O prefeito morreu há pouco em São Paulo
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, confirmou, há pouco, o falecimento do prefeito Herzem Gusmão, de 72 anos. O óbito ocorreu nesta quinta-feira (18), por volta das 21h, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, ele onde estava internado por causa do novo coronavírus.

Herzem Gusmão estava internado há quase três meses para tratamento da Covid-19. O quadro de saúde dele agravou-se nos últimos e na sexta-feira (12) da semana passada foi intubado. Ele foi detectado com a doença em dezembro passado.

Graduado em direito com especialização em jornalismo e nascido em Vitória da Conquista, Herzem Gusmão disputou e venceu no ano passado a reeleição para prefeito de Vitória da Conquista, terceiro maior município da Bahia. As informações sobre o velório ainda serão divulgadas pela Secretaria Municipal de Comunicação.

Tempo de leitura: 2 minutos

Nova pesquisa eleitoral em Vitória da Conquista aponta para possibilidade de vitória do deputado estadual Zé Raimundo (PT) ainda no primeiro turno, segundo o Instituto Potencial. Encomendado pelo jornal A Tarde, o levantamento mostra Zé Raimundo com 46% das intenções de voto ante 35% do prefeito e candidato à reeleição, Herzem Gusmão (MDB). O deputado saiu de 34% para 46% em relação à pesquisa de setembro, enquanto o prefeito saltou de 29% para 35%.

David Salomão (PRTB) passou de 9% para atuais 3%. Romilson Filho (PP) e Cabo Herling (PSL) registraram 1% cada, enquanto Maris Stella (Rede) e Professor Ferdinand (PSOL) não somaram, juntos, 1%.

A margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais e o nível de confiança chega a 95%. Foram realizadas 600 entrevistas presenciais no município, das quais 526 na sede e 74 nos distritos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o nº BA 06887/2020.

Na atual rodada, Zé Raimundo tem 48,9% dos votos válidos, o que, combinado com outros dados da pesquisa, lhe dá possibilidade de vitória ainda no primeiro turno, na avaliação do estatístico Zeca Martins, diretor da Potencial Pesquisa. Para ser eleito em primeiro turno, um candidato precisa conseguir mais da metade dos votos válidos (excluídos brancos e nulos).

“A pesquisa indica uma vitória de Zé Raimundo, quem sabe ainda no primeiro turno. Se a abstenção e votos brancos e nulos aumentarem um pouco, a tendência é que ele ganhe no primeiro turno”, afirma Martins. Nulos e brancos somam 6%. Os indecisos são 7%.

Ainda de acordo com o diretor da Potencial, a simulação de segundo turno entre Zé Raimundo e Herzem corrobora a vantagem do petista. “Herzem cresce pouco. Vai de 35% para 38%”, destaca. No cenário descrito, o candidato do PT venceria o do MDB por 51% a 38% dos votos válidos.

Em outra simulação, desta vez do petista contra Salomão, a vantagem favorável ao ex-prefeito seria ainda maior: 59% contra 22%. Confira a íntegra.