Áreas ribeirinha e central de Jequié são inundadas pelo Rio Jequiezinho || Foto Joemerson Reis/PMJ
Tempo de leitura: < 1 minuto

Jequié e Ubaitaba são os municípios mais afetados pelas chuvas e aumento da vazão da Usina da Pedra, da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), no sudoeste baiano, com forte impacto sobre a bacia do Rio de Contas. Segundo mais populoso município do sudoeste da Bahia, Jequié enfrenta o transbordamento do Rio Jequiezinho.

A Chesf comunicou que a vazão da Usina de Pedra, em Jequié, aumento gradualmente de 100 metros cúbicos por segundos, na sexta (23), para 2.000 metros cúbicos no domingo de Natal (25). A Prefeitura de Jequié não informa número de desabrigados e desalojados até aqui. A Chesf, criticada pelo controle de vazão, informou que o volume útil do reservatório subiu para 84,98% no sábado.

A Prefeitura de Ubaitaba, no sul da Bahia, começou a montar abrigos em colégios do município para atender as famílias que estavam sendo retiradas de seus imóveis nas regiões mais próximas ao Rio de Contas, que banha a cidade. A operação começou já no sábado (24) e foi intensificada neste domingo (25) diante do avanço das águas na área urbana.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.