Jequié é um dos 52 municípios baianos em situação de emergência || Foto GOVBA
Tempo de leitura: 2 minutos

O Governo da Bahia publicou, nesta terça-feira (27), o Decreto nº 21.806/2022, que declara situação de emergência em 52 municípios afetados pelas fortes chuvas que atingem regiões baianas.

O documento abrange os municípios de Aiquara, Alcobaça, Aracatu, Arataca, Aurelino Leal, Barra da Estiva, Barra do Rocha, Belmonte, Boa Nova, Caetanos, Canavieiras, Contendas do Sincorá, Dário Meira, Guaratinga, Ibicaraí, Ibipeba, Ibirapitanga, Ibirapuã, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Itacaré, Itagibá, Itaju do Colônia, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Itapetinga, Itaquara, Itarantim, Itororó, Ituaçu, Jequié, Jitaúna, Jucuruçu, Lafaiete Coutinho, Maiquinique, Manoel Vitorino, Maracás, Mascote, Milagres, Mirante, Pau Brasil, Piripá, Planalto, Poções, Prado, Santa Luzia, Tanhaçu, Ubaitaba, Ubatã e Vitória da Conquista.

COMITÊ DE CRISE

Também publicado nesta terça-feira (27), o Decreto Estadual nº 21.807/2022 formaliza a criação do Comitê de Crise – Operação Chuva, que define a atuação institucional dos órgãos integrantes no monitoramento e acompanhamento dos municípios atingidos pelas chuvas.

Família é socorrida de área isolada no interior da Bahia || Foto GOVBA

As atribuições do Comitê incluem elaboração de sistema de logística para atender às demandas regionais; identificação, em atuação com os municípios, dos insumos, medicamentos e itens necessários ao restabelecimento das áreas e comunidades afetadas; fornecimento de recursos tecnológicos e estruturais para o monitoramento e execução das ações adotadas pelo Comitê; esforços para promover a desobstrução do tráfego em rodovias destruídas pelas fortes chuvas; coordenação do processo de mobilização e participação social; e outras competências correlatas.

Fazem parte do Comitê de Crise a Superintendência de Proteção e Defesa Civil (Sudec), a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra); a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS); a Secretaria da Segurança Pública (SSP); a Secretaria da Saúde (Sesab); a Polícia Militar da Bahia (PMBA); o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA); a Casa Militar do Governador, que coordena as ações; a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb); a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) e a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S/A (Embasa).

Enchentes deixaram rastro de destruição em várias regiões da Bahia
Tempo de leitura: < 1 minuto

De acordo com dados atualizados pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), na tarde desta quarta-feira (21), 905 pessoas seguem desabrigadas, 14.114 desalojadas e 136.886 afetadas pelas chuvas no estado. Também foram registrados sete feridos e um óbito. O número total de atingidos chega a 151.913 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 81 municípios afetados pelas enchentes nas últimas semanas. Desse total, 62 municípios estão com decreto de Situação de Emergência (SE). Encontram-se nesta condição, no sul da Bahia, Arataca, Barro Preto, Buerarema, Canavieiras, Coaraci, Dário Meira, Firmino Alves, Ibicaraí, Ibicuí, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Itajú do Colônia, Itajuípe, Itapé, Jussari, Pau Brasil, Santa Luzia e Ubaitaba.

Outros municípios no estado com situação de emergência são eles Aiquara, Alagoinhas, Alcobaça, Baixa Grande, Barra do Choça, Belo Campo, Brejões, Cachoeira, Caravelas, Cardeal da Silva, Cícero Dantas, Euclides da Cunha, Eunápolis, Fátima, Ibipeba, Iguaí, Inhambupe, Itambé, Itanhém, Itapebi, Itapicuru, Itaquara, Itarantim e Itororó.

A lista inclui ainda Jiquiriçá, Lafaiete Coutinho, Medeiros Neto, Mutuípe, Nova Itarana, Nova Soure, Nova Viçosa, Olindina, Porto Seguro, Prado, Ribeira do Pombal, Ribeirão do Largo, Santa Cruz Cabrália, Santa Cruz da Vitória, São Félix, Teodoro Sampaio, Vereda, Vitória da Conquista e Wenceslau Guimarães.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Coube ao Instituto Nossa Ilhéus (INI) estabelecer o Índice de Transparência e Governança Pública (ITGP) dos 26 municípios do Território de Identidade Litoral Sul da Bahia. A organização não governamental é uma das nove instituições associadas ao projeto capitaneado pela Transparência Internacional – Brasil, responsável pela metodologia empregada na pesquisa.

O método de definição do índice leva em conta as agendas e a efetividade das políticas de transparência, integridade, governança pública e participação cidadã em diferentes níveis federativos e de poder do país.

Além de avaliar a existência de políticas públicas e legislações que efetivem a transparência, a participação cidadã e o combate à corrupção, o objetivo do projeto é incentivar melhorias e colaborar com cada uma das prefeituras avaliadas, visando o aprimoramento das ferramentas de controle social.

Os municípios do Litoral Sul são Almadina, Arataca, Aurelino Leal, Barro Preto, Buerarema, Camacan, Canavieiras, Coaraci, Floresta Azul, Ibicaraí, Ilhéus, Itabuna, Itacaré, Itaju do Colônia, Itajuípe, Itapé, Itapitanga, Jussari, Maraú, Mascote, Pau Brasil, Santa Luzia, São José da Vitória, Ubaitaba, Una e Uruçuca.

GUIA FAZ RECOMENDAÇÕES A GESTORES PÚBLICOS

Para colaborar no aprimoramento da gestão pública dos municípios brasileiros, a Transparência Internacional – Brasil também lançou, nesta quinta (5), o Guia de Recomendações de Transparência e Governança Pública para Prefeituras.

A publicação apresenta princípios, obrigações legais, recomendações e boas práticas que servem como orientações para o fortalecimento da integridade, transparência e participação cidadã nas administrações públicas de pequenos e médios municípios brasileiros. O Guia, que integra as ações do ITGP e apresenta critérios da avaliação, pode ser acessado neste link.

Tempo de leitura: < 1 minuto

Líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) ouviu, nesta terça-feira (26), as demandas dos índios da etnia Pataxó Hã Hã Hãe, de Itaju do Colônia e Pau Brasil. O parlamentar ouviu as reivindicações referentes à Educação, principalmente às questões relacionadas à gestão escolar. Além disso, discutiram ações inclusivas.

Para um maior envolvimento das comunidades indígenas, o parlamentar sugeriu uma visita ao colégio da comunidade e a participação de representantes da Secretaria Estadual de Educação. Os pataxós estão promovendo uma série de ações nesta semana nacional de mobilização indígena.

Acampados na área externa da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), os indígenas cumprem agenda, durante toda a semana, com representantes dos três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário). Dentre as reivindicações, a demarcação das terras indígenas, o melhor acesso às políticas públicas, cobram ações contra a discriminação das lideranças indígenas e valorização e reconhecimento do protagonismo da mulher e dos jovens indígenas. Participam do movimento centenas de pessoas de 30 comunidades, espalhadas por 70 territórios indígenas do estado.

Nacionalmente, a defesa é pela demarcação de territórios e contra a chamada “agenda anti-indígena”, composta pelo julgamento do Marco Temporal no Supremo Tribunal Federal (STF) e por projetos de lei que autorizam a exploração de terras, o licenciamento ambiental e o uso de agrotóxicos. 
Casamento coletivo é voltado para comunidade LGBTQIA+ do litoral sul-baiano
Tempo de leitura: 2 minutos

A Defensoria Pública do Estado da Bahia abriu inscrições para o casamento coletivo que promoverá na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), em Ilhéus. A iniciativa é voltada para casais da comunidade LGBTQIA+ que vivem em um dos 26 municípios do território de identidade Litoral Sul (confira relação abaixo do texto).

A medida contemplará 50 casais. Para a inscrição, é necessário preencher o formulário disponível neste link e enviá-lo para o e-mail casamentolgbt@defensoria.ba.def.br.

A fase seguinte é a de habilitação, que exige a entrega dos documentos necessários (veja lista abaixo) no cartório do município de residência do casal, até o dia 10 de maio. Residentes de Ilhéus ou de Itabuna podem fazer o procedimento nas unidades da Defensoria.

Ainda sem data anunciada, o casamento coletivo faz parte do projeto Pelo Direito de Amar, da Defensoria baiana. Além de dar acesso fácil aos trâmites legais do matrimônio, segundo os organizadores, o ato é uma forma de dar visibilidade afirmativa ao amor entre pessoas de grupos sociais que enfrentam preconceitos arraigados na vida cotidiana.

Clique em “Leia mais” para ver as cidades contempladas e os documentos necessários.

Leia Mais

Decisão suspende direitos políticos de Padre Edinaldo e exige pagamento de R$ 368.357,84 ao FNDE
Tempo de leitura: 2 minutos

Nesta terça-feira (14), a Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Itaju do Colônia Edinaldo Martins dos Santos, Padre Edinaldo, por improbidade administrativa, no âmbito de ação civil pública sobre recursos destinados à construção de uma creche no município do sul da Bahia.

A decisão do juiz Luís Felipe Pimentel da Costa, da 2ª Vara Federal Cível e Criminal de Itabuna, suspende os direitos políticos do réu por 4 anos, exige a devolução de R$184.178,92 aos cofres públicos e impõe multa do mesmo valor a Edinaldo. Cabe recurso.

SENTENÇA ENVOLVE DINHEIRO DESTINADO À CONSTRUÇÃO DE CRECHE

Conforme a sentença, em 2011, quando Padre Edinaldo era prefeito, a Prefeitura de Itaju do Colônia recebeu R$ 607.158,41 para construir uma creche escola. O dinheiro saiu do Programa Nacional de Reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Proinfância), por meio do Convênio nº 700102/2011.

Segundo a decisão judicial, a empresa contratada pelo município recebeu o valor integral do contrato (R$ 616.091,81), mas executou apenas 70,43% dos serviços pagos – informação constatada por nota técnica juntada ao processo.

Conforme nota técnica, apenas 70,43% dos serviços pagos foram executados

O valor cuja devolução é exigida ao ex-prefeito corresponde ao percentual não executado da obra. Com a multa de R$184.178,92, a sentença determina que Padre Edinaldo pague R$ 368.357,84 ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Trecho da sentença

A ação civil pública também havia pedido a condenação do réu por enriquecimento ilícito, mas, segundo a decisão, não há provas de que o ex-prefeito tenha sido beneficiado do dano ao erário.

Conta de água terá reajuste de 9,15%. Tarifa social não muda
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Agência Reguladora de Saneamento Básico do Estado da Bahia (Agersa) autorizou a Embasa a reajustar a tarifa de água e esgoto em 9,15%. A agência informou que o percentual ficou abaixo do solicitado pela prestadora, que foi de 13,73%. Já a tarifa mínima residencial social permanecerá em R$ 13,40.

O reajuste na tarifa de água atinge consumidores de municípios como Almadina, Aurelino Leal, Arataca, Buerarema, Canavieiras, Camacan, Ilhéus, Ipiaú, Itacaré, Itaju do Colônia, Uruçuca, Una, Eunápolis, Porto Seguro, Jequié e Vitória da Conquista.

De acordo com a Embasa, o reajuste anual visa recompor as perdas inflacionárias dos custos de prestação dos serviços. O percentual será aplicado de forma linear sobre as tarifas vigentes e passa a vigorar 30 dias depois da data de publicação.

Prevista em lei, a correção anual recompôs somente a variação da inflação do período medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Com o reajuste, o valor da tarifa mínima residencial intermediária passará de R$ R$ 26,40 para R$ 28,80 para faixa de consumo de 0 a 6 m³.

Uruçuca está entre os municípios que mais vacinam no sul da Bahia || Foto Facebook
Tempo de leitura: < 1 minuto

O sul da bahia tem apenas seis municípios entre os 100 em todo o estado que mais aplicaram doses de vacina contra a covid-19, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). São eles Almadina, Aurelino Leal, Uruçuca, Itaju do Colônia, Wenceslau Guimarães e Gandu. O PIMENTA fez cruzamento dos dados divulgados pela Sesab até as 17h desta quarta-feira (15) para identificar os líderes sul-baianos.

Sétimo no ranking estadual, Almadina é o município sul-baiano que mais rápido aplica vacina contra a covid-19, atingindo 106,6% de aplicação das doses recebidas. Conforme o órgão estadual da Saúde, o percentual é superior a 100% porque os frascos de vacina chegam com quantidade de doses maior que o declarado.

Aurelino Leal é o segundo colocado na região e aparece em 12º lugar no estado, com 105,8% das doses aplicadas, seguido por Uruçuca, este em 42º lugar, com 101,8%.

Ainda dentre os 100 melhores do estado aparecem Itaju do Colônia, na 70ª posição, com 99,8% de aplicação de doses.

Na sequência vem Wenceslau Guimarães, em 87º lugar, com percentual de aplicação das doses que chega a 98,8%. No grupo dos 100 ainda aparece Gandu, em 97º lugar no estado e 98,6% de doses aplicadas.

Ilhéus ocupa a 237ª posição, com 93,2% das doses aplicadas.

ITABUNA NO ÚLTIMO PELOTÃO

Itabuna, que no próximo sábado (18) fará evento-teste para avaliar a liberação de shows com público, aparece ainda mais distante do pelotão de frente. É apenas o 321º colocado dentre os 417 municípios baianos. Aplicou somente 88,4% das doses recebidas, segundo a Sesab.

Quem lidera o ranking no estado é Sítio do Quinto, que atingiu 113,2%. Coração de Maria aparece na lanterna na Bahia, com 52,1%.

Governador também garante novos investimentos e serviços no município
Tempo de leitura: < 1 minuto

Nesta quinta-feira (12), o governador Rui Costa (PT) visitou o município de Itaju do Colônia, no sul da Bahia, para entregar à comunidade a obra de reforma do Colégio Estadual Cordeiro de Miranda, que custou R$ 700 mil. Ele também garantiu a ampliação da escola.

Já a Secretaria da Educação do Estado recebeu autorização do governador para investir R$ 400 mil na conclusão da Creche Pró-infância, por meio de convênio com a Prefeitura de Itaju do Colônia.

Outro convênio vai destinar R$ 338 mil para a conclusão das obras de uma escola no distrito de Palmira. Localizado a 18 quilômetros da sede do município, o distrito  receberá sinal da operadora telefônica Claro, iniciativa que também beneficiará comunidades rurais de outros municípios da região.

CAMINHÃO-PIPA E OUTRAS ENTREGAS

Ainda nesta quinta, Rui Costa entregou um caminhão-pipa para o Consórcio Intermunicipal da Mata Atlântica. O veículo vai atender 10 municípios: Arataca, Camacan, Santa Luzia, Jussari, Pau Brasil, Itaju do Colônia, São José da Vitória, Una, Canavieiras e Mascote.

Quadra poliesportiva construída pelo Estado no bairro Gerson Varjão, em Itaju do Colônia

Por meio de projeto da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), produtores da agricultura familiar receberam 8.864 mudas frutíferas e essências florestais.

Além disso, no bairro Gerson Varjão, o petista inaugurou uma quadra poliesportiva, com vestiário e cobertura.

Sequestrada em Itapé, jovem foi encontrada na zona rural de Itaju do Colônia
Tempo de leitura: < 1 minuto

Uma jovem de 24 anos foi sequestrada, na manhã desta sexta-feira (30), em Itapé, no sul da Bahia. Os bandidos tiraram a vítima da casa onde ela mora e, à tarde, a abandonaram na zona rural de Itaju do Colônia, município da mesma região, localizado a 50 quilômetros de Itapé.

Conforme depoimento da jovem, ela foi libertada quando acabou a gasolina do carro usado no sequestro. Policiais militares a resgataram no meio de uma estrada vicinal.

PRISÕES E PROCURADOS

Ainda na sexta-feira, duas mulheres foram presas em Itabuna, sob a suspeita de que passaram informações da vítima aos sequestradores. A Polícia Civil procura 4 homens suspeitos de envolvimento no crime.

Aldeia Caramuru Catarina Paraguassu é uma das comunidades beneficiadas por assistência técnica para produção em sistema agroflorestal
Tempo de leitura: 2 minutos

O serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater) impacta de forma positiva o cotidiano de 540 famílias dos municípios de Itaju do Colônia, Camacan, Pau Brasil, Mascote e Canavieiras, com a disseminação de conhecimentos técnicos que influenciam diretamente na qualidade de vida e na atividade produtiva de quem vive no campo. A iniciativa segue os conceitos da produção de base agroecológica e fortalece sistemas produtivos estratégicos para o sul da Bahia, como o do cacau.

Esse é o exemplo do trabalho realizado na região de Água Vermelha, em Pau Brasil, habitada por índios Pataxó Hã Hã Hãe, da Aldeia Caramuru Catarina Paraguassu, onde foi implantado o Sistema Agroflorestal, caracterizado pela forma de plantio em meio à Mata Atlântica, com foco na produção cacaueira. Atualmente, a produção média é de quatro a seis arrobas de cacau por hectare. A previsão é de que, em 2022, essa produtividade dobre. Cada arroba equivale a quinze quilos de cacau.

Para compor o sistema em Água Vermelha, foram plantadas, além das 1.000 novas mudas de cacau, 10 mil mudas de mandioca, banana, goiaba e açaí, entregues por meio de convênio firmado entre a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR) e a Biofábrica. No sistema, são cultivados ainda milho, feijão, abóbora, cana-de-açúcar, quiabo, maxixe, jiló e sorgo, garantindo diversidade.

A ação é resultado da Chamada Pública Ater Agroecologia, da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR), executada pelo Instituto Ecobahia. Entre as linhas de atuação da Ater Agroecologia, que compõem as estratégias da SDR, denominadas Parceria Mais Forte, Juntos para Alimentar a Bahia, estão ainda a articulação para o acesso a outras políticas públicas, como o crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), em parceria com instituições financeiras.

Por meio da Parceria mais Forte, a expectativa é de implantar, nos próximos anos, 200 mil hectares de sistemas agroflorestais e recuperar o cultivo do cacau na perspectiva da agroecologia. O projeto envolve instituições financeiras, cooperativas, Governo do Estado, grupos produtivos, organizações não governamentais, movimentos sociais, universidades e consórcio público, entre outros parceiros.

ATER NA BAHIA

O Governo do Estado oferta, para mais de 80 mil famílias, o serviço de assistência técnica e extensão rural (Ater), em diversas modalidades, sob a execução e coordenação da Bahiater/SDR. A prestação desse serviço é feita por meio de chamadas públicas, por equipes diretas, que atuam nos 27 Serviços Territoriais de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), e também a partir de parcerias firmadas com prefeituras municipais e consórcios públicos. Com conhecimentos e experiências práticas, a Ater na Bahia já apresenta resultados concretos, na qualificação e sustentabilidade ambiental.

Adson Franco, Rosivaldo, Ângelo e Sônia discutem projeto de parceria
Tempo de leitura: 2 minutos

A despoluição e a recuperação do Rio Cachoeira foram discutidas em uma reunião nesta quarta (19), do gerente de Planejamento e Expansão da Emasa, Ângelo Lucena, com a secretária municipal de Planejamento, Sônia Fontes, e o diretor de Projetos da Secretaria, Rosivaldo Pinheiro, e o empresário Adson Franco, representante da Santo Agostinho e BR Infra, empresas que contam com a parceria da dinamarquesa Ramboll.

As empresas representadas por Adson Franco elaboram projetos necessários para a captação de recursos em diversas áreas, com ênfase nas áreas ambiental e saneamento. No encontro, foi debatida a possibilidade de elaboração de projetos para captação de recursos a serem aplicados em projetos de recuperação da Bacia do Rio Cachoeira, que engloba Itabuna, Itororó, Firmino Alves, Itaju do Colônia, Floresta Azul, Ibicaraí, Santa Cruz da Vitória, Jussari, Buerarema e Itapetinga.

Segundo Franco, a dinamarquesa Ramboll é uma empresa global de consultoria em serviços ambientais, que supervisiona e executa programas nessa área em países como Cingapura, na Ásia. No Brasil, desenvolve o Programa de Reparação Integral da Bacia do Rio Doce.

“A Remboll atua também no projeto-piloto de despoluição do Rio Pinheiros, em São Paulo. Temos acesso a tecnologias que estão sendo aplicadas no país asiático, que também podem ser usadas na Bacia do Rio Cachoeira”, atesta Franco.

PARCERIAS PARA RECUPERAR O CACHOEIRA

Segundo o gerente de Planejamento e Expansão da Emasa, Ângelo Lucena, a empresa tem interesse em firmar parcerias com a iniciativa privada para recuperar o Rio Cachoeira. “Essa é nossa tratativa inicial, que tende a evoluir. Considero esse o maior desafio da atual gestão, ‘devolver a vida’ ao Cachoeira”, avalia Ângelo Lucena.

Já a secretária municipal de Planejamento, Sônia Fontes, lembra que o Rio Cachoeira é uma preocupação não só do município de Itabuna, mas de toda a população regional que com ele se identifica. “O Cachoeira é a identidade de Itabuna e tem que ter a sua recuperação priorizada não só no trecho que corta a cidade, mas em toda a sua bacia hidrográfica”, defende.

O diretor de Projetos da Secretaria de Planejamento, Rosivaldo Pinheiro, cita que “Itabuna é a maior cidade dentre aquelas que fazem parte da Bacia do Rio Cachoeira”. “É preciso atrair os demais municípios para integrar esse projeto, pelas ideias inovadoras de que se reveste, inclusive com expertise internacional”.

Rosângela é uma das vítimas do acidente
Tempo de leitura: < 1 minuto

Um acidente de carro na BA-667, rodovia que liga os municípios de Santa Cruz da Vitória e Itaju do Colônia, no sul da Bahia, provocou a morte de pelo menos duas pessoas. Uma das vítimas da tragédia é a servidora pública Rosângela Fonseca Rozeira. A outra pessoa foi identificada como Késia Andrade, sobrinha da assistente social.

O carro onde estavam as vítimas, um Renault Dauster, caiu em um riacho e ficou completamente destruído. As duas faleceram no local. Ainda não se sabe o horário em que ocorreu o acidente, mas o veículo foi localizado no final da tarde desta sexta-feira (13).

A servidora Rosângela Fonseca Rozeira é de uma família muito conhecida na cidade. Os corpos foram levados para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna (DPT). Elas serão sepultadas neste sábado (14), no cemitério campo santo, em Itabuna. O horário de sepultamento ainda não foi divulgado.

Rosângela era filha do ex-vereador Eduardo Fonseca, o Fonsequinha, que foi fundador do bairro Fonseca. Fonsequinha foi parlamentar por vários mandatos em Itabuna, na década 70. Atualizado às 6h40min deste sábado (14).

Condições da rodovia prejudicam o agronegócio na região de Itapé, segundo Beto Dantas
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Associação dos Agropecuaristas do Sul da Bahia (Adasb), Carlos Alberto Alves Dantas (Beto Dantas), disse que as autoridades esqueceram da BA-120, principalmente trecho que promove desvio da estrada na área da Barragem do Rio Colônia. A BA-120 liga os municípios de Itapé e Itaju do Colônia, no sul da Bahia.

A Associação representa dezenas de pecuaristas com propriedades naquela região. Beto Dantas lamenta que a Adasb tenha solicitado, “por diversas vezes”, providência para recuperação da rodovia, porém até agora não atendida. A rodovia, afirma Beto, está deteriorada em várias trechos, apesar de inaugurada há pouco mais de um ano.

– Vários acidentes de carro já aconteceram. Está muito difícil o acesso de caminhões para o transporte de bovinos e da produção de leite. Nós, que “respiramos” o agronegócio regional, sabemos como esta situação tem sido complicada para todos, tem criado situações que prejudicam a cadeia do agronegócio como um todo – enfatiza o presidente da Adasb.

Transporte intermunicipal é suspenso em mais de 350 cidades no estado
Tempo de leitura: 3 minutos

Arataca e Contendas do Sincorá terão o transporte intermunicipal suspenso a partir de quarta-feira (15). A decisão, que tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus na população baiana, foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (14).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, a saída e a chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de van. O decreto ainda mantém suspensas, até 31 de julho, a circulação, a saída e a chegada de ônibus interestaduais no território baiano.

O decreto também autoriza a retomada do transporte intermunicipal em Abaíra, Baianópolis, Baixa Grande, Barra da Estiva, Barra do Mendes, Boninal, Coribe, Feira da Mata, Ibiassucê, Ibipitanga, Jacaraci, Nova Redenção, Rodelas e Tabocas do Brejo Velho, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19. Confira a lista no “leia mais”, abaixo.Leia Mais