Tempo de leitura: 3 minutos

Aécio Neves, tucano derrotado na disputa presidencial (Foto Orlando Brito).
Aécio Neves, tucano derrotado na disputa presidencial (Foto Orlando Brito).

Por meio do Instituto Teotônio Vilela, o PSDB emitiu nota nesta manhã em que deixa claro um “terceiro turno” da eleição presidencial, de que irá resistir a descer do palanque. Após destacar a votação obtida pelo tucano Aécio Neves ontem (26), quando conquistou 48,36% dos votos, a “Carta de Formulação e Mobilização Política” informa que a presidente reeleita, Dilma Rousseff (PT), não terá refresco pela frente.
O final da nota dá o tom de como será o PSDB até as urnas em 2018.
“À presidente reeleita, cabe consertar os estragos que impôs ao país nos últimos anos, superar a divisão que estabeleceu entre os brasileiros a fim de novamente triunfar nas urnas e recolocar o Brasil nos trilhos. Para o bem dos brasileiros, resta torcer para que Dilma Rousseff não seja a Dilma Rousseff que conhecemos nos últimos anos e que se mostrou ainda menos digna na campanha eleitoral que ora termina. Refresco, ela não vai ter”.
A nota do instituto do PSDB não fala claramente em “guerra política”, mas evidencia o furor com o qual deve ir para cima da presidente. Apoio da grande mídia – os dias anteriores à eleição mostraram – não vai faltar. Confira a íntegra da carta no link “leia mais”.
Leia Mais