Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quarta-feira (17), homens armados voltaram a cercar comunidades do povo Pataxó em Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia, segundo o deputado estadual Hilton Coelho (PSOL). As aldeias Boca da Mata e Cassiana, alvos do ataque, ficam no Território Indígena Barra Velha.

– As famílias afirmam que pistoleiros e milicianos, a mando de fazendeiros da localidade, atacaram a comunidade. O tiroteio durou aproximadamente 1h e encurralou a comunidade em suas casas, escolas, e algumas pessoas fugiram também para a mata – disse o parlamentar.

Os governos federal e estadual precisam adotar medidas para garantir a segurança dos indígenas, cobra Hilton. “A Funai continua omissa, uma orientação da política anti-indígena do governo federal. O governo estadual, por sua vez, precisa se manifestar diante da acusação de que policiais militares à paisana estariam juntos com os pistoleiros nos ataques”.

O centro do conflito é uma área chamada Fazenda Brasília, que foi retomada por cerca de 180 pataxós no dia 22 de junho passado. Quatro dias depois, dezenas de homens, com armas de grosso calibre e caminhonetes, ameaçaram os indígenas. A tensão se escalou e, nesta semana, as comunidades foram cercadas e atacadas com tiros.

Registrado na segunda-feira (15), por uma pataxó, o vídeo a seguir mostra momento crítico do ataque, quando os índios se esconderam na mata. As imagens foram obtidas pelo portal Jornalistas Livres. Assista.