Acusado de "rachadinha" e assédio sexual por ex-assessoras, vereador afirma que é vítima de farsa armada por adversários políticos
Tempo de leitura: < 1 minuto

O presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Jerbson Moraes (PSD), colocou o julgamento do processo de cassação do vereador Luca Lima (PSDB) na pauta da sessão ordinária desta quarta-feira (25), que foi publicada ontem (23) no Diário Oficial da Casa.

Processado no Legislativo por suposta quebra de decoro parlamentar, Luca Lima é suspeito de se apropriar de parte dos salários de ex-assessoras do seu gabinete (rachadinha), que também o acusam de assédio sexual. O vereador afirma que é vítima de uma farsa armada por adversários políticos.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.