Gal Costa faleceu na manhã desta quarta (9) || Foto Fundarte/SP
Tempo de leitura: < 1 minuto

Gal Costa faleceu na manhã desta quarta-feira (9), aos 77 anos, na sua casa em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria da cantora e compositora baiana. Ainda não há detalhes sobre a causa da morte.

Gal passou por cirurgia, em setembro passado, para a retirada de um nódulo da via nasal direita. Não há informação que ligue o procedimento à causa da morte. Os shows da artista estavam suspensos até o final de novembro, mas ela se preparava para voltar aos palcos já em dezembro, para a turnê As Várias Pontas de uma Estrela.

Maria da Graça Costa Penna Burgos iniciou a carreira musical na adolescência e foi das principais vozes da música popular brasileira. Fez parte do movimento tropicalista. Ao lado de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Maria Bethânia, formou o quarteto Doces Bárbaros.

Também brilhou intensamente nos shows solo, como o que deu origem ao álbum Fa-tal- Gal a todo vapor, gravado ao vivo em 1971, quando deu ao mundo as interpretações definitivas de músicas como Sua Estupidez, Mal Secreto e Vapor Barato, composições de Roberto Carlos, Jards Macalé e Waly Salomão, respetivamente.

REPERCUSSÃO

Diversas manifestações de pesar sucederam a notícia do falecimento da diva da Bahia. Para Adriana Calcanhotto, o mundo acaba de perder uma das vozes mais lindas e marcantes da música. “É inacreditável pensar que não tem Gal”, resumiu, em entrevista à Globonews. “A gente está perdendo um mito, uma rainha, um pilar da música popular brasileira”, comentou Zélia Ducan. Abaixo, confira Gal cantando Chuva de prata.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.