Tempo de leitura: 2 minutos

Com Toponímia de Itabuna: ruas e avenidas revelam histórias, o novo Centro Cultural Teosópolis abre série de exposições temporárias. O trabalho mostra personagens que ajudaram a construir Itabuna e também revela nomes do cenário nacional que dão nome a ruas do município sul-baiano. A exposição pode ser conferida, de segunda a sexta-feira, das 14h às 17H30min, na Praça dos Eucaliptos, no Conceição, próximo ao Itabuna Esporte Clube (IEC).

Desenvolvida pela Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), Toponímia de Itabuna… é um verdadeiro sobrevoo sobre o município. Conta a história de figuras como o pastor Hélio Lourenço da Silva, Fernando Cordier, Manoel Leão, João Soares, Maria Pinheiro, Daniel Gomes, Sarinha Alcântara, Simão Fitterman, José Alcântara e Paulino Vieira, pessoas que dão nome a ruas e bairros de Itabuna.

“A exposição traz para nossos jovens a compreensão de como foi construída a nossa Itabuna”, explica o reitor da Uesc, Alessandro Fernandes. A universidade é parceira do projeto. No passeio por Itabuna, por meio de painéis, é relatada a história de vida de Aziz Maron, Mário Padre, Inácio Tosta Filho, Comendador Firmino Alves, Felix Mendonça, José Soares Pinheiro, Corbiniano Freire e Amélia Amado.

A exposição vai até setembro deste ano e também traz vida e obra de Olinto Leone, primeiro intendente de Itabuna, engenheiro responsável pela primeira planta da primeira igreja Matriz de São José de Itabuna e o primeiro Fórum de Justiça, além de medições para a planta urbana da própria vila. “É uma oportunidade para que a nossa população possa conhecer a nossa história”, diz a educadora Janete Ruiz Macedo, da Uesc.

O Centro Cultural é mantido pela Associação de Beneficência e Cultura Teosópolis, em parceria com a Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e a Prefeitura de Itabuna, por meio da secretaria de Educação e da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC). “O Centro pertence a Itabuna e seu povo. É um bem cultural para nossa gente conhecer sua história”, afirma Geraldo Meireles, pastor presidente da Igreja Batista Teosópolis (IBT).

Visitas à exposição podem ser agendadas pelo telefone (73) 9 8870-9586.

Secretaria divulga balanço da Operação Oxigênio no feriado prolongado de Corpus Christi
Tempo de leitura: < 1 minuto

O feriado prolongado de Corpus Christi em Itabuna teve apreensões de veículos e aparelhos de som em decorrência da violação de leis ambientais e das regras de combate ao novo coronavírus, informa a Prefeitura.

Nesta segunda-feira (7), a Secretaria de Segurança e Ordem Pública (Sesop) divulgou balanço da Operação Oxigênio no feriadão. De quinta (2) a domingo (6), os agentes da operação abordaram 894 pessoas, notificaram 13 estabelecimentos comerciais, apreenderam três carros, três motos e cinco aparelhos de som.

As abordagens ocorreram nos bairros Sarinha, Vila Anália, Fonseca, Banco Raso, Ferradas, Centro, Nova Ferradas, Nova Itabuna, Novo São Caetano, Jardim Primavera, Cond. Jubiabá/Gabriela, Monte Cristo, Maria Pinheiro, Pedro Jerônimo, Centro Comercial, Góes Calmon, Jardim Vitória, Zizo, Maria Matos, São Lourenço, Castália, São Pedro, Praça Beira Rio, Mangabinha, Califórnia e Fátima.

A Operação Oxigênio é coordenada pela Secretaria de Segurança e Ordem Pública, mas reúne servidores das secretarias municipais de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária; de Indústria, Comércio, Emprego e Renda; de Transporte e Trânsito, e de Infraestrutura e Urbanismo. A iniciativa também tem o apoio policiais militares e civis, além de guardas municipais.

Beatriz foi morta no início da madrugada do último dia 7
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Civil prendeu Ronald Lima Moreira dos Santos, por feminicídio, em Itabuna. O mandado de prisão foi cumprido nesta segunda (15) por uma equipe da Delegacia de Homicídios. Ele é acusado de matar a tiros a ex-companheira Beatriz Teixeira dos Santos, de 16 anos, no último dia 7,  no Maria Pinheiro (relembre aqui).

Ronald alegou que os disparos, ao menos três, foram acidentais, mas, de acordo com as apurações, ele atirou na vítima, porque ela não queria reatar o relacionamento.

De acordo com a Polícia Civil, testemunhas ouvidas confirmaram que ele disparou contra a adolescente quando ela se negou a dormir com ele e disse que iria para a casa da mãe dela. Ronald deverá ser transferido para o Conjunto Penal de Itabuna, onde aguardará julgamento.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Um casal morreu soterrado e os três filhos ficaram feridos em um desabamento no bairro Maria Pinheiro, em Itabuna. Renato Pereira e Silmara Oliveira morreram após um barranco deslizar sobre um reservatório, que despencou sobre a casa onde as vítimas residiam. Uma das crianças teve fratura numa das pernas e foi encaminhada para o Hospital Manoel Novaes.

O casal já havia sido comunicado pela Defesa Civil para deixar a residência, que corria risco de desabamento. O Corpo de Bombeiros chegou ao local e conseguiu aida salvar as três crianças. A mais nova, de quatro anos, foi salva pelo casal, que a protegeu no momento do desabamento.