Crime aconteceu em Serra das Trempes, comunidade rural localizada entre Una e Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

Alex Barros, indígena tupinambá, foi assassinado a tiros na manhã desta quinta-feira (23), quando trabalhava na sua roça, em Serra das Trempes, comunidade localizada nos limites entre os municípios de Una e Ilhéus, no sul da Bahia.

A coordenadora executiva da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), Sonia Guajajara, denunciou o crime em publicação nas redes sociais. Segundo ela, três homens encapuzados e fortemente armados surpreenderam o tupinambá e dispararam contra ele.

MARCHA TUPINAMBÁ

A execução de Alex ocorreu às vésperas da Caminhada em Homenagem aos Mártires Tupinambá, marcada para a manhã deste domingo (26). A marcha de Olivença até o rio Cururupe, no litoral sul de Ilhéus, relembra massacre de indígenas ocorrido em 1559, naquele local, sob o comando do governador geral Mem de Sá.

A caminhada também resgata a história da resistência indígena, na região de Olivença, liderada por Marcelino José Alves, o Caboclo Marcelino, que foi perseguido e morto pela ditatura de Getúlio Vargas na década de 1930.

Polícia Civil prendeu dois homens em flagrante
Tempo de leitura: < 1 minuto

Dois quilos de cocaína, 12 munições calibre ponto 380, duas balanças e um celular foram apreendidos pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (23), em Ipiaú, no sul da Bahia.

De acordo com o delegado Isaias Neto, titular da Delegacia de Ipiaú, o material estava em uma casa na praça da Bíblia. O imóvel era usado como ponto de venda de drogas. Dois homens, de 19 e 24 anos, foram presos em flagrante por tráfico de entorpecentes.

A dupla está à disposição da Justiça. O material apreendido foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Droga apreendida em depósito em Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

Policiais civis apreenderam, nesta quinta-feira (23), no bairro São Pedro, em Itabuna, 27 tabletes de maconha, um quilo e meio de cocaína e mais de 500 gramas de crack. Além das drogas, um revólver, uma espingarda, carregadores de fuzil, metralhadora, pistola e 125 munições de diferentes calibres foram apreendidos.

A ação foi resultado de investigações realizadas com o objetivo de coibir a ação de traficantes em Itabuna. O delegado Evy Paternostro disse que o material estava escondido num terreno baldio, no bairro São Pedro. “O lugar funcionava como um depósito. Ainda prendemos um homem, de 40 anos, que deve fazer parte da quadrilha responsável pelas drogas e armas”, explicou o delegado. O homem preso seria uma espécie de ‘olheiro’ no grupo.

Os policiais também recolheram materiais para fracionamento e distribuição dos entorpecentes, como balanças, etiquetas, rolos de fita adesiva, facas, recipientes e embalagens para armazenar drogas. O resultado da apreensão será enviado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), para perícia.

A apreensão das drogas ocorreu durante a Operação Dom Carlos, deflagrada por equipes da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin).

Médico Júlio César Pereira foi morto dentro de clínica particular || Reprodução TV Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

O médico pediatra Júlio César de Queiroz Teixeira, de 44 anos, foi morto a tiros dentro do consultório que ele prestava atendimento, em uma clínica particular da cidade de Barra, no oeste da Bahia. O crime aconteceu na manhã desta quinta-feira (23).

De acordo com a polícia, um paciente havia saído do consultório quando o suspeito entrou e disparou várias vezes contra o médico. Um dos tiros atingiu a cabeça de Júlio César. Ele chegou a ser socorrido por outros funcionários da clínica para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

A Guarda Municipal de Barra detalhou ainda que um homem, comparsa do atirador, o aguardou do lado de fora da clínica para dar fuga. Os dois saíram do local em uma moto. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) esteve no local ainda na manhã desta quinta para fazer a perícia.

A delegacia de Barra investiga o caso e ainda não há informações sobre o que motivou o crime, nem quem são os suspeitos. Júlio César era natural da cidade de Xique-Xique, que fica a cerca de 700 km de Barra. Não há informações sobre o sepultamento dele. Com informações da TV Bahia.

Vaval foi morto no início da tarde desta terça-feira
Tempo de leitura: < 1 minuto

O motociclista baleado, no início da tarde desta terça-feira (21), na Avenida Bionor Rebouças, no bairro São Roque, em Itabuna, não resistiu aos ferimentos. Magnobaldo Rodrigues dos Santos, o “Vaval”, trafegava numa motocicleta quando foi perseguido por dois homens em outra moto. O carona fez vários disparos contra a vítima, segundo relatos de testemunhas.

Atingido, Magnobaldo Rodrigues ainda tentou buscar refúgio no interior de um bar, onde caiu. Ele foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) e levado para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, onde faleceu minutos depois. A polícia ainda tenta prender os acusados pelo crime.

Contrato investigado é da gestão do ex-ministro Ricardo Barros
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (21) a Operação Pés de Barro, que investiga uma compra de R$ 20 milhões do Ministério da Saúde, que foi obrigado pela Justiça a distribuir medicamentos raros e essenciais à sobrevivência de pacientes do SUS.

Os fatos investigados ocorreram de maio de 2016 a abril de 2018, no governo de Michel Temer, quando o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), hoje líder do governo Bolsonaro na Câmara, era ministro da Saúde. A compra foi feita com a empresa Global Saúde, que nunca entregou os remédios ao Governo Federal.

O caso envolve a aquisição dos medicamentos Aldurazyme, Fabrazyme, Myozyme, Elaprase e Soliris/Eculizumabe. O Coletivo Aliança Rara, que representa familiares de portadores de doenças raras, afirma que o golpe dado no Ministério da Saúde foi responsável pela morte de 14 pessoas.

CPI

O caso ganhou repercussão na CPI da Pandemia, porque a Global Saúde é do mesmo grupo da Precisa Medicamentos, do empresário Francisco Maximiano, que intermediou a compra da vacina Covaxin pelo Ministério da Saúde. Após as suspeitas de corrupção e de sobrepreço, o Ministério cancelou a compra de R$ 1,6 bilhão

Conforme depoimento do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) à CPI, quando o presidente Jair Bolsonaro foi alertado sobre investidas anormais para agilizar pagamentos do contrato, com direito a ligações insistentes para servidores do Ministério da Saúde, Bolsonaro teria atribuído a origem das pressões a Ricardo Barros. O presidente da República nunca desmentiu Miranda.

Crime aconteceu no início da tarde desta terça-feira (21)
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um motociclista foi vítima de tentativa de homicídio no início da tarde desta terça-feira (21), na Avenida Bionor Rebouças, no bairro São Roque, em Itabuna.

Segundo as primeiras informações, o apelido do motociclista é Vaval. Dois homens, que também estavam em uma motocicleta, teriam feito os disparos de arma de fogo contra a vítima, que foi atingida, pelo menos, uma vez.

Mesmo ferido, Vaval conduziu a própria moto até a porta de um bar, onde caiu. Foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu-192) e levado para o Hospital de Base. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde e a motivação do crime.

Bandido assalta loja em plena luz do dia
Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia de Itabuna tenta prender dois homens que assaltaram uma açaiteria, na manhã desta segunda-feira (20), na praça principal do bairro Santo Antônio. Um dos bandidos  invadiu a loja de açaí e levou pertences de dois jovens e de uma funcionária do estabelecimento comercial. A ação do marginal foi flagrada por câmeras de segurança. Em uma das imagens, o assaltante aparece caminhando pela calçada.

O bandido entra no estabelecimento, que estava parcialmente fechado. O marginal dirige-se em direção às três pessoas que estavam sentadas à uma mesa e simula estar armado. Em poucos minutos rouba os celulares da funcionária e do jovem. Em seguida, mexe na bolsa dos jovens, que estavam com um bebê.

O bandido ainda tenta encontrar dinheiro no caixa da açaiteria, mas desiste depois de uma busca rápida. Ele estava usando capacete, máscara vermelha e deixa o local na maior tranquilidade. Em seguida, sai na companhia de um comparsa.  Acesse o outro vídeo aqui.

 

Polícia prende 348 acusados de violência contra a mulher
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma operação da Polícia Civil contra agressores de mulheres resultou na prisão de 348 pessoas na Bahia. Deflagrada há cerca de um mês, a Operação Maria da Penha foi concluída nesta segunda-feira (20). Os detidos em vários municípios baianos são acusados de feminicídio, lesão corporal, ameaça, estupro e descumprimento de medida protetiva de urgência.

De acordo com o assessor executivo da Assessoria Executiva de Operações de Polícia Judiciária (AEXPJ), delegado Jorge Figueiredo, um adolescente foi apreendido, 51 mandados de prisão e 28 de busca e apreensão foram cumpridos.

Segundo Figueiredo, a Policia Civil da Bahia, aliada ao projeto do Ministério da Justiça, em alusão ao aniversário da Lei Maria da Penha, realizou ações de combate à violência doméstica em todo o território baiano, visando à proteção das mulheres.

A ação é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). Na Bahia, a ação conta com equipes dos Departamentos de Polícia Metropolitana (Depom), de Polícia do Interior (Depin), de Inteligência Policial (DIP), da Coordenação de Polícia Interestadual (Polinter) e da Assessoria Executiva de Operações de Polícia Judiciária.

Ministério Público baiano cumpre mandados de prisão e busca e apreensão
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público estadual (MP-BA, por meio do Grupo de Apoio Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), deflagrou, na manhã dessa quinta-feira (16), a segunda etapa da Operação Inventário. O MP baiano investiga fraudes em processos judiciais em trâmite no Poder Judiciário baiano, supostamente praticadas por organização criminosa formada por advogados, serventuários e particulares responsáveis por falsificação de documentos.

Segundo o MP-BA, estão sendo cumpridos três mandados de prisão preventiva e seis mandados de busca e apreensão em Salvador, Lauro de Freitas e Ribeira do Pombal deferidos pela Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa da Comarca de Salvador (Vorcrim). Além disso, foram deferidos o afastamento de duas pessoas de suas funções públicas perante a Justiça baiana.

Nesta Fase, o Gaeco apurou indícios da prática de crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, fraude processual e uso de documento falso. A Operação Inventário envolve trabalho conjunto da Polícia Civil, por meio do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e do Departamento de Polícia Metropolitana (Depom), da Polícia Rodoviária Federal, por meio da Superintendência Regional na Bahia, e da Polícia Militar, por meio da Cipe Nordeste.

Animais foram furtados em propriedade na zona rural de Itapetinga
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta terça-feira (14), a Polícia Civil recuperou 38 cabeças de gado furtadas em Cavalo Preto, na zona rural de Itapetinga, no sudoeste da Bahia. Segundo a 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), os animais estão avaliados em R$ 100.000,00.

Após investigações, os policiais concluíram que, pelo menos, três homens participaram do furto; dois deles foram presos em flagrante e, conforme a Polícia Civil, confessaram o crime. O terceiro suspeito não foi encontrado.

O delegado Antônio Roberto Júnior, coordenador da 21ª Coorpin, informou que os suspeitos pretendiam transportar o gado para Itagimirim, no sul da Bahia.

Falso dentista foi detido quando atendia em clínica em Valença || Imagem CRO-BA
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um homem foi preso em flagrante em Valença, no baixo-sul baiano, acusado de exercício ilegal da profissão de dentista. A prisão ocorreu nesta terça-feira (14) durante abordagem de fiscais do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA) e da Polícia Civil na Clínica Odonto Valença.

De acordo com o CRO-BA e Polícia Civil, o homem, identificado como Eduardo Calazans Arruda, não tem “a devida formação acadêmica em Odontologia e, consequentemente, sem registro profissional”. Ainda de acordo com o Conselho, quando questionado sobre o atendimento que fazia na clínica, Eduardo informou que “apenas fazer procedimentos de limpeza”.

Segundo o coordenador de Fiscalização do CRO-BA, o dentista Érico Brito, o falso dentista deve responder pelo exercício ilegal da profissão de odontologia. Se condenado, pode pegar de seis meses a dois anos de prisão. O homem foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Valença e contra ele foi lavrado boletim de ocorrência 21-03249.

MP-BA afasta promotor de justiça acusado de corrupção
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público da Bahia deflagrou, na manhã desta terça-feira (14), a Operação Kauterion em Camaçari, na região metropolitana de Salvador. O promotor de Justiça Everardo José Yunes Pinheiro foi afastado do exercício das funções públicas, pelo período de um ano.

Ele e a esposa, a advogada Fernanda Manhete Marques, foram proibidos de acessar as dependências do Ministério Público da Bahia, se comunicarem com funcionários ou utilizarem os serviços do órgão pelo período de um ano. O casal é acusado de praticar crimes de corrupção e extorsão.

Uma empresária informou que contratou a advogada para resolver pendências na Justiça e recebeu uma proposta para arquivar processos contra a empresa. A advogada teria pedido R$ 50 mil e depois aumentado para R$ 80 mil. Parte desse valor teria sido depositada na conta do promotor. público.

OCULTAÇÃO DE BENS

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência e local de trabalho da advogada e do promotor de Justiça, com o objetivo de coletar documentos indicativos de associação entre os investigados, bem como de corrupção e de ocultação de bens, além de mídias de armazenamento e aparelhos celulares.

As medidas foram deferidas pela Seção Criminal do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, com base nas provas apresentadas. A Ordem dos Advogados do Brasil, seccional da Bahia (OAB-BA), participou da deflagração da operação, pois seu estatuto determina que buscas relacionadas a advogados sejam acompanhadas pela entidade.

Feito refém por bandidos, motorista foi deixado em estrada rural do distrito de Travessão
Tempo de leitura: < 1 minuto

O motorista de aplicativo Albert Pereira Santana, 30 anos, viveu momentos de tensão na noite desta segunda-feira (13), quando foi feito refém e assaltado. Dois assaltantes se passaram por clientes e embarcaram no carro de Albert na Avenida Itabuna, em Ilhéus, por volta das 22h40min, dizendo que iriam para Itabuna. Nas proximidades da rodoviária, anunciaram o assalto e ameaçaram o motorista com armas de fogo.

Um dos bandidos assumiu a direção do carro. Rendido no banco de trás, Albert foi deixado em uma estrada rural de Travessão, distrito de Camamu. Depois, os assaltantes fizeram contato com a vítima e exigiram R$ 1.000,00 para devolver o veículo, um Fiat Palio branco.

O motorista registrou o crime na 7ª Coorpin (Coordenadoria de Polícia do Interior). Com informações do site FRN.

A Polícia Civil de Ubatã investiga o crime
Tempo de leitura: < 1 minuto

Quatros homens armados e encapuzados assaltaram uma casa de eventos na zona rural de Ubatã, no sul da Bahia, nesta segunda-feira (13). As informações são da Polícia Civil.

Durante a ação, os suspeitos fizeram disparos de arma de fogo, e um deles atingiu uma mulher na perna. A vítima foi levada ao hospital da cidade e, em seguida, transferida para o Hospital de Base de Itabuna. O estado de saúde dela não foi divulgado.

A polícia informou que, segundo informações preliminares, os suspeitos invadiram o local e levaram celulares e dinheiro. A quantidade não foi detalhada. Os homens fugiram do local após o crime. O caso é investigado pela Delegacia Territorial (DT) de Ubatã. Do G1 Bahia.