Seleção faz mais um treino na Itália antes do embarque para o Catar || Foto Lucas Figueiredo/CBF
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Seleção Brasileira faz, nesta quinta-feira (17), no Centro de Treinamento da Juventus, na cidade de Turim, na Itália, o seu penúltimo treino antes de viajar para o Catar, onde disputa a Copa do Mundo de Futebol 2022. A estreia brasileira será no dia 24, uma quinta-feira, contra a Sérvia. As duas seleções estão no grupo G, junto com Suíça e Camarões.

Nesta quarta-feira (16), o técnico Tite comandou um treinamento que, pela primeira vez, contou com todos os 26 convocados.  O lateral direito Danilo e o zagueiro baiano Bremer,  da Juventus,  preservados das primeiras atividades por terem jogado domingo pelo Campeonato Italiano, participaram hoje da atividade normalmente.

Nascido em Itapitanga, no sul da Bahia, Bremer disputará a sua primeira Copa do Mundo. Destaque atuando no futebol italiano, o zagueiro foi convocado pelo técnico Tite, aos 45 minutos do segundo tempo. Foi apenas a segunda convocação. Em setembro passado, o jogador baiano foi chamado pela primeira vez para os amistosos contra Gana e Tunísia e agradou e aproveitou bem a chance.

Flamengo embolsa total de R$ 201 milhões ao conquistar Libertadores e Copa do Brasil || Foto Gilvan de Souza/Flamengo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Com a conquista do título da Libertadores da América, o Flamengo receberá premiação total de R$ 125 milhões. Na tarde/noite deste sábado (29), o Rubro-Negro tornou-se tricampeão da competição continental.

Do valor, R$ 85 milhões é relativo à conquista e os R$ 40 milhões restantes por ter entrado já na fase de grupos e avançado até a final.

Batido por 1 a 0 pelo Flamengo, o Athletico leva o prêmio de US$ 13,55 milhões – cerca de R$ 72 milhões na cotação atual – pelo vice-campeonato.

COPA DO BRASIL

Juntando a premiação pela conquista da Copa do Brasil em cima do Corinthians, o Flamengo enche o cofre com cerca de R$ 201 milhões.

O site GE revelou que os resultados do Rubro-Negro carioca são superiores às metas traçadas para 2022. No planejamento orçamentário, o Flamengo projetou as semifinais da Libertadores e Copa do Brasil. A terceira – e última – é o vice-campeonato do Brasileirão, o que está praticamente descartado.

Centro vai estimular iniciação de crianças e jovens no esporte, segundo Governo da Bahia
Tempo de leitura: 2 minutos

Foi inaugurado nesta segunda-feira (26) o Centro de Treinamento de Canoagem de Ubatã, no médio Rio de Contas. Construído pelo Governo da Bahia, o equipamento custou R$ 1,4 milhão.

O centro tem ponto de apoio, garagem dos barcos, sala de musculação, refeitório, copa, despensa, área de serviço, sala de administração, sala de professores e sala de aula para estimular a canoagem olímpica e desenvolver atividades de iniciação esportiva, como o projeto Remando no Litoral Sul, que atende 150 crianças e jovens do município.

Também em Ubatã, o Governo do Estado entregou a requalificação do campo de futebol society da Rua da Comissão, que ganhou novo sistema de iluminação, gramado sintético, alambrado com mureta e banco de reservas. Tocado pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), o serviço custou a R$ 300 mil.

A agenda de entregas na região terminou às 16h, em Ubaitaba, com a reinauguração do Centro de Canoagem, que estava fechado desde a enchente de dezembro de 2021 e passou por reforma geral.

Estado também reinaugurou Centro de Canoagem de Ubaitaba

O secretário estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, participou das solenidades. “Entregamos hoje, em Ubatã, o terceiro equipamento deste tipo, o primeiro foi em Itacaré, e depois em Ubaitaba, que agora reinauguramos. Sem dúvida nenhuma, os centros de treinamento de canoagem construídos em nosso estado são o que há de mais moderno e completo do país”, disse o gestor.

Vila Olímpica de Itabuna ganha novos espaços para prática de esportes || Foto Pedro Augusto
Tempo de leitura: 2 minutos
Alcântara destaca investimentos estaduais no esporte itabunense

As obras de reforma da Vila Olímpica Professor Everaldo Cardoso, em Itabuna, entraram na reta final. A obra é tocada numa parceria do governo baiano com a Prefeitura. Além de requalificado, a Vila ampliou as opções de modalidade que podem ser praticadas no local, a exemplo de campo de futebol society com grama sintética e pista de atletismo. As quadras foram revestidas com piso emborrachado modular.

– A Sudesb mais uma vez nos presenteia com uma quadra que tem tamanho padrão para as modalidades esportivas de basquete, vôlei, futsal e handebol – afirma o secretário municipal de Esportes e Lazer, Alcântara Pellegrini.

Também haverá estacionamento com vagas para cadeirantes e idosos, o que promove a inclusão no esporte. “A acessibilidade é o marco nessa obra. O cadeirante terá uma entrada especial que dará acesso a todas as áreas da Vila”, reforça Pelegrini. A piscina semiolímpica está recebendo os últimos ajustes com reforma do deck, área que circunda a borda.

Piscina da Vila será entregue totalmente reformada || Foto Pedro Augusto

NOVAS ARENAS E CAMPOS DE FUTEBOL

O secretário municipal de Esporte e Lazer, José Alcântara Pelegrini, faz questão de citar que Itabuna tem recebido equipamentos esportivos, por meio de parceria com o Governo da Bahia.

– O Colégio Estadual, por exemplo, será reinaugurado com duas quadras cobertas. O Centro Social Urbano (CSU), cujas obras estão na fase final, terá uma piscina semiolímpica. Temos também as Areninhas de Futebol do bairro Conceição e da Avenida Fernando Cordier, sendo que esta última já foi entregue – acrescenta.

Vila Olímpica ganha pista de atletismo e campo de futebol society || Foto Pedro Augusto

Segundo Alcântara também foram autorizadas reformas dos campos do Lomanto Júnior e da Nova Califórnia. “Estamos muito felizes com essas obras e vamos trabalhar para que sejam entregues o mais rápido possível”, afirmou.

Tempo de leitura: 2 minutos

O Governo do Estado anunciou a construção de um centro de treinamento (CT) de surf na Praia da Tiririca, em Itacaré, sul da Bahia. Será o primeiro equipamento desse tipo nas regiões Norte e Nordeste. Pico famoso no Brasil e exterior, o município já foi palco de sete edições da Liga Mundial de Surf (WSL na sigla em inglês).

O CT contará com sala de simulação de surf e de fisioterapia, auditório, academia, local para guardar pranchas, além de um centro técnico para competições nacionais e internacionais. A segunda etapa prevê, ainda, a construção de dormitório para receber as delegações de atletas de outras cidades.

Para a execução do projeto, o Governo da Bahia, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho e Esporte (Setre), firmou convênio com Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território Litoral Sul- CDS-LS.

Segundo o diretor-geral da Sudesb, Vicente Neto, o centro, orçado em R$ 583 mil, será mais um importante equipamento esportivo tocado Governo do Estado nos últimos dois anos. “Neste período, obras para a melhoria da infraestrutura esportiva dos baianos estão sendo construídas e autorizadas num investimento estimado em R$ 213, 7 milhões. Ao todo, são 206 obras previstas, atendendo a 164 municípios baianos”.

CENTRO RECEBERÁ ATLETAS DE TODO O PAÍS

Para Marcelo Barros, presidente da Federação Baiana de Surf (FBSurf), o centro vai garantir apoio fundamental para o desenvolvimento dos dos atletas baianos. Além disso, segundo ele, a ideia é atender atletas vindos de todo o país, o que vai tornar o Centro de Surf referência para outros estados.

“O CT de Surf vai servir tanto para o município como também para atletas de todo o Brasil que queiram fazer estágios e passar temporadas em um dos melhores picos de surf brasileiro. Em Itacaré, as praias proporcionam as melhores condições de surf da Bahia e do Nordeste”, assegura.

Programação do Verão Costa a Costa em Prado contou com futevôlei e beach soccer
Tempo de leitura: < 1 minuto

A edição do projeto Verão Costa a Costa em Prado, no extremo-sul baiano, chegou ao fim neste domingo (13) com atividades esportiva e de lazer. Durante o dia, foram promovidos campeonatos esportivos como as disputas de beach soccer.

O presidente da Federação Baiana de Beach Soccer, Francisco Ferreira, comemorou a inclusão da modalidade no evento. “A Federação Baiana de Beach Soccer esteve empenhada muito, o tempo inteiro, para fazer com que este evento tenha sido marcante e significativo para o município de Prado”.

Quem também festejou os resultados no Verão Costa a Costa foi o representante da Federação Baiana de Futevôlei, Marcelus Almeida, que atuou como árbitro dos jogos de futevôlei em Prado. “A intenção principal é mostrar o valor do futevôlei como um esporte reconhecido e trazer ênfase para o respeito como base para o esporte”, explicou.

Crianças, jovens e adultos participaram do evento e demonstraram muito entusiasmo com a iniciativa. O jovem mineiro Arthur Lopes, 17 anos, participou da modalidade stand up paddle. “O evento é bem estruturado, todo mundo seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19 e podendo usufruir gratuitamente de tudo que era ofertado, conheci coisas novas e adorei o stand up”, celebrou.

AGORA, EM ILHÉUS

A próxima edição do projeto será em Ilhéus, nos dias 26 e 27. O Verão Costa a Costa é promovido pela Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) e pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb). Em Prado, o projeto contou com o apoio da Prefeitura.

Rui durante demonstração na manhã desta segunda-feira || Reprodução Instagram
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa postou em suas redes sociais um vídeo no qual aparece numa demonstração de boxe para falar de kits arena de lutas entregues a 200 escolas pelo Programa Mais Esporte Bahia.

Na sequência, ele pergunta aos internautas, lembrando do humorista Whindersson Nunes, que desafiou o baiano Acelino de Freitas, o Popó.

– Será que eu também sirvo pra desafiar Popó e outros grandes nomes do boxe?

Desbloqueado na vida, o humorista baiano Leozito Rocha, aos risos, largou nos comentários:

– Desse jeito aí, nem vá na pipoca.

“Pipoca” é o folião que curte o carnaval fora das cordas dos blocos, alguns deles disputando espaço com foliões-brigões.

Confira o vídeo abaixo.

Advogado Geraldo Borges apresenta projeto de revitalização do esporte itabunense
Tempo de leitura: 4 minutos

 

A simplicidade do projeto é uma demonstração de sua viabilidade e execução, e que pode ser iniciado com a alocação de poucos recursos, parceria e muita criatividade. Geraldo Borges colocou a bola na marca do pênalti, cabe, agora, ao Executivo chutá-la em gol.

 

Walmir Rosário | wallaw2008@outlook.com

Itabuna sempre foi considerada uma grande praça esportiva, tanto pela quantidade e qualidade de seus jogadores, quanto pelos torcedores, apaixonados pelo futebol, voleibol e outras modalidades esportivas. Há décadas, equipes amadoras fascinavam os torcedores no acanhado campo da Desportiva nas tardes de domingo, sem falar na seleção amadora de Itabuna, hexacampeã baiana.

Se praticávamos um futebol de excelência, nos orgulhávamos em receber as grandes equipes brasileiras do passado, que exibiam craques como Mané Garricha, Evaristo de Macedo, Bellini, Zico, Roberto Dinamite, dentre outros astros da constelação do América, Flamengo, Vasco, Fluminense, Botafogo, dentre tantos outros. Mas isso faz parte de um passado constantemente relembrado com carinho pelos itabunenses.

Inconformado com a situação de penúria que chegou o esporte – em suas várias modalidades – o radialista, advogado e mestre em Administração Pública, Geraldo Borges Santos, resolve dar o pontapé inicial na partida de soerguimento do esporte na cidade. E não é a sua primeira iniciativa, pois desde o final dos anos 1960, junto com Ramiro Aquino e Yêdo Nogueira, liderou uma campanha para a construção do Estádio Luiz Viana Filho.

Agora, se empenha em colaborar o escrever um projeto, no sentido de provocar ações da administração pública municipal, para a criação de uma política que possibilite recrutar, selecionar e envolver jovens em todos os bairros de Itabuna para a prática de esportes em suas diversas modalidades. Para tanto, considera fundamental a recuperação da Vila Olímpica de Itabuna, integrando o Ginásio de Esportes ao Estádio Luiz Viana Filho.

O projeto, elaborado em abril de 2021, foi entregue ao vereador Ronaldão, para que seja alvo de debate entre a sociedade, o Legislativo e o Executivo. Acredita Geraldo Borges que, se por um lado a expansão imobiliária acabou com os campos de peladas na periferia da cidade, em muitos bairros foram construídas quadras de esportes, hoje subutilizadas ou destruídas por falta de uma política pública de conservação, o que prejudica o esporte.

Geraldo Borges cita os feitos esportivos de Itabuna, que se destacou no futebol, voleibol, futebol de salão, natação, atletismo e basquetebol, neste, sagrando-se terceiro colocado nos Jogos Abertos de Santo André (SP). No Futebol, foi campeã do Torneio Antônio Balbino, em 1957, por ocasião da inauguração dos refletores do estádio da Fonte Nova, com a presença do presidente Juscelino Kubitschek, o início ao hexacampeonato.

Ainda no futebol, o Itabuna Esporte Clube foi vice-campeão baiano de profissionais, em 1970. Na mesma balada, os juniores do Itabuna se consagraram campeões baianos em 1971, época em que revelou grandes jogadores, entre eles Perivaldo, convocado posteriormente para a Seleção Brasileira. Tempos depois, por falta de incentivo, o Itabuna caiu para a segunda divisão e permanece inativo como clube de futebol.

Geraldo Borges, o autor do projeto

Para o autor, todos os feitos e conquistas de antes deveu-se ao trabalho empírico de alguns colégios e campinhos de bairros, e hoje a cidade conta com a Universidade Estadual de Santa Cruz, a Unime e a FTC, faculdades de Itabuna e entorno, que dispõem de cursos de educação física. Daí sairão os recursos humanos especializados no preparo de jovens, recorrendo a professores e alunos, estes últimos na condição de estagiários, remunerados ou não, por meio de convênios autorizados pelo Legislativo.

Além da Vila Olímpica, integrada por um grande Estádio de futebol com pista de atletismo (inacabada, é verdade) e estrutura do ginásio de esportes e piscina, a Prefeitura poderá firmar parcerias e convênios com clubes sociais e entidades privadas. Enquanto isso, o município buscará mais recursos junto aos governos federal, estadual e a iniciativa privada para custeio e investimentos.

Conforme especifica o projeto de Geraldo Borges, os recursos para implantar o projeto podem ser alocados no orçamento da Secretaria Municipal de Esportes, que já conta rubricas específicas e técnicos capacitados para empreender as atividades. Para ele, um projeto dessa grandeza encontrará grandes parceiros entre empresas ligadas aos esportes, a exemplo das indústrias de confecção de material esportivo.

Clique e confira aqui o projeto

Conclui-se, portanto, que a cidade tem uma estrutura básica de equipamentos públicos voltados para o esporte, grande contingente de jovens ávidos para envolvimento em atividades esportivas e de atletismo. Tudo isso aliado a uma população que gosta de esportes, com histórica tradição de sucesso, restando ao Executivo e Legislativo estabelecerem uma política pública que possa beneficiar toda a comunidade.

A simplicidade do projeto é uma demonstração de sua viabilidade e execução, e que pode ser iniciado com a alocação de poucos recursos, parceria e muita criatividade. Geraldo Borges colocou a bola na marca do pênalti, cabe, agora, ao Executivo chutá-la em gol.

Walmir Rosário é radialista, jornalista e advogado.

Competição será disputada em Itacaré, no próximo domingo
Tempo de leitura: < 1 minuto

Mais de 200 atletas baianos estão inscritos na 1ª Copa Open de Jiu-Jitsu de Itacaré, que será disputada no próximo domingo (12). O evento é promovido pela Academia Jadson Machado de Jiu-Jitsu, com o apoio da Prefeitura de Itacaré e da Federação Baiana de Jiu-Jitsu e MMA.

A competição começa às 9 horas da manhã, na quadra da Pituba, que será palco de um dos maiores eventos de jiu-jitsu da Bahia. O evento também tem caráter beneficente, com a arrecadação de alimentos para famílias carentes. Já estão inscritos atletas das academias e cidades de Uruçuca, Itacaré, Una, Jequié, Ilhéus, Itabuna, Ubatã, Canavieiras, Itajuípe e diversos outros municípios da Bahia, segundo a organização.

A competição terá disputas nas categorias Absoluto Masculino e Feminino, faixas branca Masculino Adulto até 75kg e acima de 75 kg, Azul e Roxa até 75 kg e acima 75 kg, Faixa Branca Feminino até 75 kg e acima de 75 kg 100 prêmio, além de todas as categorias do infantil.

De acordo com o professor Jadson Machado, o objetivo é divulgar cada vez mais o esporte, além de reunir da cidade desportistas de vários municípios da Bahia, possibilitando o intercâmbio e a troca de informações entre os atletas. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, ressaltou que iniciativas como essa contribuem com o estímulo ao esporte, atraindo cada vez mais crianças e jovens e ainda possibilita formar grandes campeões e novos talentos do jiu-jitsu.

Prefeitura de Ubaitaba destrói estádio de futebol
Tempo de leitura: 2 minutos

A Justiça determinou que a Prefeitura de Ubaitaba encontre um local adequado para o funcionamento de escolinhas de futebol que atende a cerca de 260 crianças e adolescentes carentes na cidade. A decisão, da Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Bahia, atende a pedidos apresentados pelo Ministério Público da Bahia e deve ser cumprida nos próximos 30 dias.

A justiça determina que o espaço viabilizado pela prefeitura tenha campo de futebol, vestiários, banheiros, sala para reuniões e seja de fácil acesso, de forma que as escolinhas possam ser instaladas, inclusive de futebol feminino, e que as crianças possam dar continuidade à prática das atividades desenvolvidas no Estádio Municipal Everaldo Silva Melo, que está em processo de demolição.

A decisão da Segunda Câmara reforma sentença proferida pelo juiz de primeira instância, que havia deferido parcialmente os pedidos apresentados em ação civil pública ajuizada pelo MP-BA para assegurar o funcionamento do único estádio de futebol da cidade.

A decisão de primeiro grau já havia determinado à prefeitura que informasse sobre existência de ato legislativo que autorizasse a demolição, apresentasse plano de apoio às escolinhas que funcionavam no estádio e disponibilizasse informações sobre o imóvel. O MP-BA, preocupado com a demolição, interpôs o recurso que agora deverá garantir a disponibilização de local para funcionamento das escolinhas.

FORMA EVASIVA

Segundo o promotor de Justiça Allan Santos Góis, a Prefeitura de Ubaitaba chegou a ser oficiado pela Promotoria de Justiça para prestar informações sobre o processo de demolição, mas respondeu de forma evasiva, no sentido de que ainda iria ocorrer a licitação para construção de um novo estádio, com verba e de responsabilidade da administração estadual, mas sem relato de alternativa de apoio para a continuidade das atividades esportivas voluntárias enquanto não finalizada a obra do novo estádio.

O promotor destaca também que o Município não apresentou documentos, sequer a planta, que comprovassem a existência de supostos problemas estruturais do equipamento que inviabilizariam a recuperação do estádio. “Admite, entretanto, que o estádio se localiza em área privilegiada”, afirma Allan Góis.

O representante do MP-BA observa a prefeitura pretende utilizar o espaço para expandir a zona de comércio da cidade, ou seja, os munícipes perderão este equipamento tão importante para a prática de esportes na comunidade. Ele denuncia que o Município quer demolir o estádio para vender lotes do terreno a particulares, com o objetivo de ampliar a zona comercial da cidade.

Allan Góis complementa que, apesar de solicitadas pelo MP-BA via ofício, o Município não apresentou informações sobre soluções alternativas para a continuidade das atividades esportivas comunitárias e não deu previsão de quando ocorreria a construção de novo estádio.

Para o secretário e vice-prefeito, Cross Day foi um sucesso || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

O vice-prefeito e secretário de Esportes e Lazer, Enderson Guinho, avaliou positivamente o primeiro evento ao ar livre organizado pela pasta para os adeptos e simpatizantes do cross training. O 1º Cross Day Itabuna ocorreu na Praça Rio Cachoeira, no Góes Calmon (Beira-Rio), no último domingo, e envolveu praticas, centros de treinamento e empresas de suplementos, roupas e acessórios esportivos.

– O Cross Day foi um sucesso, reunindo já praticantes do crossfit e não praticantes que, seguindo as orientações dos profissionais de Educação Física, participaram desse treinão. Alcançamos o objetivo de motivar a prática do esporte ao ar livre, bem como incentivar a vida mais saudável. É uma proposta da gestão do prefeito Augusto Castro elevar o nível e a prática desportiva”, afirmou o secretário e vice-prefeito Enderson Guinho.

Primeiro Cross Day reuniu atletas de idades variadas na Beira-Rio

O vice-prefeito e secretário de Esporte e Lazer, Enderson Guinho, agradeceu a participação dos centros de treinamento que contribuíram para que o aulão fosse realizado. O evento envolveu os CTs Espartanos Cross, Crossfit Itabuna, SuperAção, Team Masters Itabuna, Route Centro de Treinamento e Dilson Andrade Centro de Treinamento.

O 1º Cross Day também contou com estandes de empresas esportivas – Performance Suplementos Itabuna, MS Suplementos Delivery, Drika Fitness, Baron Loja, ZB Esporte, Bravo’s Suplementos e Hortifruti CG, que apresentaram seguimentos variados entre suplementos, roupas e acessórios.

O QUE É O CROSS TRAINING

O cross training é uma modalidade da Educação Física em que se trabalham exercícios aeróbicos e anaeróbicos praticados em pequenos circuitos, que envolvem também exercícios de força com estímulo a todas as regiões do corpo. É voltada para qualquer pessoa que deseja praticar alguma atividade física. Além de aprimorar a saúde e o bem-estar, ajuda a diminuir o percentual de gordura e contribui no ganho de massa muscular. É indispensável ter sempre o acompanhamento de um profissional.

Governador Rui Costa estará em Camacan, no sul da Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa retorna ao sul da Bahia, nesta quinta-feira (16), para compromissos públicos em Camacan. A agenda será aberta com a inauguração de quadra poliesportiva na Avenida Pioneiros, obra executada pela Superintendência dos Desportos da Bahia (Sudesb), às 9h.

Ainda em Camacan, será lançado o edital de licitação para reforma do ginásio de esportes do município. Conforme a assessoria do governador, Rui Costa também assinará ordem de serviço para modernização e ampliação do Colégio Polivalente.

Ciclismo cresceu na pandemia e exige mais segurança no trânsito || Foto Fábio Rodrigues-Pozzebom
Tempo de leitura: 7 minutos

Transformar a dor em uma ação positiva, ainda que em meio a processos muito difíceis, foi a experiência vivida pelo economista Persio Davison, de 73 anos. Da trágica morte de seu filho, Pedro Davison, atropelado por um motorista alcoolizado na chamada faixa presidencial do Eixão Sul, em Brasília, ele viu surgir, em todo o país, um movimento de conscientização e de mudanças de atitudes que, desde então, ajudam a melhorar as estatísticas de ciclistas mortos no trânsito.

Todos os esforços de conscientização culminaram na criação do Dia Nacional do Ciclista, em 19 de agosto.

“O Dia Nacional do Ciclista, para nós, é o dia da morte de nosso filho. Por outro lado, é, para a sociedade, um dia de conscientização e de busca por novos caminhos para a mobilidade. Um dia para lembrar que todos temos de ser protetores de todos, e que a realidade só será menos trágica se nos respeitarmos. Um dia para lembrar que temos o mesmo direito de respeito pela escolha sobre como queremos nos locomover”, disse Persio à Agência Brasil.

Foi no dia 19 de agosto de 2006 que, após participar de um churrasco em comemoração ao aniversário da filha Lulu, de 8 anos, que Pedro, aos 25 anos e com um curso de biologia recém-concluído, optou por fazer algo que estava muito acostumado: “dar um pedal”.

FORMA DE DIÁLOGO

O ciclismo, para ele, era mais que um modal de transporte. Era uma forma de manifestar todo o amor que sentia pela natureza e pela vida. Prova disso foi a viagem que fez a Trancoso, na Bahia. Foram 11 dias pedalando e fazendo novas amizades.

“Pedalar, para ele, era uma forma de diálogo com as populações locais. Ele pernoitava em quintais e na casa das pessoas que ia conhecendo. Meu filho fazia disso um modo de vida”, lembra Persio.

Em outra viagem, acompanhado de dois colegas, passou 45 dias pedalando pelo Tocantins e, no retorno a Brasília, margeou o Planalto Central na direção do Pantanal. “A vocação dele, como biólogo e ambientalista, estava presente também no ciclismo”, afirma Persio.

Após o impacto com um veículo a mais de 110 quilômetros por hora (km/h), o jovem Pedro foi arremessado a uma distância de 84 metros e morreu. O motorista Leonardo Luiz da Costa foi encontrado cerca de meia hora depois, tentando escapar de uma blitz no Setor de Indústria e Abastecimento. Ele estava alcoolizado. Sua placa já havia sido informada por um motociclista que testemunhou o crime. A história do biólogo é contada em um curta-metragem chamado Lulu Vai de Bike. Entre as atividades programadas pela organização não governamental (ONG) Rodas da Vida para o Dia Nacional do Ciclista em Brasília está a exibição do curta, às 19h, Espaço Infinu, na 506 Sul. Para acessar a programação, clique aqui.

Casal Persio e Beth Davison lidera ações por trânsito seguro para ciclistas || Foto Marcello Júnior/AB

“NÃO É ACIDENTE. É CRIME”

“O Dia do Ciclista é ato político. Teve sua origem, mas não é a ela que se volta e sim à defesa do direito de o ciclista ter sua mobilidade segura e respeitada. O foco está na construção e não nas tragédias de tantas perdas. A mensagem é de mobilização e futuro”, resume o pai da vítima, ao se referir à tragédia que, hoje, simboliza uma quebra de paradigmas.

O que antes era visto como “acidente”, desde então passou a ser percebido, tanto pela sociedade quanto pela Justiça, como “crime”.

“Não há acidentes, há crimes no trânsito. Não são circunstâncias acidentais: são decisões conscientes tomadas por um adulto que decide dirigir acima da velocidade permitida, sob efeito do álcool ou transgredindo qualquer outra norma das boas práticas ao volante”, argumenta a coordenadora administrativa da ONG Rodas da Paz, Joyce Ibiapina.

Toda a mobilização decorrente desse crime praticado contra Pedro Davison favoreceu um ambiente que, dois anos depois, em 2008, resultou em uma legislação que salvou muitas vidas no trânsito: a Lei Seca.

Persio lembra que, com a ajuda de organizações como a Rodas da Paz, um movimento tomou conta do país que, por meio do Congresso Nacional, criou leis visando uma “mobilidade respeitosa à vida, com um olhar para os ciclistas e pedestres”. Entre as causas defendidas pelo movimento está “o dever de reconhecimento, pelas leis e pela Justiça, da tipificação de crime no trânsito e a condenação e punição desses crimes pelo Judiciário”.

Na época, lembra Persio, havia o entendimento de que o tombamento impedia a construção de ciclovias em Brasília. “Hoje, o DF lidera a oferta de infraestrutura cicloviária, e a fiscalização mais efetiva tem coibido motoristas transgressores, a direção e o consumo de bebida”.

Em meio à luta pelos direitos dos ciclistas – e ao fato de seu filho ter se tornado um símbolo da causa – Persio e sua esposa, Beth Davison, tornaram-se conselheiros e, no caso dele, vice-presidente da ONG.

“Brasília tem seu simbolismo e cumpre esse papel de incentivo, motivando um movimento nacional para a transformação de nossas cidades e de nossa conduta, de forma a propiciar maior respeito aos ciclistas e aos pedestres, em relação a seus direitos e a uma mobilidade segura”, diz.

ECONOMIA, CLIMA E SAÚDE

A ONG desenvolve diversas ações nas quais apresenta a bicicleta como o “mais promissor dos veículos” para enfrentar a crise econômica, climática e de saúde que o país atravessa, agravada pela pandemia.

“O transporte por bicicleta é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e pela ONU Habitat como alternativa ao transporte coletivo e ao transporte individual motorizado, para que as pessoas façam seus deslocamentos com risco reduzido de contágio pela covid-19 e possam praticar exercícios físicos regularmente, o que aumentou o número de bicicletas no mundo todo”, relata Joyce Ibiapina, do Rodas da Paz.

UNIÃO DE CICLISTAS DO BRASIL

Outra entidade que atua na defesa dos direitos dos ciclistas é a União de Ciclistas do Brasil (UCB), que tem Felipe Alves como um de seus diretores. A entidade também aproveita a data de hoje para chamar a atenção ao “permanente descaso com ciclistas no trânsito”.

Ciclistas pedalam nas Paineiras, próximo ao Cristo Redentor, no Rio || Foto Fernando Frazão/AB

“Descaso por parte de motoristas, motociclistas e, principalmente, do Poder Público, tanto federal quanto estaduais ou municipais, que pouco se esforçam para tornar o trânsito mais seguro no Brasil, seja não atendendo às necessidades dos usuários mais vulneráveis (como pedestres e ciclistas), seja afrouxando as leis de trânsito e as punições previstas para condutores que não cumprem a lei”, declarou à Agência Brasil.

Leia Mais

Caminho do vento ilheense: meia do Bem-te-vi marcou dois golaços cobrando escanteio no mesmo lado do campo do Mário Pessoa
Tempo de leitura: < 1 minuto

O meio-campista João Neto já fez dois gols olímpicos pelo Grapiúna na Série B do Baianão 2021, ambos no mesmo lado do campo do Estádio Mário Pessoa, em Ilhéus. Marcou o primeiro no dia 27 de junho, na vitória do time itabunense contra o Barcelona por 2 a 1. Confira no vídeo da TVE Bahia.

João Neto fez o segundo ontem (7), na goleada do Grapiúna sobre o Camaçari. Apesar da vitória elástica por 5 a 2, o time metropolitano ficou duas vezes à frente no placar. Foi o gol olímpico do camisa 8 que virou o jogo para o Bem-te-vi, aos 17 minutos da segunda etapa. Veja o golaço no registro da TV Grapiúna.

Com 3 vitórias em 3 jogos, o Grapiúna tem 9 pontos e é o líder isolado da competição.

Tonho de Anízio apresenta ofício com solicitações para o esporte de Itacaré
Tempo de leitura: 2 minutos

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, solicitou do diretor-presidente da Superintendência do Desporto na Bahia (Sudeb), José Vicente Neto, apoio do Estado para os projetos desenvolvidos no municípios, além da inclusão em programas e ações da área de esporte executados pelo Governo da Bahia.

A reunião em Salvador teve a participação do secretário municipal de Esportes, Mulher e Juventude, Marcelo Barros, além do presidente da Liga Desportiva de Itacaré, Jaques Miller, que solicitou à Sudesb kits com materiais esportivos para o desenvolvimento do esporte nas mais diversas modalidades.

Uma das solicitações do prefeito Antônio de Anízio foi para incluir Itacaré no Programa Caravana do Lazer. Idealizado e desenvolvido pela Sudesb, o Programa Caravana do Lazer é uma ação de formação de agentes comunitários para o desenvolvimento de práticas de lazer. A sua execução é desenvolvida por equipe técnica da Sudesb, formada por profissionais de Educação Física e com experiência na área de lazer comunitário e eventos, que desenvolve ações em municípios baianos, buscando a educação, integração social e a convivência pacífica das populações.

O prefeito Antônio de Anízio e o secretário Marcelo Barros também solicitaram ao diretor-presidente da Sudesb o apoio para a realização da Copa Rural e o Campeonato Municipal de Futebol, eventos que todos os anos reúnem atletas de todo o município. Outra solicitação foi que seja disponibilizado pela Sudesb curso de aperfeiçoamento em arbitragem e também um curso de capacitação para os professores de escolinhas de futebol, para que possam garantir o desenvolvimento de projetos ainda melhores com as crianças e jovens.Leia Mais