Promotoria cobra funcionamento do Samu 192 em Ubaitaba || Foto Divulgação
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público estadual pede à Justiça, em ação civil pública ajuizada contra o Município de Ubaitaba, que determine em decisão liminar a inauguração e efetiva prestação do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) na cidade.

Na ação, o promotor de Justiça Allan Santos Góis aponta que, embora o município possua “ambulância do Samu e profissionais treinados para operá-la”, o serviço não é efetivamente oferecido à população da cidade. Ele afirma ainda que a ausência da prestação do serviço mostra “descaso com os recursos já destinados ao Município para tal finalidade, eis que os repasses de verbas para tal serviço já foram destinados”.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.