Policial foi assassinado no domingo em Ilhéus
Tempo de leitura: < 1 minuto

A polícia tenta prender os bandidos que assassinaram, na noite de domingo (1º), na região de Castelo Novo, em Ilhéus, o soldado da PM Adir Pires Fontes de Oliveira, de 40 anos. As primeiras informações são de que, pelos menos cinco, marginais teriam atravessado um rio para chegar ao local em que o PM estava. Ele foi atingido ao sair de um bar e caminhar em direção a um carro.

A polícia trabalha com várias hipóteses para o crime, entre as quais homicídio, latrocínio (que é o roubo seguido de morte) e assalto. Muito conhecido e querido em Ilhéus, o soldado era lotado na 68º Companhia Independente da Polícia Militar. Nas últimas eleições municipais, em 2020, chegou a concorrer ao cargo de vereador. Morador do Condomínio Residencial Cachoeira, no Banco da Vitória, Adir Pires era estudante do Curso de Direito da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

MAIS VIOLÊNCIA

O final de semana foi muito violento em Ilhéus. Além do policial militar, outras duas pessoas foram assassinadas no domingo. Daniel Ferreira dos Santos, de 65 anos, e Rosana Ferreira de Jesus, 46 anos, foram mortos a facada, em Mamoan, na zona norte de Ilhéus. Os corpos foram encontrados no interior de um bar.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.