Tempo de leitura: 4 minutos
Júlia comemora título na etapa de Itacaré || Foto Fabriciano Júnior/Abrasp

Uma das grandes promessas da nova geração do surf brasileiro feminino, a carioca Júlia Duarte foi a grande vencedora do Neutrox Weekend, neste domingo (9), na Praia da Tiririca, em Itacaré, na Bahia. Julinha, de apenas 16 anos de idade e uma das caçulas no evento, superou outros três jovens talentos, para comemorar a sua primeira vitória na categoria profissional, em disputa válida pelo título brasileiro. Já no Stand Up Paddle (SUP) Wave, a paulista Nicole Pacelli, duas vezes campeã mundial na modalidade, confirmou o favoritismo.

Em seu terceiro ano seguido, o segundo na paradisíaca praia baiana, o evento exclusivo para o público feminino foi oficializado pela Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp) e contou com diversas outras ações fora do mar, envolvendo o público presente. Outra grande atração foi a presença da cearense Silvana Lima, que representa o Brasil na elite mundial e prestigiou as disputas como incentivo para o fortalecimento do surf feminino.

Na final profissional, Julia, que atualmente mora em São Sebastião (SP), teve uma disputa acirrada com Karol Ribeiro, de Cabo Frio/RJ, representante do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. As duas terminaram com a mesma pontuação, mas a carioca levou a melhor por ter a maior nota, nas duas ondas que são somadas. Pelo primeiro lugar, ela faturou R$ 4 mil dos R$ 15 mil de premiação, além de kit da Neutrox e da Hang Loose, copatrocinadora do evento, e mil pontos no ranking nacional.

O belo desempenho da vencedora começou já nas semifinais, ao superar Karol, por um décimo, e duas experientes competidoras, Tais de Almeida, de Saquarema (RJ), três vezes vice-campeã brasileira, e Luana Coutinho, de Ubatuba (SP), campeã nacional em 2017. Ainda na decisão, a cearense de Fortaleza, Larissa dos Santos, que teve melhor desempenho no sábado, repetiu o terceiro lugar conquistado na etapa inicial do ranking 2019, em Ubatuba, com Kayane Reis, também de Saquarema, ficando em quarto.

A atuação, atitude e postura de Julia foram elogiada por Silvana Lima, que fez questão de carrega-la nos ombros ao final da disputa. “Estou muito feliz com esse resultado, porque é a categoria de cima, a principal. O mar estava bom, tem umas ondas com pressão, então deu para dar umas batidas fortes. E fiquei feliz pela Silvana ter me carregado, porque eu gosto muito dela e me inspiro no surf dela”, vibrou.

“Eu já havia ficado em quarto lugar em um campeonato profissional, mas nunca venci. Venho treinando para melhorar cada vez mais e só tenho que agradecer a Deus, aos meus pais, ao Instituto Gabriel Medina, ao meu shaper Hennek, que faz essas pranchas mágicas, e a Neutrox por esse evento incrível para as meninas”, disse a atleta que em Ubatuba venceu a etapa inicial do Brasileiro na categoria pro-júnior. Ainda na disputa profissional, Tais Oliveira foi premiada por ser a melhor baiana na categoria, valorizando as atletas locais.

No desafio de SUP (sem valer para ranking), Nicole foi a melhor. Campeã mundial de SUP Wave duas vezes em 2013, tanto no APP World Tour, quanto no ISA World SUP Championship, novamente indicada esse ano ao prêmio da maior onda surfada por uma mulher pela World Surf League (WSL) e cinco vezes campeã brasileira, ela se prepara para os Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru.

Ainda na categoria, destaque para a carioca Angela Bauer, que aos 54 anos de idade, segue competindo e enfrentando meninas com menos da metade de sua idade, e ficou em terceiro lugar, atrás da catarinense Carolina Farias, com a baiana Maira Braz, em quarto.

“No começo, não tinham muitas meninas competindo e, hoje, vejo várias atletas indo muito bem, melhorando cada vez mais. Isso é muito importante para o surf feminino do Brasil. O Neutrox Weekend mostrou isso. Foi uma bateria complicada, em um mar difícil e as garotas botaram para baixo, encararam as ondas e foi um show de surf”, falou a atleta que analisou sua preparação para os Jogos Pan-Americanos. “Esse é meu último campeonato antes do Pan, e você só treina para competição correndo bateria. Então, além de unir toda essa vibe de Itacaré e a estrutura oferecida pela Neutrox, participar deste desafio foi bem importante para a minha preparação em busca dessa medalha inédita para o Brasil”, completou.

ATIVIDADES – O terceiro e último dia do Neutrox Weekend de 2019 em Itacaré teve várias atrações para divertir o público presente na Praia da Tiririca. Pela manhã, instrutores deram aulas de yoga e vôlei para os turistas e moradores que visitavam o local. Já no período da tarde, foi a vez de Nicole Pacelli e Silvana Lima atenderem ao público numa sessão de autógrafos na tenda do Ecoporan Hotel Charme, parceiro oficial do evento.

Depois, os presentes na estrutura montada pela Neutrox curtiram uma aula de muay thai e para completar, o grupo Dedo de Moça fez uma apresentação musical. O evento terminou como duas atrações na praia da Concha. Primeiro, as mulheres foram ao mar para uma aula de canoa havaiana. Depois um belo sunset com música para encerrar as atividades do Neutrox Weekend 2019.

O Neutrox Weekend 2019 terá mais uma etapa, em data a ser divulgada, na Praia da Barra, no Rio de Janeiro, novamente valendo pelo ranking da Abrasp, reforçado, com a etapa do QS 1000, da WSL. O encontro também terá o Brasileiro de SUP, um desafio de longboard, junto com o Campeonato Brasileiro de Skate Mini Ramp Feminino, além de várias ativações para o público presente.

O Neutrox Weekend é uma realização da Abrasp, com patrocínio da Neutrox e copatrocínio da Hang Loose. A etapa de Itacaré teve o copatrocínio de Ecoporan Hotel Charme Spa & Eventos e apoios da Prefeitura de Itacaré, Federação Baiana de Surf e Associação de Surf de Itacaré.

Tempo de leitura: 2 minutos

Neutrox de Surf e Stand Up Paddle levará campeãs nacionais a Itacaré || Foto Divulgação
Após o sucesso das duas edições de 2018 do Neutrox Weekend, Itacaré voltará a receber uma nova edição do Neutrox de Surf e de Stand Up Paddle no próximo final de semana, de 7 a 9 de junho, na Praia da Tiririca. O evento contará com campeonatos de surf nas categorias profissional, desafio de stand up e diversas atividades abertas ao público.

A programação do Neutrox Weekend terá etapa do Brasileiro de Surf Feminino, na categoria profissional, válido pelo Ranking da Abrasp, com premiação total de R$15 mil; Desafio de SUP Wave, com premiação total de R$3 mil; aulas gratuitas de Yoga, Muay Thai, Zumba e vôlei, além de ativações com projetos sociais e ambientais como o Recicla Itacaré. A Neutrox também apresentará em primeira mão sua nova linha Xtreme, focada em reconstrução capilar, oferecendo uma experiência completa de hidratação para as pessoas que participarem das atividades.

No sábado (8), na Ponta do Xaréu, o evento contará com uma programação especial, com direito ao pôr-do-sol mais famoso da cidade. Além disso, a marca promoverá a neutralização do carbono emitido durante a produção e execução do evento.

As competições trazem a Itacaré time de atletas patrocinado pela marca. Segundo a assessoria de Comunicação de Itacaré, já estão confirmadas Camila Vieira, Débora Luz, Sarah Oliveira, TaynaHanada, Fernanda Queiroz e Mayara Cardoso, as skatistas, Dora Varella e Gabriela Mazetto, além da surfista profissional de stand up Nicole Pacelli. O evento conta com o apoio da Prefeitura de Itacaré, Associação de Surf de Itacaré e Federação Baiana de Surf.

Tempo de leitura: 3 minutos
Conjunto profissional do Tênis de mesa foi retirado do Ciso, ontem

O projeto que já atendeu cerca de 5 mil pessoas com aulas de tênis de mesa no Colégio Ciso, em Itabuna, sofreu um duro golpe, ontem (29). Por decisão da Secretaria de Educação de Itabuna, as seis mesas profissionais utilizadas no projeto foram retiradas do colégio. O projeto social contemplava alunos do Ciso e de colégios da rede pública, além de pais ou responsáveis pelos alunos. Somente neste ano, o projeto deveria beneficiaria 600 pessoas, segundo estimativa do coordenador e técnico da Seleção de Tênis de mesa de Itabuna, Marcos Júnior.

De acordo com Júnior, houve uma tentativa de negociação com o município para cessão das mesas, porém a surpresa veio na manhã de segunda (29), quando o conjunto esportivo foi levado do colégio. O tênis de mesa de Itabuna, afirma, conta com mais de 200 títulos estaduais e nacionais no período do projeto, inaugurado há cerca de 10 anos.

O tênis de mesa não fazia parte dos Jogos do Ciso e dos Jogos Estudantis de Itabuna. A modalidade foi incluída nestas competições a partir do projeto, na década passada. A retirada do conjunto de mesa ocorre agora devido ao fim do convênio da Secretaria de Educação de Itabuna com o colégio, um dos mais tradicionais do município.

– Fico profundamente triste por ver tamanha falta de bom senso de uma gestão que não tem amor pelas pessoas. Dizem lutar pela educação, mas fecham escolas. Dizem lutar pela saúde, mas fecham postos médicos e, por fim, acabam com o esporte da cidade – lamenta o treinador e coordenador do projeto.

A Secretaria de Educação de Itabuna informou ao próprio Marcos Júnior que as mesas serão redistribuídas em três escolas da rede municipal. Para ele, dificilmente o projeto terá o retorno obtido até aqui, por falta de profissionais especialistas na modalidade.

OUTRO LADO

Nilmecy afirma que mesas foram retiradas por não haver documento ou acordo com o Ciso ou a Associação

A secretária de Educação de Itabuna, Nilmecy Gonçalves, disse que “não há absolutamente nada, nenhum documento, acordo ou projeto que regulamente a utilização desse patrimônio [as mesas profissionais] nem pelo Ciso nem pela Associação de Tênis de Mesa de Itabuna”.

A secretária não informou, porém se há disposição em firmar convênio na área de esporte com o colégio ou a associação. O rompimento do convênio ocorreu de forma unilateral, pelo município, quando o vereador Júnior Brandão, um dos coordenadores do Ciso, votou contra o projeto que muda o regime jurídico dos servidores municipais.

Ainda segundo a secretária, o município desenvolverá ações voltadas ao tênis de mesa no ano letivo de 2019, que deverá começar em maio. O município informou a existência de Assessoria de Esporte e Lazer para comandar o projeto. O município não dispõe de especialista ou técnico em tênis de mesa, de acordo com Marcos Júnior, daí a preocupação com a atitude da Secretaria.

Tempo de leitura: 2 minutos
Matos entrega a Nadinho exemplar autografado de “Heróis de 59” || Foto Divulgação

“Ao extraordinário goleiro Nadinho, um dos heróis de 59, com um forte abraço de Antônio Matos”. Esta foi a dedicatória do autor do livro Heróis de 59, lançado no último dia 10, na Arena Fonte Nova, no exemplar que entregou, na manhã desta quarta-feira (17), ao ex-jogador do Bahia, campeão da I Taça Brasil.

Morando há 30 anos em Itapuã, nas proximidades da Avenida Dorival Caymmi, ao lado de Tereza, sua mulher, e do cachorro ‘Hulk’, Leonardo Conceição Cardoso agradeceu o presente e prometeu ler imediatamente a obra, que narra a história do primeiro título nacional, conquistado pelo Bahia, numa decisão contra o Santos, no Maracanã, em 29 de março de 1960. “Vou reviver aqueles gloriosos momentos”, disse.

Durante a visita do autor, o ex-goleiro revelou ter poucos registros da carreira de jogador profissional, limitando-se a algumas fotos, em mãos dos filhos Lúcio e Léo, e a recortes de jornais guardados por Tereza – sua companheira há 63 anos – como uma reportagem assinada pelo jornalista Jaime Cordeiro, em 1970, no hoje extinto Diário de Notícias.

‘Macho’, como era conhecido no meio da boleirada, participou de 13 dos 14 jogos da campanha vitoriosa de 1959. “Contundido, só não atuei na segunda partida contra o CSA, na Fonte Nova, quando fui substituído por Jair”, afirmou.

Ainda forte, apesar de uma sequela na mão esquerda, provocada por um AVC, Nadinho revelou que nunca bebeu, apesar de conviver num ambiente em que todos gostavam de uma balada. Acrescentou que sempre se relacionou bem com os companheiros e nunca teve problemas com os dirigentes.

“Nadinho sempre foi avesso a entrevistas, a ponto de em 1960, quando a delegação chegou ao Aeroporto de Salvador depois de conquistar a primeira taça de Campeão Brasileiro de Futebol, ele sair por uma porta lateral e não participar do desfile em carro aberto que parou a cidade”, contou o autor, que apresenta no livro um perfil de todos os atletas e dos dois técnicos que atuaram pelo Bahia na campanha do primeiro título nacional do futebol brasileiro.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Seleção de Vôlei de Itabuna já está convocada para buscar novo título

A Seleção de Itabuna/Luciano Vôlei, patrocinada pelo Shopping Jequitibá, vai em busca de mais um título na Copa do Descobrimento, em Porto Seguro. A competição reúne equipes da Bahia e de estados como Minas Gerais, de 19 a 21 de abril, no extremo-sul da Bahia.

O técnico da equipe, professor Luciano Pinho, avalia a disputa em Porto Seguro como duríssima.”Essa competição é a mais concorrida, por ser interestadual e com equipes de Minas Gerais e Espírito Santo”, afirma. Ele conclui, confiante: “Vamos tentar mais um vez trazer o título para Itabuna”.

CONVOCADOS
Centrais: Vini, Robert e Supapo
Pontas: Lucas, Oscar e Mateus
Opostos: Moisés e Breno
Levantadores: Diego e Tales
Líberos: Nyguel e Fábio.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Matheus Vital se destaca em Mundial de Bumerangue Virtual || Foto Wescley Biscoito

O 3º World Virtual Boomerang Tournament (Mundial de Bumerangue Virtual) teve um baiano entre os melhores da competição. Para se ter ideia do nível do evento, o Mundial reuniu 22 atletas, três deles ex-campeões mundiais e um dos participantes é o atual campeão, o suíço Stephan Spirgi.
O baiano que fez bonito na competição foi Matheus Vital, que ficou em 9º lugar e terminou a competição como terceiro melhor brasileiro. O suíço Manuel Schütz venceu o Mundial, disputado de 14 a 16 de dezembro.
Já era sabido o alto rendimento dele nas competições nacionais, mas o desempenho no Mundial de Bumerangue Virtual foi uma grata surpresa para os brazucas. “Estou super feliz e grato a Deus pela conquista. Isso é fruto de muito treinamento e dedicação”, afirma o atleta.

Tempo de leitura: 2 minutos

Gol de pênalti dá vitória a Itapetinga no jogo de ida contra Itamaraju

Com o campo pesado por causa das chuvas que caíram na região, Itapetinga venceu Itamaraju por 1 a 0, na tarde deste domingo (9), no primeiro jogo das finais do 61º Campeonato Intermunicipal. No próximo domingo (16), à tarde, no Estádio Barbosão, a Seleção de Itapetinga joga pelo empate para ficar com o troféu “Valdemiro Lima da Silva”, em homenagem ao ex-volante Merica, e conquistar o tricampeonato.
Caso a Seleção de Itamaraju vença em casa por um gol de diferença, o título será decidido em cobrança de pênalti. Se vencer por dois gols ou mais, conquistará o Intermunicipal também pela terceira vez. A seleção vice-campeã ficará com o troféu “José Alberto Vasconcelos da Silva”, em homenagem ao ex-meia Dendê.
A partida em Itapetinga foi marcada no primeiro tempo pelo grande número de faltas. Aos 22 minutos, em uma delas, o zagueiro Virlei soltou a bomba e exigiu boa defesa de Geovane, que espalmou a bola para escanteio. Após a cobrança, o lateral Lucas colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti para a seleção da casa. Netinho foi para a cobrança e chutou rasteiro no canto esquerdo do goleiro de Itamaraju, que tirou a bola com a mão esquerda.
No intervalo, Netinho lamentou a perda do pênalti, mas mostrou confiança em dar a volta por cima no segundo tempo. “Acontece, eu geralmente cobro naquele canto, pensei até em mudar, mas decidir bater ali mesmo. Ele (Geovane) foi bem e fez a defesa. Agora é levantar a cabeça, a equipe está bem e vamos buscar o gol no segundo tempo”, disse o camisa 11 de Itapetinga ao repórter Juraci Santana, da TVE.
O goleiro de Itamaraju, Geovane, comemorou a defesa e agradeceu ao preparador de goleiros da seleção, Boca. “Foi uma defesa importante. Vamos procurar corrigir os erros para apresentar um melhor futebol nesta etapa final. Buscar a vitória para levar essa vantagem para o jogo decisivo em casa”, afirmou.

Tempo de leitura: < 1 minuto
Torneio de futebol movimenta o São Lourenço neste domingo

Começará neste domingo (11) o 1º Torneio de Outono do Bairro São Lourenço, em Itabuna. A abertura será às 8h30min, no Campão do bairro, com a expectativa de movimentar um dos bairros que mais se mobilizam pelo futebol no município sul-baiano.
O Torneio de Outono é promovido pela Associação de Moradores do São Lourenço e terá três finais de semana de futebol no Campão do bairro. As quatro melhores equipes fazem a semifinal no dia 25 de novembro, dia em que também serão conhecidas as equipes finalistas e a campeã.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Brasil avança às quartas de final ao bater o México || Foto Lucas Figueiredo/CBF

Após bela atuação de Neymar e de Willian e 2 a 0 no placar, o Brasil mandou o México para casa, há pouco, e avança para as quartas de final da Copa do Mundo da Rússia. Agora, a Seleção Brasileira espera o vencedor do confronto entre Bélgica e Japão. Europeus e orientais se enfrentam às 15h desta segunda-feira 2 de julho, Dia da Independência da Bahia. Quem passar, pegará o Brasil na sexta (6), às 15h.
O Brasil chega às quartas de final depois de um primeiro tempo tenso e um segundo tempo com o Brasil jogando bem ao seu estilo. Logo aos 5 minutos da etapa final, Neymar tocou para Willian, que cruzou rasteiro. E Neymar aproveitou para vazar a defesa mexicana. 1 a 0. Com atuação discreta de Coutinho, Tite colocou Roberto Firmino em campo. O jogador do Liverpool deixou o dele aos 43 minutos, após cruzamento de Neymar, o principal nome do jogo.

Tempo de leitura: 2 minutos

Canoístas de Ubaitaba deram show em competições nacionais no Paraná

A delegação de canoístas de Ubaitaba que participou, no sábado e domingo (7 e 8), da Copa Brasil de Canoagem Velocidade, em Curitiba (PR), brilhou. Os atletas da Associação Cacaueira de Canoagem (ACC) conquistaram 18 medalhas de ouro, 3 pratas e 14 bronzes.
Ao todo 15 atletas viajaram numa Van, cedida pela Prefeitura de Ubaitaba, enquanto 2 atletas foram de avião também patrocinados pela Prefeitura. A competição serviu de seletiva para os atletas que representarão o Brasil nas competições internacionais em 2018 e nacionais.
A  delegação estará de volta à cidade nesta terça-feira trazendo na bagagem, além das medalhas, cinco barcos de carbono, legado das Olimpíadas Rio 2016, onde foi destaque o medalhista ubaitabense Isaquias Queiroz. Confira os resultados no “leia mais”, abaixo.
Categoria Sênior Masculino:
Diego fontes- bronze no C1 1.000, 500 e 5.000 m
Clebson Pimentel – prata no C1 5.000 m
Milton Luz – ouro no C1 5.000 m
Prata no C1 500 e 200 m
Bronze no C1 1.000 m
Categoria Junior Masculino:
Sávio Santana – ouro no C1 1.000, 500 e 200 m
Lucas Conceição – ouro no C1 5.000 m
Bronze no C1 1.000 e 500 m
Categoria cadete masculino:
Filipe Santana – ouro no C1 e C2 1.000, 500 e 5.000 m
Evandilson Avelar – ouro no C1 5.000 m e C2 1.000, 500, 5.000 m
Categoria Menor Masculino:
Jonata Santos- ouro no C1 e C2 1.000, 500 e 5.000 m
Rafael Cruz – ouro no C2 1.000, 500 e 5.000 m
Bronze no C1 1.000, 500 e 5.000 m
Categoria Cadete Feminino:
Ueguida Santos – bronze no C1 500 e 5.000 m
Tatilane Almeida – bronze no C1 1.000  m
Resultado Copa Brasil 2018
Categoria Sênior Feminino:
Andréa Oliveira – prata no C1 200 m
Bronze no C1 500 m
Ângela Elias – prata no C1 200 m
Bronze no C1 500 m
Luciana Costa- ouro no C1 5.000 m
prata no C1 1.000 m
Camila Lima – bronze no C1 1.000 m

Tempo de leitura: 2 minutos

Competição atraiu nadadora sensação do esporte na Bahia em 2017 || Foto Clodoaldo Ribeiro

Nadadoras de Itabuna dominaram a prova da segunda edição da Travessia das praias Milagre a Batuba, em Olivença, realizada no final de semana. Com apenas 18 minutos de prova, Isis Rosário, de 15 anos, venceu a travessia, seguida de Isabele Andrade.
Ísis foi a campeã geral da prova. A atleta foi eleita a nadadora do ano, em 2017, pela Federação Bahiana de Desportos Aquáticos. A segunda colocada, é a atual campeã baiana de maratonas aquáticas. Na categoria “Salva-Vidas”, o vencedor foi Bonifácio Costa. E, na categoria “Indígena”, chegou em primeiro lugar o nadador Gabriel Melgaço.
Ao comentar a prova, Isabele disse que foi legal e diferente pela necessidade técnica de ter que entrar na arrebentação. “O mais legal é a história que está por trás disso tudo”, completou. Isabele se refere à origem da prova. Conta a história que os índios da etnia Tupinambá realizavam na Sexta-Feira, o Banho da Paixão. Eles se jogavam ao mar em um ritual religioso que significava que nenhum mal cairia sobre o povo o ano inteiro.
A competição esportiva e de recuperação cultural do evento, coordenado por um salva-vidas, descendente da etnia, que vive em uma das aldeias de Olivença, teve apoio da Prefeitura. Equipes de segurança, com a presença da Guarda Municipal, e de primeiros-socorros, da Secretaria de Saúde, estiveram na área durante toda a competição.
Os competidores utilizaram pranchões O percurso de um quilômetro de natação é sempre executado em mar aberto.

Tempo de leitura: 2 minutos
Kettlebell começa a se popularizar na paradisíaca e pequena Canavieiras
Kettlebell começa a se popularizar na paradisíaca e pequena Canavieiras

Esporte de nome estranho, o kettlebell começa a ganhar espaço no sul da Bahia. Com maior interesse e número de adeptos do esporte, o kettlebell terá espaço de treinamento na paradisíaca Capital do Caranguejo, Canavieiras. Os professores João Rosário e Joyce Araújo, da Academia Arte Suave, abriram turmas e horários e já projetam ampliar espaço na academia para o início de 2018.

O objetivo, afirmam, é torná-lo o primeiro centro de treinamento em Kettlebell Sport da região. Atualmente são treinadas turmas com três aulas semanais (segundas, quartas e sextas-feiras) às 7 ou às 12 horas. Com a ampliação do espaço, serão abertas mais três turmas para atender demanda.

Atleta multipremiada nas artes marciais, Joyce Araújo também é treinada por João Rosário e já se destaca no Kettlebell Sport com três medalhas de ouro, em sua participação no GP Mundial, em Salvador. Formada em Educação Física, Joyce ministra aulas de judô, jiu-jitsu, funcional e boxe na Academia Arte Suave, e vê no Kettlebell Sport um treinamento complementar também na melhora do desempenho nessas modalidades. Para ela, é uma alternativa prática e completa para os que querem sair do sedentarismo, melhorar o condicionamento físico ou se desafiar no esporte.

QUEIMA DE 300 CALORIAS EM 30 MINUTOS

Segundo João Rosário, treinar com o kettlebell é como ter todos os benefícios de uma academia em uma única ferramenta. “O kettlebell não direciona seus movimentos nem faz esforço por você como nas máquinas tradicionais. É você que o move, trabalhando todos os músculos do corpo numa intensidade forte, tanto do ponto de vista aeróbico, quanto do fortalecimento muscular, num treino dinâmico e divertido”.

Atleta, professor de Educação Física e uma das maiores autoridades em kettlebell no mundo, João Rosário diz que é possível queimar 300 calorias em apenas 30 minutos de kettlebell. Ele enumera outros ganhos com o esporte: aumenta a massa muscular e queima as gorduras localizadas, melhora o condicionamento físico e toda a resistência muscular e cardiovascular com resultados aparentes em apenas 6 semanas de treino, durante 3 vezes na semana.

O professor esclarece, ainda, que o Kettlebell Sport pode ser praticado por todos, de iniciantes a atletas, cada um na intensidade indicada, porque sua evolução é progressiva. “No início optamos pelos pesos mais leves, aumentando gradualmente de acordo com a melhora da técnica, o ganho de força e condicionamento físico do aluno”.

João, porém faz um alerta: é preciso ter um professor especializado nesse esporte para orientar a usar a ferramenta. Ele mesmo possui várias certificações internacionais e é treinador de atletas premiadas na modalidade. Joyce e João oferecem aula experimental na Academia Arte Suave, em “Canes”. O centro de treinamento fica na rua Altamirando de Carvalho Filho, 308, Canavieiras. Mais informações (73) 99827-9091 ou redes sociais @BrutalSC.

Tempo de leitura: 2 minutos
Jipeiros participam de evento em Prado
Jipeiros participam de evento em Prado

Muita emoção e adrenalina marcaram a Trilha Jubarte Off Road de Sustentabilidade, realizada na manhã de sábado (9), em Prado. Ao todo, 23 jipeiros de várias regiões realizaram demonstração das principais técnicas e desafios de quem curte esse esporte que consiste em fazer trilha fora da estrada.

A Trilha Jubarte Off Road de Sustentabilidade foi promovida pelo Instituto RedeMar, em parceria com o grupo Bahia Expedition, e integra a programação do Festival das Baleias. Os jipeiros querem fortalecer a modalidade de turismo no extremo-sul do estado. “A gente está mostrando que essa cidade tem condições de entrar nesse circuito. Não basta a gente fazer os passeios fora da cidade”, explica Alexandre Brandão “Detona”, jipeiro do grupo Bahia Expedition e responsável pela organização da trilha.

“Detona” afirma que as demonstrações são importante, para que a população veja e se encante pelo esporte. “Eles têm aqui os veículos com tração para trabalho e podem usar, também, para a prática de esporte”. A participação no Festival das Baleias, afirma ele, não se resume ao turismo de aventura. “Vamos fazer  o plantio de mudas e estamos arrecadando alimentos para doar para a APAE, esse projeto social tão importante. O jipeiro verdadeiro é esse: que gosta de aventura, mas com responsabilidade ambiental e social”.

O grupo também percorreu as ruas de Prado para chamar a atenção da população sobre a importância da união pela preservação ambiental e seguiu a estrada rumo à Barra do Cahy, Cumuruxatiba, Corumbau até entrar em uma trilha off road, passando por três fazendas da região.

Marcone Rodrigues, montador industrial de Minas Gerais, é um apaixonado pelo off road e veio a Prado com toda a família prestigiar o evento. “Estamos aqui conhecendo mais uma parte da família dos jipeiros. Essa interação de cidades, de pessoas, de famílias, é a principal motivação”, afirma.

Na “cabeça da gata”, conduzindo o comboio, Detona orientou os jipeiros indicando o caminho da trilha e alertando sobre os desafios. No caminho, a turma deu uma rápida parada para apreciar a vista do Mirante, as falésias e conhecer um pouco sobre a história de Prado e suas belezas naturais.

Gleide Silva e Luana Matos, contadoras de profissão e jipeiras por paixão, vieram de Salvador, a 680 quilômetros, e mostraram que as mulheres também podem praticar esse esporte. Elas praticam o off road há um ano e meio e impressionam pela habilidade na condução da “viatura”, como é chamado o veículo que participa de off road. “Não precisa de força. Na verdade, quem precisa aguentar é o carro. Para ser jipeira, precisa gostar de lama, aventura e ter um carro com tração nas 4 rodas”, revela Luana.

Para Luana, o espírito de família é essencial. “Se não for assim, as coisas não acontecem. Não deixamos ninguém pra trás. Entra junto, sai junto. Se alguém vai para a praia sozinho e atola, liga e a gente vai buscar”.

Tempo de leitura: 3 minutos
Atletas do Brasil e de várias partes do mundo participarão de GP em Salvador
Atletas do Brasil e de várias partes do mundo participarão de GP em Salvador

Liliane Pólvora

Os primeiros competidores do World Kettlebell Grand Prix Series, etapa Brasil, já começam a chegar a Salvador. Dentre eles, a argentina Sabrina Aguilera, atleta feminina profissional que levantará na prova Long Cycle, dois kettlebells de 24 kg, em 10 minutos.

O GP terá a participação de atletas de destaque no Brasil e no mundo, como os russos Denis Vasilev e Sergey Rachinskiy, campeões mundiais da modalidade, sendo o último, detentor de sete recordes no Guinness Book. O esporte é um levantamento de peso que exige força e habilidade com o kettlebell, uma bola de ferro com alça que pode pesar de 8 a 32 kg em campeonatos.

João Rosário, organizador da etapa Brasil do GP, informa que a competição é aberta ao público e contará com atletas de todas as idades e níveis nas modalidades iniciante, amador e profissional, masculino e feminino, e categorias infantil, juvenil, adulto e veterano, divididas por categoria de peso corporal e de kettlebel. “São 65 atletas inscritos de cinco estados brasileiros (BA, SC, SP, RJ, PE) e dos Estados Unidos, Rússia, Polônia, Argentina e Chile, tendo o atleta mais novo 10 e a veterana 60 anos”, cita.

Rosário ressalta que nesta quinta-feira (7), véspera da competição, será realizada a pesagem dos atletas no São Salvador Hotéis, a partir das 13 horas, e às 14h30min coletiva de imprensa e um bate papo (aberto ao público) com os russos campeões mundiais, que compartilharão a história e experiência deles no Kettlebell Sport, bem como suas expectativas para o crescimento dessa modalidade no Brasil.

BAHIA NA COMPETIÇÃO

A Bahia foi responsável por 57% dos inscrito nesta etapa Brasil do GP mundial de Kettlebell da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport, com duas equipes de Salvador, que reúnem os atletas mais experientes nesse esporte no estado, e uma de  Canavieiras.

O esporte vem se tornando popular na Bahia desde 2015, quando as primeiras competições foram realizadas. “Salvador possui atualmente uma das maiores equipes de Kettlebell Sport do país, a L3 Fun Training, que juntos com atletas de outras equipes da capital e da cidade de Canavieiras, sul da Bahia, podem garantir para o estado o maior número de medalhas na competição”, explica João Rosário, organizador do GP e pioneiro no treinamento e realização de competições de Kettlebell no Brasil.

Outra equipe de Salvador é liderada pela treinadora Priscila Beck, do Studio Priscila Beck Kettlebell Club, primeira atleta do estado a disputar campeonatos de Kettlebell Sport. No GP desse ano, ela disputará a prova snatch com o kettlebell de maior peso entre as mulheres, 20 kg, além de levar na sua equipe a atleta com maior idade da competição, Maria Rita, 60 anos, que disputará a prova Long Cycle em 10 min.

A Etapa Brasil do GP mundial 2017 também será válida como primeiro Campeonato Brasileiro da Associação Mundial de Clubes de Kettlebell Sport (WAKSC), e, com isso, os atletas terão seu recorde válido nacional e internacionalmente. Vinte e cinco países sediam 39 etapas do GP mundial da WAKSC 2017, incluindo o Brasil, que recebeu pela primeira vez o GP em 2016, em Curitiba.

O WKGPSBRASIL2017 é uma realização da empresa Brutal Strength and Conditioning com o patrocínio do São Salvador Hotéis, Priscila Beck Kettlebell Club, Kettlebell Kings, Guache Comunicação, Burpees Comfort Fitness e apoio da Buffalo Wax, MBM5 Comunicação Visual, Tia Sônia e Xpro Training. Mais informações no site www.wkgpsbrasil.com.br

O ESPORTE

O kettlebell sport consiste em quatro provas – jerk, snatch, long cycle e o biathlon (junção do jerk e snatch) disputadas em 5 ou 10 minutos. O vencedor é o atleta que conseguir executar mais repetições no tempo da prova.

João Rosário informa que mais da metade dos competidores disputarão a prova snatch, preferida dos baianos, onde o kettlebell é levado em um movimento só da altura do joelho para acima da cabeça com o braço travado no alto.

“O jerk é um movimento que consiste em levar o kettlebell da posição na altura do peito até acima da cabeça, já o long cycle é realizado em duas fases: o kettlebell é levado da altura do joelho até o peito e do peito acima da cabeça”, explica.

Rosário explica que no  jerk e long cycle os homens competem com dois kettlebells e as mulheres com um ou dois, enquanto que no snatch o movimento é executado com apenas 1 kettlebell para ambos.

Nos últimos dois anos o esporte que alia força, técnica e resistência cresceu no Brasil e desde 2014, quando os primeiros campeonatos foram organizados, o nível técnico e a performance dos atletas aumentaram.

Tempo de leitura: < 1 minuto

futebolJuazeirense pôs um pé na final, ontem (19), ao bater o Globo-RN, por 3 a 1, no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, no primeiro jogo da fase semifinal da Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol. Robert, Júnior Tardelli e Alessandro fizeram os gols do time baiano. Cássio fez o tento do time potiguar.

A Juazeirense poderá até perder por um gol de diferença, na partida de volta, e garantirá vaga nas finais da competição. Se o potiguar vencer por 2 gols de diferença, a decisão será por meio de cobrança de pênaltis. O time baiano, assim como o Globo, já garantiu vaga na Série C do Brasileiro de 2018.