Manuela Weberling faleceu aos 38 anos, vítima de infarto || Foto Reprodução
Tempo de leitura: 2 minutos

O corpo da servidora municipal Manuela Weberling Carvalho, de 38 anos, será sepultado na manhã desta quarta-feira (2), no Cemitério Campo Santo, em Itabuna. “Manu”, que trabalhava na Ouvidoria da Câmara de Vereadores, sofreu infarto, na noite da última segunda-feira (28).

Os profissionais da Câmara dizem que guardarão na lembrança a imagem da profissional “de sorriso largo, olhar atento e postura elegante, atuava na Ouvidoria da Casa – setor por meio do qual a população pode levar demandas à apreciação dos edis”. Ela nasceu em Teófilo Ottoni (MG) e veio para Itabuna aos 3 anos de idade, com a família.

“Era uma menina fantástica, bonita, alegre, inteligente, doce e atenciosa com todos ao seu redor. Era muito dedicada; sempre que tinha um objetivo, ela seguia até o fim. Sua sabedoria ajudava todo mundo, motivando e desejando tudo de melhor para as pessoas que amava. Uma filha, irmã, sobrinha, prima e amiga muito querida, que buscava dar conselhos e se manter disposta a amparar quem precisasse. Manu era um ser de luz que estará sempre em nossos corações, acompanhada de ótimas lembranças, eternamente a nossa princesa!”, afirmou a tia Marilene Ferreira da Luz Alencar.

Com tais palavras, ela expressou o sentimento compartilhado pelo pai de Manuela, Manoel Carvalho Filho; pela mãe, Ivone Maria Weberling Carvalho, e pela irmã, Andrea Weberling Carvalho. Ela, inclusive, mora no Canadá e veio ontem para despedir-se da irmã, ao lado da família.

Da mesma forma, amigos e colegas da Câmara destacaram a alegria de ter convivido com Manu. Entre tantas características marcantes, o amor pela leitura, pela diversão, sensibilidade, preocupação e respeito com o próximo. “Era muito inteligente e percebia o outro sem julgar ou conceituar, apenas nos aceitava como éramos”, diz uma das mensagens.

VELÓRIO

O corpo de Manuela está sendo velado no SAF, até as 10h desta quarta-feira (02). O corpo será sepultado logo após, no Cemitério Campo Santo, em Itabuna, segundo a assessoria da Câmara.