Tempo de leitura: 2 minutos

Diretora técnica do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), a médica pneumologista Rosângela Melo fez, na última semana, a tradicional entrega simbólica dos jalecos aos médicos residentes recém-chegados para os Programas de Clínica Médica, Cirurgia Geral e Medicina Intensiva.

A Comissão de Residência Médica (Coreme) da unidade hospitalar acolheu os novos médicos residentes, em março, em encontros que reuniram líderes de setores. Os líderes apresentaram os serviços referentes às suas áreas de gestão. Este ano, o HRCC entra em seu segundo ano dos Programas de Residência Médica.

De acordo com e médica Rosangela Melo, em abril do ano passado o hospital havia admitido a primeira turma de residência médica, em clínica médica e cirurgia geral, composta por quatro médicos residentes.

“Agora, em março de 2022, a unidade recebeu a segunda turma, com seis residentes, com agregação do programa de residência médica em terapia intensiva. O programa de clínica médica oferece duas vagas por ano e tem duração de dois anos. Os de cirurgia geral e terapia intensiva oferecem duas vagas por ano e têm duração de três anos”, disse.

Chegaram este ano para os programas de Clínica Médica, Cirurgia Geral e Medicina Intensiva, os médicos residentes Natália Pereira de Oliveira (Clínica Médica), Maurício Novais Bastos (Clínica Médica), Carlos Henrique Ribeiro Araújo (Cirurgia Geral), Clara Nascimento Passos Silva (Medicina Intensiva), Matheus Lagariça Lawinscky (Medicina Intensiva) e Kelvin Celio Alves de Almeida (Cirurgia Geral).

Rosângela Melo ressalta ainda que a Residência Médica é o padrão ouro na formação de especialistas médicos no Brasil. “O Hospital Regional Costa do Cacau vem mostrando, com a implantação de novas especialidades, a sua vocação de centro formador de profissionais de elevada qualidade e comprometimento, com atendimento de excelência aos usuários do SUS”, destacou.

“Todos os nossos programas foram visitados e autorizados pela Comissão Nacional de Residência Médica, isso é uma grande satisfação. O empenho do corpo clínico na assistência a esses jovens médicos é realmente notável. Todos estão bastante empenhados para que a formação aconteça da melhor forma. O grupo de preceptores é formado por especialistas, mestres e doutores nas áreas específicas, muito comprometidos com o sucesso do programa”, informou.

Rosângela Melo ressalta importância da residência médica para a formação de especialistas
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, anunciou a expansão do seu programa de residência médica. A partir deste ano, além das especializações em clínica médica e em cirurgia geral, os profissionais da área poderão disputar duas vagas para a residência em terapia intensiva, que terá duração de três anos.

Diretora técnica do HRCC, a pneumologista Rosângela Melo explica que a residência médica é o padrão ouro na formação de médicos especialistas no Brasil. “O Hospital Regional Costa do Cacau vem mostrando, com implantação de novas especialidades, a sua vocação de centro formador de profissionais de elevada qualidade e comprometimento, com atendimento de excelência aos usuários do SUS”, acrescentou.

Os três programas de formação do hospital foram visitados e autorizados pela Comissão Nacional de Residência Médica. “Isso é uma grande satisfação”, afirma Rosângela, que também é professora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

Ainda conforme a diretora, além da tecnologia de ponta, o Costa do Cacau tem um corpo técnico extremamente qualificado e comprometido, formado por especialistas, mestres e doutores.

Tempo de leitura: 2 minutos

O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, completou seu primeiro quadro de médicos residentes para desenvolver suas atividades no Programa de Residência em Clínica Médica e em Cirurgia Geral. A unidade hospitalar recebeu a autorização para implantar os programas de residência em dezembro de 2020.

Os integrantes do grupo de médicos, recém-formados, ingressaram no HRCC por meio do processo seletivo SUS-BA 2021. Os primeiros quatro residentes são Pedro Henrique de Oliveira Silveira e Matheus de Paula Araújo, do Programa de Clínica Médica; e Priscilla Cordeiro Luparelli e Túlio César Castro Machado, do Programa de Cirurgia Geral.

Para a médica Rosângela Melo, coordenadora do Programa de Residência Médica em Clínica Médica e da Comissão de Residência Médica do HRCC, esse projeto indica um avanço para a medicina regional.

– Trabalhos estatísticos realizados pelo Conselho Federal de Medicina e pela Associação Médica Brasileira mostram que o médico se fixa, onde faz residência. Ele estabelece redes, conhece a população, se articula com os serviços e o que a estrutura local pode oferecer. A residência do HRCC vai melhorar, ainda mais, a qualidade de serviços ofertados e de profissionais ainda mais qualificados, fixando médicos especializados aqui na região – indicou.

RECONHECIMENTO

Ana Paula dos Santos Silva acompanhou o marido, paciente do HRCC, durante a internação e fez um reconhecimento ao trabalho de Pedro Henrique de Oliveira Silveira. “Nesse período crítico das nossas vidas, encontramos um bom acolhimento nesse hospital, mas gostaríamos de destacar o atendimento do médico doutor Pedro Henrique, que é residente, mas nos passou muita confiança e, acima de tudo, humanidade”, agradeceu.

A acompanhante do paciente continuou a referenciar o médico e estendeu o agradecimento aos demais profissionais. “Somos muito gratos ao nosso doutor Pedro, porque assim o consideramos, e parabenizar o hospital pela seleção de ótimos profissionais que possui. Parabéns, doutor Pedro Henrique pela dedicação, competência, empatia e sensibilidade”, concluiu Ana Paula dos Santos Silva.