Tempo de leitura: 2 minutos

Efigênia OliveiraEfigênia Oliveira | ambiente_educar@hotmail.com

 

Crescente número de mães sofre infinitas vezes, vendo o filho caído na teia da violência que arrebata jovens vidas para situações infelizes.

 

Homenagem às Mães deve ser todos os dias, mas o segundo domingo de maio convida a refletir sobre a incumbência natural de quem traz à luz a continuidade da espécie. Não seria demais dizer que mães de todas as espécies merecem respeito e consideração por igual motivo das mães humanas. Elas passam, também, pelos processos de concepção, gestação, parição e amamentação, após o que, a mamãe-bicho se desincumbe dos cuidados com o filho.

A mãe humana, porém, sente a verdade de que filho é para sempre, e que chegado à vida adulta encarna ele o velho adágio: filho criado, trabalho dobrado. É a vez da preocupação. Emancipado, o ser incondicionalmente amado é um pedaço da mãe, com liberdade para fazer o que quiser, sem pedir licença e consentimento.

Nesses tempos em que os perigos se acentuam, a mãe vê o filho emancipar-se sem a devida maturidade para lidar com os desafios que o meio impõe. Iludidos por companhias, também pueris, ou mal intencionadas, ou ainda por campanhas midiáticas que cobram dos adolescentes atitudes para as quais muitos ainda não estão preparados, eles acreditam em qualquer caminho apontado. Com o senso crítico em formação, o filho precisa conduzir-se com autonomia, frequentemente confundida com liberdade.

Leia Mais

Tempo de leitura: 2 minutos
Poesia teve mais de 2 milhões de visualizações.
Poesia teve de Luedy (foto abaixo) mais de 2 milhões de visualizações.
Luedy se diz surpreso com sucesso de poema.

Viviane Cabral

O poeta itajuipense Marcos Luedy alcançou a surpreendente marca de mais de 2,3 milhões de visualizações, no Facebook, com um poema em homenagem ao Dia das Mães. Além das pessoas alcançadas, a poesia está sendo compartilhada por mais de 43 mil pessoas e comentada por um número aproximado de 22 mil leitores.

Os números continuam subindo. O autor tem uma página literária na internet – Marcos Luedy Poeta e Convidados – há menos de um ano e, publica semanalmente seus poemas em mais de 350 comunidades de letras do Brasil e do exterior. Lançou, recentemente, o livro O Silêncio e as Palavras e outros poemas, em Itajuípe, Itabuna e Salvador (Bahia).

Marcos Luedy se diz surpreso com o fenômeno. “Esperava uma boa quantidade de acessos, mas nunca nessa dimensão”. A administradora da Comunidade Literária Célia’s Célia, Célia Lino, de São Paulo, afirmou que “a qualidade poética do artista já é reconhecida no Brasil inteiro, então não me admirei com esse sucesso”. Ela garante que o poema também repercutiu bem nas comunidades brasileiras nos Estados Unidos e em vários países da Europa.

Cleusa Maria Gonzalez, de Florianópolis, destaca a importância do trabalho poético do autor como uma das grandes revelações da poesia nacional: “Aqui em Floripa temos um grupo de admiradores de Luedy já trabalhando na divulgação do seu trabalho”. O autor já está com seu segundo livro sendo editado para lançamento em setembro.

Tempo de leitura: < 1 minuto

facebook mães e filhosDo TechMestre
Uma pesquisa realizada pelo Facebook com usuários brasileiros revelou que um em cada sete adolescentes na faixa etária entre 13 e 18 anos adiciona a mãe como amiga na rede social.
Alguns filhos acreditam ser necessário ter coragem para efetuar tal ação. Isso porque as mães podem promover situações como comentar um apelido de infância, publicar uma fotografia constrangedora, entre outras atitudes comuns nesse tipo de relacionamento.