SÓCIOS DO BAHIA APROVAM VENDA PARA O GRUPO CITY; TRANSAÇÃO ATINGE R$ 1 BILHÃO

PRF LIBERA TRÁFEGO NA RODOVIA ILHÉUS-ITABUNA; ÔNIBUS VOLTAM A CIRCULAR

ENCHENTE DESALOJA 520 PESSOAS EM ITABUNA

APÓS SUBIR 9 METROS, NÍVEL DO CACHOEIRA COMEÇA A BAIXAR

COMERCIANTES DE ITABUNA CORREM PARA SALVAR MERCADORIAS DE ENCHENTE

RIO CACHOEIRA TRANSBORDA E DEIXA AO MENOS 180 FAMÍLIAS DESABRIGADAS EM ITABUNA E ILHÉUS

COM BR-415 INTERDITADA, ROTA SUSPENDE SERVIÇO NA LINHA ILHÉUS-ITABUNA

A COPA DO MUNDO E SUAS PAIXÕES

“DERROTA É CONJUNTA”, AFIRMA TITE DEPOIS DE USAR TIME RESERVA CONTRA CAMARÕES

Assembleia do Bahia aprova criação de SAF e venda para o Grupo City || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

Durante assembleia neste sábado (3), os sócios do Esporte Clube Bahia aprovaram a criação de Sociedade Anônima de Futebol (SAF), com 90% da associação para o City Football Group (CFG). O Bahia ficará com 10% da associação criada. “Agora continuamos trabalhando no processo da transação, que esperamos finalizar no início de 2023”, afirmou Ferran Soriano, CEO do City Football Group. A transação é estimada em R$ 1 bilhão.

O valor seria dividido para compra de jogadores (R$ 500 milhões), pagamento de dívidas (R$ 300 milhões) e investimento em infraestrutura, capital de giro e categorias de base (R$ 200 milhões). O desembolso do City seria feito ao longo de 15 anos.

Com a aprovação da proposta, o Grupo City se comprometerá a investir R$ 1 bilhão. A quantia será dividida em três montantes. Serão R$ 500 milhões para a compra de jogadores, R$ 300 milhões para o pagamento de dívidas e outros R$ 200 milhões em infraestrutura, categorias de base e capital de giro. No entanto, este último item não é obrigatório.

ALTO NÍVEL

A promessa do Grupo City, a longo prazo, é “fortalecer os elencos e as divisões de base para competir em alto nível, engajando com os torcedores e melhorando a experiência deles, alcançando uma sustentabilidade financeira sólida de longo prazo e mantendo sempre em foco os fortes valores, as raízes e a identidade do EC Bahia”, segundo Ferran.

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, definiu o resultado da assembleia como histórico e a decisão, democrática. Para ele, a SAF aproxima o clube de “formar parte do maior e mais pioneiro grupo de futebol do mundo e de um novo futuro para o nosso querido e ousado clube”.

Ele completou afirmando que os próximos meses serão de trabalho duro para concluir o investimento. “Pra mim, pessoalmente, é um momento incrível na minha vida, ainda mais pelo retorno imediato à Serie A. Obrigado a todos pela confiança e vamos em frente”, disse Bellintani por meio de nota.

FAMÍLIA CITY

Após a conclusão da transação, conforme Bahia e o CFG, o acordo tornará o Bahia SAF o 13º clube da família global do City Football Group. Os clubes que já aderiram ao formato SAF “ganharam ligas nacionais nos Estados Unidos, Austrália, Bolívia, Inglaterra, Índia e Japão nos últimos dois anos”.

Trecho da BR-415 tem trânsito liberado no final da tarde deste sábado (3) || Foto Arquivo/Dez.2021
Tempo de leitura: < 1 minuto

O trânsito na rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415) foi liberado, novamente, ao final da tarde deste sábado (3). Não há mais pontos de interdição ao longo da rodovia que liga os dois maiores municípios do sul da Bahia, conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A interdição da Ilhéus-Itabuna ocorreu, desde o início da noite de ontem (2), devido à subida do nível do Rio Cachoeira e a inundação de vários trechos da rodovia, também chamada de Jorge Amado.

Ainda devido à inundação, a Rota havia suspendido o transporte de passageiros na linha Ilhéus-Itabuna na noite de ontem. Retomou, na manhã de hoje (3), mas parcialmente e pela BR-101 e BA-242 (Uruçuca). A cheia também afetou as linhas Itabuna-Itacaré e Itabuna-Canavieiras, atendidas, respectivamente, pela Rota e Cidade Sol, do Grupo Brasileiro.

O serviço foi retomado normalmente nesta noite, com os veículos circulando pela 415.

NÍVEL DO CACHOEIRA BAIXANDO

O tráfego é novamente liberado depois de o nível do Rio Cachoeira baixar mais de 1 metro e meio até as 15h deste sábado. A informação sobre o nível do rio foi repassada pelo coordenador da Defesa Civil de Itabuna, Kaíque Brito.

Há, ainda, a previsão de menor volume de chuva até amanhã (4), porém o período chuvoso se mantém, pelo menos, até a próxima terça-feira (6). Até ontem à noite, o nível do Cachoeira subiu mais de 9 metros na área urbana.

População desalojada recebe abrigo em escolas municipais
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itabuna divulgou balanço dos impactos da cheia do Rio Cachoeira e seus afluentes. Ao menos 520 pessoas tiveram que deixar suas casas devido aos alagamentos ou ao risco iminente de inundações. A maioria está abrigada em escolas municipais.

De acordo com a Prefeitura, nas nove escolas usadas como abrigo, as vítimas da enchente recebem comida, materiais de higiene e acolhimento psicossocial. Também são vacinadas contra Covid-19 e examinadas por profissionais de saúde. A testagem de pessoas com sintomas respiratórios ajuda a isolar os doentes e diminui as chances de contágio.

O prefeito Augusto Castro (PSD) coordena a resposta do Governo à crise. Mais de 160 homens e 25 máquinas trabalham na desobstrução das redes pluviais e em outras frentes de mitigação dos impactos do temporal. A Fundação Marimbeta fornece pães, quentinhas e cachorros-quentes aos desalojados.

Segundo o coordenador local da Defesa Civil, Kaique Brito, nos últimos dias, o acumulado das chuvas em Itabuna chegou 245 milímetros, o que corresponde a uma média de 245 litros de água por metro quadrado.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) preveem mais chuvas no município até terça-feira (6). Apesar da persistência da chuva, o nível do Rio Cachoeira começou a baixar no final da noite de ontem (veja aqui).

Trégua da chuva permite baixa do volume do rio || Foto Daniela Vieira
Tempo de leitura: 2 minutos

A trégua da chuva trouxe alívio para quem acompanha com aflição o aumento do nível do Rio Cachoeira, que chegou a subir 9 metros em Itabuna. Hoje (3), o volume do rio baixou. Confira, abaixo, imagens de ontem (2) e desta manhã de sábado (3).

Ontem (2), Cachoeira avançou sobre o Bairro Vila Zara
Rua da Bananeira, no Lomanto, foi tomada pela água ontem (2)
Mulher filma transbordamento do Cachoeira na Rua do Prado; águas já baixaram
Máquina remove baronesas presas na Ponte do Marabá || Fotos Pimenta
Apesar da leve baixa, rio continua volumoso

O vídeo a seguir reúne imagens do final desta manhã de sábado (3), quando voltou a chover em Itabuna.

Comerciantes deixam vitrine limpa com medida de prevenção contra enchente
Tempo de leitura: < 1 minuto

Tentando a recuperação dos prejuízos registrados no final do ano passado, quando o Rio Cachoeira também transbordou e invadiu centenas de estabelecimentos, comerciantes da Avenida do Cinquentenário, da Rua Paulino e de transversais adotaram medidas preventivas nesta sexta-feira (2). A correria foi acompanhada pelo PIMENTA na tarde de hoje.

Quem tem depósito subiu quase toda a mercadoria para o primeiro andar. Aqueles lojistas que não possuem essa opção, correram para abrigar seus produtos em tabuleiros e outros lugares mais altos, mais longe do chão, na tentativa de assegurar proteção em caso de inundação. As medidas preventivas foram adotadas principalmente em lojas de confecções, sapatos, bolsas e acessórios femininos.

Lojistas de Itabuna correm para salvar mercadorias de enchente

Arrumadas para atrair os consumidores neste final de ano, as vitrines das lojas ficaram vazias nesta sexta-feira. A correria foi grande para deixar as mercadorias longe do chão. Provavelmente, haverá uma nova correria neste sábado (3) para colocar tudo à disposição dos clientes.

Muitos empresários no município ainda estão tentando se recuperar dos prejuízos causados pelas enchentes de 2021, há menos de um ano. Outros não conseguiram manter os estabelecimentos abertos. É nesta época do ano que os lojistas estão com estoque maior e renovado para as vendas de Natal e festa da virada.

Banco da Vitória, em Ilhéus, foi alagado pela água do Rio Cachoeira
Tempo de leitura: 2 minutos

O Rio Cachoeira transbordou em vários trechos em Itabuna e Ilhéus no início da noite desta sexta-feira (2), deixando centenas de pessoas desabrigadas nos dois principais municípios do sul da Bahia. O Cachoeira recebe água dos rios Salgado, Piabanha e Colônia, que banham municípios onde também houve grande volume de chuva nos últimos dias.

Os desabrigados por causa da cheia do Rio Cachoeira em Itabuna são moradores dos bairros Maria Mato (Rua de Palha), Nova Itabuna, Conceição, Lomanto (Rua da Bananeira), Vila Zara, Ferradas, Jorge Amado, Sinval Palmeira, Nova Ferradas, Mangabinha e Banco Raso.

Moradores de bairros como Novo Jaçanã, Núcleo Habitacional da Ceplac, Jaçanã, Fonseca e Sarinha Alcântara tiveram os imóveis atingidos pelas águas de canais de macrodrenagem. A maioria das pessoas que tiveram imóveis invadidos foi para casas de familiares. Outra parte foi levada pela Prefeitura de Itabuna para escolas e o Ginásio de Esportes da Vila Olímpica do Professor Everaldo Cardoso. São 160 famílias desabrigadas em Itabuna.

Água no Rio Cachoeira subiu nove metros, segundo a Defesa Civil de Itabuna || Foto Pimenta

Já em Ilhéus, o Rio transbordou nos bairros Salobrinho e Banco da Vitória, deixando, pelo menos, 20 famílias desabrigadas. Moradores de um condomínio de luxo, o Cidadelle, na saída de Itabuna para Ilhéus, ficaram isolados. Um supermercado, o Atacadão, na mesma região foi parcialmente alagado (reveja aqui).

A água também invadiu vários trechos da BR-415, entre Ilhéus-Itabuna. Por isso, o tráfego de veículos foi suspenso no início da noite (confira aqui).

De acordo com o coordenador da Defesa Civil de Itabuna, Kaique Brito, a expectativa é de que o Cachoeira pare de subir nas próximas horas, porque o volume de chuvas nas cabeceiras dos rios Salgado e Colônia diminuiu um pouco. Mesmo assim, ele recomenda que as pessoas de áreas ribeirinhas busquem um lugar seguro para abrigarem-se, pois há maior preocupação com as chuvas concentradas na região de Jussari, banhada pelo Rio Piabanha, um dos tributários do Cachoeira. Atualizado às 22h25min para acréscimo de informações.

Rota Transportes suspende serviços na linha Ilhéus-Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Rota Transportes comunicou, há pouco, a suspensão temporária dos serviços da linha Ilhéus-Itabuna. Desde o início da noite desta sexta-feira (2), o trecho da BR-415 (Rodovia Jorge Amado) que liga os dois maiores municípios do sul da Bahia está interditado.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), há pontos de bloqueio devido à cheia do Rio Cachoeira, que está cerca de 9 metros acima do nível normal, o que provocou a inundação de trechos da Ilhéus-Itabuna, um deles nas proximidades da sede regional da Ceplac, a menos de 10 quilômetros da área urbana de Itabuna.

O sul da Bahia registra chuvas intensas há quase 30 dias. A situação começou a se agravar desde o final da semana passada, quando municípios banhados por afluentes do Cachoeira, no Médio Sudoeste, passaram a sofrer com chuva mais forte.

Gol Seleção e Fiat Argo são algumas das séries tendo a Copa como apelo
Tempo de leitura: 2 minutos
Ícaro Mota é consultor automotivo

Carro e futebol são duas paixões compartilhadas por uma imensidão de pessoas. Tenho certeza que você há de concordar comigo. Quando as duas se juntam, ficam ainda melhores.

Desde 1982, uma pequena porção de fabricantes tem “juntado” o setor futebolístico ao automobilístico.

O chute inicial partiu da Volkswagen, que naquele ano lançou o Gol Copa. Daí, puxou a fila, que se estendeu para Fiat, GM e Hyundai.

Cito aqui alguns exemplos: Uno Rua, Monza Club, Gol Seleção, HB20 Copa, S10 e Corsa Champ.

Agora em 2022 a copa sediada no Catar não ficou esquecida pela Hyundai, pois neste ano foi lançado o HB20 Copa do Mundo III.

O que todos esses caros têm em comum são emblemas exclusivos e mimos espalhados em seu interior e exterior que remetem a algo ligado ao esporte. Posso citar como exemplo as rodas de liga leve do Fox Seleção 2014, que lembram muito uma bola de futebol.

Fox Seleção vinha com rodas que pareciam bola de futebol || Foto Carrosnaweb

Mesmo não tendo a sua produção tão limitada quanto pode parecer, eles são carros que com o passar do tempo acabam tendo maior facilidade de revenda sobre as versões que não são “exclusivas” com mesmo ano de fabricação.

Ícaro Mota é consultor automotivo e diretor da I´CAR. A coluna é publicada às sextas-feiras.

Clique e confira mais no Instagram.

Tite defende time que perdeu para Camarões || Foto Lucas Figueiredo/CBF
Tempo de leitura: < 1 minuto

O técnico Tite afirmou, em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (2), após derrota de 1 a 0 do Brasil para Camarões, que a “Copa do Mundo não dá uma segunda chance”. Segundo o comandante da seleção brasileira, os jogadores têm que se recuperar rápido do revés, pois a equipe canarinho volta a entrar em campo já na próxima segunda-feira (5), quando enfrentará a Coreia do Sul pelas oitavas de final a partir das 16h (horário de Brasília).

“Tem que sentir quando se perde, pois faz parte da vida. Porém, o futebol e a competição te proporcionam, até por termos vencido dois jogos, uma segunda chance. Mas temos que ficar sentidos até a tarde de amanhã, quando iniciarmos a preparação”, declarou o treinador do Brasil.

Segundo Tite, o mérito da vitória é todo da equipe africana, que triunfou no Estádio de Lusail graças a um gol do atacante Aboubakar: “Camarões teve mérito de marcar o gol e vencer o jogo. Todos nós perdemos, pois nossa preparação é conjunta, a vitória é conjunta e a derrota é conjunta”.

Reunião do Gabinete de Crise definiu medida contra efeitos das chuvas || Foto PMI
Tempo de leitura: < 1 minuto

O prefeito Mário Alexandre, Marão (PSD), pôs o município de Ilhéus em situação de emergência, nesta sexta-feira (2), devido aos alagamentos e deslizamentos de terra provocados pelas chuvas que caíram na cidade nas últimas semanas. A decisão foi tomada durante reunião do Gabinete de Crise, com a presença do vice-prefeito Bebeto Galvão (PSB) e de secretários municipais.

De acordo com a Defesa Civil, de 16 de novembro até hoje, o acumulado das precipitações no município é de 252 milímetros, equivalente a 252 litros por metro quadrado, em média.

“É um momento difícil, nas últimas horas choveu 85 milímetros. Cinco localidades da zona rural estão isoladas, mas sem intercorrências mais graves. Continuaremos trabalhando em conjunto com todas as instituições para dar segurança à nossa população”, disse o prefeito. Uma das comunidades isoladas é a de Maria Jape, como noticiado pelo PIMENTA.

Até o momento, a coordenação local da Defesa Civil já atendeu 32 ocorrências de alagamentos e deslizamentos de terra. A situação é crítica nas zonas ribeirinhas dos bairros Banco da Vitória e Salobrinho, além da Vila Cachoeira.

Segundo o prefeito, a Prefeitura disponibilizou equipes para ajudar a população a retirar móveis de casas em risco. Casos de emergência devem ser reportados pelo telefone da Defesa Civil: (73) 9 7400-7521.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Equipes da 71ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) prenderam, na quinta-feira (1º), um homem que tinha mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça mineira, durante abordagem na região da Beira Rio, em Canavieiras.

Os policiais encontraram o foragido em uma região de mangue. Após verificação de documento, ficou constatado que o homem possuía um mandado, como contou o tenente Matheus Rodrigues, lotado na 71ª CIPM.

“Realizamos uma ação de rotina na região, quando o homem foi abordado. Apresentamos o foragido da Justiça na Delegacia”, finalizou o oficial.

"As pessoas estão com fome", diz líder comunitária
Tempo de leitura: 2 minutos

O Rio Cachoeira voltou a subir e cobriu a ponte que dá acesso a Maria Jape pelo Banco da Vitória, em Ilhéus. O segundo acesso ao distrito, pela zona sul, não é uma alternativa, nesta sexta-feira (2), pois a Ponte da Tranquilidade foi coberta pelo Rio Santana. “Estamos totalmente ilhados”, resumiu a presidente da Associação dos Moradores de Maria Jape, Layala Vaz, em conversa com o PIMENTA.

As duas pontes que levam a Maria Jape estão interditadas

Considerando os moradores das adjacências, Maria Jape tem pouco mais de 200 famílias, estima a presidente. A comunidade não sofre com alagamentos, mas já falta comida nas casas de pessoas que, ao longo desta semana, por razões diversas, não deixaram a vila para comprar alimentos. “Realmente, as pessoas estão com fome”, alertou Layala.

A representante comunitária repassou ao PIMENTA vídeos que recebeu de moradores de Maria Jape. As gravações mostram o interior de geladeiras vazias. Numa delas, uma mãe mostra o que tem para alimentar quatro filhos. “Só tem uma carcacinha aqui na geladeira e uma acerola pra fazer o suco”.

O envio de mantimentos para a comunidade é difícil, pois a correnteza torna a travessia do Rio Cachoeira muito arriscada. “Agora, só se chega aqui de helicóptero ou de embarcação, pela região do Rio do Engenho”, concluiu Layala.

A presidente da Associação é uma das pessoas mobilizadas para ajudar a população de Maria Jape. Quem quiser se juntar a essa corrente pode entrar em contato pelo telefone  (73) 9 8103-7474.

Reitoria anunciou suspensão nesta sexta (2)
Tempo de leitura: < 1 minuto

O reitor Alessandro Fernandes de Santana determinou a suspensão temporária das aulas presenciais na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, a partir desta sexta-feira (2). As atividades do semestre em curso seguirão de forma remota até 10 de dezembro.

De acordo com a assessoria da Universidade, a medida visa preservar a comunidade acadêmica do perigo de trafegar nas estradas em meio às fortes chuvas que atingem o sul da Bahia, além da nova onda de casos de Covid-19.

O risco iminente de alagamentos em trechos da BR-415, que dá acesso à Uesc via Ilhéus ou Itabuna, levou a Reitoria a encerrar o expediente de hoje (2) às 12h20. O perigo também vem da queda de árvores na rodovia. Ontem à noite, ao menos quatro trechos da estrada tinham árvores caídas, e duas delas sobre a pista. Atualizado às 16h33.

Com aumento do volume do rio, Ponte do Marabá foi interditada || Foto Pedro Augusto
Tempo de leitura: < 1 minuto

O nível do Rio Cachoeira subiu 5,5 metros nas últimas horas, segundo a Defesa Civil de Itabuna, e levou à interdição de pontes e fechamento de loja do Atacadão no quilômetro 24 da Rodovia Ilhéus-Itabuna. O estabelecimento liberou os funcionários nesta manhã.

O aumento no volume do Cachoeira deixa em alerta a população ribeirinha ao longo da área urbana em Itabuna e também no condomínio Cidadelle, situado próximo ao limite dos municípios de Ilhéus e Itabuna.

Uma das pontes de acesso ao Cidadelle e ao Atacadão foi interditada. Já na região central de Itabuna, a Ponte do Marabá, que liga bairro Goés Calmon e Centro, também foi fechada para veículos.

Tanto o atacarejo quanto o condomínio de luxo ficaram inundados na enchente registrada em dezembro do ano passado. Confira vídeo feito pelo publicitário Silas Silva.

Água tomou conta de ruas na região central da cidade
Tempo de leitura: < 1 minuto

A noite desta quinta-feira (1º) foi de chuva forte e alagamentos em Barro Preto, no sul da Bahia. Moradores divulgaram imagens da água invadindo ruas e casas da região central da cidade. Segundo o site Climatempo, a previsão é de mais chuvas no município neste final de semana.

Chuva provocou enxurradas em Barro Preto

“Gente, a água está descendo a ladeira, parecendo um rio. Olha pra isso. A gente nunca viu isso. Meu Pai Amado!”, disse um mulher ao filmar a enchente. Outros moradores mostraram suas casas tomadas pela água. “Eu já vim correndo, porque sabia que ia alagar”, lamentou um jovem. Confira vídeo.