Audiência reuniu vereadores e representantes da sociedade civil
Tempo de leitura: < 1 minuto

A Prefeitura de Ilhéus não enviou representante para a audiência sobre os problemas do transporte coletivo do município, realizada pela Câmara de Vereadores nesta sexta-feira (17). O diretor da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Sutrans), Valci Serpa, sequer justificou a ausência no debate.

Na bronca com a inércia da Prefeitura diante dos problemas do setor, os participantes da audiência decidiram fazer uma manifestação de rua no próximo dia 28. O local do protesto ainda não foi definido.

Uma das principais reclamações dos usuários do sistema de transporte é a falta de ônibus em horários importantes para trabalhadores da zona urbana, agricultores e estudantes.

Funcionários do trade turístico começam a ser demitidos por falta de transporte público. Desempregados não conseguem ir ao Centro em busca de oportunidades de emprego. Estudantes da rede estadual, que já deveriam ter retornado às aulas presenciais, não frequentam as escolas por que o término das atividades não coincide com os horários das empresas Viametro e São Miguel. Aos finais de semana, moradores da zona rural gastam R$ 200,00 de frete em carros particulares para escoar a sua produção agrícola.

Nada disso sensibilizou o governo Mário Alexandre a enviar preposto ao debate.

Deixe aqui seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.