Tempo de leitura: < 1 minuto

O reajuste de 12,5% do tíquete-alimentação dos servidores da Prefeitura de Itabuna foi incluído nos vencimentos deste mês, pagos nesta segunda-feira (30). O aumento é retroativo a abril e beneficia quase 3 mil servidores, que passam a receber vale-alimentação de R$ 480,00. O prefeito Augusto Castro (PSD) sancionou o novo valor na última sexta (27).

De acordo com o secretário de Gestão e Inovação, Moisés Figueiredo de Carvalho, o reajuste faz parte da política de valorização do funcionalismo implementada no governo atual. Segundo ele, a correção no valor do benefício também responde reivindicação do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv).

VALOR IGUALITÁRIO E NOVO REAJUSTE A PARTIR DE NOVEMBRO

A partir de agora, conforme Moisés, o valor de R$ 480 do tíquete-alimentação será pago a todos os servidores efetivos da Administração, Saúde, Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), Fundação Marimbeta e Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania ((FICC).

Ou seja, a Prefeitura abandona a linha de corte que diferenciava o valor pago aos servidores com vencimentos de até R$ 2.500,00, que recebiam R$ 425 de tíquete, e os demais, com salários superiores, que recebiam R$ 300,00.

“Na Lei, além de garantir esta isonomia, também estabelece um novo reajuste do tíquete-alimentação, a partir do mês de novembro, quando o valor do benefício passará a R$ 500”, revela o secretário.

Moisés também lembrou os reajustes salariais de 10,06% e de 33,24% concedidos aos servidores em geral e aos professores em específico, respectivamente.

Remuneração da categoria já obedece Plano de Cargos, Carreira e Salários, segundo sindicato || Foto Sindserv
Tempo de leitura: < 1 minuto

A remuneração dos servidores do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (HBLEM), paga pela Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (Fasi) na última sexta (4), obedeceu aos termos do Plano de Cargos, Carreira e Salários da categoria, informa o Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv). Os trabalhadores celebraram a concretização do direito trabalhista.

“Esta foi uma luta de sete anos, organizada pelo Sindserv e pelos servidores e servidoras do HBLEM. Uma luta que deu frutos e representa o reconhecimento e a merecida valorização para nossa categoria”, afirmou Levi Araújo, diretor do Sindserv e servidor do hospital.

Segundo Levi Araújo, o mandato da vereadora Wilmaci Oliveira (PCdoB), presidente licenciada do Sindserv, desempenhou papel fundamental na conquista dos trabalhadores. “Ter na Câmara uma vereadora servidora municipal faz muita diferença na defesa e ampliação de nossos direitos”, acrescenta.

Para o sindicalista, a iniciativa do governo Augusto Castro e da administração da Fasi merece o reconhecimento dos servidores. “Nós, trabalhadores e trabalhadoras, já sofremos muito com gestões e administrações truculentas. É um alento para nós, depois de anos de resistência e luta, sermos reconhecidos e valorizados”, celebrou.

Representantes do Sindicato e da Prefeitura se reuniram nesta quarta-feira (1º)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quarta-feira (1ª), representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv) se reuniram com a Procuradoria da Prefeitura para cobrar o cumprimento da Lei Nº 2.552, de 29 de julho de 2021, que dispõe sobre o pagamento de vale-alimentação aos servidores municipais. O Sindicato cobra que o município pague as parcelas retroativas dos meses de julho, junho, maio e abril de 2021.

Conforme o Sindserv, até o momento, apenas a Secretaria Municipal de Saúde fez os pagamentos de forma regular. A entidade promete convocar os servidores para mobilizações e acionar o Poder Judiciário, caso a lei municipal não seja respeitada.