Valdeci Brito e Lidiane eram moradores de Itabuna
Tempo de leitura: < 1 minuto

O motorista acusado de provocar o acidente que causou duas mortes na BR-415, perto de Banco da Vitória, em Ilhéus, na noite de sábado (4), será indicado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Edmilson Ramos dos Santos, de 42 anos, estava bêbado, segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE).

De acordo com as investigações, Edmilson dos Santos dirigia o Fiat Uno, de placa 1712, que invadiu a pista contraria e atropelou a moto pilotada por Valdeci Brito Soares, de 41 anos. O motociclista estava acompanhado de Lidiane Batista Messias, 35.  O casal morava em Itabuna.

A mulher chegou a ser levada para o Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus, mas não resistiu aos ferimentos graves. Já Valdeci Brito morreu no local. Com ferimentos leves, o motorista Edmilson dos Santos foi levado para o Costa do Cacau, onde ficou custodiado. Nesta segunda foi ouvido pela Polícia Civil.

Uma resposta

  1. Isso é um absurdo ele tem que ser condenado e preso por assassinato. Já que a elei é clara onde proíbe o uso de bebida alcoólica na direção de um veículo. Ele assumiu o risco de matar então é crime doloso pois ele teve a intenção de matar sim

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.