Tempo de leitura: < 1 minuto

Após mais de uma semana sem água na torneira, moradores da região do São Caetano começaram a ter o abastecimento regularizado. Segundo o gerente de Produção e Distribuição de Água da Emasa, Moisés Ferreira Rosa, neste sábado (12), haverá a ampliação no sistema de manobras que vai atender, além do São Caetano, os bairros circunvizinhos.

Dentre os bairros a terem abastecimento normalizado, estão Novo São Caetano, Pedro Jerônimo, Daniel Gomes, Jardim Primavera e Sarinha Alcântara. “A Emasa atua para suprir a demanda em toda a cidade. Porém, os constantes rompimentos na tubulação de nossa rede acabam prejudicando o cronograma. Mas, estamos atuando para atender toda a cidade”, diz Moisés Ferreira Rosa.

A Emasa está trabalhando no Projeto de Ampliação do Sistema de Distribuição de Água, segundo a assessoria da empresa. O projeto prevê construir uma adutora de 7 Km, ligando a Estação de Tratamento de Água (ETA), a dois reservatórios, sendo um instalado no Bairro Jardim Cordier (setor do São Caetano), com capacidade para acumular cinco milhões de litros de água, e outro, no Bairro Novo Lomanto, para armazenar três milhões de litros de água.

– Com essas intervenções a Emasa equaciona boa parte do abastecimento da cidade, uma vez que para essas duas regiões, o sistema de manobras será eliminado – garante Moisés.

Técnicos apresentam projetos de saneamento ao prefeito Augusto Castro
Tempo de leitura: 2 minutos

O prefeito Augusto Castro (PSD) visitou, nesta segunda (17), a sede da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). A direção da empresa apresentou ao prefeito alguns projetos ligados à ampliação do sistema de abastecimento de água e de tratamento de esgoto.

Depois de ser recepcionado pelo presidente da empresa Raymundo Mendes Filhos e diretores, o prefeito conheceu os projetos de Ampliação do Sistema de Distribuição de Água, Diagnóstico do Sistema de Esgoto Sanitário e Captação e Tratamento de Esgoto em Tempo Seco. “Estava devendo essa visita à Emasa. O pessoal está muito bem instalado e há bons projetos na área de saneamento prontos para que a gente corra atrás dos recursos”, disse Augusto.

Ele conversou com dirigentes, técnicos e funcionários do escritório-sede. Depois, na sala do diretor de Planejamento, ouviu e avaliou os projetos. No Projeto de Ampliação do Sistema de Distribuição de Água, por exemplo, consta a construção de 7 Km de adutora ligando a Estação de Tratamento de Água (ETA), a dois reservatórios apoiados, sendo um no Bairro Jardim Cordier (Setor do Bairro São Caetano), com capacidade para armazenar cinco milhões de litros de água, e outro, no Bairro Novo Lomanto, para acumular três milhões de litros de água.

“Esses projeto irão beneficiar os moradores das zonas meio-oeste e sul da cidade contribuindo para o fim do sistema de manobras para essas duas regiões da cidade e ampliando a oferta de água para a população”, explicou o presidente Raymundo Mendes Filho.

Já o Projeto de Diagnóstico do Sistema de Esgoto Sanitário foi elaborado em 2010 e traça as diretrizes para a ampliação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Outro projeto, que chamou a atenção do prefeito Augusto Castro foi o de Captação em Tempo Seco, uma tecnologia de captação de dejetos que apresenta benefícios imediatos ao meio ambiente e à população.

Segundo o gerente de Planejamento e Expansão, Ângelo Lucena, o Projeto de Captação em Tempo Seco envolve a construção de três captações de esgoto à margem direita do Rio Cachoeira e outro no canal de macrodrenagem da Avenida Amélia Amado.

“A interceptação dos dejetos, presentes nas galerias de águas pluviais em tempos de estiagem, evita o lançamento do esgoto in natura no Rio Cachoeira, o que contribuirá para a redução dos efluentes através de águas pluviais”, afirmou Lucena.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Técnicos da Emasa e do 4º Grupamento de Bombeiros Militares (4º GBM) estiveram, nesta quarta (5), no bairro Jardim Vitória para definir o local de instalação de hidrante para auxiliar a corporação no caso de registro de incêndio. A ação faz parte da programação elaborada, conjuntamente, para instalar dois novos equipamentos a cada mês em pontos estratégicos da cidade.

Segundo o comandante do 4º GBM, tenente-coronel Manfredo Silva Santana, o Jardim Vitória requer uma atenção especial devido à grande quantidade de edifícios que abriga. “O bairro é praticamente todo verticalizado, sem dispor de hidrante. Agora, o cenário muda com a implantação desse equipamento. Em caso de necessidade por sinistro haverá um ponto para reabastecimento dos caminhões do Corpo de Bombeiros”, salienta o comandante Manfredo.

O gerente técnico da Emasa, João Bitencourt, destaca a importância da parceria com o Corpo de Bombeiros no trabalho preventivo. “A implantação dos novos hidrantes e o trabalho de manutenção dos existentes busca preservar vidas caso ocorra um sinistro”, alerta.

Além do comandante do Corpo de Bombeiros e do gerente técnico da Emasa, também estiveram presentes na inspeção o tenente Robson Nascimento, sargento Marcelo Ferreira e o gerente de Produção e Distribuição de Água da Emasa, Moisés Ferreira Rosa. Depois da instalação de hidrante no Jardim Vitória, que será concluída até o próximo dia 14, o Monte Cristo será o próximo bairro a receber o equipamento neste projeto conjunto que visa preservar vidas e patrimônio.

Equipe faz reparo em rede de esgoto estourada || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

Equipes de campo da Emasa atuaram em várias frentes de serviço, ontem e hoje (3 e 4), para atender demandas da comunidade em relação a vazamentos de água e esgoto estourado. Por meio do serviço de 0800, redes sociais e dos veículos de comunicação, as informações chegam à empresa, que acionou os plantões.

Segundo o diretor técnico da Emasa, o engenheiro Bruno Mendonça, as equipes de campo atuam dentro de programação pré-estabelecida. Porém, abrem espaços para atender as reivindicações que chegam pelos canais oficiais da empresa e também dos veículos de imprensa. “Mesmo com a agenda de serviços, atuamos para atender as demandas que chegam pelos nossos canais de comunicação e também pela imprensa”, afirma Mendonça.

O gerente de Produção e Distribuição de Água, Moisés Ferreira Rosa, disse que nesses dois dias foram atendidos e reparados vazamentos nas ruas Monte Alto (Fátima), Ramiro Nunes (Pontalzinho), Santa Catarina (Conceição) e na 6 (Jardim Primavera), próximo ao Centro de Atenção Integral à Criança (Caic). Ele destaca o apoio das equipes de campo que não medem esforços para solucionar os problemas.

“Nossas redes de distribuição de água e esgoto têm mais de 30 anos. Por isso, em função da idade é normal surgir casos de vazamento. Mas, a disposição dos nossos colaboradores em atender aos chamados da população é merecedora de parabéns”, destaca Ferreira Rosa.

Já a Gerência de Saneamento atuou na desobstrução das redes de esgoto das ruas Osvaldo Ferreira (São Lourenço) e dos Operários (Novo Horizonte), fazendo uso de um caminhão hidrojato de alta pressão. O cliente da Emasa pode fazer contato com a empresa para solicitar reparos nas redes e apresentar reclamações por meio do Call Center (0800 073 1195), (73) 98848-0808 (WhatsApp) e pelo site www.emasaitabuna.com.br e ou pelas redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter).

Captação de água em Rio do Braço, em Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O rompimento na adutora principal de captação da Emasa, que fica em Rio do Braço, em Ilhéus, ocorrido hoje (5), poderá afetar o abastecimento de água em Itabuna. “Nosso pessoal de campo já está atuando no local. A princípio, o problema é de fácil solução, mas pode causar uma baixa na oferta para a Estação de Tratamento de Água (ETA) e provocar atraso no abastecimento”, explica Bruno Mendonça, diretor técnico da empresa.

A adutora que rompeu transporta água bruta da estação de captação, em Rio do Braço, para a Estação de Tratamento de Água, no bairro São Lourenço, em Itabuna.“Por ser uma adutora de alta pressão, mesmo o rompimento sendo pequeno, ocorre uma baixa nessa pressão, diminuindo a oferta do produto bruto na ETA”, esclarece Mendonça.

O diretor técnico da Emasa lembra da importância de a população evitar o desperdício de água. “É importante que todos colaborem no consumo consciente. Nós estamos empenhados em fazer a água chegar a todos, porém a contribuição da população evitando o desperdício é fundamental”, atesta Bruno Mendonça.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa) está providenciando a substituição de parte da tubulação da linha de recalque da Estação Elevatória de Esgoto 5 (EEE), instalada sob a Ponte Miguel Calmon, que liga o bairro Conceição ao centro da cidade. Houve a ruptura em uma parte da tubulação e o reparo está previsto para a próxima semana, segundo a direção da empresa.

Segundo o diretor técnico da Emasa, Bruno Mendonça, a execução do serviço requer cuidados por causa da estrutura da ponte quase centenária, inaugurada em 1º de março 1928. Desde o final da década de 70 que passou a ser passagem de pedestres, pois o tráfego de veículos foi suspenso devido a acidentes com vítimas.

Bruno informa que foi encomendado junto ao fornecedor os itens necessários para o reparo. O diretor afirma que, por ser um serviço especializado, está sendo estudado descer operários, por meio de munck, em uma gaiola de segurança. “É serviço especializado que exige muita atenção, já que a tubulação é aérea, cravejada no lastro da ponte velha. Temos que fazer as coisas sem riscos e sobressaltos”, finaliza.

Equipe da área técnica atua para identificar ponto de rompimento da rede
Tempo de leitura: < 1 minuto

A quebra de uma rede está causando baixa pressão e desabastecimento de água em algumas partes dos bairros Lomanto e Novo Lomanto, além da avenida José Soares Pinheiro, na zona oeste de Itabuna. De acordo com a assessoria da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa), equipes já estão atuando para identificar o ponto exato onde ocorreu o rompimento e fazer o reparo.

“Estamos com uma equipe técnica atuando para solucionar o quanto antes o problema”, disse o gerente técnico da Emasa, João Bitencourt. Ele afirma que todo empenho está sendo feito para que o abastecimento seja normalizado, mas pede que as pessoas economizem água.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Para conter dois grandes vazamentos na rede de distribuição de água na cidade, equipes do serviço de manutenção da Empresa Municipal de Águas e Saneamento Ambiental (Emasa) atuaram no final de semana. Os serviços foram feitos na Avenida do Cinquentenário, nas proximidades do Santuário Santo Antônio, onde ocorreu o rompimento de uma rede de 85 milímetros, e na Rua Independência, no bairro São Roque, que teve uma adutora de 300 mílimetros danificada.

Segundo o gerente de Distribuição da Emasa, Moisés Ferreira Rosa, os serviços de recuperação foram executados sem a necessidade de interrupção no fornecimento de água. “As equipes atuaram de forma rápida, sem a necessidade de interromper o abastecimento nas áreas que são cobertas pela rede do Centro e pela adutora do São Roque”, disse.

A rede que rompeu na Avenida do Cinquentenário atende toda a parte central da cidade, enquanto a adutora do São Roque fornece água para os bairros Monte Líbano, Loteamento São João, Novo Horizonte e parte do Santo Antônio.

O gerente de Distribuição da Emasa, destaca a ajuda da população em informar a empresa sobre os problemas de vazamento. “Somos muito grato a população que está sempre comunicando os casos de vazamento em nossa rede. Essa ajuda é importante, pois, facilita nosso trabalho e contribui no combate ao desperdício”.

Tempo de leitura: < 1 minuto

A Coelba fará amanhã (28), das 9h às 16h, serviços de manutenção nas estações de captação de água bruta da Emasa nas localidades de Rio do Braço e Mutuns. Com isso, o fornecimento aos consumidores em Itabuna será reduzido, o que requer atenção para a necessidade de economizar água no consumo doméstico.

Segundo o diretor-técnico da Emasa, João Bitencourt, os serviços executados pela Coelba nesta quinta-feira não deixarão a população sem abastecimento de água. Porém, alerta que é importante economizar no consumo até que o sistema esteja integralmente restabelecido.

“Quando a Coelba realiza serviços de manutenção nas estações de captação, há redução na obtenção de água. Não haverá interrupção no fornecimento, mas pedimos a colaboração de todos no tocante a evitar o desperdício, até porque estamos no verão, época em que o consumo aumenta”, salienta Bitencourt.

O diretor-técnico da Emasa disse que numa reunião entre dirigentes das empresas ficou acertado a regularidade nos trabalhos de manutenção nas redes de energia elétrica que atendem as estações da Emasa.O objetivo será evitar interrupçõeso no fornecimento de energia e o consequentemente prejuízo à programação de abastecimento de água à população de Itabuna.

Captação de água em Rio do Braço, em Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma manutenção programada pela Coelba nesta quinta (7) suspenderá por, pelo menos, seis horas a captação de água em Rio do Braço, afetando o abastecimento para cerca de 70% da população itabunense.

O comunicado da Emasa, nesta manhã de quarta (6), informa que o serviço de captação em Rio do Braço e Mutuns será retomado assim que a Coelba concluir a manutenção programada na rede do distrito de Banco do Pedro, em Ilhéus.

A maioria da população itabunense é abastecida com a água do Rio Almada, captada em Rio do Braço, Ilhéus.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Itabuna está há mais de 30 horas sem água devido à falta de energia elétrica nas estações de captação e de tratamento de água, segundo informou a direção da Empresa Municipal de Águas e Saneamento (Emasa). Na nota, a direção da empresa diz que os serviços estão paralisados em todo o município e a situação preocupa a todos e pode comprometer o abastecimento até de hospitais.

A Emasa ressalta que, “mesmo com a COELBA  trabalhando para resolver os problemas, seus técnicos  até este momento  não regularizaram a situação. “Já são mais de trinta horas sem fazer o bombeamento da água, o abastecimento está paralisado em todo o município o que deixa todos altamente preocupados, inclusive com os Hospitais  de Itabuna”, informa a empresa em nota oficial.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Devido a serviços de manutenção numa das estações de Tratamento de Água (ETA) em Ilhéus, localidades da zona norte do município terão o abastecimento interrompido na próxima sexta. Conforme a Embasa, a manutenção será iniciada às 8h e tem previsão de conclusão até o final da tarde de sexta (25).

Imóveis situados em pontos mais distantes da rede distribuidora, como distritos, podem levar até 48h para ter o abastecimento totalmente regularizado. A Embasa ainda ressalta a importância de o usuário possuir reservatório domiciliar adequado às necessidades diárias de consumo do imóvel, minimizando o impacto de interrupções programadas ou emergenciais no fornecimento de água tratada.

LOCALIDADES AFETADAS

As localidades afetadas pelo interrupção no abastecimento são o Alto Nerival; Alto Soledade; Aritaguá; Barra/CSU; Centro Industrial, Iguape, Jardim Savóia, Novo Ilhéus, São Domingos, São João, São José, São Miguel, Sambaituba e Urucutuca.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Devido a serviços de manutenção na Estação de Tratamento de Água (ETA) da região central, 27 localidades de Ilhéus terão o fornecimento de água suspenso por até 24 horas nesta terça (25). A medida afetará o abastecimento no Centro e bairros (confira lista abaixo).

A previsão é de que o reparo em trecho da rede adutora que leva água bruta até a estação seja concluído na tarde do mesmo dia, quando o serviço será gradativamente normalizado. Pontos elevados e mais distantes da rede de distribuição, como Banco da Vitória e Salobrinho, podem levar até 36 horas para ter o serviço completamente regularizado.

LOCALIDADES AFETADAS

Alto Carvalho, Alto da Esperança, Alto do Amparo, Alto do Aureliano, Alto do Cacau, Alto do Coqueiro, Alto Legião, Alto São Francisco, Avenida Itabuna, Banco da Vitória, Basílio, Conquista, Esperança, Frei Vantuy, Malhado, Morada do Bosque, Morada do Porto, Pacheco, Princesa Isabel, Salobrinho/Uesc, Tapera, Teotônio Vilela, Teresópolis, Vila Cachoeira, Vila Freitas, Vila Queiroz eVila Nazaré.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O fornecimento de água será suspenso na próxima quinta (2) em mais de vinte localidades da zona sul de Ilhéus, informou a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa). A suspensão se deve às obras de entroncamento de nova rede de água tratada ao sistema de abastecimento da empresa (confira a lista abaixo).

Segundo a empresa, a previsão é de que o serviço seja concluído ainda na tarde da próxima quinta e de regularização do abastecimento em até 24 horas após. Com o entroncamento, a empresa utilizará nova rede adutora de 10 quilômetros de extensão da Estação de Tratamento de Água (ETA), no Pontal, para bairros centrais de Ilhéus hoje atendidos pela estação da Barragem do Iguape.

– Como a Barragem do Iguape teve sua capacidade de acumulação e de recuperação alteradas ao longo dos últimos anos, consequência de mudanças no regime de chuvas e intervenções humanas, vamos usar água do Rio Santana para suprir parte da demanda de bairros centrais de Ilhéus. A partir do funcionamento desse equipamento, deixaremos de captar aproximadamente 2,5 milhões de litros de água do Iguape diariamente”, explicou o gerente do Escritório Local da Embasa em Ilhéus, José Lavigne.

Segundo a empresa, a mudança não afetará o abastecimento de água da zona sul, pois a ETA do Pontal possui mais capacidade de produção do que a atualmente utilizada.

LOCALIDADES AFETADAS

A relação de localidades afetadas com as obras, na próxima quinta, é composta por BR-415, Barreira, Ceplus, Couto, Cururupe, Hernane Sá I e II, Ilhéus II, Jardim Atlântico, Loteamento São Caetano, Mar a Vista, Mar de Ilhéus I, Nossa Senhora da Vitória, Nelson Costa, Pérola do Mar, Pontal, Parque Olivença, Praia Dourada, Rodovia Ilhéus-Olivença, Santo Antônio de Pádua, São João, Sapetinga, Sol e Mar I e II e a Urbis.

MP recomenda que empresa não corte água e luz de consumidores de quatro municípios
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou às concessionárias dos serviços públicos de água, luz e gás dos municípios de Eunápolis, Guaratinga, Itagimirim e Itapebi, no extremo-sul da Bahia, que não suspendam o fornecimento a consumidores com contas atrasadas enquanto durar a situação de emergência decorrente dos riscos da contaminação por coronavírus.

O MP-BA pediu também que as empresas suspendam, temporariamente, a cobrança de faturas e dívidas passadas daqueles usuários beneficiados com as tarifas sociais de água e energia elétrica, possibilitando o parcelamento do débito quando passar o período de emergência. A recomendação foi expedida pela promotora de Justiça Catharine de Oliveira Mattos.

A promotora de justiça solicitou ainda aos fornecedores, distribuidores e revendedores dos quatro municípios que assegurem o oferecimento para venda ao consumidor de produtos de primeira necessidade.

NÃO AUMENTAR PREÇOS

Além disso, orientou que água mineral, alimentos, combustíveis, gás, remédios, álcool, máscaras cirúrgicas descartáveis e produtos de saneamento sanitário domiciliar sejam vendidos pelos mesmos preços praticados antes da pandemia e que eventuais alterações de valor sejam fundamentadas na comprovação de alteração dos custos empresariais logísticos ou funcionais, que devem ser divulgados ao consumidor e aplicados respeitando os estoques disponíveis.

Segundo as recomendações, restrições quantitativas de compra podem ser adotadas com o objetivo de garantir o equilíbrio e a harmonia social, para assegurar o atendimento ao maior número possível de consumidores até que a situação se normalize.

Foi recomendado ainda que os farmacêuticos, ou profissionais responsáveis, orientem o consumidor quanto às medidas de autopreservação e de uso de itens de higiene pessoal, máscaras de proteção, antissépticos e congêneres, informando eventuais itens similares equivalentes aos buscados pelos consumidores.