Ex-deputado Augusto Castro vai concluir tratamento em casa
Tempo de leitura: < 1 minuto
*Fonte Sesab

Com quatro novos casos confirmados nas últimas 24 horas, subiu para 127 o número de pacientes infectados pelo novo coronavírus em todo a Bahia até as 17h deste sábado (28), conforme a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab).

O novo boletim foi divulgado há poucos minutos pela Sesab. Das novas confirmações, 3 são em Salvador e 1 em Prado, no extremo-sul baiano.

De acordo com a Sesab, o percentual de infectados representa apenas 3% dos casos notificados. Outros 1.380 casos foram descartados e o estado segue sem registro de óbitos.

17 PACIENTES CURADOS

Até aqui, 17 pessoas estão curadas e 14 encontram-se hospitalizadas, dentre elas o ex-deputado estadual Augusto Castro, internado no Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna, e com melhora no quadro respiratório, segundo boletim da Santa Casa de Misericórdia.

Os dados divulgados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

58,3% DAS VÍTIMAS SÃO DO SEXO FEMININO

Dentre os casos confirmados, 58,3% são do sexo feminino e 41,7% do sexo masculino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 25,98% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 70 a 79 anos (2,37) seguida da faixa de 80 e mais (1,59), indicando o maior risco de adoecer entre os idosos.

Comércio de Itabuna será reaberto na quinta
Tempo de leitura: 2 minutos

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna emitiu nota pública em que repudia a tentativa de setores patronais de flexibilizar a abertura do comércio para segmentos considerados não essenciais antes do dia 6 de abril. “Abrir o comércio antes desta data configura-se num crime contra a saúde pública”, reforça a direção da entidade em nota.

A abertura do comércio, no entendimento do sindicato, vai em linha contrária às orientações do Ministério da Saúde, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e de autoridades sanitaristas, “que apontam o isolamento social como único meio eficiente para conter a propagação do coronavírus”. Confira a íntegra da nota no “Leia Mais”, abaixo.Leia Mais

Tempo de leitura: 3 minutos

Essa é uma forma de aprisionamento das forças comunistas para tomar o poder e se manter por tempo indeterminado no comando de um país sob o regime de força.

Walmir Rosário || wallaw2008@outlook.com

Como em todo o tempo em que uma crise assola uma determinada região, um país ou o mundo, a sabedoria popular consegue reverter a situação negativa e encontrar meios de subverter a ordem imposta pela adversidade. Não está sendo diferente neste Brasil de 2020, em que impera o medo e o terror imposto pelo Coronavírus, por meio do Covid-19, os meios de comunicação e os políticos de esquerda.

Não fosse a iniciativa privada, não teria sobrado um só brasileiro para contar a triste história dessa pandemia, do jeitinho que gostam os marajás da Organização Mundial de Saúde (OMS). Ditam as regras que querem, do jeito que querem, condenam os que não comungam com suas ideologias, não contribuem financeiramente e se acham os donos da verdade, mesmo sem conhecer a realidade de cada país.

Como ia dizendo, mesmo com as portas fechadas a criatividade da iniciativa privada – do norte a sul, leste a oeste – passou a operar por delivery, que nada mais é do que a simples entrega, remessa. Se antes esse serviço se restringia a alimentação e correspondência, hoje tomou conta de todos os ramos, com a maior naturalidade, apesar da proibição dos governos em teimar com o fechamento das empresas.

Ainda, na iniciativa privada, surgiu em Canavieiras uma proposta de um jornalista desocupado, que apresentou uma ideia espetacular a um proprietário de bar e restaurante para funcionar com toda a segurança. Seria tão somente Panela de Barro adquirir no mercado máscaras de segurança suficiente e oferecer aos clientes, que poderiam beber suas cervejas com toda a tranquilidade e dentro do protocolo de defesa do coronavírus. Só falta registrar a patente.

Sim, a iniciativa privada merece aplausos por bancar grande parte das despesas da população, mesmo com o castigo imposto pelos governos em manter as portas de seus estabelecimentos fechadas. O olhar dos governadores e prefeitos não consegue alcançar a situação real da população. Ela [a população] tem consciência de que é importante não ser infectada, mas não tem a capacidade de pregar a bunda do sofá.

E não pode ficar em casa simplesmente porque não quer e sim por faltar recursos financeiros para manter sua família. E esse suado dinheiro é oriundo dos produtos que vende nas ruas, nos bicos que fazem, do parco salário que recebem. Sim, eles não têm poupança como nossos prefeitos, governadores, deputados, embora também tenham estômago, por incrível que pareça.

No poder público – governos estaduais e municipais – sobram pedidos de muitos recursos  ao governo federal, sob o argumento de que precisam cuidar das pessoas. Como sempre, esquecem suas obrigações e gastam desbragadamente, endividando os entes federativos, apesar da Lei de Responsabilidade Fiscal, sob a falácia do argumento da independência, até a bancarrota.

Neste Brasil, após os tristes anos de roubalheira petista, se constroem discursos com as narrativas de desconstrução, bastando que os inimigos – deveriam ser adversários – não rezem por sua cartilha. E como vemos, apesar de o governo federal bancar todas as despesas, ainda sofre violentas perseguições da oposição política e de comunicação, além dos malefícios do Coronavírus.

Para tentar tirar o poder do presidente tentam o enxovalhamento do presidente, pelo simples fato de querer manter a economia funcionando, dentro dos padrões ditados pela triste e nefasta cartilha comunista. De uma vez, querem assumir o poder por meio de um golpe, já que foram derrotados na eleição. Além de promover a falência da iniciativa privada, buscam a bancarrota do Brasil.

Ora, está mais do que provado que o isolamento deve ser mantido na forma vertical, apenas com os grupos de risco e não encurralando uma população ativa em suas casas, por tempo indeterminado. Essa é uma forma de aprisionamento das forças comunistas para tomar o poder e se manter por tempo indeterminado no comando de um país sob o regime de força.

Exemplo maior está dando a população de rua, que não dá bolas para o coronavírus e continua no mesmo habitat como se nada de ruim estivesse acontecendo. Pior ainda, é o caso da Cracolândia paulista – um antro de degradação do ser humano, que se transformou no xodó do governo petista de Fernando Haddad e agora de Dória. Pois bem, não se tem notícia de infecção pelo Coronavírus neste e outros locais análogos.

Indo sempre na contramão do governo federal, os governadores e prefeitos querem manter o país paralisado, como se a população tivesse o sagrado direito de escolher qual sua morte preferida: Coronavírus ou de fome. Agora, a população ganha outro inimigo, um juiz federal que proíbe o presidente Bolsonaro de se abster de falar sobre o fim do confinamento.

Além da queda, coice.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

Unidade industrial da Avatim em Ilhéus, no sul da Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Empresa de cosméticos e perfumaria com sede em Ilhéus, a Avatim decidiu redirecionar toda a sua produção para álcool em gel e sabonete no período de pandemia do novo coronavírus (covid-19), segundo informou em comunicado emitido no final da tarde de hoje (27). A indústria, que produz mais de 400 itens de cosmético a perfumaria, possui 150 lojas em 24 estados e cerca de 2 mil revendedores porta a porta e distribuidores.

A Avatim afirma ter feito doação de mais de uma tonelada de álcool em gel 70% e 300 litros de sabonete líquido a órgãos públicos que estão em vigilância e combate ao coronavírus.

Doações também foram feitas a instituições filantrópicas como abrigos de idosos, grupos de apoio a crianças com câncer e cidadãos da Vila Cachoeira, comunidade do entorno da fábrica. Outras medidas foram adotadas pela empresa para conter a disseminação do novo Coronavírus.Leia Mais

Bahia registra mais de 3,7 mil casos de coronavírus
Tempo de leitura: < 1 minuto

O número de pessoas com exame positivo para o novo coronavírus não para de crescer na Bahia. A quantidade de casos confirmados da doença passou de 108 para 123 nas últimas 24 horas, conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde divulgado nesta sexta-feira (27). A quantidade representa 3% do total de casos notificados.

Até o momento, 1240 casos foram descartados e não há óbitos. Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta sexta-feira (26). Ao todo, 16 pessoas estão curadas. No momento seis pacientes se encontram hospitalizados. Os casos confirmados estão distribuídos em 19 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,41%).

No sul da Bahia, são cinco casos confirmados da doença em Itabuna (2), Ilhéus (2) e Ipiaú (1). As demais ocorrências no estado foram em Alagoinhas (1), Barreiras (1), Brumado (1), Camaçari (1), Canarana (1), Conceição do Jacuípe (1), Conde, Feira de Santana (9), Jequié (1), Juazeiro (2), Lauro de Freitas (7) Porto Seguro (10), Prado (2), Salvador (78), São Domingos (1), Teixeira de Freitas (1).

FAIXA ETÁRIA E SEXO DAS VÍTIMAS

Dentre os casos confirmados, 55,3% são do sexo feminino e 44,7% do sexo masculino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 23,58% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 70 a 79 anos (2,15) seguida da faixa de 80 e mais (1,59), indicando o maior risco de adoecer entre os idosos.

A Sesab destaca que os números são dinâmicos e na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em www.saude.ba.gov.br/coronavirus.

Rui Costa e Fábio Vilas-Boas comentam fake news e quadro de Augusto
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa e o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, fizeram críticas à profusão de fake news em tempos de novo coronavírus. Numa delas, a vítima foi o ex-deputado estadual Augusto Castro. 

Diagnosticado com o novo coronavírus, Augusto está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Calixto Midlej Filho, em Itabuna. Mas ontem foi vítima de fake news. Por ela, o deputado não estaria mais entre nós.

“O ex-deputado tem melhorado nas últimas 24, 48 horas”, disse Fabio Vilas-Boas ao falar sobre a disponibilidade de leitos de UTI para vítimas graves do coronavírus no sul da Bahia, inclusive na Santa Casa de Misericórdia de Itabuna. 

O governador Rui Costa reagiu e disse que notícias falsas não ajudam:

– Soltaram fake news com o ex-deputado e isso não ajuda. Fico imaginando a natureza de um ser humano que cria até notícia falsa sobre a vida das pessoas. É muito triste isso – afirmou, alertando internautas para que tomem cuidado com notícias falsas e que deixe grupos de WhatsApp onde fake news são propagadas.

Apenas segmentos essenciais continuarão funcionando até dia 5 || Foto Ubaitaba.com
Tempo de leitura: < 1 minuto

O comércio de Ubaitaba, no sul da Bahia, permanecerá fechado, parcialmente, até o dia 5 de abril. A decisão foi tomada durante reunião da prefeita Suka Carneiro com comerciantes, secretários municipais e lideranças, na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ubaitaba (CDL) nesta quinta (26).

O fechamento começou a vigorar há uma semana e se deve à pandemia do novo coronavírus em todo o mundo. Em Ubaitaba, ainda não há casos confirmados da doença, mas o cuidado se deve ao fato de o município, dentre outros motivos, ser cortado pela principal rodovia federal do país, a BR-101.

De acordo com a prefeita, o fechamento parcial segue as orientações do Governo Estadual e da Organização Mundial de Saúde (OMS). Durante este período, funcionam apenas segmentos considerados essenciais, a exemplo de supermercados e farmácias, porém com controle de fluxo de clientes.

Lojas de material de construção abrem parcialmente e em horário reduzido a partir de hoje
Tempo de leitura: < 1 minuto

Andreyver Lima

Os empresários do ramo da construção civil, numa reunião com a presença de dirigentes da Associação Comercial e da CDL de Itabuna, decidiram pela abertura de suas lojas de material de construção, a partir desta sexta-feira (27). As lojas se comprometeram a obedecer protocolos como quadro de funcionários reduzido, acesso limitado e portas entreabertas.

Procurado para falar sobre a proposta, o secretário de Segurança, Transporte e Trânsito, Valci Serpa, afirmou que o comércio continua fechado, mas o comitê está avaliando e reavaliando alguns procedimentos.

– Foi deliberado a abertura parcial das lojas de materiais de construções obedecendo protocolos. Os demais segmentos que o decreto não abraça serão fiscalizados e fechados sob pena de desobediência, podendo além de multa perder o alvará de funcionamento – disse.

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

As lojas Buriti, Pai Mendonça, Conlar, Módulo, Mirassul e Capri Tintas deverão funcionar das 9h às 15h e fornecer equipamentos de proteção, como luvas e máscaras para os funcionários, além de disponibilizar álcool em gel para os funcionários e clientes.

Vilas-Boas diz que houve subida assustadora de casos de covid-19 na região
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governo estadual trabalha com a previsão de maior incremento do número de casos confirmados do novo coronavírus na Bahia à medida em que bairros mais populosos forem atingidos, segundo afirmou numa rede social o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas. Até ontem (26), a Bahia registrava 108 pacientes testando positivo para a doença, quando o esperado era 230. E, para hoje, 306.

“O aumento médio diário tem se mantido em 23%. À medida em que bairros mais populosos forem atingidos, espera-se um incremento maior”, afirmou Vilas-Boas por meio do Twitter. O secretário ainda fez apelo para que populações que morem em cidades com casos confirmados ou resida próxima a uma, que fique em casa. E conclui: “O distanciamento social se aplica para todos”.

DOBROU

O número de casos confirmados na Bahia praticamente dobrou no espaço de quatro dias. Saltou de 55 no último domingo (22) para 108 nesta quinta-feira (26).

Marão terá que devolver R$ 1,6 milhão aos cofres públicos || Foto Pimenta
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, decretou estado de calamidade pública pelo prazo de 180 dias em razão da pandemia do novo coronavírus. O ato foi publicado no Diário Oficial. “O decreto simplifica o processo de compra e contratações de serviços, tira a burocracia e dá mais agilidade ao governo nesse enfrentamento”, afirmou o prefeito Mário Alexandre.

Conforme a medida, ficam mantidas as determinações previstas no Decreto nº 020/2020, que se refere às ações de prevenção e controle do vírus, à contratação para fins específicos de enfrentamento da doença por parte do município.

Secretarias e órgãos têm a responsabilidade de cumprir as medidas de prevenção e controle, “bem como apresentar com urgência informações ao Gabinete de Crise sobre as ações que estão sendo adotadas e em relação aos efeitos das medidas de combate à pandemia para avaliação da necessidade de revisão das normas já editadas”.

Conforme a determinação, caberá à Procuradoria-Geral do Município a adoção de medidas junto aos órgãos competentes, como o Poder Judiciário, com o objetivo de assegurar as condições de acordo com a realidade financeira do município ao enfrentamento do atual cenário, e, por fim, garantir a continuidade dos serviços essenciais aos cidadãos impactados pelos efeitos da pandemia na economia local.

Município tem mais 27 curados da doença, segundo a Sesau
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na tarde desta quinta-feira (26), o município de Ilhéus confirmou o segundo caso de paciente infectado pelo novo coronavírus (Covid-19). O exame foi feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA). Trata-se de um homem e que já se encontra em isolamento social, na residência.

O resultado do exame foi confirmado pelo secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, ao repórter Fábio Roberto, do FRNotícias.

O setor da Vigilância Epidemiológica do município informou, há pouco, que o novo infectado é um homem que participou de um treinamento fora da Bahia. Ele relatou que um grande número de pessoas participou do evento. Suspeitando ter contraído o vírus, o homem procurou o serviço de saúde para fazer o teste.

Ontem (25), o município confirmou o primeiro caso, um médico que trabalhava na linha de frente de atendimento aos infectados pelo coronavírus.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com 16 pacientes curados, a Bahia acaba de confirmar que chegou a 108 o número de pacientes que testaram positivo para o novo coronavírus até as 17h desta quinta (26). São quatro novos casos após a divulgação feita ao meio-dia de hoje. Dentre os 16 pacientes já curados, está uma mulher de 95 anos, que estava hospitalizada.

Além dos 16 casos curados, a Bahia possui 51 pacientes em isolamento domiciliar, adotando as medidas de precaução respiratória e de contato, sete pacientes encontram-se hospitalizados e 34 estão em investigação epidemiológica junto aos municípios.

Os municípios com casos positivos são estes dos municípios de Alagoinhas (01); Barreiras (01); Brumado (01); Camaçari (01); Canarana (01); Conceição do Jacuípe (01); Conde (01); Feira de Santana (09); Ilhéus (01); Itabuna (02); Jequié (01); Juazeiro (02); Lauro de Freitas (05); Porto Seguro (10); Prado (02); Salvador (63 casos, sendo 60 residentes na capital, 1 residente em Mossoró RN, 1 São Paulo e 1 Miami); São Domingos (01); Teixeira de Freitas (01) e 4 estão em investigação sobre o local de residência e infecção.

Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais.

Sul da Bahia registra 480 casos de coronavírus || Foto Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

No boletim divulgado pouco depois do meio-dia desta quinta (26), a Bahia registrou 104 pacientes confirmados com coronavírus (Covid-19), 981 casos descartados e não há óbitos. Este número contabiliza todos os casos de janeiro até as 11h desta quinta-feira (26). Até as 17h de ontem (25), eram 91 casos.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), os 13 novos casos foram registrados em Salvador (06); Alagoinhas (01); Itabuna (01); Feira de Santana (01); Porto Seguro (02). Os outros dois casos são de chineses que estão em investigação. A Vigilância Epidemiológica está investigando o local que houve a contaminação.

Os municípios com casos positivos são estes: Alagoinhas (01); Barreiras (01); Brumado (01); Camaçari (01); Canarana (01); Conceição do Jacuípe (01); Conde (01); Feira de Santana (09); Ilhéus (01); Itabuna (02); Jequié (01); Juazeiro (02); Lauro de Freitas (03); Porto Seguro (10); Prado (02); Salvador (63 casos, sendo 60 residentes na capital, 1 residente em Mossoró RN, 1 São Paulo e 1 Miami); São Domingos (01); Teixeira de Freitas (01); e 2 em investigação epidemiológica.

PACIENTES COM DIAGNÓSTICO DE CURA

Estes números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais. Até o momento, 14 casos estão com diagnóstico clínico de cura. Há duas semanas eles estão assintomáticos

Txai Resort recebeu 500 hóspedes para casamento
Tempo de leitura: < 1 minuto

Resort de luxo em Itacaré, no sul da Bahia, o Txai informou que suspenderá as atividades por três meses, a partir de 3 de abril. A decisão segue orientação de autoridades públicas em saúde, de acordo com a empresa.

Foi no Txai que ocorreu o casamento de irmã da digital influencer baiana Gabriela Pugliesi no início deste mês. Da cerimônia, participou um homem que estava infectado pelo novo coronavírus (covid-19) e havia acabado de retornar de viagem aos Estados Unidos.

Mais de duas dezenas dos cerca de 500 convidados do casamento testaram positivo para covid-19, dentre eles um empresário cearense, Cláudio Vale. Do hotel em Itacaré, Cláudio viajou para São Paulo e, embora apresentasse quadro suspeito e estivesse aguardando resultado de exame, decidiu ir para Porto Seguro. Lá, contaminou, pelo menos, outras quatro pessoas, conforme autoridades em saúde.

Sede do MPT no município de Itabuna, sul da Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

Devido ao aumento de denúncias surgidas com as medidas restritivas para conter a disseminação do coronavírus, o Ministério Público do Trabalho (MPT) na Bahia adotou novas rotinas para a recepção de denúncias e para prestar atendimento à sociedade. Com mais de 90 denúncias de irregularidades trabalhistas em Salvador só nesta semana, além de um alto volume de contatos em busca de orientações, o aumento na procura por atendimento do órgão tem gerado o congestionamento das linhas telefônicas do órgão.

Para fazer denúncias ou solicitar mediações de conflitos nas relações de trabalho, o cidadão pode acessar a página na internet do MPT na Bahia (peticionamento.prt5.mpt.mp.br/denuncia), onde as informações podem ser prestadas em formulário eletrônico e imediatamente encaminhadas. Dúvidas sobre a atuação do MPT, as notas técnicas e as notificações emitidas podem ser tiradas através de correio eletrônico.

O endereço prt05.dir1grau@mpt.mp.br recebe as demandas e encaminha aos setores responsáveis para retorno ao solicitante. Demandas administrativas estão sendo recebidas também pelo e-mail prt05.protocolo@mpt.mp.br. O atendimento pelos ramais telefônicos só é feito em último caso, já que a transferência das ligações vem provocando sobrecarga no sistema de telefonia.Leia Mais