulheres do campo. “Esse cuidado é essencial para o desenvolvimento da nossa comunidade tão querida”, observou Moacyr.

Brasil registra mais casos suspeitos da varíola do macaco || Foto Brian W. J Mahy
Tempo de leitura: 2 minutos

O Ministério da Saúde foi notificado sobre o oitavo caso registrado no Brasil do vírus monkeypox, conhecido como varíola dos macacos O paciente é um homem de 25 anos, morador de Maricá, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Ele não viajou para o exterior, mas teve contato com estrangeiros.

O caso foi confirmado pelo Laboratório de Enterovirus do Instituto Oswaldo Cruz, no Rio, que utilizou o método de Isolamento Viral para fazer o diagnóstico.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, o paciente está com quadro clínico estável, sem complicações e é monitorado pelo Instituto Nacional de Infectologia e pelas secretarias de Saúde do estado e do município.

“Todas as medidas de contenção e controle foram adotadas imediatamente após a comunicação de que se tratava de um caso suspeito de monkeypox, com o isolamento do paciente e rastreamento dos seus contatos”, informou o Ministério da Saúde, que notificou a Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre o caso.

CASOS INVESTIGADOS

Dois oito casos confirmados no país até o momento, quatro foram em São Paulo, dois no Rio Grande do Sul e dois no Rio de Janeiro. Há, ainda, seis casos em investigação.

O sétimo caso foi confirmado na sexta-feira (17), no Rio de Grande do Sul. As cinco pessoas que tiveram contato com o homem diagnosticado com varíola dos macacos no Rio de Janeiro não apresentaram sintomas até o sábado.

No sábado (18), a OMS informou que deixaria de tratar de forma diferenciada os casos em países onde a doença é considerada endêmica, ou seja, com circulação o ano inteiro, e os demais países.

A varíola dos macacos era considerada endêmica em países da África Central e da África Ocidental, mas nos últimos meses houve relatos da doença em diversos outros países não endêmicos, especialmente na Europa, que já responde por 84% dos casos notificados, segundo a OMS.

Entre os dias 1º de janeiro e 15 de junho deste ano, a OMS foi notificada sobre 2.103 casos confirmados da varíola do macaco, em 42 países, assim como um caso provável e uma morte.