Tempo de leitura: < 1 minuto

Produtores musicais em Buerarema não sabiam o que fazer para cumprir uma exigência da polícia local. A cidade promove festa (tardia) para comemorar os 50 anos de emancipação política. O fuzuê acontece na praça principal do município, a Domingos Cabral.

Ontem, a polícia estava exigindo que as bandas calibrassem seus equipamentos de som. Quem emitisse mais de 60 decibéis, teria que dar explicações ao ‘delega’…

Companhia do Kaprixo, uma banda de arrocha que faz sucesso no sul da Bahia, entendeu que a exigência era – por assim dizer – um “capricho” das autoridades e soltou o som. Foi um “baixa” de um lado; “não baixo” do outro… O bicho pegou.

O produtor da banda, de prenome Ricardo, foi detido e encaminhado à delegacia da cidade para dois dedos de prosa com o Senhor Delegado. Explicações de um lado; bom senso do outro, e o produtor da Companhia foi liberado.

Em tempo: o limite de 60 decibéis (baixíssimo, por sinal) ‘caiu’ após uma conversa simpática da ‘puliça’ com o ‘prefetcho’. A festa da cinquentona Buerarema rola até amanhã.