Herbert Conceição acerta cruzado de esquerda e nocauteia adversário ucraniano || Foto Wander Roberto/COB
Tempo de leitura: < 1 minuto

O ucraniano Oleksandr Khyzniak ganhou os dois primeiros rounds e tentou amarrar a luta, no terceiro e último assalto da final do boxe olímpico, quando foi atingido por um cruzado do baiano Hebert Conceição e desabou no ringue. Atordoado, Oleksandr se levantou, mas não tinha condições de continuar. O nocaute, na madrugada deste sábado (7), valeu a medalha de ouro para Hebert na categoria até 75kg.

A vitória também levou Hebert ao solo do ringue. Ajoelhado e aos prantos, o pugilista soteropolitano comemorou a conquista da segunda medalha de ouro do boxe brasileiro em olimpíadas.

Foi do também baiano Robson Conceição, dono do primeiro ouro olímpico do Brasil no boxe, o comentário mais preciso sobre a vitória de Hebert. “Nunca subestime um homem com sede de vitória”, disse o campeão dos pesos-leves nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, durante a transmissão da TV Globo.

BIA FERREIRA VAI EM BUSCA DO 3º OURO DO BOXE BRASILEIRO

A pugilista baiana Beatriz Ferreira, Bia, vai enfrentar a irlandesa Kellie Harrington na final da categoria até 60kg. A disputa da medalha de ouro será às 2 horas da madrugada desse domingo (8).

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.