Imunização começará por membros de forças de segurança e salvamento com 50 anos ou mais
Tempo de leitura: < 1 minuto

Na Bahia, policiais federais, militares, civis, bombeiros e guardas municipais serão vacinados contra a Covid-19 a partir desta quinta-feira (1º). A medida foi aprovada hoje (30) pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa do Sistema Único de Saúde (SUS) formada por representantes dos 417 municípios e do estado.

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, explica que “a imunização contemplará todos que estão na ativa e iniciará de modo escalonado, com pessoas acima de 50 anos”.

As forças de segurança e salvamento estão previstas no Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, e são um dos grupos que mais se expõem aos riscos de contágio.

O secretário da Segurança Pública, Ricardo Mandarino, destaca que “essa é uma decisão correta, pois, durante a pandemia, cerca de 6.400 policiais e bombeiros da ativa foram afastados do trabalho por suspeita de infecção e 34 morreram”.

Atualmente, a Bahia é o terceiro estado com o maior percentual da população vacinada, informa a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), que prevê o aumento do ritmo da vacinação quando a campanha tiver também as doses da vacina Sputnik V compradas pelo Governo do Estado. A previsão é de que o primeiro lote do imunizante de origem russa esteja disponível no próximo mês.