Tempo de leitura: < 1 minuto

Kátia Cristina foi assassinada em dezembro de 2007.
Kátia Cristina foi assassinada em dezembro de 2010.

Os pistoleiros Ovídio Santos Sampaio e Wesley Ferreira Serafim vão a júri na próxima quarta (30), às 9h, no Fórum de Camacan. A dupla é acusada da morte da empresária Kátia Cristina Lima.
O empresário Edvan Ribeiro é apontado como mandante do crime, segundo investigações da polícia civil. Edvan chegou a ser preso por este crime e por sonegação, na Operação Esfinge, mas responde aos processos em liberdade. A defesa apelou para que ele não fosse julgado em Camacan no caso da morte de Kátia e negava participação no assassinato.
A empresária foi assassinada em 27 de dezembro de 2010, quando saía de um culto evangélico, acompanhada de dois filhos e da mãe dela. Ovídio foi contratado para o serviço. Os três tiros foram disparados por Wesley, que fazia parte do bando do pistoleiro. Até hoje não ficam claros os motivos do assassinato.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.