Tempo de leitura: < 1 minuto

Engenheiros e técnicos observam início da obra (Foto Jorge Bitencourt).

Depois de atraso de sete meses, começaram hoje as obras de reurbanização da avenida Amélia Amado. Estão previstos alargamento das margens e cobertura do canal Lava-pés e criação de uma terceira pista.
Uma das razões para o atraso da obra foi o projeto encaminhado para análise do Instituto de Gestão das Águas e do Clima (Ingá), que vetou a proposta de “encapsulamento” do canal. O Ingá via na impermeabilização do solo um maior risco de enchentes e alagamentos mesmo após a cobertura do canal.
A outorga foi finalmente concedida pelo instituto ambiental em abril deste ano, após readequação do projeto por parte da prefeitura. A obra está orçada em cerca de R$ 12,4 milhões. Os recursos para a obra são do Governo Federal, via Ministério da Integração Nacional. A obra começa mais de um mês depois de assinada a ordem de serviço.