Conselheiros e representantes do governo durante encontro nesta terça
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os conselheiros tutelares de Itabuna normalizaram o atendimento após reunião com a secretária municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza, Andrea Simas, em que foi fechado acordo para regularização de salários e ações para melhorar as condições de trabalho. A reunião ocorreu na tarde desta terça (2). O Conselho Tutelar estava funcionando parcialmente desde ontem (1º).

O acordo passa pela valorização dos conselheiros tutelares de Itabuna, por meio de um projeto de lei a ser enviado à Câmara de Vereadores. O projeto assegura reajuste salarial e a restruturação da sede do Conselho Tutelar. Além da secretária, do procurador municipal Cláudio Soares e do diretor administrativo financeiro da Secretaria, Bruno Bagdede, a reunião contou com as presenças dos conselheiros Joelma Gonçalves, coordenadora do Conselho I; Itamar “Zezé” Santos, coordenador do Conselho II; Givanildo Ferreira, Rosa Sousa e Joabe Andrade.

A secretária garantiu que as horas extras, referentes ao mês de janeiro, serão pagas até a próxima quinta-feira. O pagamento será mantido até dezembro deste ano. Nos meses de novembro e dezembro de 2020, os conselheiros tutelares de Itabuna ficaram com os salários atrasados. Na gestão do prefeito Augusto Castro, diz Andrea, os conselheiros receberam pagamento com o auxílio periculosidade e sem o adicional noturno, por causa de um acordo com a gestão anterior.

“Logo que tomei conhecimento da paralisação, eu iniciei, na manhã desta terça-feira a busca de informações, junto aos assessores da Secretaria, sobre a situação funcional dos conselheiros. Também, convoquei esta reunião com representantes do Conselho Tutelar. O nosso objetivo foi solucionar, o mais breve possível, a situação para que eles possam desempenhar de maneira eficaz as ações do Conselho”, afirmou Andrea Castro.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.