Zelito Miranda faleceu na madrugada desta sexta-feira, em Salvador
Tempo de leitura: < 1 minuto

O cantor e compositor baiano Zelito Miranda faleceu na madrugada desta sexta-feira (12), em Salvador, por complicações pulmonares. A morte foi confirmada pela assessoria do cantor e pela esposa.

O músico passou mal no final da madrugada. Ele estava em casa. A esposa, Telma, acionou o Samu 192, mas ele morreu a caminho do hospital.

A menos de duas semanas, o cantor saudava a vida com a futura chegada do neto Ian, da filha Clarice.

Zelito teve a saúde dos pulmões agravada por uma pneumonia, no ano passado, quando ficou internado em tratamento intensivo na UTI do Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador. O tratamento da pneumonia durou cerca de um mês.

O cantor deixa esposa, Telma, e as filhas Luiza e Clarice. O enterro de Zelito deve ocorrer às 16h30min, no Bosque da Paz, na capital baiana.

Músico há 40 anos, Zelito Miranda é definido como O Rei do Forró Temperado. A discografia é composta por 1 DVD e 12 CDs em sua carreira. Era dos nomes mais requisitados nas festas juninas na Bahia e em todo o Nordeste. A carreira também foi marcada por passagem pelos Novos Bárbaros.

PESAR

A morte do cantor nascido em Serrinha (BA) gerou clima de comoção em diversos meios. Políticos como o governador Rui Costa e o secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Davidson Magalhães, lamentaram a partida de Zelito Miranda.

“Que Deus conforte seus familaires e amigos neste momento de profunda tristeza. A música baiana está de luto”, escreveu Rui em sua conta no Twitter. Davidson lembrou que o músico foi autor da maioria dos seus jingles. “Foi compositor de muitos jingles de campanhas minhas. Pessoa e artista admiráveis!”, expressou o secretário em redes sociais.

Rosemberg Pinto reúne cerca de 500 pessoas em plenária da cultura, em Salvador || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 3 minutos

O som do berimbau ecoa e o tradicional banho de pipoca anuncia um novo momento para a Cultura na Bahia. Desta forma, gestores públicos, representações sociais, políticos e profissionais foram recepcionados, nesta semana, na plenária que debateu o futuro do setor no estado. Superando as expectativas da organização, cerca de 500 pessoas participaram do evento que aconteceu na Casa Rosa no bairro do Rio Vermelho, em Salvador.

Com muita dança, música, manifestos, representatividade e, acima de tudo, esperança, expressões culturais apresentaram suas demandas e abraçaram o novo projeto político apresentado pelo deputado estadual e candidato à reeleição Rosemberg Pinto (PT). No centro do debate, além do parlamentar, a secretária estadual de Cultura, Arany Santana. A condução ficou por conta do ator e humorista Sulivã Bispo.

Na pauta, a retomada da Cultura na centralidade das políticas públicas, do protagonismo dos blocos afro, afoxés e de samba; a presença da capoeira nas escolas públicas, a saúde das baianas de acarajé e sustentabilidade da cadeia produtiva do dendê, a importância da valorização das filarmônicas, do audiovisual, dos festivais, da cultura popular e periférica.

PAUTAS RELEVANTES

A secretária estadual da Cultura, Arany Santana, falou sobre a diversidade das manifestações culturais na capital e interior, do legado de artistas consagrados e da representação identitária do povo baiano, na culinária, dança, artes. Ao deputado Rosemberg, líder do Governo e identificado com a Cultura, agradeceu a parceria. “Ele é um grande apoiador da Cultura, desde os tempos da Petrobras, quando ajudou os blocos afro e afoxés. Parabenizo também por promover esse encontro e apoiar essa gestão. Enquanto líder, ajudou a destravar muitas pautas de interesse para o setor”, declara.

Para o parlamentar, a oitiva (como caracterizou o evento) – para além do espaço institucional – foi muito enriquecedor para impulsionar o desenvolvimento e a capilarização do setor. “Na condição de parlamentar, é preciso que, além de ouvidor, tenhamos a capacidade e a possibilidade de alterar o status quo. Mais do que avaliar o que foi feito, e aí eu reconheço o legado de todos que passaram pela pasta, precisamos pensar como vai ser daqui para frente, o que falta”, ressalta, se dirigindo aos gestores e legisladores presentes, além de candidatos ao pleito.

Ainda segundo ele, a Cultura tem que ser olhada de forma estratégica. “Eu não posso debater apenas a ponte Salvador-Itaparica, apenas os investimentos nas policlínicas, hospitais – que são importantes – eu quero discutir as estruturas também para a nossa negrada fazer cultura em cada canto desse estado. É dessa forma que garantiremos a transformação”, discursa, enquanto é aclamado pelos presentes.

CONJUNTURA POLÍTICA

Rosemberg aborda conjuntura política nacional, que sufocou financiamento da cultura

Sem ministério e orçamento previsto para a Cultura, o parlamentar parabenizou o trabalho de colegas que atuam na Câmara Federal, responsáveis pela aprovação das leis emergenciais, e que garantiram a retomada do crescimento do setor no estado.

“A nossa dor é na cidade, é na cidade que a gente mora, que a gente faz cultura, que a gente vive. Se a gente não tiver a descentralização de investimentos para chegar nas cidades, independentemente de quem seja o presidente ou governador eleito, a angústia vai permanecer. O projeto do qual eu faço parte reconhece que é necessário dar um salto ainda maior na política cultural do estado da Bahia”, anuncia Rosemberg Pinto.

“Não podemos retroagir, aceitar a cultura da simbologia que era feita por essa turma quando estava no poder”, afirmou. Da plenária, participaram os deputados federais Bacelar e Lídice da Mata, as vereadoras Marta Rodrigues e Maria Mariguela e a socióloga Vilma Reis, pré-candidatos a deputados federais.

Ivone Gebara é a convidada do quadro Proseando
Tempo de leitura: < 1 minuto

O quadro Proseando, do canal do YouTube Prosa Filosófica, vai contar com a participação da freira, filósofa e teóloga feminista Ivone Gebara, nesta sexta-feira (5), a partir das 18h. A intelectual e militante vai bater um papo com o filósofo Aldineto Miranda, professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) e anfitrião do canal.

Ivone é uma das fundadores do Católicas pelo Direito de Decidir (CDD), grupo criado em 1993 por religiosas que defendem a descriminalização do aborto. É autora de diversas obras, a mais recente lançada neste ano sob o título Esperança Feminista.

Abaixo, o link da transmissão do programa, que será ao vivo.

Espaço terá palco, iluminação, sonorização e arquibancada || Foto Álvaro Coelho
Tempo de leitura: < 1 minuto

O bosque da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus, foi o local escolhido para a construção de uma miniarena. Segundo a Reitoria, trata-se do projeto de um pequeno palco, equipado com instalações de som e luz, além de uma arquibancada de dois degraus. O futuro espaço cultural terá áreas reservadas para cadeirantes.

“Essa é uma das metas que foram alinhadas entre Reitoria e a Prefeitura do Campus, com o objetivo de estruturar e ampliar os ambientes de convivência na Universidade, visando tornar o Campus Professor Soane Nazaré de Andrade um local cada vez mais acolhedor e agradável,” explica o reitor Alessandro Fernandes.

O reitor acrescenta que a construção do pequeno anfiteatro faz parte da requalificação urbanística e paisagística do bosque, dos principais espaços de convivência e contemplação da Uesc.

Inscrições para festival vão até 30 de agosto || Foto André Peirão
Tempo de leitura: 2 minutos

De volta à modalidade presencial, o Festival de Dança Itacaré chega à décima edição e celebra a marca ampliando as possibilidades de participação para artistas de todo o Brasil. Além de espetáculos, trabalhos de rua ou alternativos, também serão contempladas propostas de oficinas-espetáculos.

Serão cinco trabalhos cênicos, que se configuram como espetáculos já estreados ou inéditos em formato de solo, dueto ou trio, com cachê de R$ 3 mil. Já na categoria trabalhos de rua ou espaço alternativo, serão selecionadas três performances, que receberão R$ 2,5 mil cada.

Por fim, duas oficinas-espetáculos comporão o festival, uma em Ilhéus e outra em Itacaré. Para esta atividade, o cachê será de R$ 3 mil para cada proposta. O resultado será divulgado no dia 16 de setembro.

A décima edição do Festival de Dança de Itacaré superou os limites do próprio município e também terá atividades em Ilhéus, de 5 a 11 de novembro. A produção disponibilizará para os artistas ou grupos selecionados hospedagem, transporte, cachê e ajuda de custo na alimentação diária.

INSCRIÇÕES

O único meio de inscrição é o formulário disponível no site https://festivaldedancaitacare.com.br/ANO-X/, que ficará disponível até 30 de agosto de 2022.

Segundo a idealizadora do festival, Verusya Correia, o evento deste ano tem como tema Experiências dançantes, trazendo a perspectiva da dança do presente como ato de enunciação, uma situação concreta, que contempla incertezas, conflitos, além de visão não dicotômica do mundo.

“O festival é um lugar plural, diverso. A retomada presencial traz a possibilidade de aproximação, de convívio. Esse corpo a corpo, suor, fala, escuta e toque fazem toda a diferença”.

O décimo Festival de Dança de Itacaré é promovido pela Associação Comunidade Tia Marita, com apoio institucional da Casa Ver Arte e apoio financeiro do Governo da Bahia, por meio do Fundo de Cultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.

Ita Pedro reuniu quase 30 atrações musicais em 4 noites de festa || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Itabuna, por meio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), está promovendo a premiação de artistas e bandas que se apresentaram no Ita Pedro. A votação popular será encerrada nesta sexta-feira (5) e está disponível no Instagram da festa de São Pedro.

Ao todo, são três categorias que recebem a votação – Ouro da Casa, Melhor Show e Atração Revelação.

Na categoria Ouro da Casa, estão concorrendo locais Cacau com Leite, Cris Lima, Pegada X, Kaio Oliveira, Neto LX, Lordão, Sinho Ferrary, Noberto Curvelo, Trio da Huanna e Neto Gasparzinho.

Na categoria Melhor Show, concorrem Alcymar Monteiro, Zé Vaqueiro, Harmonia do Samba, MC Rogerinho, Batista Lima, Solange Almeida, Tarcísio do Acordeon, Eber Lima e Miguel, João Gomes, Marcynho Sensação, Lá Fúria, Kart Love, Bell Marques e Thiago Brava.

Na categoria Atração Revelação, figuram Cris Mel, Originais do Forró, A Tarraxada, Pegada X e Cristal Som.

“A ideia é justamente consolidar ainda mais a marca Ita Pedro – Melhor São Pedro de Todos Os Tempos. Todo grande evento sempre tem uma marca para fixar”, afirma o diretor-presidente da FICC, Aldo Rebouças.

Povoado será palco de celebração religiosa
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nossa Senhora Santana e São Joaquim recebem, desde a última semana, homenagens no povoado do Rio do Engenho, na zona rural de Ilhéus. As celebrações chegarão ao fim neste domingo (31), com a Festa Memorial.

A programação do último dia do evento começará às 5h, momento da alvorada festiva. Depois, às 6h, será a vez do Ofício da Imaculada Conceição. Às 7h, será feita a Oração do terço de Nossa Senhora.

A procissão náutica que integra o festejo chegará ao Rio do Engenho às 8h30min, antes da animação de louvor e da Santa Missa Campal, marcada para as 10h, em frente à histórica Capela do Engenho Santana. Depois, às 11h, o povoado será palco de uma procissão ao som da banda da Polícia Militar da Bahia.

A celebração tem apoio do Sebrae, Satélite Esporte Clube de Remo, Instituto Baía do Pontal-Ilhéus (IBP-I) e Prefeitura de Ilhéus.

Fabrício e Geraldo organizaram Poesia de Aluvião, lançado pela Editora Patuá
Tempo de leitura: < 1 minuto

Acaba de sair do prelo a coletânea Poesia de Aluvião: novos territórios da literatura sul-baiana contemporânea, que reúne obras de 15 poetas da região. Os poetas Fabrício Brandão, editor da revista Diversos Afins, e Geraldo Lavigne de Lemos foram os organizadores do livro e integram a lista de autores. O produção coube à Editora Patuá.

“A obra simboliza uma conquista e, mesmo em tempos pandêmicos, foi pensada e organizada com o intuito de fortalecer a produção literária desse importante eixo da Bahia. Por isso, não há palavra mais importante para o momento do que a gratidão”, escreveu Fabrício ao noticiar a boa nova.

Capa da coletânea Poesia de Aluvião

Além de Fabrício e Geraldo, os poemas são assinados por Aleilton Fonseca, André Rosa, Daniela Galdino, Heitor Brasileiro Filho, Iolanda Costa, Leila Andrade, Lia Sena, Marcus Vinícius Rodrigues, Rita Santana, Rodrigo Melo, Tales Santos Pereira, Telma Sá e Tereza Sá.

A coletânea pode ser adquirida no site da editora (acesse aqui).

Quizila durante show em Ilhéus || Foto Palco MP3
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Banda Quizila volta às origens do reggae de estuário em show com a sua primeira formação, nesta sexta-feira (29), a partir das 21h, no Flow Burger Bar, localizado na Avenida Soares Lopes, em Ilhéus.

Será a primeira vez, em mais de cinco anos, que Anthone Cidra (contrabaixo), Binho Ribeiro (guitarra adubada), Fabrício Vasconcelos (voz) e Lula Soares Lopes se reunirão novamente.

O show terá participação especial de Secão, com abertura do DJ Danley. Abaixo, ouça Orgânico, álbum lançado pela banda ilheense em 2017.

Aldo Rebouças, da FICC, apresenta projeto do Celebra Itabuna a religiosos || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O respeito à liberdade de culto e de crença e o combate à intolerância religiosa serão foco principal do Celebra Itabuna programado para os próximos dias 27 e 28 de julho, que marcará as comemorações pelos 112 anos de emancipação política de Itabuna, no sul da Bahia. O Celebra é promovido pela Prefeitura.

Durante dois dias, as comunidades cristã católica e evangélica e de religiões de matriz africana desfrutarão de momentos de louvor, adoração e interação com expoentes da música gospel, de ministérios católicos de música, além de representantes da cultura afro-brasileira.

A Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC) está ultimando detalhes para a definição e divulgação da grade de artistas que subiram ao palco do Celebra Itabuna, que será espaço realizado no estacionamento da Câmara Municipal de Vereadores, na confluência da Avenida Mário Padre e da Praça Rio Cachoeira.

De acordo com o presidente da FICC, Aldo Rebouças, na quarta-feira (27), a partir das 19h, está programado show musical com artistas gospel. Já no Dia da Cidade, 28 de Julho, a programação terá início às 14h, com show musical dedicado à cultura afro-brasileira.

Na sequência, os representantes das religiões de matriz africana e de movimentos afros sairão em cortejo por avenidas e ruas da cidade. O Celebra Itabuna será encerrado com show de artistas representantes da música católica, a partir das 19h.

Segundo Aldo Rebouças, a decisão do prefeito Augusto Castro (PSD) em promover um festival reunindo e difundindo nomes do cenário nacional da música católica, gospel e da cultura afro, visa fomentar o turismo religioso no município de Itabuna, bem como possibilitar e mediar discussões e debates sobre questões relacionadas à liberdade de crença e de culto e estimulando o combate à intolerância religiosa.

Prefeito e auxiliares em reunião com pastores e missionários evangélicos
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Celebra Itabuna, evento religioso marcado para os próximos dias 27 e 28, foi tema de reunião do prefeito Augusto Castro (PSD) com pastores e missionários evangélicos, nesta quarta-feira (20), no Itabuna Palace Hotel. A celebração fará parte das comemorações dos 112 anos do município.

A cargo da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (Ficc), o Celebra Itabuna vai ocupar a Avenida Mário Padre, nas imediações da Câmara de Vereadores. De acordo com o presidente da Ficc, Aldo Rebouças, o evento será uma ação ecumênica, com momentos dedicados a católicos, evangélicos e membros de religiões de matriz africana.

O presidente do Conselho Itabunense de Ministros e Pastores Evangélicos (Cimpe), bispo Antione Mendonça, da Igreja Batista Missionária da Paz, fez questão de ressaltar a oportunidade dada aos líderes religiosos no sentido de colaborar, discutir e opinar sobre as atrações para o evento.

Já o pastor Geraldo Meireles, da Igreja Batista Teosópolis, enfatizou a importância da construção coletiva do projeto. “É indispensável que as lideranças evangélicas participem da construção do evento, porque são elas que sabem o que pode atrair o público-alvo, o que toca o coração das pessoas”, explicou.

A diretora-geral das Escolas Adventistas do 7º Dia no Sul e Extremo-sul da Bahia, Joelma do Vale, também aprovou a iniciativa do governo municipal. “A Prefeitura tem demonstrado isso, quer opiniões, quer a nossa participação e isso é muito louvável. A cidade precisa dessa união, dessa unidade em prol do bem”.

Filósofa e psicanalista Viviane Mosé é convidada especial da abertura da FLI
Tempo de leitura: 2 minutos

A quinta edição da Festa Literária de Ilhéus (FLI) terá sua abertura oficial nesta quarta-feira (13), às 19h, no Sindicato Rural de Ilhéus, e seguirá até sábado (16), com diversas atividades. Promovida pela Editus e a Academia de Letras de Ilhéus, a FLI tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Pedro Calmon.

Também apoiada pela Pró-reitoria de Extensão da Uesc, a edição deste ano homenageia o professor, escritor e babalorixá Rui do Carmo Póvoas. Na abertura, será feita a entrega do Prêmio Sosígenes Costa de Poesia, marcando os 26 da Editus, editora da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). A noite também contará com palestra da filósofa e psicanalista Viviane Mosé.

PROGRAMAÇÃO

Na quinta-feira (14), às 9h, o Sindicato Rural acolherá bate-papo sobre a poesia modernista na contemporaneidade, com a participação dos escritores Aleilton Fonseca, André Rosa, Cátia Hughes e Geraldo Lavigne. No mesmo local, às 14h, a obra de Fernando Leite Mendes será tema de roda de conversa com os escritores Cyro De Mattos, Ivo Korytowski, Pawlo Cidade e Wilson Mendes.

Na sequência, às 16h, a mesa reunirá as escritoras Elisa Oliveira, Kali Oliveira, Luh Oliveira e Neila Brasil para discutir as especificidades da escrita para o público infantil. Depois, às 18h, haverá lançamento coletivo de livros com autores independentes.

A programação continua no mesmo local na sexta (15), a partir das 9h, com bate-papo sobre gênero e linguagem, mediada por Elis Matos, Iran Melo e Tales Pereira/Tallýz Mann. Às 14h, os professores e comunicólogos Edgard Abbehusen, Julianna Torezani e Rita Virginia Argollo, conversarão sobre arte e controle nas redes sociais.

Ainda na sexta, às 16h, os poetas Fabrício Brandão, Jane Hilda Badaró, Maria Luiza Heine e Tcharly Briglia se reúnem à mesa para discutir a presença da arte e da poesia na internet. A discussão será sucedida por um sarau.

No sábado (16), às 10h, Karen Ramos, Milena Magalhães e Thiago Soares discutem as relações entre música, literatura e artivismo. Já às 15h, será a vez do debate sobre favela, juventudes e narrativas do mundo, com os professores Rodrigo Bomfim e Rodrigo Felha.

A atividade de encerramento da festa contará com a presença do escritor Jeferson Tenório, autor de O avesso da pele, vencedor do Prêmio Jabuti de Melhor Romance em 2021.

A FLI também oferecerá workshops gratuitos. Interessados devem se inscrever neste link.

Solange e Tarcísio comandam segunda noite do Itapedro
Tempo de leitura: 2 minutos

A segunda noite de shows do Itapedro, melhor São Pedro de todos os tempos, nesta sexta-feira (1º), vai ser comandada pelos cantores e compositores Tarcísio do Acordeon e Solange Almeida. Hoje, também se apresentam Eber Lima e Miguel, Cristal Som, Kaio Oliveira, Neto LX e Batista Lima.

Mais de 40 mil pessoas foram à primeira noite do Itapedro, segundo Prefeitura

O Itapedro segue até domingo (3), na estrutura montada na Avenida Princesa Isabel, próximo da sede da Prefeitura de Itabuna, responsável pela realização da festa com apoio Governo do Estado. Confira a programação completa aqui.

Zé Vaqueiro canta para multidão no Itapedro

De acordo com a Prefeitura, mais de 40 mil pessoas foram à primeira noite de shows, ontem, e curtiram o som da banda Harmonia do Samba, do cantor Zé Vaqueiro, da banda Cacau com Leite e de outras atrações.

Espaço em frente ao palco foi reservado a pessoas com mobilidade restrita

Além da multidão, a abertura do Itapedro foi marcada pela presença de pessoas com deficiência física, que tiveram espaço exclusivo em frente ao palco. Sem esse tipo de atenção especial, elas dificilmente teriam a oportunidade de curtir os shows de modo confortável.

Ciclistas de Itabuna e Ilhéus no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno
Tempo de leitura: 3 minutos

O sol ainda repousava quando o grupo Pedal da Fé se reuniu em torno da câmera do celular, nesta quarta-feira (29), e rezou o Pai Nosso. Os ciclistas deixaram Itabuna, no sul da Bahia, no último dia 12, um sábado, em direção a Trindade, em Goiás, destino da Romaria do Divino Pai Eterno, que atrai romeiros de todo o país. O momento de concentração, em Abadiânia, antecedeu a saída para o último trecho do percurso, de 112 km.

“Tá chegando, galera! Tá chegando, tá chegando, galera! Só faltam 5 km”, anunciou Fábio Lopes, eufórico, em mensagem de áudio ao grupo de WhatsApp 2ª Cicloviagem Pai Eterno, por meio do qual o PIMENTA acompanhou a romaria.

“Já estou vendo o portal [da cidade]”, avisou Fábio, vinte minutos depois. “Estou do outro lado da BR, esperando meus companheiros pra esse grande momento de felicidade”, completou o itabunense, a voz já embargada, deslizando da euforia às lágrimas.

Da esquerda para a direita, Fábio, Limoeiro, Moisés, Quitéria, Simone e Dinarte

Minutos depois, chegaram José Carlos Limoeiro e Simone Barreto, que iniciaram a viagem em Ilhéus, e Moisés Ferreira, Quitéria Messias e Dinarte Cruz, que completam os representantes itabunenses do grupo. Todos aparecem na foto acima.

Já no Santuário Basílica do Divino Pai Eterno, Moisés demonstrou surpresa com a recepção ao grupo. “Pessoal da Igreja, de rádio, televisão, blog. Não imaginei que a gente tava fazendo esse reboliço. A gente já recebeu a bênção do padre e lembrança da Igreja. Estou extasiado com tudo que está acontecendo. Não esperava. Estou muito emocionado. Nunca vivi o que estou vivendo agora”, declarou, agradecendo à equipe de apoio.

Dinarte faz autorretrato com José Limoeiro ao lado e Moisés ao fundo

À porta do templo, o repórter de uma emissora local perguntou a idade de Limoeiro. “77, mas é biológico”, brincou o veterano do grupo ao responder, acrescentando que se sente agradecido pela família que construiu. “E a alegria de fazer essa caminhada com essa turma boa. Eu levo tudo como se fosse uma brincadeira de criança”, emendou.

Ana Salles também é ciclista de longa distância, mas, dessa vez, não acompanhou os companheiros de pedal, pois se recupera de graves problemas de saúde. Devota do Divino Pai Eterno, fez a viagem de ônibus para agradecer pela própria vida e relatou a experiência durante entrevista.

– Eu estava com infecção generalizada, ninguém dava nada por mim. Mas, Deus, o Divino Pai Eterno, teve misericórdia por mim e estou aqui hoje para agradecer toda essa graça que eu tive. Todos os dias da minha vida, não vou me cansar de agradecer a Deus e aos meus amigos, que não me deixaram ficar sozinha em momento nenhum. Quando eu estava no CTI [Centro de Tratamento Intensivo], à noite, eles passavam de bicicleta e rezavam na porta do CTI, pedindo por minha saúde. Eu não escutava, mas Deus escutou o pedido deles.

Festa terá quatro noites de shows e grandes atrações musicais
Tempo de leitura: 2 minutos

O Itapedro, que promete ser o melhor São Pedro de todos os tempos, começará nesta quinta-feira (30), às 19h30, e seguirá até domingo (3), na Arena Zé Cachoeira, localizada na Avenida Princesa Isabel, em Itabuna, sul da Bahia.

Com grandes atrações musicais e orçada em R$ 3,6 milhões, a festa é promovida pela Prefeitura de Itabuna em parceria com o Governo do Estado. Confira, abaixo, a programação completa e o esquema especial de mobilidade urbana montado para o evento.

SHOWS

Antes do início dos festejos na arena, a Praça Olinto Leone, no Centro, recebe, hoje (29), às 17h, uma palinha da festa, com apresentação do conjunto de forró Big Xote, seguida de Casamento na Roça. Às 19h, o dançarino Marcelinho conduzirá o público com sua Aula Show de Forró. A Banda Forró Caxangá encerra o ato de abertura.

Na quinta-feira (30), apresentam-se a Banda Originais do Forró, Cacau com Leite, Cris Lima, Felipe e Enzo (Pegada X), MC Rogerinho, Harmonia do Samba e Zé Vaqueiro.

Na sexta-feira (1º), será a vez de Eber Lima e Miguel, Cristal Som, Kaio Oliveira, Neto LX, Batista Lima, Solange Almeida e Tarcísio do Acordeon.

A terceira noite de festa, no sábado (2), ficará por conta de Gabriel K, Banda Lordão, Sinho Ferrary, Marcynho Sensação, La Fúria, João Gomes e A Tarraxada.

O encerramento do Itapedro, no domingo (3), levará ao palco da Arena Zé Cachoeira a irreverência de Trio da Huanna e a lenda viva do axé music, Bell Marques, que tem amplo repertório de forró dos tempos de Chiclete com Banana. A noite terá ainda os shows de Kart Love, Norberto Curvelo, Thiago Brava e Neto Gasparzinho.

MUDANÇAS NO SISTEMA DE TRÂNSITO

A Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (Settran) informa que, nos três dias de festa na arena, a partir das 17h, o tráfego de veículos será interditado nos dois sentidos da Avenida Princesa Isabel, no trecho que vai das imediações da rotatória do São Caetano ao cruzamento com a Monoel Chaves.

Nas noites de quinta (30) a domingo (3), o transporte coletivo terá frota de ônibus reforçada e funcionará em horário estendido, com linhas saindo dos bairros até as 23h e, em vários casos, como o do Nova Itabuna, com saídas no intervalo das 23h às 23h50.

Além disso, mototaxistas e outros prestadores de serviço do transporte alternativo terão pontos de embarque nos arredores da arena.