Tonho de Anízio (à dir) e Manassés discutem proposta de aterro compartilhado
Tempo de leitura: < 1 minuto

Os prefeitos de Itacaré, Antônio de Anízio, e de Maraú, Manassés Souza, se reuniram nesta quarta-feira(12) com representantes do segmento empresarial para discutir alternativas para acabar de vez com os lixões nos dois municípios. A proposta é implantar aterro sanitário compartilhado, o que diminuiria os custos, e envolver a comunidade no processo de coleta seletiva.

Segundo explica o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, municípios vizinhos também devem ser convidados para aderir à proposta compartilhada, a exemplo de Ubaitaba e Camamu. Durante o encontro os dois prefeitos falaram das dificuldades para a destinação dos resíduos solos e do desafio que será transformar os atuais lixões em aterros sanitários, que são menos nocivos ao meio ambiente, pois são construídos para evitar a contaminação do solo, da água e do ar.

Os prefeitos Antônio de Anízio e Manassés Souza fizeram questão de enfatizar que acabar com os lixões foi compromisso assumidos com a sociedade e que será cumpridos pelas duas gestões municipais. Paralelamente ao aterro sanitário, os municípios também estarão implantando uma campanha educativa como forma de conscientizar a comunidade sobre a responsabilidade de todos com o ciclo de vida de um produto, desde a sua produção até o destino final.

As prefeituras vão incentivar a coleta seletiva. Nela, o cidadão deve separar os lixos secos dos molhados, facilitando a coleta e colaborando com o meio ambiente. A comunidade também será orientada sobre os dias e horários da coleta, além dos locais corretos para a colocação do lixo.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.