Luciano morreu após o carro que dirigia cair no Rio Almada
Tempo de leitura: < 1 minuto

O motorista do carro que caiu no Rio Almada ao cruzar uma ponte da BA-262, nesta quarta-feira (16), não resistiu ao acidente e faleceu no local. Identificado como Luciano Silva do Carmo, ele tinha 45 anos e era mecânico de automóveis em Gandu, onde vivia com a família.

Luciano dirigia um Corolla prata. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) foi acionado, mas encontrou a vítima já sem vida. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

A Ilhéus-Uruçuca chegou a ser interdita no início da tarde de hoje (16), mas o trânsito já foi liberado. O impacto da colisão destruiu parte do parapeito da ponte, o que exige atenção redobrada dos motoristas que trafegam no local.

Veículo ficou quase todo submerso
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um carro caiu do alto da ponte sobre o Rio Almada, na BA-262 (Ilhéus-Uruçuca), no final da manhã desta quarta-feira (16). O veículo, um Toyota Corolla sedan, ficou quase todo submerso. Segundo as primeiras informações, o motorista teria falecido.

Samu e Corpo de Bombeiros estão no local do acidente

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) e o Corpo de Bombeiros foram acionados e estão no local do acidente. O trecho da rodovia foi interditado.

Atualização às 15h – O motorista do veículo foi identificado como Luciano Silva do Carmo, de 45 anos. Ainda são desconhecidas as circunstâncias do acidente.

Tempo de leitura: < 1 minuto

O que restou de um ônibus escolar está abandonado há seis meses na BA-262.
O que restou de um ônibus escolar está abandonado há seis meses na BA-262.

A carcaça de um ônibus escolar destruído pelo fogo está abandonada há mais de seis meses bem próximo a uma curva da BA-262. A rodovia liga os municípios de Uruçuca e Ilhéus, na Costa do Cacau, à BR-101.
Apesar de todo esse tempo, nem a Polícia Rodoviária Estadual acionou a empresa dona da carcaça nem o Derba providenciou a remoção do que restou do veículo. Bem, quando acontecer um acidente…

Tempo de leitura: < 1 minuto

Policias do TOR, vereador e produtores negociam (Foto Clóvis Júnior).

Pequenos agricultores de Lava-pés, em Ilhéus, interditaram a BA-262 por cerca de sete horas, nesta segunda-feira, em protesto contra as condições da estrada vicinal que liga a rodovia ao povoado. O protesto começou às 4h da manhã e foi preciso a intervenção do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), da Polícia Militar, e negociação do vereador Rafael Benevides para que o tráfego fosse liberado.

Os produtores fecharam a rodovia com troncos de madeira e atearam fogo em pneus. Arlindo Velano Filho, um dos líderes da manifestação, disse que o sofrimento é grande. A estrada vicinal ruim impede crianças e jovens de chegar à escola e pessoas doentes são transportadas em animais até a rodovia para receber atendimento médico.

A prefeitura alega dificuldades para fazer manutenção dos mais de 1,2 mil quilômetros de estradas vicinais de Ilhéus e espera participação do estado para o trabalho.

Rodovia que liga BR-101 ao litoral ilheense ficou interditada por 7 horas (Foto Clóvis Júnior).