Tempo de leitura: 2 minutos

Ex-candidato a prefeito de Itabuna e um dos nomes do Republicanos na corrida por vagas de deputado federal, o médico Isaac Nery defende o nome do bispo Márcio Marinho, da Igreja Universal do Reino de Deus, como vice de ACM Neto (União Brasil) na disputa pelo governo baiano. “Pela sua longa experiência no Congresso Nacional, tem as qualidades e a competência para ocupar o cargo”, disse o pré-candidato a deputado federal e uma das surpresas na corrida à Prefeitura de Itabuna em 2020.

Dr. Isaac ponderou que Marinho conhece toda a Bahia e o partido Republicanos está presente em todos os municípios do estado. “O Republicanos está organizado e presente em todo o estado da Bahia, isso é um ponto muito forte”, argumentou. O médico e pré-candidato lembrou o papel de Marinho na busca de recursos para o estado junto a União. Além de Marinho, o partido tem os nomes de Marcelo Nilo e Edylene Ferreira.

MAIS DE R$ 200 MILHÕES EM EMENDAS

“Em Itabuna, por exemplo, o deputado Marinho buscou emenda de bancada para pavimentar a cidade, ação que pretendo retomar caso seja eleito em outubro”, ressaltou o médico militante na rede de saúde pública na região. “Marinho é um homem negro com forte vocação social pode ajudar muito Neto a realizar uma boa gestão no nosso estado”, reforçou. “Somente em emendas, Marinho já destinou R$ 240 milhões ao Estado”, argumentou.

“Com Neto e Marinho eleitos, quero trabalhar em projetos como a despoluição do Rio cachoeira, que é o cartão-postal de nossa cidade, criação da Região Metropolitana do Sul da Bahia, inserindo, além de Ilhéus e Itabuna, outros municípios, a exemplo de Itajuípe e Buerarema, fazer acontecer o projeto de construção do aeroporto internacional entre Ilhéus e Itabuna, além de incrementar a cadeia produtiva do cacau”, assinalou.

BURACOLÂNDIA

O pré-candidato disse que, se eleito, vai trabalhar por uma emenda de bancada objetivando o saneamento e pavimentação asfáltica de Itabuna, ação já trabalhada pelo Deputado Federal, Márcio Marinho do seu partido. “Precisamos fazer um asfaltamento de qualidade e acabar com a “buracolândia”, como ficou conhecida nossa cidade”, ressaltou.

ACM Neto determina fechamento de shoppings em Salvador|| Foto Valter Pontes
Tempo de leitura: < 1 minuto

ACM Neto (União Brasil) deverá recorrer a pesquisa qualitativa para definir quem ocupará o posto de vice na sua chapa ao governo da Bahia. “Dentre várias ferramentas e avaliações que estão encaminhadas. Não é apenas isso, mas será um dos instrumentos”, afirmou ele em entrevista à Rádio Metrópole nesta manhã de terça-feira (31).

Hoje, almejam o posto de vice na chapa carlista os deputados federais Marcelo Nilo e Márcio Marinho, ambos do Republicanos. Nilo deixou a base governista e era tido como o nome de Neto para o Senado, até que o PP também mudou de lado na disputa ao romper com Rui Costa (PT).

Os progressistas indicaram João Leão, logo depois substituído pelo filho dele Cacá Leão, que deputado federal. Há outros nomes que sonham com a vice, dentre eles José Ronaldo, ex-prefeito de Feira de Santana, mas tido como quase descartado.

UMA MULHER PARA VICE

Uma mulher pode ser escolhida, o que seria diferencial em relação à chapa governista, por exemplo. Jerônimo Rodrigues (PT) terá como vice o presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Junior (MDB). João Roma ainda não definiu o vice. Na corrida ao Palácio de Ondina, até aqui, não há nomes femininos.

Otto Alencar, que disputa reeleição, lidera corrida ao Senado e Leão aparece em 2º
Tempo de leitura: < 1 minuto

A pesquisa Opnus/Salvador FM que indica vantagem de 8 pontos percentuais para ACM Neto (UB) ante Jerônimo Rodrigues (PT) na corrida ao Palácio de Ondina (reveja aqui), também aferiu as intenções de voto do eleitorado baiano para a única vaga do estado no Senado Federal em 2022.

De acordo com a pesquisa, o senador Otto Alencar (PSD) tem 27% das intenções de voto. O vice-governador João Leão (PP), que rompeu com o PT para apoiar ACM Neto, aparece em segundo, com 11%.o deputado federal Márcio Marinho (Rep) atinge 6% na corrida ao Senado. Félix Mendonça Júnior (PDT) chega a 3%. Prefeito de Mata de São João, João Gualberto (PSDB) aparece com 2%.

O levantamento tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais. Segundo o Opnus, 1.500 eleitores foram consultados por telefone. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BA-097/2022.

Rui Costa lidera corrida ao Senado na Bahia, revela Real Time Big Data
Tempo de leitura: < 1 minuto

Enquanto o oposicionista ACM Neto lidera a disputa ao governo da Bahia, o governador Rui Costa (PT) é quem aparece na frente, isolado, na pesquisa de intenções de voto para a vaga ao Senado Federal pelo maior estado nordestino. Segundo levantamento do instituto Real Time Big Data, a pedido da TV Record/Itapoan, Rui atinge 46% das intenções de voto. Já Zé Ronaldo (UB) e Otto Alencar (PSD) atingem 8% cada um.

Hilton Coelho (PSOL), que não deve concorrer, pois o PSOL tem outro nome para a disputa, alcança 3%, um ponto à frente de Cacá Leão (PP) e Márcio Marinho (Rep), ambos com 2%.

RAISSA E NILO NA LANTERNA

Conhecida por defender a cloroquina contra a covid-19, a médica Raissa Soares (PL) aparece com 1%, igual percentual do deputado federal Marcelo Nilo, que, embora ainda filiado ao PSB, deverá migrar para um partido da base oposicionista.

Ainda na estimulada, 18% declararam que votariam em nulo ou branco e 11% ainda não têm candidato ao Senado. A pesquisa ouviu 1.200 pessoas, nos dias 21 e 22, por telefone, e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o número (BA-07144/2022). Abaixo, confira cenário sem o nome de Rui Costa.

CENÁRIO SEM RUI COSTA

Otto Alencar (PSD) – 23%
Zé Ronaldo (UB) – 13%
Hilton Coelho (PSOL) – 8%
Cacá Leão (PP) – 3%
Márcio Marinho (Rep) – 3%
Raissa Soares (PL) – 2%
Marcelo Nilo (PSB) – 2%
Nulos-Brancos – 27%
Não Sabem – 19%

À direita do presidente, prefeito destaca importância da operação para o investimento de 125 milhões de dólares na capital baiana || Imagem Instagram/Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Bruno Reis (DEM) visitou a Presidência da República, nesta quarta-feira (2), e agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) o apoio do governo brasileiro no encaminhamento ao Senado de pedido de operação de crédito internacional para a Prefeitura de Salvador.

Destinada ao Banco Mundial, a solicitação de crédito é de 125 milhões de dólares. De acordo com o prefeito, a disponibilidade destes recursos vai ser muito importante para que o município avance em investimentos nas áreas de saúde, educação e desenvolvimento social.

O encontro em Brasília teve a presença dos ministros João Roma (Ministério da Cidadania), Luiz Eduardo Ramos (Casa Civil) e Flávia Arruda (Secretaria de Governo), além dos deputados federais Arthur Maia (DEM-BA), Márcio Marinho (Republicanos-BA) e João Bacelar (PL-BA).

Bruno Reis publicou vídeo sobre a reunião nas redes sociais. Assista.

Tempo de leitura: 2 minutos

marco wense1Marco Wense

O fernandismo quer fazer barba, cabelo e bigode: a eleição de Paulo Souto, a não reeleição da presidente Dilma Rousseff e o fracasso eleitoral do Capitão Azevedo.

A cada passo, atrás de cada gesto, um obsessivo pensamento: ser prefeito de Itabuna pela quinta vez. É o incansável Fernando Gomes de olho na sucessão de 2016.
FG sai do PMDB do médico e político Renato Costa e retorna ao DEM da fiel escudeira Maria Alice, dirigente-mor do diretório municipal e coordenadora da campanha de Paulo Souto ao Palácio de Ondina.
Gostem ou não, Maria Alice é pessoa indispensável para o processo eleitoral dos democratas. É quem faz tudo: organiza, articula e busca o apoio de outras legendas.
Como não bastasse o retorno ao partido que pode eleger o próximo governador da Bahia, Fernando Gomes vai apoiar José Carlos Aleluia para deputado federal, que é o presidente estadual do DEM.
Não satisfeito, achando pouco, FG espera uma decisão de Paulo Souto em relação a Fábio Souto. Ou seja, vai apoiar o filho do ex-governador se ele sair candidato a deputado estadual, desistindo da reeleição para o parlamento federal.
No DEM, FG passa a ser adversário do também ex-prefeito Azevedo, que precisa de uma eleição – deputado estadual ou federal – para ganhar corpo diante de um FG revigorado.
O fernandismo quer fazer barba, cabelo e bigode: a eleição de Paulo Souto, a não reeleição da presidente Dilma Rousseff e o fracasso eleitoral do Capitão Azevedo.
Geraldo Simões, o PT e os petistas ficam para depois. O PCdoB fica por conta do governo Vane e do PRB do bispo-deputado Márcio Marinho.
Marco Wense é articulista do Diário Bahia.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Vane, ao lado de secretários municipais, deputados e do presidente da Bahiagás, participou de audiência com Rui Costa
Vane, ao lado de secretários municipais, deputados e do presidente da Bahiagás, participou de audiência com Rui Costa

Enquanto os comunistas curtiam sua “quarta-feira de cinzas” em Itabuna, o prefeito Claudevane Leite (PRB) participou de audiência em Salvador com o pré-candidato petista ao governo do estado, Rui Costa.
Na conversa, confirmação de apoio do gestor municipal ao pleiteante a mandatário estadual e promessas de que Itabuna será lembrada em caso de vitória do indicado de Jaques Wagner.
Vane viajou a Salvador acompanhado dos secretários da Fazenda, Marcos Cerqueira; da Agricultura, Lanns Almeida; e da Assistência Social, José Carlos Trindade. Também fizeram parte da comitiva o controlador do município, Oton Matos, e o presidente da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), Roberto José da Silva.
Na ala dos postulantes a cargos legislativos que deverão contar com o apoio do prefeito, estavam o deputado federal Márcio Marinho (PRB), a estadual Ângela Sousa (PSD) e o candidato a federal Davidson Magalhães (PCdoB), atual presidente da Bahiagás.

Tempo de leitura: 2 minutos
ACM Neto e Pelegrino estão empatados (Montagem Google).

– NETO CAIU 8 PONTOS E PELEGRINO SUBIU 11

A mais nova pesquisa Vox Populi/Band revela queda acentuada de ACM Neto(DEM) e subida de Nelson Pelegrino (PT). Neto caiu de 41% para 33% das intenções de voto e Pelegrino pulou de 18% para 29%, configurando empate técnico. A pesquisa tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais.

Mário Kertész (PMDB) aparece em terceiro com 7% e Márcio Marinho (PRB) permanece com 4%. Da Luz (PRTB) e Hamilton Assis (PSOL) têm 1% cada.

O número de votos brancos e nulos é de 12% e o universo dos que não souberam ou não responderam atinge 13%. A pesquisa foi feita de 21 a 23 de setembro e ouviu 1,5 mil eleitores soteropolitanos.

Na modalidade espontânea, ACM Neto aparece com 30% ante 27% de Pelegrino. Kertész soma 6% e é seguido por Márcio Marinho (3%), Da Luz (1%) e Hamilton Assis (1%).

O número de votos brancos e nulos atinge 14%. Os que não souberam responder são 18%.

A pesquisa ainda aferiu o percentual de rejeição de cada candidato. ACM Neto viu a rejeição dele aumentar de 18% para 25%. Pelegrino saltou de 20% para 21%.

Da Luiz saiu de 16% para 18% de rejeição. Kertész é rejeitado agora por 9% contra 12% na pesquisa do final de agosto. Chega a 10% o percentual dos que admitem que não votarão em nenhum dos nomes postos. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) sob o protocolo BA-00211/2012

Tempo de leitura: < 1 minuto

Pesquisa Ibope divulgada hoje à noite pela TV Bahia coloca o deputado federal ACM Neto (DEM) na liderança da disputa pela Prefeitura de Salvador e com ampla margem sobre o segundo colocado, Nelson Pelegrino (PT).

Neto aparece com 40% das intenções de voto contra 13% de Pelegrino. Mário Kertész (PMDB) soma 8% das intenções de voto, seguido de Márcio Marinho (PRB), com 6%. Da Luz (PRTB) tem 1% e Hamilton Assis (PSOL) não pontuou.

Brancos e nulos somam 20%, e 11% dos 602 entrevistados não sabem em quem vão votar ou preferiram não responder. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), sob o número 00047/2012, e tem margem de erro de 4 pontos percentuais.

Quando o item é rejeição, Da Luz lidera com 39%, seguido de Pelegrino, com 33%, ACM Neto, 27%. Hamilton Assis e Kertész têm 26% de rejeição cada um. Márcio Marinho é o menos rejeitado, 24%.

Tempo de leitura: 2 minutos

Do Cena Bahiana

Na capital do Estado, o governador Jaques Wagner foi a duas convenções: a do PT, que terá o deputado federal Nelson Pelegrino candidato a prefeito, e a do PRB, que entra no páreo com o também deputado federal Márcio Marinho. Um é do partido do governador, enquanto o outro integra legenda de sua base.

Wagner foi também a Feira de Santana, onde prestigiou a convenção do companheiro Zé Neto, que pretende trocar a Assembleia Legislativa pelo comando da Princesa do Sertão.

O governador não quis pisar mesmo foi no sul da Bahia, onde o PT disputará eleições em várias cidades, inclusive nas duas maiores: Ilhéus e Itabuna. Por estas terras, aliás, Wagner há muito não dá as caras e é bastante provável que sequer apareça durante a campanha.

A ausência torna cada vez mais difícil sustentar o discurso do alinhamento de determinada candidatura com o governo estadual, por denunciar exatamente a falta de sintonia entre as definições políticas locais e as opiniões do “galego”. Fala-se, inclusive, que Wagner sempre foi contra a candidatura de Juçara Feitosa em Itabuna (preferia que o marido, o deputado Geraldo Simões, se lançasse ao pleito). Já em Ilhéus  ficou famoso o rififi entre a professora Carmelita e o governador, ainda no alvorecer da greve do magistério.

Se por um lado Wagner demonstra desprezo (que publicamente jamais será admitido, aliás, será veementemente afirmado  o contrário) pelas candidatas da terrinha, por outro elas podem até respirar com certo alívio. Em todas as pesquisas de consumo interno, o governador aparece com índices de popularidade em intenso processo de corrosão.

A persistência de problemas graves na saúde pública, segurança e na educação, na qual estamos próximos de ter “A Greve dos 100 Dias”, desqualificam Wagner como cabo eleitoral. Não é à toa que o imenso banner que compôs o cenário da convenção de Mrs. Juçara trazia a imagem da petista local, coladinha (viva o Photoshop!) à presidentA Dilma. Em 2008, a imagem montada era de Juçara, Lula e Wagner.

Dilma, como se sabe, segue bem avaliada nas pesquisas. Não será surpresa se for a única imagem que restar intacta após esse Big Brother eleitoral…

Leia mais

Tempo de leitura: < 1 minuto

Com as bênçãos do Bispo Márcio Marinho, Vane entra no PRB para disputar a prefeitura. Para ele, o PT agora é só um quadro na parede

Informa o jornal Diário Bahia que dois pré-candidatos ao mandato de prefeito de Itabuna já definiram os partidos nos quais irão se filiar. A empresária do ramo de auto-escola Marilene Alcântara, a “Leninha”, que saíra do PPS no primeiro semestre, anunciou filiação no PMDB, já com data marcada: 24 de setembro.
Quem também muda de partido é o vereador Claudevane Leite. Ele confirmou sua saída do PT e avisou que em breve fará parte dos quadros do PRB.
Vane tentou o quanto pode firmar-se como pré-candidato petista a prefeito de Itabuna, mas sucumbiu diante da força do deputado federal Geraldo Simões, que tem  o controle da sigla no município e determinará os rumos do PT na sucessão.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O deputado federal Márcio Marinho (PRB) aparece nos intervalos da programação da TV Cabrália/Record News com uma mensagem homenageando Itabuna. O “carinho” do parlamentar pela cidade quase centenária (o aniversário é no dia 28 de julho) já está na mira da comissão da OAB-Itabuna que está denunciando pré-candidatos por campanha eleitoral antecipada.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Capitão Azevedo sentou-se à mesa com o deputado federal Márcio Marinho (PRB), o “Bispo Marinho”, e a cúpula da Record na Bahia, neste domingo. O encontro foi na churrascaria Los Pampas.

No cardápio, além de carne suculenta, política. Azevedo quis amainar as críticas sofridas por parte da TV Cabrália/Record News e, também, fechar acordos visando as eleições vindouras.

O prefeito estava sorridente e não deixou de fazer críticas à imprensa, a grande culpada pelo seu desgoverno.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O PRB, partido com o pé em diversas igrejas e das quais sobressai a Universal do Reino de Deus, se reúne em Itabuna, nesta manhã. Quem comanda o encontro é o deputado federal bispo Márcio Marinho, a principal figura da legenda na Bahia, assistido por Ivo Evangelista, agora presidente do PRB de Itabuna.

O evento atrai a participação de filiados ao partido e lideranças evangélicas do sul da Bahia. Por lá, ainda haverá lançamento das pré-candidaturas a deputado estadual do ex-pastor e ex-vereador Reginaldo Silva e de Ivanildo Santos, “Binho de Shalom”.