Médico Fernando Júnior faz alertas contra o AVC || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

O acidente vascular cerebral (AVC), conhecido popularmente como derrame, é a segunda causa de mortes no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). A estimativa é que uma em cada quatro pessoas será vítima da doença ao longo da vida. No Brasil, no primeiro semestre de 2022, foram registrados mais de 50 mil óbitos. Para alertar sobre os riscos, anualmente são realizadas campanhas para orientação.

O médico neurologista Antônio Fernando Ribeiro Silva Júnior, da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, alerta que o AVC é uma doença súbita, que não emite sinais prévios e os sintomas surgem de uma hora para outra.

Os acidentes vasculares cerebrais são isquêmico ou hemorrágicos. De 80% a 85% dos casos são do primeiro tipo, o isquêmico. Estudos indicam que cerca de 90% dos casos podem ser evitados, conforme explica o médico Antônio Fernando.

– Para isso, medidas como evitar o tabagismo e alcoolismo, fazer o controle correto da diabetes, hipertensão e baixar o colesterol; praticar atividades físicas regularmente, combater a obesidade e uma alimentação de qualidade são fundamentais para diminuir a chance de ter a doença – afirma.

De acordo com os especialistas, algumas doenças cardíacas também aumentam a chance de AVC. Por isso, a pessoa deve fazer regularmente o acompanhamento com o cardiologista. Essa é uma medida muito importante para a prevenção.

FATOR DE RISCO

O médico Antônio Fernando explica que a idade avançada é outro fator de risco, mas o derrame cerebral atinge pessoas de todas as faixas etárias, sendo mais comum na faixa acima dos 55 anos. “Todos os grupos de pessoas devem tomar cuidado e buscar um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e uma rotina com atividade física, fazer ao menos uma caminhada duas ou três vezes por semana e cuidar da saúde mental”.

As pessoas devem ficar em alerta para sinais como: fraqueza ou formigamento na face, no braço ou na perna, especialmente em um lado do corpo; confusão, alteração da fala ou compreensão; alteração na visão (em um ou ambos os olhos); alteração do equilíbrio, coordenação, tontura ou alteração no andar; dor de cabeça súbita, intensa, sem causa aparente.

AÇÕES PREVENTIVAS

No sul da Bahia, a Santa Casa de Itabuna, em parceria com Faculdade Santo Agostinho, está promovendo ações para chamar a atenção da população sobre a importância dos cuidados que podem evitar um AVC. No primeiro momento, houve distribuição de panfletos e orientações sobre os cuidados que ajudam na prevenção e como deve ser a reação numa situação em que uma pessoa esteja sofrendo um AVC.

Morreu na madrugada deste sábado
Tempo de leitura: < 1 minuto

Faleceu neste sábado (6) o tenente-coronel da Polícia Militar da Bahia, José Silvério de Almeida Neto, de 59 anos, que atuou em municípios do sul e sudoeste do estado. O ex-comandante da 62ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Camacan, estava internado no Hospital Português, em Salvador, desde o mês passado.

Internado, inicialmente, por causa de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), o major Silvério Neto teria sido diagnosticado também com o novo coronavírus e, seu quadro de saúde agravou-se nos últimos dias. O corpo do oficial será sepultado às 14h de hoje, no cemitério Jardim da Saudade, em Salvador, sem solenidade por causa dos protocolos sanitários.

No sudoeste do estado, Silvério foi subcomandante do 19º Batalhão da PM e atualmente era diretor do Colégio da Polícia Militar de Jequié. Pelo reconhecimento do trabalho realizado no município, recebeu, em 2017, o título de cidadão Jequieense.  Ele deixa esposa e uma filha. Atualizado às 16h50min.

Tempo de leitura: 2 minutos
Cuidados ajudam a reduzir riscos|| Foto Divulgação

A hipertensão arterial exige mais cuidados nas pessoas com diabetes porque a doença representa mais um fator de envelhecimento vascular, que predispõe a Acidente Vascular Cerebral (AVC), enfarte. Por isso, foram definidos novos parâmetros para a hipertensão no diabético – 13/8 – que deve ser mais baixo do que o padrão aceitável para a população em geral: 14/9, segundo a cardiologista Lucélia Magalhães.

Lucélia Magalhães, que integra a equipe do Centro de Atenção Especializada, da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), destaca que o tratamento da hipertensão, além dos medicamentos – é muito importante seguir a prescrição médica, quanto às doses e horários – passa também por cuidados na alimentação, que exigem ainda mais atenção nos diabéticos. A médica reforça que os cuidados devem ser redobrados.

ALIMENTAÇÃO POBRE EM GORDURAS

De acordo com a cardiologista, a alimentação deve ser pobre em sódio (sal) e gorduras. Lucélia Magalhães explica que o diabético tem mais possibilidade de desenvolver ateromas (placas de gordura) e rica em fibras. Ela ressalta que é muito importante também evitar os carboidratos simples (representado pelos açúcares). Estima-se que entre 30 a 40% dos diabéticos apresentam hipertensão arterial.

Os cuidados com a alimentação, segundo a especialista, são muito importantes para manter a glicemia sob controle, porque o diabetes descompensado aumenta o risco de complicações vasculares. E se o paciente é hipertenso, o risco é em dobro.

Leia Mais

Tempo de leitura: < 1 minuto

Cartunista Ziraldo sofreu AVC || Foto Fernando Frazão/Agência Brasil

O cartunista e escritor Ziraldo, 85 anos, sofreu um acidente vascular cerebral hemorrágico nesta quarta-feira (26) e está internado em estado grave no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul do Rio. O hospital informou, em nota, que o cartunista e escritor Ziraldo Alves Pinto deu entrada na instituição no início da tarde com quadro de acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico. O paciente encontra-se internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade e seu estado de saúde é grave.
Ziraldo é cartunista, desenhista, jornalista, cronista, chargista, pintor e dramaturgo brasileiro. Ele é o criador do personagem de quadrinhos infantil Menino Maluquinho. Foi um dos fundadores do jornal O Pasquim, que fez muito sucesso com suas entrevistas e humor crítico durante o regime militar.
O cartunista nasceu em Caratinga, Minas Gerais, no dia 24 de outubro de 1932. Seu nome vem da combinação dos nomes de sua mãe, Zizinha, e o de seu pai, Geraldo. Desde criança já mostrava seu talento para o desenho. Com seis anos, teve um desenho seu publicado no jornal Folha de Minas.
Ziraldo estudou no Grupo Escolar Princesa Isabel. Em 1949 foi com a avó para o Rio de Janeiro, onde estudou por dois anos no Mabe (Moderna Associação de Ensino). Em 1950, retornou para Caratinga e concluiu o científico no Colégio Nossa Senhora das Graças. Com informações da Agência Brasil.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Vilas-Boas: meta é zerar espera para pacientes com AVC ou cardíacos (Foto Divulgação).
Vilas-Boas: meta é zerar espera para pacientes com AVC ou cardíacos (Foto Divulgação).

O governo baiano deverá lançar em até 60 dias uma estratégia para zerar a espera de pacientes com infarto do miocárdio em procedimentos como cateterismo e angioplastia, segundo antecipou hoje (29) o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. O anúncio ocorreu durante o 27º Congresso Baiano de Cardiologia, em Salvador. A promessa é de atendimento imediato para estes pacientes.

– Em todo o Estado, os pacientes terão vagas em salas de hemodinâmica cardíaca na rede pública e privada. O objetivo é oferecer o tratamento mais avançado no menor tempo possível, respeitando os padrões internacionais de 90 minutos entre o diagnóstico e a intervenção – disse Vilas-Boas.

Segundo ele, haverá um programa semelhante para o Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVCI). A iniciativa, afirmou, contar com dez centrais de telemedicina conectadas 24 horas a duas unidades de comando em Salvador, onde terão neurologistas nos hospitais Roberto Santos e Ana Nery.

Para pôr em prática a atividade, o governo deverá ampliar leitos e procedimentos voltados para o tratamento das doenças cardíacas. A ação do estado baseia-se em números. Até março deste ano, 12,3 mil pessoas foram internadas com doenças do aparelho circulatório (hipertensão, isquemia, cerebrovascular, arteriais, entre outras). Já durante o ano de 2014, foram mais de 75 mil internamentos na Bahia.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Juarez com a esposa, Evan, e os filhos Júnior (esq.) e Bruno (Foto Reprodução Facebook).
Juarez com a esposa, Evan, e os filhos Júnior (esq.) e Bruno (Foto Reprodução Facebook).

Após 11 dias de luta pela vida, o jornalista Juarez Nunes, 45 anos, faleceu por volta das 8h40min deste domingo (25), no Hospital Calixto Midlej Filho. O profissional estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após sofrer um  Acidente Vascular Cerebral (AVC) isquêmico.
A família informou há pouco que o corpo de Juarez será velado no SAF, em frente ao Grapiúna Tênis Clube, na Avenida Juca Leão, em Itabuna. O enterro está previsto para as 16h deste domingo. O jornalista deixa esposa, Evan, e os filhos Júnior e Bruno.
Juarez começou no jornalismo como repórter esportivo e, logo depois, da TV Santa Cruz. Após alguns anos atuando na Cervejaria Skol, retornou à área para trabalhar em campanhas eleitorais e, no período 2010-2012, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Itabuna. No início deste ano, Juarez passou a atuar na área comercial do recém-lançado site BA24Horas.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O médico Sílvio Porto está propondo a criação em Itabuna de uma unidade para atendimento de casos de acidente vascular cerebral (AVC). O neurologista diz que o AVC é a maior causa de óbitos na Bahia e o atendimento imediato pode reduzir sequelas ou salvar o paciente. A unidade em Itabuna seria a primeira do interior do Nordeste brasileiro.
Porto cita que pacientes vítimas de AVC isquêmico agudo possuem “maior sobrevida, maior independência e maior chance de estarem morando em suas casas após um ano do caso, conforme experiência dos serviços que contam com essas unidades”.
A unidade para atendimento de casos de AVC é formada por equipe multidisciplinar formada por cardiologistas, pneumologistas, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos.
O neurologista diz que pretende apresentar o projeto em reuniões de clubes de serviço, escolas, faculdades ou em entidades interessadas em conhecer o funcionamento de uma UAVC.
Do site Bem Mais Saúde

Tempo de leitura: < 1 minuto

Do G1:
O técnico Ricardo Gomes, de 46 anos, está sendo submetido a uma cirurgia para drenagem de um coágulo formado no lado direito do cerébro após um acidente vascular cerebral (AVC) com hemorragia na noite deste domingo, durante a partida entre Vasco e Flamengo. A operação, que é realizada pelo médico José Antônio Guasti, deve durar cerca de três horas e tem o objetivo de controlar a hipertensão craniana para não danificar o tecido cerebral, o que poderia causar sequelas motoras.
Segundo a assessoria do hospital em que o treinador é operado, o caso é gravíssmo.