Absurdo! Governos podem construir presídio na rodovia Ilhéus - Itabuna
Absurdo! Governos podem construir presídio na rodovia Ilhéus - Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

Depois de lançar a ideia de construção de presídio na Estrada do Chocolate e perceber a forte rejeição de setores, a Prefeitura de Ilhéus e o Governo Estadual avaliam a possibilidade de erguer o novo conjunto penal, veja só!, na Rodovia Ilhéus-Itabuna (BR-415).

A ideia de construção de unidade prisional na BA-262 já era absurda, imagine então na Ilhéus-Itabuna, uma das mais lindas estradas do país. Seria estrangular uma região que cresce em ritmo acelerado.

A Rodovia Ilhéus-Itabuna já se transformava numa grande avenida ligando as duas cidades-polo do sul da Bahia. Em pouco mais de 25 quilômetros de extensão, a estrada concentra bairro universitário, uma das principais universidades do Brasil, a Uesc, escolas do Senai e do Sesi (Sistema Fieb), a Ceplac e 3 atacadões – e às vésperas de contar com mais um empreendimento no sistema atacarejo.

Além disso, às margens da rodovia há vários residenciais de baixo, médio e alto padrão. Em breve, numa área cedida pela Ceplac, será inaugurado o campus Jorge Amado da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB). E, claro, não esqueçamos do Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia da Bahia (IFBA), ali a alguns quilômetros da Uesc. Nem tão longe, um dos mais modernos hospitais do Estado, o Costa do Cacau.

Há quase 20 anos, na outra ponta da BR-415, na região de Ferradas e Novas Ferradas, em Itabuna, foi erguido o Conjunto Penal de Itabuna, definido anos depois por um magistrado grapiúna como espécie de “Universidade do Crime” e onde surgiram as facções que aterrorizam a Velha Tabocas e exportam o “aprendizado” para outras cidades.

Os burocratas municipais e estaduais acreditam que na Estrada do Conhecimento, a Ilhéus-Itabuna, caiba um presídio…

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.