Jogadores comemoram classificação na Copa do Brasil diante do Internacional || Foto Divulgação
Tempo de leitura: 2 minutos

A melhor das edições de Copa do Brasil da história para times baianos teve mais um resultado histórico, após as classificações de Juazeirense e Bahia. O Vitória precisava vencer o Internacional para avançar na competição, nesta quinta (10), em pleno Beira-Rio, em Porto Alegre.

A missão era difícil, mas o Vitória aproveitou o segundo tempo e se garantiu ao aplicar 3 a 1 nos gaúchos, classificando-se para as oitavas de final. O Leão havia perdido o jogo de ida, há uma semana, por 1 a 0 e precisava ganhar por, pelo menos, dois gols de diferença.

O primeiro tempo foi dominado pelo Inter, que soube usar a velocidade para atacar o Vitória. Faltou pontaria, porém, nas tentativas dos meias Taison, aos 12, e Patrick, aos 13 minutos, em contra-ataques puxados pelos laterais Moisés e Renzo Saravia.

Quando o Colorado encaixou a mira, o goleiro Lucas Arcanjo brilhou, salvando duas finalizações do atacante Yuri Alberto e uma de Taison, entre os 36 e 37 minutos. O Rubro-Negro só assustou aos 35, em chute sem ângulo do atacante Ygor Catatau, que parou na trave. Poste que, aos 45 minutos, salvou os baianos em cobrança de falta de Moisés. Os gols perdidos fariam falta aos gaúchos.

SEGUNDO TEMPO DE 4 GOLS

O Inter manteve a postura agressiva na volta do intervalo e logo aos três minutos obrigou Lucas Arcanjo a trabalhar novamente, em cabeçada do atacante Thiago Galhardo. Dois minutos depois, no entanto, o zagueiro Pedro Henrique levou o segundo amarelo e deixou os anfitriões com um homem a menos. Para complicar, aos 24 minutos, o Vitória abriu o placar com Samuel, aproveitando o rebote de um chute no travessão do também atacante Dinei.

O duelo ganhou emoção. Aos 32, o zagueiro Victor Cuesta ajeitou a bola, na sequência de uma falta batida por Edenilson, para o também volante Johnny empatar. No lance seguinte, o meia Eduardo arriscou da intermediária e marcou um golaço, recolocando o Vitória à frente. Aos 39, o lateral Raul Prata cruzou na direita e o atacante Guilherme Santos, de cabeça, fez o terceiro dos baianos, que passaram a ter a vantagem no placar agregado. Abatido, o Inter pouco fez para diminuir o prejuízo e ainda teve o atacante Boschilia expulso nos acréscimos. Redação com Agência Brasil.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.