Luan Paixão Sousa (à esquerda) é acusado de matar o ex-sogro
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Tribunal do Júri da Comarca de Dário Meira condenou, nesta quinta-feira (29), Luan Paixão Sousa de Jesus a 16 anos de prisão por homicídio qualificado. De acordo com as provas apresentadas pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), Luan esfaqueou o trabalhador rural Edilson da Silva Freire, 48.

Segundo as investigações, Luan Paixão, de 32 anos, matou Edilson da Silva a golpes de faca, em abril deste ano, porque não aceitava o fim do relacionamento com a filha da vítima. Para o assassino, o ex-sogro teria dificultado o retorno da relação com a mulher, que deixou o município com receio de sofrer violência.

A tese aceita pelos jurados foi a de que Luan Paixão matou o ex-sogro para se vingar da família dele. O condenado cumprirá a pena em regime fechado.

Professor confirma que foi sequestrado e abandonado em Itajuípe
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou, nesta quinta-feira (29), destalhes da ação que resultou na localização do professor Tiago Rocha, de 39 anos. O educador confirmou para os policiais ter sido sequestrado na tarde de segunda-feira (26), quando saiu de Itapé em direção a Itabuna, no sul da Bahia.

Ao receber a informação sobre o sequestro, os policiais iniciaram buscas na região e montaram pontos de bloqueio ao longo da BR-101. A PRF informou que o professor de Itapé foi localizado na segunda-feira, por volta das 20h, quando seguia, desorientado, no sentido Itajuípe-Itabuna. O educador dirigia o próprio carro, um Hyundai/Creta vermelho.

Os policiais iniciaram acompanhamento e fizeram a abordagem no Km 502 da BR-101, no posto da PRF, em Itabuna. Eles perceberam que o motorista do Creta apresentava um quadro de confusão mental e desorientação. Estava com a aparência cansada, chegou desmaiar e ter convulsões. Tiago foi levado para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães.

FOI OBRIGADO A TOMAR RIVOTRIL

Ao se recuperar, Tiago relatou que, na manhã da última segunda (26), saiu de casa para comprar medicamentos em Itabuna, quando foi surpreendido pelos assaltantes. Ele relatou que os homens foram agressivos e que, mediante ameaça, foi obrigado a ingerir comprimidos de Rivotril.

O professou detalhou que, após o consumo do medicamento, adormeceu e, quando recobrou a consciência, estava no banco de trás do veículo. Percebeu  também que o carro havia sido abandonado em Itajuípe, com a chave na ignição.

Disse ainda que seu único pensamento era reencontrar a família e tomou a decisão de seguir para sua residência em Itapé, quando foi abordado pelos policiais. O caso é investigado pela Polícia Civil. Não foi informado se os bandidos chegaram levar objetos da vítima ou que houve roubo de dinheiro.

Ex-guarda municipal acusado de matar idosa é preso depois de cinco anos
Tempo de leitura: < 1 minuto

Preso em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, o ex-guarda municipal Tony Marque dos Santos, acusado de roubo e assassinato, com requinte de crueldade, de uma idosa na Ponta da Tulha, em Ilhéus. O crime ocorreu em 2017 e, desde daquela época, estava foragido.

Com mandado de prisão em aberto, na terça-feira (27), Tony Marque foi detido por outro crime, segundo informou a polícia. Foi preso por roubo e porte ilegal de arma pela Polícia Militar. Ao chegar na delegacia, descobriu-se que o homem era procurado no sul da Bahia.

Tony era guarda municipal quando foi acusado de invadir um imóvel na Tulha e esfaquear a idosa, arrancando dedos da mão e aplicando golpes no pescoço. Ele está detido em Vitória da Conquista.

Coutinho presta solidariedade às famílias e diz que houve confronto em Itajuípe
Tempo de leitura: < 1 minuto

Numa nota em que informa ter enviado uma equipe da Corregedoria da corporação a Itajuípe, no sul da Bahia, o comando-geral da Polícia Militar da Bahia informa que teria havido um confronto de policiais militares que faziam a segurança de ACM Neto com a guarnição que perseguia traficantes e ladrões de banco, dentre eles o “Buiú”. Os policiais que não estavam em serviço teriam disparado contra a guarnição, atingindo dois dos PMs da corporação.

Os policiais atingidos e que faziam a segurança do candidato foram identificados como subtenente Alberto Alves dos Santos, que não resistiu aos ferimentos, e o sargento Adeilton Rodrigues D´Almeida.

Segundo o comando da PM, “tudo começou quando o assaltante de banco ligado a uma facção paulista, André Márcio Jesus, o “Buiú”, deixou o Complexo Penitenciário de Lauro de Freitas, às 13h30, beneficiado por determinação judicial de saída temporária”.

O criminoso teria rompido a tornozeleira na BR-324, nas proximidades de Candeias. “O fato é informado à Polícia Militar pela Seap, que iniciou as buscas ao criminoso”.

CONFRONTOS

Ainda conforme a PM, houve confronto em Uruçuca, no sul da Bahia, quando um assaltante de banco identificado como Bismark e um comparsa são interceptados. Eles reagem à abordagem e há confronto em que ambos morrem. O criminoso conhecido como Buiú segue foragido.

“Lamentamos o confronto. Estamos solidários às famílias e a determinação é que toda a ocorrência seja esclarecida. As armas foram recolhidas e o local do confronto preservado para a realização de perícia”, declarou o comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho.

Rui Costa lamentou tragédia com morte em Itajuípe || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O governador Rui Costa se pronunciou sobre a operação da Polícia Militar que resultou na morte de um subtenente e três policiais feridos, na noite de ontem (27), em uma pousada de Itajuípe, no sul da Bahia. Por meio do Twitter, Rui lamentou a morte e disse ter determinado apuração imediata e esclarecimento do crime.

– Lamento a morte do subtenente Alves, ontem, em Itajuípe, após confronto no qual outros 3 PMs ficaram feridos. Tão logo tomei conhecimento, determinei às autoridades competentes a imediata apuração e esclarecimento do fato. Manifesto total solidariedade aos familiares das vítimas – escreveu no Twitter.

 

Geane Brito (à direita) foi morta em escola de Barreiras || Fotos Redes Sociais/Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Civil do Espírito Santo confirmou, nesta terça-feira (27), que o autor do ataque que matou a estudante cadeirante Geane da Silva de Brito, de 19 anos, mantinha contato com Henrique Lira Trad, de 18 anos, acusado de ter levado pânico a uma escola da rede municipal de ensino em Vitória, no mês passado. Na oportunidade, o rapaz estava armado com dispositivos de disparo de flechas, facas e garrafas de coquetel molotov.

Detido durante o ataque à Escola Éber Louzada Zippinotti, no Espírito Santo, Henrique Trad teria afirmado aos policiais que o objetivo era matar o máximo de pessoas que conseguisse, no interior da escola. O jovem teria conseguido machucar uma criança, mas foi dominado antes que praticasse a chacina. Ele estava equipado com pelo menos nove facas ninjas e 59 flechas, além dos equipamentos para o lançar os objetos. Na mochila dele, a PM ainda encontrou três garrafas de coquetel molotov.

De acordo com a Polícia Civil, o adolescente que tentou promover uma chacina na Escola Municipal Eurides Sant’Anna, em Barreiras, no oeste da Bahia, comunicava-se com Henrique Trad pela internet. O jovem do Espírito Santo seria uma espécie de “guru” para o adolescente que morava há pouco tempo na Bahia. A polícia ainda investiga se ação do adolescente em Barreiras foi incentivada por terceiros.

O adolescente anunciou, dias antes, nas redes sociais, as intenções de praticar o ataque. Ele invadiu a escola armado com um revólver calibre 38, facão, uma bomba caseira e uma machadinha. Na ação, iniciada por volta das 7h, usou o mesmo capuz preto em que aparece em fotos na internet, para fazer publicações contra judeus, nordestinos e população LGBTQI+ . Com informações do Uol.

Grupo é acusado de usar estrutura do Detran para se apropriar de carros alugados
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) apresentou denúncia contra sete pessoas investigadas por envolvimento no esquema de apropriação indébita de carros alugados por meio da estrutura do Departamento Estadual de Trânsito da Bahia (Detran-BA). As fraudes foram descobertas pela Operação Fake Rent, deflagrada em agosto de 2021 (relembre). Essa é a terceira acusação decorrente das investigações.

De acordo com a denúncia protocolada nesta terça-feira (27), o grupo alugava veículos e utilizava documentos falsos para transferir a propriedade deles, com o auxílio de agentes públicos, inserindo informações falsas no sistema do Detran-BA. O prejuízo  identificado foi de R$ 1,5 milhão, segundo o MP-BA, mas estima-se que esse tipo de crime já tenha gerado rombo acima de R$ 9 milhões somente na Bahia.

O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público (Gaeco) aponta que Valdinei dos Santos Luz seria o principal articulador e recrutador de pessoas para integrarem a organização criminosa. Ele está preso.

Também foram denunciados o despachante Eduardo Rebouças da Silva, os servidores do Detran Fábio Santana de Matos, Lucas de Santana Santos e Luana Santos da Silva e os vistoriadores José Carlos Oliveira dos Santos e Nivaldo Silva Vieira Neto, que seriam responsáveis pela inserção de dados falsos nos sistemas informáticos.

Professor teria sido sequestrado na tarde desta segunda-feira
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) localizou, na noite desta segunda-feira (26), na BR-101, no sentido Itajuípe, um professor de Itapé que teria sido sequestrado, ao sair de casa com destino a Itabuna, na tarde de hoje, segundo informou o Blog Verdinho. Tiago Rocha foi levado para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães. Ele não teria sofrido ferimentos, mas estava em estado de choque.

Em vídeos que circularam nas redes sociais, o professor Tiago Rocha aparece deitado em uma cama, com os pés e mãos amarados. Mas ainda não se sabe exatamente o que ocorreu com o jovem, que será ouvido nas próximas horas pela Polícia Civil, responsável pelas investigações. O professor é muito querido e, segundo as primeiras informações, não tem inimigos.

 

Geane Brito (à direita) foi morta em escola de Barreiras || Fotos Redes Sociais/Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

O adolescente que matou uma estudante na Escola Municipal Eurides Sant´Anna, em Barreiras, tem 14 anos e usou a arma do pai no crime. Nas redes sociais, ele costumava fazer publicações contra judeus, nordestinos e a população LGBTQI+ e, horas antes do ataque desta segunda-feira (26), afirmou que estava tranquilo. “Nem parece que irei aparecer em todos jornais hoje”.

O ataque vitimou Geane da Silva Brito, de 19 anos, que fazia o 9º ano do Ensino Fundamental e usava cadeira de rodas. Ainda não se sabe se ela era alvo preferencial do agressor ou se apenas não conseguiu fugir dele. A jovem foi baleada várias vezes, teve o corpo ferido por golpes de facão e morreu no local.

Além de um revólver calibre 38 e do facão, o adolescente portava uma bomba caseira e uma machadinha. Na ação, iniciada por volta das 7h, usou o mesmo capuz preto em que aparece em fotos na internet.

O adolescente foi baleado por uma pessoa não identificada, que o atingiu em um dos ombros, no abdômen e em uma das pernas. O atirador foi socorrido e levado para o Hospital Geral do Oeste, onde chegou às 8h10min. Não há detalhes sobre o estado de saúde dele.

Policial, o pai do atirador disse à Polícia Civil que mantinha a arma escondida em casa e que não sabia que o filho tinha conhecimento do esconderijo.

AULAS SUSPENSAS

A Prefeitura de Barreiras suspendeu as aulas da escola por uma semana. A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) prestou solidariedade à família de Geane Brito e colocou a equipe de psicólogos da pasta à disposição para o atendimento da comunidade escolar e dos familiares da vítima. Com GloboNews.

Estudantes fogem de escola alvo de ataque em Barreiras || Reprodução
Tempo de leitura: < 1 minuto

Geane da Silva Brito, de 20 anos, foi morta na manhã desta segunda-feira (26) na Escola Municipal Eurides Sant’Anna, em Barreiras, no oeste da Bahia. Ela era aluna da instituição e foi vítima de outro estudante, que ainda não foi identificado.

O autor do crime entrou na escola com uma espingarda e um facão. Estava encapuzado e usava roupas pretas e óculos escuros. Ele deu um tiro ao chegar na escola e outro já no espaço interno. Depois, dirigiu-se até Geane e a atacou com tiros e golpes de facão. A jovem morreu no local.

A Polícia Militar foi chamada e interveio. O estudante enfrentou os policiais e acabou baleado. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Não há detalhes sobre o estado de saúde dele.

Segundo as primeiras informações, o autor do ataque é um adolescente matriculado na mesma escola, mas ele não vinha frequentando as aulas. Com informações da TV Bahia.

Na Bahia, Lula tem 47 pontos a mais que Bolsonaro|| Fotos de Ricardo Stuckert e Marcelo Camargo
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ex-presidente Lula estaria eleito no primeiro turno, em 2 de outubro, se dependesse dos eleitores baianos. É o que mostra a pesquisa Ipec (ex-Ibope) encomendada pela TV Bahia e divulgada na noite desta sexta-feira (23). Nela, o petista cresceu acima da margem de erro, passando de 61% para 65%.

De acordo com o levantamento, o presidente Jair Bolsonaro (PL) passou de 20% para 18%. Agora, a diferença entre os dois principais concorrentes ao Palácio do Planalto é de 47 pontos. Na pesquisa anterior, a diferença entre dois candidatos era de 41 pontos.

Ciro Gomes (PDT) aparece com 4%, três pontos a menos do obtido na pesquisa anterior. Em quarto lugar está Simone Tebet (MDB), com 3%, dois pontos a mais do que no levantamento anterior. Soraya Thronicke (União Brasil), que não tinha pontuado, agora aparece com 1%.

Já os candidatos Eymael (DC), Felipe d’Avila (NOVO), Léo Péricles (UP), Sofia Manzano (PCB), Vera (PSTU) e Padre Kelmon (PTB) não pontuaram. Os brancos e nulos totalizaram 4% e outros 4% não souberam responder. O Ipec ouviu 1.504 pessoas em 72 cidades baianas, de terça (20) a quinta-feiras (22). A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BA – 05576/2022 (TRE) e BR – 04999/2022 (TSE).

Philip e Roanichan são investigados pela morte de Roberto em um hotel de Salvador
Tempo de leitura: < 1 minuto

Roanichan Nahabedian Padilha, de 28 anos, e o namorado, Philip Ojeda Faria, 26, foram presos em uma rodovia de Minas Gerais, nesta quinta-feira (22), pela Polícia Rodoviária Federal. Eles são investigados pelo assassinato do empresário Roberto Neri Franco Lopo, 57.

Roberto foi encontrado morto em um hotel em Amaralina, bairro de Salvador, na noite de segunda-feira (19). Ele estava amarrado e tinha marcas de agressão no corpo, com sangramento na cabeça.

Segundo as investigações, quando o empresário chegou ao hotel, na noite de segunda, Philip e Roanichan já estariam no mesmo quarto há duas horas. Depois, o casal teria saído sem ele. Suspeita-se que Roanichan tenha atraído Roberto para o encontro.

Influenciadora digital, Roanichan é mato-grossense radicada na Bahia. Ela estudou Medicina Veterinária na Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus. Atleta de muay thai, Philip é paranaense e conheceu Roanichan em Porto Seguro, onde ela também morou.

Madeira era transportada sem licença ou autorização, segundo a Cippa
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma operação conjunta do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa) apreendeu 2.23 metros cúbicos de madeira, nesta quarta-feira (21), na BA-251, em Buerarema, no sul da Bahia.

Segundo os policiais, a carga estava sendo transportada em uma F4000, de forma ilegal, sem qualquer tipo de autorização ou licença.

O motorista do veículo assinou um termo circunstanciado e foi liberado. A madeira foi levada de volta para a fazenda de onde foi extraída, numa Área de Proteção Ambiental (APA). O material apreendido ficará sob a guarda do gerente da propriedade.

Caciques se reúnem com autoridades públicas na Aldeia Nova || Foto Alberto Maraux
Tempo de leitura: < 1 minuto

Caciques do povo Pataxó afirmam que falsos corretores de imóveis anunciam a venda de terrenos dentro da Terra Indígena Barra Velha, em Porto Seguro, no extremo-sul da Bahia. Hoje (22), em reunião na Aldeia Nova, lideranças indígenas denunciaram o caso a autoridades das polícias Civil e Militar; da Justiça Federal; da Defensoria Pública da União; e da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Desde a semana passada, uma força-tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA) atua na região. De acordo com os pataxós, bandos armados intensificaram os ataques às aldeias da Barra Velha a partir de junho passado, com o objetivo de expulsar os índios da terra.

Ao PIMENTA, sob a condição de ter o nome mantido em sigilo, uma liderança pataxó afirmou que o momento atual lembra a época dos ataques sofridos pela Barra Velha no início da década de 1950.

Criança acompanha reunião em aldeia do povo Pataxó || Foto Alberto Maraux

Segundo ele, assim como há 70 anos, quando muitos dos seus antepassados fugiram para não morrer, hoje, mulheres e crianças passam dias escondidas na mata, com medo de ataques de pistoleiros. Não há registro de novos conflitos desde a chegada da força-tarefa na região, informa a SSP-BA.

O professor (à direita) foi assassinado em Ibicuí|| Foto do suspeito reproduzida da TV Santa Cruz
Tempo de leitura: 2 minutos

Um misto de revolta, dor e emoção tomou conta da população de Ibicuí, que nesta quarta-feira (21) despediu-se do professor Isaac de Jesus Souza, de 44 anos. O educador foi encontrado morto na noite de terça-feira (20), no interior da residência onde morava. O sepultamento foi no final da tarde de hoje, no cemitério municipal de Ibicuí.

O suspeito de assassinar o professor foi preso em Itabuna e confessou o crime, conforme informou o coordenador regional da Polícia Civil, delegado Evy Paternostro. O acusado foi identificado como Fábio Souza Santos Lima Júnior, de 26 anos. Ele é morador do bairro Parque Verde, em Itabuna, e já estava preso desde a tarde de terça-feira. Ele havia sido detido numa operação policial contra o tráfico de drogas, no bairro Fonseca.

A polícia iniciou as investigações  do assassinato do professor da rede municipal de Ibicuí ainda na noite de terça-feira. Na troca de informações com a Polícia Civil de Itabuna descobriu-se que uma pessoa tinha sido detida por tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Fábio Souza estava com um CPF no nome do do educador morto.

Além de matar Isaac de Jesus, o assassino levou o veículo, notebook e o celular da vítima. De acordo com a polícia, Fábio Souza relatou que conheceu a vítima pelas redes sociais e foi convidado para ir até Ibicuí para um encontro. Lá, foram até uma pizzaria no centro da cidade e depois seguiram para a casa do educador. Imagens de câmera de segurança do estabelecimento mostram os dois juntos no local.

MORTO POR ESTRANGULAMENTO

Durante o depoimento, Fábio Souza indicou onde tinha escondido o veículo da vítima. O celular e notebook também foram recuperados pela polícia. O autor confesso do crime passou por audiência de custódia na tarde desta terça-feira e teve a prisão decretada pela Justiça. Ele será levado para o Conjunto Penal de Itabuna.

O professor foi encontrado com os braços amarrados e apresentava sinais de enforcamento. O corpo foi localizado por familiares que perceberam que Isaac de Jesus não havia comparecido para trabalhar nas escolas onde lecionava nem dava notícias desde última segunda-feira (19). Ele trabalhava na Escola Municipal São Pedro e em outra unidade particular.

O sentimento é dor e revolta na pequena cidade de Ibicuí, onde o professor era muito querido pela população, que cobra punição severa para o assassino. O sepultamento foi acompanhado por uma multidão, que lamentou a perda trágica do jovem professor. O município divulgou nota de pesar lamentando o ocorrido.