Tempo de leitura: < 1 minuto

A força aérea brasileira, que deu sua substancial parcela de contribuição para fazer do aeroporto de Ilhéus um terminal “indigente”, anda particularmente interessada em Ovnis (Objetos Voadores Não Identificados)
Ontem (dia 10), o Diário Oficial da União publicou uma portaria da Aeronáutica, em que foram regulamentadas as medidas a serem adotadas em caso de aparecimento dos tais Ovnis no espaço aéreo brasileiro.
Para o registro, haverá inclusive um formulário próprio a ser empregado pelos serviços de controle do tráfego aéreo. O material coletado pelos “caçadores de Ovnis” será – conforme a portaria – copiado, encadernado e arquivado, além de periodicamente encaminhados para o Arquivo Nacional.
Enquanto isso, nos aeroportos…