Equipes do Manoel Novaes e Moinhos de Vento analisam situação de paciente com recurso da telemedicina
Tempo de leitura: 2 minutos

A filha de seis anos da dona de casa Clise Muniz Cruz, moradora de Itaju do Colônia, é a primeira paciente no sul da Bahia beneficiada por um projeto de telemedicina envolvendo os hospitais Manoel Novaes, de Itabuna, e Moinhos de Vento, de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A unidade gaúcha é considerada de excelência pelo Ministério da Saúde.

A filha de Clise Muniz é acompanhada via telerrounds. Por meio de equipamentos de telemedicina, com transmissão em tempo real, as equipes dos dois hospitais analisam o quadro clínico, avaliam exames e discutem hipóteses de diagnóstico. Um dos desafios é chegar a um diagnóstico mais rápido possível e iniciar o tratamento correto. Pelo menos cinco pacientes já estão sendo acompanhados.

Com inflamação nos pulmões, a menina foi submetida a uma bateria de exames com o objetivo de descobrir a origem da enfermidade e assegurar adoção do tratamento correto. “Ficamos preocupados com a saúde de minha filha, que ficou mal, com o quadro se agravando muito rápido. Eu estava muito apreensiva, mas fiquei mais aliviada e esperançosa ao ouvir a avaliação dos médicos”, conta Clise Muniz. A criança apresentava quadro febril constante, falta de ar e precisou ser intubada em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)

Profissionais de Itabuna atuam em parceria com colegas de Porto Alegre

As ações para salvar vidas de pacientes pediátricos internados em leitos de UIT em estado grave fazem parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS), do Ministério da Saúde. O programa é realizado pelo MS em parceria com seis hospitais de referência, que disponibilizam especialistas de todas as áreas para suporte às unidades selecionadas.

TELERROUNDS

O programa PROADI-SUS Tele Uti busca avaliar o impacto na telemedicina na melhoria da assistência pediátrica em todo o país. “O programa consiste em duas ações: levantamento de dados clínicos e laboratoriais dos pacientes internados na UTI pediátrica do HMN; e na realização de telerrounds diários, via telemedicina entre a equipe multiprofissional do HMN e a do Hospital Moinhos de Vento”, detalha a médica Fabiane Chávez.

A diretora técnica destaca que estão sendo beneficiados pacientes com quadro clínico complexo e, que a seleção do Hospital Manoel Novaes para participar do projeto representa uma grande conquista para o interior da Bahia. “Agora contamos com o suporte desse hospital de excelência, cujos profissionais interferem na terapêutica dos nossos pacientes. Todos ganham, mas os maiores beneficiados são aquelas crianças ou adolescentes que precisam de diagnóstico rápido e tratamento eficaz, efetivo e eficiente”, explica a médica.

O objetivo do programa é reduzir em 30% a mortalidade de pacientes graves em leitos de UTIs pediátricos, acelerar o tratamento e reduzir as infecções e o tempo de internamento do paciente.

Além da diretora técnica do Hospital Manoel Novaes, Fabiane Chávez, participaram dos telerrounds, as médicas Katiane de Cássia Três (coordenadora médica da UTI Pediátrica) e Ana Luísa Lodi da Silva (médica residente de Pediatria); Ruan Santana da Silva (fisioterapeuta), Talita Miranda (psicóloga), Juscilene Miranda Sobrinho (enfermeira) e Igor Ferretti (coordenador da UTI/PED).

Bahia perde, mas segue no G4 da série B do Brasileiro|| Foto Fernando Moreno/GIF
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ataque do Bahia segue vacilando ao desperdiçar chances claras de gol. Jogando em Belo Horizonte, na tarde deste sábado (23),  pela 20ª (returno) rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Tricolor de Aço foi derrotado por a 1 a 0 pelo Cruzeiro. O gol da equipe mineira foi marcado três minutos depois de o jogador Eduardo Brock se expulso, aos 18 minutos do segundo tempo.

O gol do Cruzeiro foi marcado por Stênio, minuto depois de Davó e Rodallega desperdiçarem duas boas chances de abrirem o placar para o Bahia, que caiu uma posição na tabela.  Com grandes defesas, um dos destaques da partida foi o goleiro Rafael Cabral, do Cruzeiro. Com a vitória, o time mineiro segue mais líder que nunca, com 45 pontos.

Com a derrota, o Bahia caiu da terceira para 4ª colocação, com 34 pontos. O Grêmio assumiu a vice-liderança, com 36 pontos, seguido do Vasco, que tem 35. O quinto colocado é o Sampaio Corrêa, que tem 28 pontos e na rodada deste final de semana goleou o Sport por 4 a 1.  O Vasco perdeu para o lanterna Vila Nova por 1 a 0 e o Grêmio derrotou a Ponte Preta por 2 a 1.

O Bahia terá um bom tempo para melhorar a pontaria de seus jogadores. O Tricolor de Aço volta a campo na próxima sexta-feira, às 19h, quando recebe o Náutico, na Fonte Nova, pela 21ª rodada da Série B.  Já o Cruzeiro joga no sábado (30), contra o Brusque, às 11h, no interior de Santa Catarina. O Brusque soma 22 pontos.

Técnicos da Embrapa entregam mudas em visita à Biofábrica
Tempo de leitura: 2 minutos

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) entregou mudas de novas variedades de mandioca e abacaxi à Biofábrica, em Ilhéus, no sul da Bahia, como parte de acordo de cooperação técnica. Aprimoradas geneticamente e mais resistente a pragas, as plantas ainda serão lançadas no mercado pela empresa federal.

De acordo com os pesquisadores da Embrapa Mandioca e Fruticultura, Hermínio Rocha e Helton Fleck da Silveira, o trabalho da Biofábrica é importante para os processos de melhoramento genético da mandioca e do abacaxi, que integram os programas Reniva e Rede Ananás, respectivamente.

Na visita à Biofábrica, na semana passada, Hermínio e Helton observaram a quantidade e a qualidade das amostras de outras variedades dos dois programas, multiplicadas in vitro e também nos viveiros da instituição sul-baiana. “Nossa avaliação é a melhor possível. Foi realmente uma grata surpresa, tanto pela quantidade quanto pela qualidade dos materiais propagados no laboratório”, enfatizou Hermínio.

Variedade híbrida de abacaxi criada pela Embrapa

Ainda segundo Hermínio Rocha, a Biofábrica tem reconhecida capacidade de multiplicação de mudas de qualidade. “Sem falar nas condições climáticas do local onde está inserida”, acrescentou, referindo-se à Mata Atlântica do sul da Bahia.

REPRODUÇÃO

Biofábrica reproduzirá mudas em seu viveiro

Quando a Embrapa apresentar as novas variedades no site do Ministério da Agricultura, a Biofábrica poderá iniciar a multiplicação dos híbridos, que, em breve, serão disponibilizados aos produtores de abacaxi e de mandioca.

– Estamos trabalhando para oferecer, em breve, aos produtores, novas variedades de abacaxi e de mandioca, com grande capacidade produtiva e de resistência às doenças e pragas. Daí a importância desse acordo de cooperação técnica, que permite a difusão, por meio da multiplicação em larga escala, da tecnologia e inovação produzidas pela parceira Embrapa – resume Jackson Moreira, presidente da Biofábrica.

Secretaria de Saúde de Itabuna recomenda vacinação de crianças de 3 a 5 anos
Tempo de leitura: < 1 minuto

Foi baixa a procura pela vacina contra a Covid-19 para crianças de 3 a 5 anos nas 32 unidades básicas de saúde de Itabuna, nesta sexta-feira (22), primeiro dia da imunização desse público-alvo.

A Secretaria Municipal de Saúde emitiu recomendação para que os pais e responsáveis levem as crianças aos postos de saúde, às sextas-feiras, das 8h às 11h e das 13h às 16h, para que tenham assegurado o direito à proteção oferecida pela vacina.

Após autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o uso da CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos, o Ministério da Saúde publicou nota técnica para inserir esse público no Programa Nacional de Imunização contra a Covid-19.

“A vacina é segura, o agente é inativado, não há contraindicação e são baixíssimos os eventos adversos”, explica a coordenadora de Rede de Frio de Itabuna, Camila Brito.

A vacina destinada às crianças de 3 a 5 anos tem dosagem específica, com 15ml do imunizante, que deve ser repetida 28 dias após a primeira aplicação. Itabuna tem 8.709 pequenos cidadãos nessa faixa etária.

Apostas podem ser feitas até as 19h || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Mega-Sena vai sortear prêmio de R$ 13 milhões no Concurso 2.502, às 20h deste sábado (23). O sorteio anterior, na quarta-feira (20), não teve acertador.

As apostas podem ser feitas até as 19h, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50. O preço do jogo sobe conforme o número de dezenas marcadas, progressivamente, até o limite de 15 números marcados por R$ 22.522,50. A aposta alta costuma ser a escolha dos grupos que fazem bolões.