Vice-governador João Leão recebe alta médica após "pico de estafa"
Tempo de leitura: < 1 minuto

O vice-governador e secretário de Planejamento da Bahia, João Leão, recebeu alta do Hospital Aeroporto na tarde deste domingo (7) depois de sofrer um mal-estar. Segundo a assessoria do político, João Leão foi para a residência dele por volta das 16h e o atendimento de emergência foi devido a uma queda de pressão.

“De acordo com a equipe médica do Hospital Aeroporto, onde Leão foi atendido, ele teve um pico de estafa e deve repousar nos próximos dias”, informa a assessoria por meio de nota. “Durante o período que ficou em observação na unidade de saúde, o vice-governador recebeu a solidariedade do governador Rui Costa, que ligou para ele, e de familiares, políticos e amigos.”

Tempo de leitura: < 1 minuto

Chicão e Enderson denunciam falta de cirurgião plantonista
Andreyver Lima

Nesta sexta-feira (21), os vereadores Enderson Guinho e Chicão da Saúde, foram ver de perto a situação do atendimento no Hospital de Base. A denúncia recebida pelos vereadores era a falta de um cirurgião plantonista na unidade hospitalar.

Conforme informado pelos vereadores, ficou constatada a falta do profissional. “O hospital está sem cirurgião plantonista, apenas com um cirurgião sobreaviso, o que dificulta o atendimento do médico que está fazendo o atendimento sozinho.” afirmou Guinho.

O vereador Chicão alerta para os festejos juninos na região e no alto fluxo de atendimento nessa época, por causa dos acidentes nas estradas. “Sabemos que o Base recebe pessoas de várias cidades e a ausência de um cirurgião plantonista gera desconforto e transtorno no hospital por conta da grande demanda.”

Ainda segundo os vereadores, eles irão convocar a presidente da Fundação Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), Nelsivane Cordier, e o secretário de Saúde, Josimar Sales, bem como acionar o Ministério Público, para esclarecimentos.

Tempo de leitura: < 1 minuto

médico ilustraçãoUm pai de uma criança de sete meses entrou em contato com a redação do blog para narrar a sua via-crúcis em busca de um pediatra para atender o filho. A peregrinação por hospitais começou nas primeiras horas da manhã de hoje e terminou há pouco, sem sucesso. Segundo ele, a criança amanheceu com “febre alta e molinha”.

Ainda no Hospital Geral Luiz Viana Filho, o rapaz recebeu, da atendente, a informação de que o pediatra estava em férias e deveria retornar nesta segunda (2). “Mas sai de lá e até 10h30min não tinha chegado”, disse.

O pai também lamentou que, mesmo diante de quadro preocupante de dengue, uma unidade de saúde que é referência para a doença, não tenha médico disponível. A esperança dele seria uma unidade de saúde. A peregrinação dos pais do bebê continua.