Telefones e tabletes foram apreendidos durante operação em Conquista || Foto MP-BA
Tempo de leitura: < 1 minuto

O Ministério Público Estadual (MP-BA) e a Polícia Civil cumprem mandado de busca e apreensão contra um suspeito de ameaçar juiz da Comarca de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. A operação foi deflagrada na manhã desta terça-feira (24) e envolve o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), com o apoio do Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber). A operação apreendeu tablets, celulares e comprovantes de transações bancárias.

Denominada de Thémis, a operação cumpriu, em Vitória da Conquista, um mandado de busca e apreensão na residência do principal alvo das investigações, expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca do município. São apurados, nesta investigação ministerial, além do crime de ameaça, o cometimento dos delitos de denunciação caluniosa e fraude processual.

O alvo da operação, principal suspeito do cometimento dos crimes sob investigação, foi identificado após um esforço investigativo, por meio de diligências de campo e, ainda, medidas judiciais e administrativas na seara cibernética.

Segundo as investigações, as ameaças foram dirigidas a magistrado por meio de diversas mensagens, inclusive veiculadas pela rede social Instagram. Até o momento, informa o MP-BA, “foi apurado que uma suposta vítima do crime de estupro teria sido a autora do envio das mensagens, que teriam sido cuidadosamente “fabricadas” por ela, com o propósito de fortalecer as provas da suposta prática do crime que a teria vitimado”.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.