Tempo de leitura: < 1 minuto

O Clássico do Cacau começa em instantes, no estádio Mário Pessoa, com o Itabuna querendo entrar no G-4 e o Colo Colo precisando da Vitória para não voltar à condição de lanterna do Baianão.
Os times já se enfrentaram pelo Estadual 2009, no estádio Luiz Viana Filho, quando o Itabuna levou a melhor e venceu por 1 a 0.
O Tigre Ilheense terá o retorno do atacante Ednei, que anda meio apagado neste certame. O Itabuna jogará com a equipe que venceu o Vitória da Conquista há uma semana. Wencley será mantido na lateral direita, improvisado.

Tempo de leitura: < 1 minuto

bagunca
Enquanto comerciantes regularmente estabelecidos são obrigados a recolher impostos e taxas ao poder público, em Ilhéus parece estar liberada a concorrência desleal.
No bairro do Pontal, um comerciante de móveis de vime expõe sua mercadoria espalhada pelo passeio da avenida Lomanto Júnior, à margem da baía.  Além de invadir o espaço do pedestre, o cidadão mão paga nada ao poder público e nem é incomodado pela fiscalização.
Aliás, é brincadeira o que fazem em Ilhéus. Outro exemplo de omissão da Prefeitura está bem acima da mercadoria do digníssimo comerciante: faixas e mais mais faixas, que enfeiam a bela paisagem da Baía do Pontal.
A foto é de Afonso Zeni.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Você já pode se ‘vingar’ de quem mandar você a Puta Que Pariu.
O lugar “existe”. Trata-se de um dos sete bairros do município de Bela Vista de Minas. O professor Gustavo Atallah Haun andou fazendo umas pesquisas, descobriu a pérola e nos mandou um e-mail provocativo.
– Já imaginaram o padre da paróquia dizer que vai celebrar uma missa na Puta Que Pariu?
O bairro fica afastado do centro da cidade de 9.968 habitantes. Caso queira ir, locomoção não é desculpa, pois a localidade conta com serviço de transporte (óia o buzão aê!). Antes de chegar a Puta Que Pariu, você pode conhecer Bela Vista de Cima, Lages, Serrinha, Córrego Fundo, Favela e, veja só!, Boca das Cobras.
Pode se achegar, pois os moradores são hospitaleiros.

O bairro fica afastado do centro. Então, vá de ônibus.
O bairro fica afastado do centro. Vá de ônibus.

Calma. É tudo brincadeirinha.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A figura aí acima teve quatro casamentos e três filhos. Ao contrário do que o nobre leitor possa pensar, ‘ele’ não é ‘ele’. Na verdade, trata-se de Vivian Wheeler, uma norte-americana que cultiva barba (argh!) desde 1993. Hoje, os fios maiores alcançam 28 centímetros. Cá pra nós, ela deve ter algo contra a Gillette, aquela que fabrica “O melhor para o homem”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Comissão discute como serão as comemorações (foto Vinícius Borges)
Comissão discute como serão as comemorações (foto Vinícius Borges)

O prefeito Capitão Azevedo determinou que seja formada a comissão que vai coordenar os eventos comemorativos do centenário de Itabuna, em julho de 2010.  A programação começou a ser discutida esta semana, pelo Gabinete, Cerimonial e Secretarias de Administração, Comunicação Social e Indústria, Comércio e Turismo.
Um anteprojeto para as comemorações foi apresentado pelo historiador Adelindo Kfoury e será analisado a partir de agora. Os envolvidos sentam-se novamente para tratar do assunto no próximo dia 2 de abril.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Geomar (à esquerda) mudou para o time de Zé Inácio
Neilton (f) seria o vice de Geo. Ambos mudaram para o time de Zé Inácio (foto Vinícius Borges)

Não teve disputa na eleição de ontem pela presidência da Usemi (União dos Servidores Municipais de Itabuna). Após desferir  alguns ataques contra o ex-presidente e candidato José Inácio Damasceno, Geomar Costa entrou no time do adversário sem medo de ser feliz.
Zé Inácio venceu em chapa única, tendo como vice Neilton Soares. Ficou definida uma união de propostas entre o presidente eleito e o ex-adversário Geo. Segundo Zé, as prioridades são reformar o estatuto da Usemi e promover algumas reformas na sede.
A união, segundo o presidente, se deu “em nome do fortalecimento da entidade,  que se encontrava sucateada e sem nenhuma utilidade para os servidores”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Ex-secretário de Finanças no terceiro mandato de Fernando Gomes na Prefeitura de Itabuna, o advogado Orlando Filgueiras anda de olho gordo pra cima de Juliana Burgos, que esbanja competência para exercer o cargo de procuradora-geral do município, mas é prejudicada pelo DNA (o pai, Carlos Burgos, é secretário muncipal da Fazenda).
Atento ao bafafá em torno da confirmação de Juliana no cargo, que depende da Câmara de Vereadores, Filgueiras fez chegar aos ouvidos do prefeito que com ele não haveria empecilhos à aprovação no legislativo.
Resta saber de onde o sabido tira toda essa certeza.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Profissionais que atuaram como capacitadores na jornada pedagógica promovida pela Secretaria de Educação de Itabela, no extremo-sul baiano, estão há um mês esperando em vão pelos seus pagamentos. Uma professora que entrou em contato com o Pimenta conta que dedicou três dias de trabalho, em troca de R$ 420,00, assim como outros educadores vítimas do mesmo calote.
Além de questionar a importância que essa gente dá à educação, a professora ficou com uma pulga atrás da orelha em virtude de outro fato. Quem intermediou as contratações dos capacitadores foi a filha do prefeito de Itabela, Vanessa Caribé.
Questiona a professora: isso não seria um caso de nepotismo?

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um justiceiro conhecido como Pedrão Matador (Pedro Henrique Esteves de Araújo), de 44 anos, foi assassinado ontem (dia 20) na cela 1 da ala correcional do Complexo Policial de Itabuna.
Pedrão havia sido preso às 16h40min desta sexta, na Vila Zara, por ordem do juiz Marcos Antônio Bandeira. Conduzido para a correcional, o justiceiro foi colocado em uma cela com mais 11 detentos, alguns dos quais seus velhos conhecidos e inimigos.
Por volta de 20 horas, o delegado plantonista foi avisado de que Pedrão agonizava na cela. O Samu foi acionado e o médico já encontrou o justiceiro sem vida. Ele foi alvejado nas costas com dois golpe de “chuncho”, uma faca artesanal bastante usada em acertos de contas nas cadeias.
Há suspeita de que 5 dos 11 presos que estavam na cela participaram assassinato.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Mesmo que o governador Jaques Wagner pense em dar uma mexida na titularidade da secretaria estadual de educação, a mudança não ocorrerá por agora. Wagner tem como característica deixar baixar a poeira para depois dar o ponta-pé…
Foi assim com o ex-secretário de agricultura, o deputado federal Geraldo Simões. Então, se ele pensa em substituir Adeum Sauer, não deverá ser por agora.
Se bem que, no caso de Ronald Lobato, Wagner nem esperou o assunto esfriar na imprensa. Uma semana depois dos comentários envolvendo o secretário de planejamento, o governador o substituiu pelo deputado Walter Pinheiro, na quinta, 19.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Os pais de alunos do Colégio da Polícia Militar de Ilhéus reclamam que, 20 dias depois do início das aulas, os estudantes estão sendo dispensados mais cedo porque ainda faltam professores.
A resposta da direção da escola aos pais é, na verdade, um pedido: – Calma, estamos fazendo ajustes.
A preocupação de quem tem filho no CPM é de que esses ajustes levem o ano inteiro para acontecer. “Todos os dias os meus filhos chegam mais cedo em casa (devido à falta de professores)“, relata um dos pais.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do Blog Radar, Lauro Jardim:
Amparado pelo corporativismo de seus colegas, o senador ACM Júnior jamais prestou contas pelo fato de empregar em seu gabinete Siméa Antun, amante de seu irmão, o deputado Luís Eduardo Magalhães, morto em 1998.
Siméa alega ter tido um filho de Luís Eduardo. Depois que ele morreu, foi abrigada no gabinete do senador Antonio Carlos Magalhães e, por treze anos, evitou requerer a pensão a que a criança teria direito.
Júnior manteve a situação a partir de 2007, quando ACM morreu. Agora, enfrenta uma ação civil pública para devolver ao Erário os salários que pagou a Siméa.
O processo, iniciado por uma ação popular, corre na Justiça Federal de Sergipe.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Jaques Wagner concedeu entrevista ao Diário Bahia e afirmou que o projeto Porto Sul é “um grande exemplo da forma prioritária como o sul baiano é enxergado pelo governo”.
O projeto ainda está em fase de discussão, mas o governador afirma que o novo porto, que será tocado pela iniciativa privada, terá o poder de ampliar o comércio sul-baiano, e exigirá construção de escolas, unidades de saúde e obras estruturantes. Esse conjunto de ações, diz, significará benefícios para toda a população.
Na entrevista, Wagner ainda abordou a liberdade da primeira-dama, Fátima Mendonça, para criticar o governo. Também respondeu a uma pergunta que interessa diretamente quem lida com a lavoura cacaueira: os atrasos do PAC do Cacau. Clique aqui e confira a íntegra da entrevista.