Polícia vê indício de homicídio doloso na morte do pequeno Enzo Gabriel
Tempo de leitura: < 1 minuto

A mulher que atropelou e matou o menino Enzo Gabriel Oliveira dos Santos, de 4 anos, no município de Pau Brasil, foi presa nesta terça-feira (8) por policiais da Delegacia Territorial (DT) de Camacã. O atropelamento aconteceu na última quinta-feira (3), quando a condutora, de 18 anos, atingiu a criança com a caminhonete de seu namorado, que também foi preso de forma preventiva.

De acordo com a apuração da DT, a mulher – que não possui Carteira Nacional de Habilitação – e o namorado ingeriram bebidas alcoólicas num bar na zona rural do município, antes de o homem passar a direção de sua Toyota Hilux para ela.

Conforme os investigadores, a condutora perdeu o controle do veículo e invadiu a calçada, atropelando Enzo Gabriel. Ainda segundo a Polícia Civil, ela e o companheiro fugiram com o carro ainda ligado, e o corpo da criança foi pressionado contra a parede de uma casa.

POLÍCIA VÊ INDÍCIO DE HOMICÍDIO DOLOSO

A Polícia Civil investiga a hipótese de o atropelamento ser enquadrado como crime de homicídio doloso, na modalidade de dolo eventual, porque, conforme a investigação, o casal teria assumido o risco de dirigir após o uso de bebidas alcoólicas e, no caso dela, sem habilitação de motorista. A polícia não divulgou os nomes dos suspeitos.

2 respostas

  1. Eu sou pai e sei o amor que tenho pelo meu filho…. até eu sofrir com a perda desse pai de família

  2. É uma merda mesmo! Quando os culpados são pobres e negros, as fotos e os nomes aoardcrm estampados nas Manchetes das Mídias.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.